SEXTA MALDITA – depois de duas fases lunares a Maldita voltou.

Devotos do Santuário, bem-vindos novamente a minha humilde casa, sempre respeitando a seguinte regra: ao entrarem, sapatos ficam do lado de fora e ao saírem suas almas permanecem do lado de dentro! Nessa terceira edição da nossa tão aguardada “sexta”, hoje temática, vamos conhecer um pouco  dos vilões de animes e desenhos animados, que fizeram parte da infância miserável de vocês. São eles, seres que compartilham algumas das qualidades mais interessantes que enxergo na raça humana e animal. Vale a pena lembrar que comentários são sempre apreciados por esses escritores falhos e mortais. Com vocês, esses adoráveis Malditos!!!

Cérebro & Pink, A mesma coisa que fazemos todas as noites… Por Pablo Ramos

Bandido bom é bandido engraçado!

Alguém vira pra você e diz assim: Olha, toma cuidado que tem um cara à solta que é megalomaníaco, usa seus recursos para criar formas de dominar as pessoas e todo santo dia exerce o impulso incontrolável de tentar cntrolar o mundo. O que você vai pensar? Que é um vilão, ainda mais se ele tiver um ajudante retardado, o que é atestado de vilania, certo? Errado. Se este sujeito for um ratinho branco de laboratório é bem capaz de passar incólume pelo seu julgamento… E se você fosse o vilão, também não gostaria de se esconder por trás de tão perfeito disfarce?

Na escuridão da noite dos Laboratórios ACME um dos maiores e mais engraçados vilões do mundo nos faz rir enquanto não conquista o poder absoluto……A questão do Cérebro é justamente que o público não é levado a pensar nele como um vilão, por ser fofinho e tal, mas principalmente por ser o PROTAGONISTA.  A clássica estrutura narrativa é do ponto de vista do mocinho, e tudo é feito para que o espectador fique do seu lado enquanto ele atira, mata, persegue e explode a cidade toda. Enfim, enquanto ele faz coisas de vilão, estamos nós lá na poltrona achando que tudo é justificável e vibrando a cada violência gratuita perpetrada pelos “do bem”. Logo, torcer pelo vilão não é tão estranho assim para nossas consciências adestradas, e é disso que o maligno Cérebro se aproveita para por em prática seus planos terríveis… HUAHUAHUAHUA  (risada maligna de vilão).

A maioria dos 65 episódios produzidos por Steven Spielberg pela Warner Brothers se passa em uma cidade indefinida, nas instalações dos Laboratórios ACME próximas a uma certa ponte, o que sugere ser Nova York ou San Francisco. Mas alguns episódios também ocorrem em lugares e momentos históricos – uma grande vantagem do gênero desenho animado ”e justamente trazer as situações mais discrepantes sem precisar explicar muita coisa.

Mas não se deixe enganar pela roupagem ingênua da produção, Cérebro é um vilão tão ambicioso quanto complexo. Ele realmente acredita que o mundo vai ficar melhor sob seu domínio, ele quer MELHORAR O MUNDO AO DOMINÁ-LO. Esta é uma característica dos vilões mais perigosos, aqueles que acreditam mesmo que o mundo vai ficar melhor em suas mãos – como Victor Von Doon ou George W. Bush.

Os planos do ratinho, por mais absurdo que fossem, sempre chegaram perto de serem concretizados, sendo que seu fiel escudeiro, o mongoloide Pink, quase sempre foi o responsável pelo seu fracasso (e não um SuperMouse qualquer em nome da justiça, como era de se esperar).

