1407 Graymalkin Lane, Salem Center Westchester County. New York.

Por Venerável Victor  “X-monkey”  Vaughan

“Oh! que saudades que tenho; Da aurora da minha vida; Da minha infância querida; Que os anos não trazem mais!”     Casimiro de Abreu

Wolverine and the X-men #1

Danger: SPOILERS!

de Jason Aaron & Chris Bachalo

É isso, fiel devoto do Santuário, com esse título sendo o  endereço da casa mais famosa do mundo mutante, um novíssimo capítulo da história dos filhos do átomo está sendo escrito. Após a minissérie – para alguns de qualidade duvidosa  - Schism, aqui no Brasil, “Cisma”  , onde definitivamente – até o próximo mega evento mutante – a amizade entre Ciclope e Wolverine  é destruída e ambos tomam caminhos distintos, movidos por diferenças ideológicas.

Os seguidores de Scott Summers permanecem na ilha Estado Utopia, como uma pequena militia mutante, tentando salvaguardar suas vidas e defender os poucos “homo-superior” que sobreviveram após o “M day”, como é chamado o evento em que a filha de Magneto, a Feiticeira Escarlate, com apenas três palavrinhas faladas “não mais mutantes” comete o que alguns classificam como o maior massacre de uma espécie, de milhares de indíviduos e que agora se vêem  entre menos de três centenas…Ciclope acredita que por esse fator, os mutantes mais do que nunca precisam sobreviver, num mundo que eles defendem mas os teme e os odeia, colocando os poucos jovens mutantes que existem na frente de batalha.

Wolverine entende diferente. As crianças precisam crescer como crianças, viver em um ambiente onde possam estudar e confraternizar, sem ter que se tornar precoces guerreiros ou assassinos… talvez ao contrário de Ciclope, que desde cedo, foi treinado para ser um lider estrategista e soldado de frente pelo professor X, Logan, nosso carcaju, não queira que esses jovens passem por toda desgraça e sofrimento que ele mesmo passou em sua infância. E ele após reunir um número considerável de X-men simpatizantes de suas idéias e de agariar os jovens que se interessaram em abandonar a ilha Utopia , em frente ao litoral de São Francisco, parte para Westchester, em Nova york, para as ruínas do antigo Instituto Xavier, a Mansão X, em busca de uma nova vida, para seus novos  alunos.Dando início ao evento que se alastra por todas as revistas X : Regenesis.

Instituto Jean Grey para estudos avançados

Sim…ele aprontou essa com Ciclope, Wolverine nomeou a escola, antes Instituto Xavier, como todos conhecemos, pelo nome da falecida esposa de Scott e antiga paixão de Logan. É… não existe interesse algum , como essa alfinetada do baixinho envocado no “caolho” de haver alguma trégua nessa  guerrinha de egos, no futuro próximo.

Logo no início da edição, vemos um dia antes da abertura oficial da escola, Wolverine ao lado de Charles Xavier,  afastado da vida ativa da equipe por outros motivos que no futuro iremos abordar, caminhando por uma nova Mansão X, agora em final de reconstrução e reforma, muita da qual foi custeada pelo próprio baixinho, recebendo conselhos do professor X de como deve agir em seu novo papel de diretor do instituto e recebendo suas bençãos. Charles acredita que apesar de nunca ter pensado ser possível ver Logan nesse papel – e possivelmente todos  nós fãs de X-men –  ele é o candidato perfeito para assumir essa incumbência nesse novo capítulo da história da raça mutante como o guerreiro e sobrevivente que é, além da boa escolha  de seu “corpo academico”,ele  poderá garantir com mais eficiência, o bem estar dos alunos, numa escola que por mais segura e de construção sólida que seja, terá suas paredes explodidas constantemente…Aliás Charles o aconselha também a manter uma reserva bem generosa, para poder cobrir tais consertos.

O corpo docente

Kitty Pride, a aluna mais nova a entrar para a escola – sim, mesmo antes de Scott Lobdell e Grant Morrison  enfocarem com afinco essa caracteristica da Mansão – agora é a diretora do instituto ao lado de Wolvie. Ela se mostra extremamente nervosa e insegura nessa tão difícil função e relembra de como era rebelde em relação as regras do antigo diretor, Charles Xavier, e de como esses novos alunos, ao exemplo dela deverão lhe deixar de cabelo em pé.

O Fera,  está aqui feliz que nem “pinto no lixo”, ele foi o primeiro a se rebelar contra as idéias militares e até facistas de Ciclope – que cada vez mais relembram o antigo comportamento de Magneto, agora seu atual “conselheiro” – a  abandonar Utopia.  Na nova Mansão X, ele pode ser o que mais gosta de ser, um professor e gênio de plantão, passando inumeras horas em seu laboratório subterrâneo, aprimorando seus experimentos . O novo instituto é todo idealizado por ele, desde a planta do prédio, ao sistema de defesa , até a novíssima Sala de Perigo, que agora, não mais é circunscrito a um determinado espaço e abrange totalmente cada recanto do edifício.

Rachel Grey, a filha telepata de Ciclope e Jean de um futuro alternativo, é a nova professora de defesas psíquicas da escola, Vampira também veio,  assim como os irmão Sam e Paige Guthrie, que ensinam técnicas evazivas e literatura mutante, o Homem de Gelo leciona  álgebra  (alguém tinha que fazer o serviço pesado), Gambit leciona, desde como  tornar utensílios domésticos em armas mortais à etiqueta sexual – como pode ???  - além dos jovens  Karma e Câmara. E sobrou para  Groxo, que implorou a Logan para ser levado , a atividade de zelador e faxineiro (alguém tinha que fazer o serviço sujo) e isso definitivamente não vai prestar.

