A BRUXA VIU: Once upon a time & Grimm

Por Leticia Fiuza

Once upon a time

Acabei de vencer minha relutância sobre o mote e a atriz principal desse seriado. Estava sendo muito difícil imaginar a chata Cameron, de House, (Jennifer Morrison) como a “filha” Branca de neve e salvadora do mundo do conto de fadas. Não torça o nariz, isso não é spoiler. Alias, não coloquei nenhum  spoiler no texto.

Busquei e assisti os dois primeiros episódios dessa série. Na verdade, eu ia começar com Grimm, mas por motivos temporais, comecei por Once… E tenho de confessar, gostei. Bastante.

É um samba da fada doida, uma versão mais séria do mundo de Shrek, Nárnia e Tequila Vermelha. (Porém, a cidade não se chama Far Far Away e sim, Storybrook, os personagens são mais “realísticos”, não apareceu nenhum Leão falante ainda e bem, o fusca é amarelo.)

A primeira vista, começam os questionamentos. Emma Swan, a heroína, é uma garota durona, trabalha encontrando pessoas desaparecidas ou que querem se esconder, e de repente se vê jogada dentro de uma história louca por um garotinho que bate em sua porta no meio da noite do seu aniversário: Henry.  Certo não parece muito interessante? Mas é.

Cada coisa mais incrível – (No sentido de ser difícil de acreditar; uma delas, a Branca de Neve ser muito mais nova que a filha… Tá, é explicado o porquê, mas a primeira vista, choca.) – que vai acontecendo, mais questionamentos são feitos e mais você fica preso a querer saber as respostas e digamos, que a Cameron, ops, Emma promete ser uma personagem bastante interessante.

Já a Rainha Má, ou Regina, marcou bem seu lugar. A química entre as duas protagonistas funcionou. Agora, Branca de Neve… Apagada demais ainda. Tanto quanto sua versão no mundo real, a professora Mary.

A Rainha Má promete vingança contra Branca de Neve e o Príncipe Encantado (Sim, generalizaram. Só quero ver se aparecer outra princesa na história. Será que ele poderia ser julgado por poligamia?) e todos os seres fabulosos do reino. (Quando digo seres fabulosos, podem imaginar quem vocês quiserem, pois se não apareceu ainda, provavelmente vai aparecer.) Com a ajuda de Rumpelstiltskin (Sim, o duende negociante e de ética questionável interpretado pelo ótimo Robert Carslile), a bruxa lança uma maldição muito cruel sobre todos, colocando-os numa prisão horrenda: “a pior de todas as punições”. Onde todas as memórias seriam esquecidas e não haveria novamente um Happy ending, a não ser o dela. Essa prisão, nosso mundo, cidade Storybrook, no Maine.

E a única esperança, seria Emma. Então, parece que a coisa não funciona, não é? Eu pensei a mesma coisa, mas me enganei. Ok. Foram apenas dois episódios até agora, mas estou bastante curiosa, não, diria interessada em ver o próximo e saber se conseguirão criar ganchos suficientes para manter uma temporada ou mais.

Once Upon a Time é criação de Edward Kitsis e Adam Horowitz, duas das mentes por trás de Lost e Tron: Legacy. Pelos exemplos que tivemos, podemos esperar grandes feitos dessa série, “Terríveis” talvez, mas grandes… como dizia um outro personagem de contos que provavelmente não aporte nesse aqui.

GRIMM

Estava muito empolgada para ver essa série, mesmo que minha primeira impressão com o trailer foi “Quer ser Supernatural”. Mas e daí? Gosto desse tipo de idéia.  Borá ver, lampeira e feliz. E ao contrario do “Once…”, meu veredicto não foi tão agradável. Fraco, apelativo e com personagens que não prendem a atenção.

Novamente, não contém spoilers

Os Grimm são um tipo de “Caçadores de Seres Sobrenaturais”, descendentes dos famosos escritores Irmãos Grimm, que não escreviam fábulas e sim relatos de coisas reais.  E desde então, esses descendentes vem protegendo a humanidade e tentando colocar ordem entre os monstros.

O personagem principal, Nick Burkhardt (David Giuntoli) recebe uma visita inesperada de sua Tia exatamente na noite em que ia dar um grande passo em sua vida.  Essa tia, que aparentemente é quem está no ramo da caça no momento, chega despejando informações que são coisas de vida ou morte.