A pretenciosa Felícia veio com a missão, talvez, de renovar a série, mas só o que fez foi apertar os bichinhos contra o próprio peito até sufocar a audiência

A falta de um herói e o ponto de vista centrado no vilão fazem do Cérebro um vilão e tanto, produção que poderia ter continuado se não fosse o escorregão estratégico da Warner que, para dar continuidade à série, introduziu outra personagem, a Felícia, nas histórias. Felícia é uma garotinha chata, mimada e fanática por bichinhos fofos – ela entrou na s;;erie talvez para dar um ar mais lúdico, ou só para tornar o desenho mais clichê. A verdade é que, depois de acidentalmente destruir os laboratórios ACME com uma experiência e ser expulso de lá, o grande vilão Cérebro perdeu seu brilho maior, a originalidade. Esta decisão editorial foi muito criticada nos Estados Unidos, causando inclusive a saída, em sinal de protesto, de Peter Hasting, um dos roteiristas. Segundo a Wikipedia, “(…)entando retalhar as críticas, a Warner colocou na abertura do desenho uma cena em que Pinky e Cérebro são chutados para fora do prédio administrativo de uma emissora de TV, ao som da letra: O Pinky e o Cérebro vão ter que aceitar, é o que a emissora quer botar no ar. Vai se fazer o quê? A coisa é pra valer! “.

O certo é que a novidade não resistiu a meros 13 episódios e foi cancelada. Mas eu tenho certeza de que em algum lugar, até hoje o antipático gênio do mal de olhos esbugalhados ainda trama seus planos, fazendo melhor do que ninguém o que faz todas as noites: TENTAR DOMINAR O MUNDO! (e um dia vai acabar conseguindo, se não tiver nenhum macaco de laboratório que o impeça)

Macaco Louco, Malditas superpoderosas!

Por Rodrigo Broilo

Fique aí humano asqueroso. Eu mesmo vou me apresentar. Eu, o Macaco Louco, sou o mais indicado a falar de mim mesmo, pois ninguém melhor que o Macaco Louco para falar com propriedade dele mesmo, no caso eu, o macaco louco.

Sim, sou o maior vilão que aquelas heroínas miseráveis já tiveram. As Meninas Superpoderosas! Ah eu dia eu vou acabar com elas, as Meninas Superpoderosas! Por que, o Macaco Louco, que sou eu, sou mau e odeio aquelas meninas, e vou destruí-las, por que eu sou o maior vilão que elas tem. Ninguém supera o Macaco Louco, ou seja, eu, em vilania. Ninguém! Nem a Gangue Gangrena, nem o Fuzzy Confusão, nem Seduza, nem… Ele. Pois eu sou o vilão maior, eu, O Macaco Louco. O mais malvado e inteligente de todos.

Aliás, por que eu não apareci antes nesta Sexta Maldita, que acontece em sextas-feiras onde se reúnem vários vilões e por isso tem o curioso nome de Sexta Maldita? Eu sou o vilão mais malvado e inteligente que já apareceu por aqui, pois eu sou inteligente e malvado, e por isso sou vilão, e já devia ter aparecido por aqui antes, pois sou um vilão, o terrível Macaco Louco.

A culpa é daquelas malditas superpoderosas que sempre acabam com os meus planos, mesmo os maiores e mais inteligentes. Mas isso não vai ficar assim, pois eu sou o Macaco Louco, o macaco mais inteligente e malvado que existe. E vou destruir essas Superpoderosas, e me tornar o maior vilão de todos os tempos. Todos dirão que eu, o Macaco Louco cumpriu a sua missão, que é destruir as meninas superpoderosas, por isso é um vilão maldito e completo, por que fez o que tinha que fazer, que é destruir o herói e no meu caso, as meninas superpoderosas, pois eu sou o Macaco Louco e odeio as Meninas Superpoderosas, por isso vou destruí-las e me tornar o maior vilão dessa Sexta Maldita.

