ETRIGAN voltou e agora não está sozinho…

Por Venerável Victor  “para uns o demônio”  Vaughan

Essa matéria resenha a edição de Demon Knights #1  cuidado, SPOILER!!!

O DC relaunch como todos sabemos é a investida da Warner para alavancar as vendas da editora, toda uma estratégia de marketing foi elaborada,nesse mês revistas foram renumeradas, muitas descartadas e outras criadas. E já que estamos tratando de publicidade, porque não revigorar a antiga franquia de Jack “the king” Kirby: Etrigan o demônio, com um novo nome de impacto muito mais relevante? Demon Knights!!!

Escrita pelo inglês sensação do momento Paul Cornell – muito conhecido fora do mercado de quadrinhos americano por seu trabalho em Doctor Who – e desenhada pelo artista brasileiro de Santo André, Diógenes Neves, além das belíssimas cores de Oclair Albert, a revista Demon Knights tem tudo para ser um dos melhores títulos mensais, não só por sua primorosa arte e roteiro instigante mas por colocar os heróis e vilões da DC que quando muito, vemos defendendo a Terra no futuro ou no velho oeste,  na Idade das Trevas!

Quem leu Stormwatch #1  do mesmo roteirista e resenhado também aqui, sabe que é citado rapidamente que na Idade Média a equipe já existia, defendendo o planeta como os Cavaleiros demônios!

Cada vez mais acho interessantíssimo os novos rumos da editora com seu universo particular, vejamos bem, títulos como Superboy, Red Hood end the Outlaws e Novos Titãs, que fazem parte de um mesmo núcleo de influência, ficaram a cargo do mesmo roteirista, assim como no caso de Cornell, que ao que tudo leva a crer, encontrou uma forma simples de conectar duas revistas sobre sua direção, uma no passado e outra no presente, de forma inteligente.

A narrativa da primeira edição, como não poderia deixar de ser, mostra o último dia de uma Camelot vencida por inimigos poderosos e misteriosos. Como na lenda inglesa escrita por Sir Thomas Malory, o corpo do rei Arthur Pendragon, é levado pelas sacerdotisas de Avalon para ser enterrado nessa mesma ilha, onde um dia, como conta a história ,irá ressuscitar para defender a Bretanha em seu mais tenebroso momento ( não…não quando a carta em que o príncipe Charles diz  à Camilla Parker Bowles, duquesa da Cornualha, que queria ser seu absorvente íntimo é descoberta e cai em público…) mas quiça talvez…na obra prima de Mike W. Barr e Brian Bolland –  CAMELOT 3000 –  Quem sabe…

A espada Excalibur  é atirada no lago após a morte do rei também como conta a lenda (numa narrativa visual claramente inspirada no filme EXCALIBUR de 1981 dirigido por John Boorman) e nesse momento a Madame Xanadu, personagem que ficaria popular para os fãs da editora no selo Vertigo, faz sua primeira aparição nessa edição, ao tentar resgatar o artefato mágico de se perder nas profundesas, se conseguiu ou não…é um mistério para capítulos seguintes.

O fatídico momento em que o famoso feiticeiro Merlin , não vendo outra solução para a crise, une as essências do aprisionado demônio Etrigan – ameaça até então constante ao reino e à toda humanidade – com o puro e leal cavaleiro da Távola Redonda Sir Jason Blood é apresentado para os novos leitores de forma rápida e concisa, possivelmente virá a ser revisitado com mais calma mo futuro da revista para não atrapalhar o ritmo da narrativa desse primeiro capítulo.

A inglaterra está num caos , uma era de terror se inicia, o povo faz o que pode para sobreviver e os vilões são apresentados, no caso, um casal de feiticeiros, uma nova personagem muito gostosa, piranhesca e maldita e o bom e velho – até então nessa época jovem – Mordru , antigo inimigo da Legião dos Super Heróis, do Senhor Destino da Sociedade da Justiça e do escambau a quatro. O que eles querem? …dominar o mundo comandando um imenso exercito misticamente fortalecido? Sim mas o interessante é que eles acreditam que o que estão realmente fazendo é conserta-lo! Bom, pelo menos a vaca da feiticeira, porque o velho Mordru deve muito bem ter noção da sacanagem toda que anda aprontando nessa época.

Rostos conhecidos dos leitores como Vandal Savage e o Cavaleiro Andante e os aguardados novos personagens que o roteirista criou para a série aparecem nessa edição, cada um com seu direito a rápido alvoroço mostrando que não são fracos não e que vieram  para brilhar. O próprio Cornell não está de bobeira quando quase no fim da história nos revela um tringulo amoroso inusitado entre Jason Blood, seu alter ego demoníaco e a Madame Xanadu… e apesar de Etrigan ser chifrudo, não é ele o corno ali.

Eu sou fã de carteirinha do protagonista endiabrado criado por Kirby  mas a revista chegou nesse primeiro número chutando bundas não só em tavernas e aldeias… e fora tudo o que foi dito acima por seu escritor quanto  pela arte do nosso desenhista brasileiro, ela não apenas receberá uma segunda impressão lá fora como será um dos encardenados mais valorizados da nova DC comics.

Demon Knights – Espadas e super heróis mágicos na era Medieval!!! Etrigan está de volta, revigorado e dessa vez muito bem acompanhado!

Não conhece Etrigan o demônio? Clique aqui

S_Final

Anúncios

3 comentários sobre “ETRIGAN voltou e agora não está sozinho…

  1. E ao que tudo indica o Diógenes Neves não é antipático! O que torna o trabalho dele 100 vezes mais maravilhoso.Quando li a revista saquei as referências visuais que ele usou mas uma coisa é certa, fiquei encantado com a narrativa cinematográfica da revista. Assim como todos no início tive receio desse relaunch mas quer saber? Veio para o bem de todos.

    Curtir

  2. Eu não conhecia o trabalho do Diógenes Neves, achei o traço dele fantástico, já fiquei fã do cara! Quanto ao Paul Cornell, ter passado por Dr. Who é uma ótima referência… não acho que vá decepcionar… e o é claro que o Etrigan não é corno, esse é Paul. (“Cornell”, sacaram? hehehe… hã, sem graça né? Tudo bem, to saindo…)

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s