Resenhado: New Guardians #2

Por “Saint” Rodrigo Broilo “Walker”

Irmãos e irmãs… Chegou mais uma edição de “Green Lantern: New Guardians”, a segunda dessa série que promete ser uma das melhores da DC Comics…

Como sempre, CONTÉM SPOILERS!!!

A edição começa onde a anterior parou, no coração da Times Square, onde Fatality, Munk e Arkillo estão interrogando Rayner, sobre porque, e principalmente como, ele conseguiu roubar tantos anéis.

Kyle diz que não queria aqueles anéis e que se eles os quisessem de volta, era só levarem. Na tentativa de evitar que os cidadãos de NY sofressem com os ataques flamejantes de Bleez, ele tenta escapar e levar a batalha para outro local, mas é impedido por Arkillo que tenta levar o anel amarelo, mas leva uma descarga elétrica do próprio anel amarelo e é atropelado por um trem (ô.ô).

Enquanto isso, Fatality cristaliza Bleez, já que ela é a menos racional dentre eles, e consegue fazer o mesmo com Kyle. Enquanto ela e Munk tentam dialogar e racionalizar sobre o que aconteceu, o anel de Kyle começa a sobrecarregar, o que só pode significar uma coisa, um Lanterna Azul por perto.

E então Saint Walker faz sua estreia. O que mostra que a habilidade dos Lanternas Azuis de catalisarem o poder dos Lanternas Verdes foi mantida nesse novo universo.

Kyle agradece a Walker por dar a ele o benefício da dúvida, e os dois partem para o espaço em busca de respostas, e a única pessoa que pode dar essas respostas é Ganthet. Nessa sequência vemos que a mitologia dos Lanternas Azuis, a minha tropa preferida, é mantida, já que Saint Walker conta que Ganthet e Sayd foram os criadores da tropa.

Enquanto isso na Terra, Arkillo se recupera e Munk desfaz o cristal violeta que aprisionava Bleez e eles concordam que agora que há um Lanterna Azul próximo a Kyle, eles precisam batalhar juntos para derrota-los. E os quatro partem pra Oa, mesmo sabendo da regra que proíbe que se entre lá sem a permissão dos Guardiões.

Enquanto isso, Walker e Rayner estão prestes a chegar a Oa, e se questionam porque há também um anel laranja seguindo Kyle. Se havia apenas um, e o seu dono não veio reclamá-lo, é sinal de que ele deve estar morto. Em nenhum momento o nome de Larfleeze é citado.

Chegando a Oa, Saint Walker fica para trás em respeito a regra dos Guardiões de acesso restrito à Lanternas Verdes e Guardiões, solicitando a Kyle que diga a Ganthet que ele é bem vindo a voltar a Tropa dos Lanternas Azuis. Kyle então entra na Cidadela de Oa e se encontra com Salaak, que continua como administrador da tropa e impede que Kyle vá ter com os guardiões.

Mas os guardiões vão ao encontro de Kyle (peraí, eles não tinham morrido?), querendo respostas do Lanterna Verde 2814.4 (achei legal essa referência) sobre os anéis que o circundam. Kyle diz que é atrás disso que ele veio e se dirige a Ganthet, que o trata com frieza. Kyle estranha, e os Guardiões informam que ele foi liberto de emoções. Kyle então se enfurece dizendo que isso era lobotomia.

Quando os Guardiões tentam pegar os anéis e forçar um interrogatório, todos eles se colocam nos dedos de Kyle, numa cena que relembra (ou homenageia) a clássica cena do antigo UDC onde Hal Jordan usou ensandecidamente diversos anéis verdes.

Kyle então aparece com uma armadura com quase todos os símbolos dos anéis e recebendo as saudações de bem-vindo de quase todas as tropas e…

“Next: Os Guardiões contra os Novos Guardiões…” E acaba a edição.

Mais uma vez, a ação dessa revista faz com que ela acabe muito rápido, a diferença dessa é que há mais diálogos e nos mostra mais sobre cada uma das tropas e ficamos mais próximos de saber o que está acontecendo com Kyle Rayner para ele se tornar um ímã de anéis. As solicitações dos próximos meses dão a entender que pode ser algo tramado por Larfleeze.

A equipe criativa está novamente de parabéns, desta vez com a ajuda de Harvey Tolibao.

Nota: 9,5.

OBS.: Há ainda na revista um preview de “Batman Noel” que tem estreia marcada para Novembro. Vai perder?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s