“Stormwatch” e “Green Lantern: New Guardians”: nós prevemos…

 

Por Rodrigo “Lanterna da Tempestade” Broilo

Até poucos dias atrás o Novo Universo DC batia a nossa porta. Agora não! Ele já entrou, se jogou no sofá e tá querendo saber se tem cerveja pra beber. Último dia 31/08 ele começou pra valer com o primeiro numero da nova Liga da Justiça.

São prometidos 52 títulos mensais. Alguns são velhos conhecidos, outros são velhas promessas, alguns novidades inesperadas, e outros cheiram a desastre. De todos os títulos, os que me chamaram realmente a atenção foram apenas dois: Stormwatch e Green Lantern: New Guardians.

Stormwatch me chamou atenção não só por misturar personagens de Wildstorm com os do UDC, mas por ter uma cara mais Vertigo. (Essa é a deixa pra um “Bwahahahahaha”). Além de ter no elenco o Caçador de Marte, que é normalmente um personagem mais sério e phodástico, e os sempre casados Apolo e Meia Noite, o título tem um ar adulto, que me lembra mais Vertigo que Wildstorm, de onde esses dois últimos são. Mas no fim das contas, ele é um título do nUDC. (Fui claro?)

Stormwatch, que será escrito por Paul Cornell e desenhado por Miguel Sepúlveda, é um grupo sancionado pela ONU que surgiu antes dessa leva de super-heróis, e que os consideram “amadores incompetentes”. Segundo Sepúlveda disse em entrevistas sobre o título, Stormwatch é “muito provavelmente o maior segredo do universo DC”,  uma espécie de pedra fundamental, diz.

Já Cornell diz que foi fácil colocar Storwatch dentro do UDC, pois ele sempre esteve lá. Segundo ele, eles estão envolvidos em tudo o que ocorreu no universo DC.

Sobre os personagens, ele ressalta a apresentação ao mundo de Adam One, que “envelhece ao contrário desde o Big Bang, um mestre tático que esquece coisas e não é muito bom em convencer os outros de que sabe o que está fazendo”.

Já Meia Noite e Apolo se encontrarão pela primeira vez nessa nova série, mas continuaram sendo um casal gay. Cornell promete não mudar muito da essência dos heróis já existentes. E o Caçador de Marte, além de ter a missão de trazer Apolo e Meia-Noite para o grupo, vai ficar meio em cima do muro com relação aos “novos” heróis que surgiram nesse novo mundo.

Stormwatch fará parte Edge, e por isso terá um teor mais adulto e conspiratório.Além de Caçador de Marte, Apolo, Meia Noite e Adam One, o título trará ainda Jack Hawksmoor,  Jenny Quantum, Engineer,  Projecionista e Eminence of Blades.

Quando ouvi falar de como seria a série, inicialmente me veio a cabeça o Chequemate, depois surgiu, do nada, a clássica pergunta “Quem vigia os vigilantes?”. É esperar até quarta-feira pra ver, pois o título é um dos que estreia essa semana.

Já para acompanharmos New Guardians, título da mitologia dos Lanternas Verdes, vamos esperar um pouquinho mais, pois ele está prometido para o dia 28.

A ideia de New Guardians já é promessa velha e está pra ser lançado desde a noite mais densa. O sucesso que a tropa dos Lanternas Resta… ops… Coloridos fez durante a série, entre alguns fãs menos ortodoxos, garantiu que essa série chegaria a nós mais cedo ou mais tarde.

Há, porém, claras diferenças entre essa Tropa e a que lutou na Noite Mais Densa. Durante a referida super-saga (mega é exagero), alguns dos principais representantes de cada Tropa formavam os Power Rangers da DC, entre eles Hal, Saint Walker, Atrocitus, Larfleeze, Sinestro, Carol e Índigo-I. Claro que tivemos também a Tropa B, com Mulher Maravilha como Safira Estrela, Barry “Flash” Allen como Lanterna Azul, Lex como Agente Laranja, Mera como Lanterna Vermelha, Espantalho como um Lanterna Sinestro, Elektron representando a Tribo Índigo e mais uma vez Hal, como ele mesmo.

Neste novo título, escrito por Tony Bedard e desenhado por Tyler Kirkham e Batt, teremos Kyle Rayner como o Lanterna Verde líder dessa multicolorida equipe, ao lado de Bleez dos Lanternas Vermelhos, Arkillio da Tropa Sinestro, Glomulus um Lanterna Laranja, Munk da Tribo Indigo, e os já conhecidos Lanterna Azul Saint Walker e a Safira Estrela Carol Ferris, embora em alguns lugares se diga que será  Fatality.

Este titulo me chamou a atenção principalmente por não ter Hal, e sim Kyle como representante dos Lanternas Verdes, e por estar carregado do conceito de Espectro Emocional, na minha humilde opinião, a melhor sacada do Geoff “Orange Agent” Johns.

Mas o interessante de ambos os títulos é que nenhum deles é novo…

Stormwatch surgiu dentro da Image/ Wildstorm como criação de Jim Lee, o mesmo que agora os fez virar um grupo DC. Surgido na década de 90 do século passado (velhíssimos!), o título teve certa relevância quando no fim da década passou pela mão do elogiado Warren Ellis, e acabou dando origem ao já conhecido Authority. Ou seja, Apolo e Meia Noite já tem um passado com a equipe (um passado apagado da cronologia, mas tem). Stormwatch teve diversas equipes e formações, inclusive algumas simultâneas, até virar o título de sucesso Authority.

Já o nome New Guardians surgiu durante o evento Millenium da DC Comics, no fim da década de 80 do século passado (mais velhíssimos!), numa série escrita por Steve Engelhart e desenhada por Joe Staton. New Guardians era um grupo formado por heróis de diversas nacionalidades escolhidos pelo Guardião do Universo Herupa Hando Hu e pela Zamorana Nadia Safir (provavelmente uma tia da Sasha).

Os escolhidos para serem os “Novos Guardiões” eram Betty Clawman, Extraño, Homem Florônico, Gloss, Harbinger, Jet, Ram e Thomas Kalmaku (O.o’). A série trouxe diversas polêmicas como o vilão que ganhava poderes da cocaína e o homossexual Extraño que era portador do HIV, por exemplo.

Independente de nem tudo ser novíssimo, esses dois títulos, segundo nos revelam os Antigos Espíritos do Bem, são os que mais prometem e são os que vocês acompanharão pelas minhas mãos e opiniões mensalmente.

Anúncios

Um comentário sobre ““Stormwatch” e “Green Lantern: New Guardians”: nós prevemos…

  1. Me deu vontade de reler toda a saga Milênio que saiu nos gibis em formatinho pela Abril…. mas pensando bem, acabei de me tocar que toda a saga girou em torno de proteger esses “escolhidos” que se tornaram os novos Guardiões…. a equipe de heróis mais chata e dispensável da história… exceto pela Precursora. A Precursora é legal…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s