As Superpoderosas acabaram com minha vida! Ah, sim! Eu era um doce e simples macaco ajudante de laboratório, pois ajudava o Professor Utônio, que é um cientista em seu laboratório, pois todo cientista deve ter seu laboratório e eu o ajudava, eu, o Macaco Louco, era apenas o pequeno e frágil Caco, o ajudante do professor Utônio. Mas o professor não dava mais atenção para mim. Não, ele só queria saber de criar as “garotinhas perfeitas”. Açúcar, tempero e tudo que há de bom. Era isso que ele usava para tentar criar as garotinhas perfeitas, pois era isso que ele queria, criar garotinhas perfeitas, então usou coisas que ele achava perfeitas. Eu tentei impedir, mas acabei cometendo meu maior erro, logo eu que sou um vilão perfeito, acabei fazendo o professor Utônio adicionar a sua mistura para criar as garotas perfeitas, com açúcar, tempero e tudo que há de bom, o elemento X, que deu a elas os superpoderes, que fazem delas Meninas Superpoderosas, pois do contrário elas seriam só meninas, e nunca superpoderosas, pois não teriam poderes, e sem poderes elas seriam só meninas e não Meninas Superpoderosas como elas são graças ao elemento X que o professor Utônio adicionou acidentalmente sem intenção, já que eu, o Macaco Louco, mas na época apenas Caco, o ajudante, acabei fazendo ele, acidentalmente, adicionar, contra a vontade, ou seja, sem planejar fazer isso.

Agora é minha missão destruí-las, já que graças a elas eu sou hoje o Macaco Louco. Sim, eu era apenas Caco, o ajudante, mas na explosão que criou as Meninas Superpoderosas, eu acabei ganhando uma superinteligência e um supercérebro, que ficou grande e é por isso que uso esse capacete, para proteger e esconder esse cérebro, que me dá a inteligência para construir um império de terror contra as Meninas Superpoderosas, que são aquelas que eu, o Macaco Louco, tanto odeio.

Eu poderia falar muito mais de mim, o Macaco Louco, pois apenas eu, o Macaco Louco, conheço tudo sobre mim. Mas eu tenho que ir, pois eu tenho uma missão, a de destruir as Meninas Superpoderosas que são minhas inimigas, e destroem meus planos, e por isso eu as odeio, eu, o Macaco Louco. E vou embora também, pois não quero alimentar a fama que equivocadamente tenho de ser repetitivo. Eu não sou repetitivo, pois eu não repito sempre as mesmas coisas, repetidas vezes, eu apenas gosto de ser claro e evitar despertar dúvidas, pois eu, o Macaco Louco, não gosto de deixar as coisas sem explicação e de uma forma que não seja clara e explicada, pois isso eu gosto de me fazer entender, mas nem por isso fico repetindo as coisas varias vezes sem necessidade.

Agora vocês sabem o suficiente sobre mim. Tchau, pois eu vou embora. Mas eu vou voltar, pois vou acabar com as Meninas Superpoderosas e vocês ficaram sabendo que fui eu, o Macaco Louco, que fiz isso. hahahahahhahahahahah. eu, o Macaco Louco.

Jessie, Equipe Rocket nas alturas! 

Por Leticia Fiuza

A ruiva de cabelo estranho é parte de um trio, a “Equipe Rocket” – Os Bad bad guys do anime Pokémon – junto com James e o pokémon falante, Meowth.  Longe de serem encarados como bandidos reais, esses três que são o alivio cômico da série e nos rendem boas risadas e episódios memoráveis. Principalmente os que ela, Jessie, é alvo.

Jessie, o cérebro do trio. Ela é quem dá as ordens e toma as decisões – na maioria das vezes erradas e  que sempre dão em nada. Suas ambições são muito dignas, temos de concordar: Ficar rica, ter o que comer no almoço e jantar, e claro, como meta de vida, capturar o Pikachu.

Mas por que ela é assim? Jessie tem passado “trágico”. Abandonada pela mãe (que saiu em busca do lendário Mew) num orfanato tão precário que em alguns dias, a menina precisava comer neve para não morrer de fome, a ruivinha nunca conheceu o que era amor ou amizade. (Ouçam ao fundo da narração, violinos entoando tristes canções…)

Determinada a alcançar seu sonho, se matriculou numa escola técnica, mas não passou nos exames e foi lá que conheceu seu parceiro, James. Juntos, saíram pelo mundo procurando um lugar onde se encaixar, entraram para uma gangue de ciclistas que passavam o tempo andando pedalando e girando correntes… Bem, nunca disse que ela era inteligente, não é?

E entre seus erros, foram parar na Equipe Rocket, onde claro não tiveram mais sorte. Suas táticas são sempre exageradas e infrutíferas e cada dia mais, Jessie se torna uma neurótica.

Seu sonho de infância era ter uma coleção das “Bonecas Princesas Pokémon” e no episódio “Princesa VS Princesa”, ela entra numa disputa contra outra treinadora e conhecemos um pouco mais da vida da menina. Obviamente, ela não ganha o concurso, mas com a ajuda de seus amigos James e Meowth ela consegue superar.

Mas seria ela realmente má? Todos esses erros e traumas tornaram o coração dessa jovem, negro? Em vários episódios ou até em alguns dos filmes, vemos Jessie ajudando a salvar o mundo, ou algum Pokémon com problemas, como quando ela decide libertar seu Arbok para proteger um grupo de Ekans que havia sido capturado por um caçador criminoso.

Minha opinião é que ela é apenas uma garotinha incompreendida com assuntos não resolvidos com sua mãe desaparecida, que sonha em viver uma vida pacifica e bem alimentada, e acima de tudo quer apenas ser amada…  Lógico, tudo isso depois de capturar o Pikachu. Sem trocadilhos indecentes, por favor.

Mr Burns, a riqueza da maldade  Por Rodrigo Garrit

Ele é rico e poderoso, mas tem espírito de porco.

Sua alma é só maldade, coração ele não tem. Não se engane com sua idade, com certeza é mais de cem.

Às vezes respira por aparelhos, e para dormir usa algafan. Tem pantufas de coelhos e sua cama é de avelã.

Seu corpo é imune a qualquer doença, não que pra ele faça diferença. Embora sua fortuna seja imensa ele acredita que o crime compensa.

Se pudesse salvar o mundo de algum jeito, não faria nada a respeito.

Ele compra amigos e destila traição. No convívio humano é uma negação. Muitos acreditam  que ele dorme de ponta cabeça ou dentro de um caixão.

Um filantropo? Não me engano. É o pesadelo americano.

Explora a cidade, despreza o planeta. “Onde eu assino, me dê uma caneta! O que importa é o lucro, não me aborreça. Tenho um jogo de truco marcado pra terça”!

Ele que quer ser prefeito ou dominar o mundo, ele quer ser perfeito ou se enganar lá no fundo.

Sua usina nuclear é uma tragédia surreal, que contamina o ambiente como efeito colateral, e criou a mutação abominável, do peixe de três olhos de carne intragável.

Catapultar pessoas é o seu fetiche, embora às vezes até jogue boliche. Aberta um botão e pra sua diversão, abre um alçapão, levando as pessoas a cair em humilhação, para que ele gargalhe então!

Homer Simpson é seu funcionário, alguns o acham um otário, mas o “Sr. Avareza”, esse tem certeza… A solução para isso seria uma moleza, despedir o otário da sua empresa… mas como despedir, jogar na rua e chutar, uma pessoa cujo nome não consegue se lembrar?

Ele gosta de arte, desde que seja o seu retrato, pintado por um artista no porão, acorrentado.

Ele tem cães assassinos na sua mansão. Canta em um chuveiro à prova de som… matou o último dos unicórnios em um “sonho bom”. Ele tem mais dinheiro que muitos sultões, mas seu peito anorexo não tem pulsação. Ele só pensa em si mesmo, não tem compaixão. Sua vida é vazia só tem solidão… a não ser por Smithers, que o admira em vão…

Mas será mesmo tão mau, nosso bravo ancião? Será que sua alma tem salvação? Haverá esperança para ele então?

Ah, Mr. Burns…

Eu acho que não…

Um Brutus que Ama, mas nem sempre. 