Ainda completam a equipe, a ex vilã Frenezi – que considero muito interessante e vinha ganhando maior participação nos X-men desde a recente série “Age of X ” – e o antigo X- estático, criado por Peter Milligan, Doop . O nosso ” primo do Geléia  dos caça Fantasmas”.

Os alunos

Muitos personagens de diversas épocas que já foram alunos da escola Xavier então matriculados nessa nova iniciativa de Wolverine, a começar pelo Kid Gladiator, sim, filho do Gladiador, atual regente do Império Shiar, que em troca da nova tecnologia enviada para  o Fera aprimorar a Mansão X, enviou seu filho com visíveis dificuldades sociais para se educar na nova escola, trazendo a Rapina ( antiga arqui-inimiga da equipe) como guarda costas. Confusões a frente, podemos ver desde alguns personagens  criados por Morrison durante sua fase a frente dos roteiros da revista, como o Glob Herman ou o problemático Quentin Quire, colocado ali para que Logan possa ficar de olho nele, até novos integrantes como os clones minúsculos e infantis do Noturno, os “Bamfs”, que trarão muitas situações hilárias e confusões. Ah! temos um  garoto mutante alienígena da raça da Ninhada, que a princípio tem como atributos um intelecto super desenvolvido e ao contrário de seus pares não está preso ao imperativo biológico de sua espécie, que é reproduzir, inviscerar e matar. Tenso.

Ao final da edição, Logan descobre, muito antes de Ciclope quem foi o manipulador de todos  os problemas causados aos mutantes na minissérie “Schism”. Esse novo vilão , que com orgulho declara ser o responsável por ter posto o último prego no caixão da amizade e aliança entre Scott e Logan e que , apesar de não ter previsto essa iniciativa do baixinho, pretende se aproveitar dessa separação da equipe e isolamento da escola.

Essa é agora a revista principal , o carro chefe do novo universo mutante. Ao saber de sua estréia meses atras, eu tive  o mesmo sentimento que nossos heróis preferidos sofrem desde que foram criados por Lee e Kirby na década de sessenta, preconceito. Mas após ler essa primeira edição, me toquei de que um camarada como eu, acostumado a tantos “Elseworlds” e “Flashpoints” da DC comics e a série “o que aconteceria Se” da própria Marvel, não poderia ter a mente fechada para um título que visivelmente será bem escrito e que vem na esteira de acontecimentos premeditados há alguns anos. o Resultado de todo esse planejamento? Os bons velhos tempos da escola voltaram! Não se atrase menino! Hoje a primeira aula do dia é com o professor Logan, e ele não está com uma cara muito boa, não!!!

Comunidade do Santuário no FACE

About these ads

Sobre O Santuário

EU SOU A FONTE!

Publicado em 27/10/2011, em Sem categoria e marcado como , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 15 Comentários.

  1. Ótima resenha, Victor, muito boa mesmo……….! Uma resenha da Marvel…. Muito bom…. muito bom….

    Curtir

  2. Hahahahaha ela chamou atencao, eu fui ver, oras! eh q essas coisas soh despertam meu sentido de aranha quando eh na minha propria revista….

    Curtir

  3. Caçarola, a equipe do Wolverine está com uma formação muito boa.

    E amei a referência a Jean rsrs

    Agora me surpreende a motivação dessa “ruptura” entre o Wolveloser e o Ciclope. A meu ver, as situações seriam invertidas. Porém, o comportamento atual do Scott faz sentido visto o que aconteceu (e posso dizer isso, mesmo estando afastado de X-men a tempos).

    No geral, eu diria que o Wolverine ficou com o melhor na equipe dele.

    Curtir

    • Eu acho Spider, que o lance da morte da Jean… a aproximação amorosa com a Emma, a responsabilidade de manter sua raça viva (que o Wolvie se preocupa também mas ao contrário do Scott , não o faz deixar de dormir) é que explicam porque não foi o Ciclope a voltar para a Mansão X. E sim, ele ficou com a melhor e o Scott com a mais poderosa…aliás, lá eles precisam…

      Curtir

      • Mais poderosa em que sentido?

        Rachel e Bobby são mutantes nível ômega, até onde posso lembrar. Kitty não é tão restolha quanto aparenta e tem algumas malandragens para compensar os poderes “fraquinhos”; Vampira e Gambit não podem ser substimados e o Míssil já encarou o Gladiador.

        E isso sem falar no Wolveloser, que por natureza, é retratado como “não tendo limites” e sendo capaz de detonar quem quiser.

        Curtir

  4. Nilson Andrade

    Huuummm…trabalhar o clima High School da época do Morrison (e ainda mais com o Kid Omega no meio de tudo isso!) é bem bacana (mesmo ele sendo um seguidor voraz de Magneto e este, ficou do “outro lado”). Lembrando também da presença do Doop (será que o passado em comum dele e do Logan será abordado?) e um clichê básico: Kitty diretora (ou alguém tinha dúvida disso?). O frustrante são os desenhos do Bachallo (em Generation X ele foi demais, depois subiu prá cabeça!) ainda não é desta que me convencem a voltar acompanhar quadrinhos!

    Curtir

  5. Ah, mas eu vou ler isso com certeza…

    Curtir

  6. Fred Bastos

    Pedras voando sempre foi a marca registrada do Bachalo, admito, só aqui entre vocês (porque geral ama e tenho medo de represárias, como tacarem fogo na minha casa, afogarem meu cachorro ou pixarem os muros de meu lar) que ter ele num título é certeza de eu não ler mas o cara já é patrimônio dos títulos mutantes e esse eu quero ler…pelo menos depois do que você escreveu Venerável e ai de você estar me enganando e ser uma porcaria….rs

    Curtir

  7. Tsc… odiei o traço (pedras voando)…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: