Arquivos do Blog

Os Novos Titãs: Quem é a Moça Maravilha?

_0006_Infinitas Terras

titãs

Uma análise do clássico, com roteiro de George Pérez e Marv Wolfman, desenhos de George Pérez, Arte final de Bob McLeod e Romeo Tanghal.

Alerta Spoiler. Leia o resto deste post

OS NOVOS TITÃS… de hoje, ontem e SEMPRE!

_0006_Infinitas Terras 1Em algum lugar… em outra Terra e cronologia, existiu uma equipe de jovens heróis chamados de “Novos Titãs”. Embora eles estejam diferentes hoje em dia, a versão anterior deles continua existindo em algum lugar, seja no fundo de um armário empoeirado impresso em velhas edições ou nas lembranças dos seus eternos fãs.

Os Novos 52 da DC nos apresentaram uma nova geração de Titãs. Eles são melhores?  Serão definitivos? Um dia representarão aquilo que foram seus antecessores… ou se juntarão a eles? Quem sabe?

Os textos a seguir são uma homenagem a alguns dos meus Titãs preferidos, da forma que eles foram um dia, e que talvez um dia voltem a ser. Mas também é um lembrete de que as mudanças existem para que na renovação, novas possibilidades possam nascer.

Então, um brinde os Novos.. aos Velhos… aos Eternos Titãs! Leia o resto deste post

Sexo Gay nos Quadrinhos! Os heróis também transam sem preconceitos!

Bar da Barda

Img de CapaUma análise sobre a homossexualidade nos quadrinhos.

“Triste época! É mais fácil desintegrar
 um átomo do que um preconceito”.
Albert Einstein 

AVISO: Contém plumas e paetês.

Leia o resto deste post

O parceiro do Batman numa realidade alternativa exclusiva…

_0006_Infinitas Terras

3ARTE SACRAOs Contos do Santuário!

Mais alguns distintos devaneios trazidos até vocês pela Nau Santuário, capitaneando os mares da vastidão improvável da qual são feitos os sonhos…

 

Leia o resto deste post

ARROW: Para os fãs comemorarem! Uma resenha quádrupla!!!!

cine sant´s

CAPAResenha dos episódios 11 a 14 da 2º temporada de Arrow.

Saiba mais sobre a série e leia a resenha do 10º episódio AQUI. 

Atenção: Contém SpoilersRevelações sobre a história!

Leia o resto deste post

Por que o mundo precisa de Donna Troy?

DONNANão é novidade que de tempos em tempos uma onda da antimatéria ou os socos de um supermenino mimado alteram a realidade dos quadrinhos da DC Comics. Crise nas Infinitas Terras, Crise Infinita, Zero Hora e o escambau.  Quando um universo fica muito complicado, os fãs perdem o interesse, as vendas caem, e então é preciso fazer algo. Simplificar. (Ou “Ultimizar” no caso da Marvel, embora eles separem os brinquedos em caixas diferentes). Com as mudanças, alguns elementos amados pelos fãs acabam sendo deixados de lado. Donna Troy é um dos melhores exemplos disso.
Leia o resto deste post

Onze supergrupos muito amados pelos fãs de quadrinhos – PARTE 1

Arquivos do Cadmus

por Venerável Victor “tratador de um bando de super macacos” Vaughan

Img-de-CapaimpossiveisO que é melhor que um único super herói?… Hum…Que tal um grupo repleto deles? Ao longo dos anos a indústria dos quadrinhos apresentou aos seus leitores uma centena de equipes e suas próprias revistas no objetivo de promover mais ação e drama e dessa forma incrementar as vendas. Esses grupos podem ser compostos pelos maiores figurões das editoras ou exclusivamente de personagens classe “C”, mas todos têm em comum o objetivo de ganhar seu lugar ao sol. Qual desses onze felizardos escolhidos pelo Santuário é o seu preferido, caro devoto?

Parte 2aqui!

Leia o resto deste post

X-MEN e NOVOS TITÃS: “Quem se atreve a invocar a FÊNIX NEGRA? – Eu, DARKSEID”!

_0013_Segunda Vista

CAPAResenha de Marvel and DC Presents: The Uncanny X-Men and The New Teen Titans de Chris Claremont (roteiro), Walt Simonson (desenhos) e Terry Austin (arte-final).

Por Rodrigo Garrit

X-MEN criados por Stan Lee e Jack Kirby.

NOVOS TITÃS criados por Marv Wolfman e George Pérez.

NOVOS DEUSES criados por Jack Kirby.

Contém spoilers revelações sobre a história. Leia o resto deste post

A ARTE DE DEO C’SAR – Lilith & O Corvo.

Por Deo C’sar

LILITH

Lilith Clay criada por Robert Kanigher – DC comics

Tive uma dificuldade inicial em desenhar essa personagem, – uma feiticeira num ambiente Celta é o que me foi proposto – porém só quando deixei-me levar pelas sensações é que ela surgiu. E pude perceber, depois, que cada elemento por mim colocado teve um significado atém, mesmo místico.

Nasceu no mês de março, mês esse dos nativos de Peixes da astrologia. Leia o que vem a seguir, e depois reflita se não é a fotografia desta saudosa Titã:

“Pisciana de delicada sensibilidade , graciosa e quase etérica, sonhadora e profunda em suas reflexões, parece viver fora da realidade e que não lhe importa o mundo ao seu redor. Porém, pode se suceder que Peixes dê, também, no aspecto físico, um tipo distinto e oposto em sua expressão.

Bondosa, criativa e inteligente. Se tem um objetivo é capaz de perseguí-lo com todas as forças até alcançá-lo. Não costuma guardar mágoas e perdoa com facilidade. Pode sonhar com dor e sofrimento porque tem um espírito muito humanitário, mas o amor não fica de lado. Os sonhos premonitórios também marcam presença, já que a sua mediunidade costuma ser muito acentuada.

Sentindo e pressentindo o que ainda virá, e o que já foi, tentando ensinar ao mundo a lição de todos somos partes de um mesmo organismo, que não há separação.”

Esta ilustração nos remete também Lilith representando A Temperança, uma das lãminas do Tarô – Significa  a pessoa que atingiu uma estabilidade maior. Que conquistou um status, ou seja, conseguiu integrar um jogo de personagens dentro do seu ambiente, podendo atuar exercendo seus dons. A tarefa passa agora a ser de cuidar de outras partes que ficaram em desequilíbrio. Em busca de temperar melhor a vida.

O CORVO

Eric Draven criado por James O’Barr – originalmente lançado na Caliber Comics

Talvez tenha sido o filme do momento que me levou a usar este personagem… mas comecei a criar esta ilustração do Corvo como um exercício para o uso de pena com nanquim…

Fiz um mix do visual apresentado nas sequências; vesti-o com minhas botas, meu casaco de couro… e meu corte de cabelo. E quem sabe, inconscientemente, até o meu olhar!

Usei duas fontes de luz: uma superior direita vindo do luar e a outra mais forte vindo de uma explosão, ao fundo, criada do seu estalar de dedos.

IMPORTANTE: Nesse último dia 1o de março o mundo perdeu um de seus maiores mestres da arte sequencial ainda vivo, Jean Giraud, o Moebius, durante todo esse mês, nós aqui do Santuário homenagearemos esse que foi um dos maiores artistas do século XX e XXI e para começar, vocês podem acompanhar um texto sobre a vida e obra do francês virtuoso no blog: QUADRINHOS PARA QUEM GOSTA.

%d blogueiros gostam disto: