Monstro do Pântano # 1: Chegou a Primavera!

Por Rodrigo Garrit

Aviso: muitos spoilers enraizados neste artigo.

O bem e mal não existem como coisas separadas. São como “órgãos” de um mesmo corpo. Tudo faz parte da grande engrenagem universal que movimenta a existência. Porque da carniça podre jogada na terra, pode florescer a mais bela das rosas.

Tendo esse ensinamento de Alan Moore em mente, vamos ao Monstro do Pântano.

A revista do personagem foi relançada pela nova DC, com roteiros de Scott Snyder e desenhos de Yanick Paquette. Personagem cult, criado em 1971 por Len Wein e por Bernie Wrightson , no início ele era o botânico Alec Holland, que criou uma fórmula biorrestauradora que faria com que diversos tipos de vegetação pudessem crescer em locais inóspitos. Mas ele foi atacado por criminosos que queriam a fórmula, teve seu corpo banhado pelo produto e queimado, caindo em seguida no pântano da Louisiana, e renascendo como a enorme criatura vegetal. Mas então veio Alan Moore…

E Moore nos deu uma nova perspectiva sobre a criatura. Segundo sua visão, Alec morreu no dia do acidente, mas seu corpo, impregnado da fórmula biorrestauradora, fez com que a vegetação do pântano que cresceu em seu cadáver adquirisse consciência própria… e como resultado, não tínhamos um homem que se transformou em planta, mas uma planta que se transformou no Monstro do Pântano! Tendo todas as memórias de Alec, ele mesmo acreditava ser o cientista, até se deparar com os resultados dos testes feitos em seu corpo por Jason Woodrue (também conhecido como “Homem Florônico”). Ele até mesmo usou como exemplo um caso real observado na natureza: as planárias. Essas criaturas têm o incrível dom de se regenerar a partir de uma parte mutilada de seu corpo. Estudos com planárias em labirintos, comprovam que quando uma planária descobre o caminho para o alimento e em seguida é cortada, a nova planária que se regenera já traz consigo o conhecimento prévio de onde se alimentar. É uma clonagem natural, com direito a transferência de memória.

Mas não vamos nos dispersar do assunto. O Monstro do Pântano, descobriu aos poucos sua função no mundo, graças a ajuda do mago inglês John Constantine (personagem criado por Alan Moore como coadjuvante do Monstro). A criatura então se viu como um elemental da natureza, ligado ao “Verde”, uma linha invisível que liga toda a flora do planeta, parecida com o “Vermelho”, que liga toda a fauna, e que é acessada pelo Homem Animal, conforme expliquei mais detalhadamente no artigo que você confere clicando aqui.

Em suas andanças pelo mundo (e outros mundos), o Monstro encontrou o espírito de Alec Holland em paz no Paraíso e desceu ao Inferno para salvar sua amada Abigail.

Nos recentes eventos da saga “O dia mais claro”, Alec Holland Ressuscitou, e da mesma forma que a planta tinhas as memórias do homem, agora o oposto aconteceu: o homem voltou dos mortos com todas as recordações do Monstro… ele tem a nítida memória de amar uma “mulher de cabelos brancos” que nunca conheceu. Isso é dito na nova série do personagem, mostrando que a cronologia dele está intacta. Ainda temos o mesmo personagem de antes, embora vivendo o novo status de existir tanto na forma de Alec como na do Monstro. O ótimo roteirista Scott Snyder (de “Vampiro Americano”), escreveu uma história digna do selo adulto Vertigo, embora agora essas histórias se passem na nova cronologia do universo DC. Temos rápidas aparições de Superman, Batman e Aquaman. Mas nem de longe essa é uma HQ de super heróis. É uma legítima história de terror, que respeita toda a tradição desse personagem, e apesar de estar ainda na primeira edição, nos promete seguir esse caminho vertiginoso, com o perdão do péssimo trocadilho. Claro, comparar qualquer roteirista com Alan Moore é desumano. Snyder é um bom escritor de horror, fã confesso do personagem e da influência de Moore sobre ele.  Nas palavras de Holland:  “O mundo vegetal é cruel, nervoso e violento”. Não vão faltar moscas infernais entrando pelos orifícios das pessoas e controlando suas mentes.  A floresta vai ser regada à sangue.

E mal posso esperar pela próxima edição.

Nota: 10

Anúncios

14 comentários sobre “Monstro do Pântano # 1: Chegou a Primavera!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s