Tudo isso, embalado num clima forçado e em atuações que não convencem.  David Giuntoli é o típico homem lindo sem sal. Sem carisma. Para ser sincera, até agora, a personagem que aparentou algo interessante foi seu parceiro policial e se ele vai ter alguma importância? No Idea.

Certo, posso estar sendo radical e critica em demasia, ainda é o piloto e a história tem de ser desenvolvida. Pode ser que com o passar dos capítulos, a série pegue ritmo e convença. Não tenho problemas com clichês ou histórias repetidas, desde que a forma como sejam contadas sejam boas e interessantes.

O que os produtores queriam é que a serie fosse algo como Buffy e Angel só que mais sombrio. A série é criação de Stephen Carpenter, David Greenwalt (ex-produtor Buffy) e Jim Kouf (Angel). MEDO disso, muito medo!

Vou assistir aos próximos capítulos, dar a chance de redenção, mas confesso que foi um balde de água frio no meu ânimo esse episódio.

E outro ponto contra, não da própria , mas já o destino atrapalhando, a série vai passar  na NBC no mesmo horário que Fringe e Supernatural, concorrência pesada.

Por enquanto é só isso, tem outras séries na minha lista para assistir e outra que só estou esperando ver mais um episódio para poder falar algo mas já adianto que é algo muito bom!

Comunidade do Santuário no FACE

Anúncios

18 comentários sobre “A BRUXA VIU: Once upon a time & Grimm

  1. Estou no clima para ver Grimm, Once e etc… sou um fã confesso das últimas temporadas de Buffy e Angel, embora ache que as primeiras nem precisavam ter acontecido, ao contrário daquela mesmice de Smallville (que começou e bem e foi piorando), é bom ver novas iniciativas de séries tentando levar um pouco de fantasia para a televisão… nem posso falar muito de Supernatural, como fã, não teria uma perspectiva imparcial, o que eu quero mesmo dizer é que tenho esperança de termos uma boa leva de novas séries surgindo, e pelo andar da carruagem (ô trocadilho besta…!) já se tornou irrelevante uma versão para as telas da série “Fábulas” da Vertigo, da qual sou fã (eu sou fã de um monte de coisas né? rs) e acompanharei religiosamente em sua boa e velha versão impressa de quadrinhos até o felizes para (quase) sempre.

    E eu ainda acho que o Rodrigo Broilo deveria enviar um roteiro para alguma emissora…. =)

    Curtir

  2. Le, discordo sobre a Branca de neve ser apagada. Na historia classica ela é exatamente assim. Morna, mas muito bonita. Boazinha e só. As outras princesas que são fogueteiras. A Branca de Neve ficou perfeita :). Vc viu Brance de Neve depois do casamento? Assista, isso mudará sua visão de como ela deveria ser. Anyway, adorei a série (façanha) e já estou rumo ao segundo episódio.

    bjus

    Curtir

    1. Eu achei a atriz tão morninha, ela nem é mais bonita que a Rainha. Mas eu espero que mude, afinal, ela é uma das principais, né?

      Essa série é do tipo que se pensa que vai torcer o nariz e acaba gostando =DDD

      Curtir

  3. Victor, eu só vi essa novela pq você me disse que era linda, que tinha uma história de amor muito tocante e pura… Não foi por causa do futebol, foi pq vc me disse para ver!

    Curtir

  4. Estou gostando de Once… Como vc disse é um “samba da fada doida” Mas, tb gosto dessas doideiras hahahaha
    De Grimm, estou com vc, achei bem fraquinho.
    Mudando de assunto, mas não muito 😉 Comecei a ver Fades por indicação sua. Valeu!
    Being Human… vc indica tb? Vou baixar! 🙂
    Bjsss

    Curtir

    1. Fades é doido tbm, mas eu gostei bastante, dps vou falar sobre direitinho, Vi a temporada toda de uma vez!

      Já Being Human, tem duas versões a Uk e a Us, a 1º esta na 3ª temporada, eu vi o 1º episódio e adorei, pretendo baixar tudo… A Us na 1ª temporada com 13 episódios, vi 6 ontem e verei o resto hoje, é muito boa tbm, mas parece ser exatamente a mesma coisa da Uk, vou ter certeza depois, porém, ambas são bemmm legais.

      Curtir

    1. Recomendo ver.

      Ainda está no 1º episódio, muita coisa pode acontecer.

      Digamos assim, eu não gostei de Supernatural até metade da 1ª temporada, via só pq não tinha nada melhor no sbt na hora. Pois é, comecei vendo lá e hoje eu gosto muito.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s