O Super-homem da contracultura, GODSPELL – O Musical

Por Venerável Victor  “O filho do Homem”  Vaughan

“Se Deus é brasileiro, o Papa é carioca!”. Assim dizendo, João de Deus, ou João Paulo II (“O papa é pop”), em sua visita à Cidade Maravilhosa, arrebatou de vez o coração dos brasileiros com o carisma de praxe. Enquanto os EUA sobreviveram a tragédia anunciada do furacão Irene, é inevitável pensar mais uma vez que nosso país é abençoado pelo “cara lá de cima” (desculpe Xuxa, te roubei essa)… mas espere aí: E os deslizamentos na serra? E as secas e enchentes no norte/nordeste/sul? E o furacão Catarina? E a Furação 2000 ? Tati quebra Barraco, Leandro e as Abusadas, Sertanejo Universitário e seus incalculáveis prejuízos à nação???

No coração dos anos 60 um furação cultural arrebatou, principalmente, o país do Tio San: A Contracultura que, retroalimentada nos então novos meios de comunicação de massa, repercutia e se reproduzia globo afora. No rastro de contestações, liberação sexual, paz e amor, diversas obras de arte foram propaganda das novas idéias, entre essas obras o musical “GODSPELL” que, em 1972 dizia que não, Deus não é brasileiro.

De Stephen Schwartz e John-Michael Tebelak, o musical bebia no cálice do Evangelho de São Mateus pra nos brindar com uma mensagem cristã e bem política. Amar uns aos outros, não saber uma mão o que faz a outra, oferecer a outra face, entre tantas outras regras de convivência harmônica com o semelhante, são tratadas com delicadeza e humor no filme. Sem humor, aliás, Godspell não poderia ser tão fiel aos preceitos cristãos; é evidente em quase todas as sequências a alegria que a “boa Nova” promove ao ser transmitida.

Na tumultuada Nova York dos baby-boomers um saltimbanco andarilho arregimenta alguns cidadãos que, ao ouvirem o som de sua corneta, deixam o tédio para trás e seguem seu chamado. A bailarina, o cozinheiro, a bibliotecária, o taxista, a atriz aspirante e a garçonete se reunem no Central Park para serem batizados no chafariz principal. Neste momento fica evidente o paralelo do

movimento hyppie com os primeiros seguidores de Jesus, rebeldes do amor de seu tempo. Esta metáfora, nada sutil e bem proposital, dita a obra. Como no Batismo de João, o saltimbanco mergulha as almas na nova vida enquanto avisa que os está batizando com água, mas que no futuro o Messias os iria batizar com fogo e com o Espírito Santo.

E eis que ninguém menos que um PALHAÇO surge e pede pra ser batizado; o João Batista hyponga se recusa, diz que ele é quem deveria se-lo… Estava apresentado ao mundo um Jesus renascido da contracultura, circense, libertário e com um baita brasão de “S” amarelo e vermelho na camiseta azul… Um Super Jesus, um Deus americano.

Na parte técnica a obra também não deixa a desejar: Canções como “Day by Day”, que alcançou o número 13 na lista da revista Billboard no verão de 1972, é de tirar o fôlego; os intérpretes dão show, a fotografia é espetacular e o ator principal, Victor Garber, que anos depois foi o construtor do Titanic no filme de James Cameron, está bem… bem Jesus.

Godspell é como um “Evangelho segundo os novos tempos” que, dos milagres à crucificação e ressurreição, de Madalena a Judas, reenvia as mensagens em parábolas, músicas e encenações comoventes. O Jesus-palhaço é um arauto do amor, cujo símbolo leva pintado ludicamente na testa. Às vezes parece que o filme foi feito por uma criança… uma criança genial!

Vencedores de vários Gremmys com este e outros trabalhos, Schwartz e Tebelak, ao

mesmo tempo que redimiam o movimento hyppie defendendo sua legitimidade moral, sacudiram a poeira de séculos que se acumulava sobre o próprio cristianismo esquecido de suas origens.

“You are the light of the world!”

               Mateus 5:14

Anúncios

4 comentários sobre “O Super-homem da contracultura, GODSPELL – O Musical

  1. Esse artigo é a mais pura essência do que significa esse Santuário; é como uma renovação de votos. Preciso muito ver esse filme… vou agora mesmo para a locadora! (“Locadora” é como chamo meu gerenciador de downloads) ;P

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s