Por Lucas Assis

Brutus é um sujeito grandalhão, meio gordo e meio musculoso, com uma barba densa e uma voz muito grave. Os brutos também amam e por isso ele e o marinheiro Popeye são adversários pelo amor da donzela Olívia Palito. As crianças (que são hoje nós, adultos nostálgicos) se divertiam horrores quando a porrada comia entre o barbudo Brutus e o tatuado Popeye- este último sempre tinha que apelar pro espinafre para vencer. Ah, um antidoping nesse marinheiro…

Popeye foi criado em 1929 como um personagem de tirinhas em quadrinhos pelo cartunista E. C. Segar.  A primeira aparição de Brutus foi em 1932, nas mesmas tirinhas. Então ele não era um personagem fixo e seu nome era “Bluto the Terrible”. Em 1933, agora como personagem fixo, se tornou o grande inimigo de Popeye nas séries animadas. Seu nome permaneceu como “Bluto” até 1957 e devido a uma confusão com relação a direitos autorais, foi rebatizado “Brutus”. Na série produzida pela Hanna-Barbera a partir de 1978, o nome antigo voltou. Aqui na Terra Brasilis, ele foi quase sempre “Brutus” e ponto final.

Nessa trajetória que envolveu mudanças de nome e estúdios, a aparência e a personalidade do personagem também mudaram. Brutus era originalmente bem fortão, mais para musculoso do que gordo. Ele era um antigo colega da vida de marinheiro de Popeye e amava Olívia Palito – enquanto faço esse texto, sempre que escrevo o nome lembro a voz dela e caio na risada. Quem conseguiria cair nas graças de Olívia era o foco da disputa entre os dois. Após 1957, ele se tornou um grandalhão realmente gordo e um mau-caráter, um vilão típico. Olívia mantém seu status de “donzela em apuros” porque Brutus a seqüestra ou faz de refém, não parece haver tanto assim um interesse romântico do barbudo por ela. A partir de 1978, as mudanças são desfeitas.

Os desenhos são muitos engraçados e tudo é uma grande desculpa para no final Popeye tomar o espinafre das maneiras mais criativas possíveis e dar uma sova no Brutus, valentão e bem maior que ele. O simpático e franzino Popeye não toma o soro do super soldado ou é afetado por raios-gama (não vou citar a aranha radioativa… anhnnn droga), mas bacana notar como a “solução espinafre” é basicamente a mesma coisa. A identificação do público com o personagem é fácil, pois não importa quão forte sejamos, sempre haverá momentos em que nos sentimos impotentes e desejamos uma saída rápida. Uma solução que de uma forma instantânea, mágica, permita que o bom seja também o mais forte e a vida seja justa. Na nossa realidade, infelizmente, é muito mais difícil (por vezes impossível) discernir o bem e o mal, e as soluções mágicas podem trazer conseqüências mais complicadas do que o espinafre.

Se originalmente Brutus também amava Olívia porque aquele “baixinho apelão” tinha que ser o herói? Talvez esteja aí a necessidade de enquadrar Brutus no estereótipo vilão-assaltante-de-bancos, sem o amor por Olívia, em um determinado momento. No entanto, acho que essencialmente ele não é somente esse clichê, ele tem uma nuance romântica interessante e engraçada que permite formar aquele triângulo amoroso insólito que já nos rendeu tantas gargalhadas.

Frajola “eu acho que vi um gatinho…”

Por Weber Carvalho

Quem nunca brincou maliciosamente com essa frase? Ah fala sério! Muitos de nós assistíamos aos desenhos da dupla Frajola e Piu-Piu torcendo pro gato malvado pegar o passarinho chato!

Entre tantos anti-heróis dos desenhos animados o Frajola se destacava pelo nobre motivo de perseguir suas vítimas. Não era só por maldade. Ele é um gato que tem suas necessidades alimentícias e apenas quer cumprir seu papel na cadeia alimentar. Portanto, persegue o passarinho Piu-Piu e o ratinho mexicano Ligeirinho apenas para se sustentar. Atitude justa!

Honestamente ele é um felino bitolado: só têm um objetivo na vida: capturar e engolir. Quase um caso clínico de obsessão compulsiva, eu sei. O bendito sempre se dá mal. O que garantiu a diversão de várias gerações que os acompanharam na TV. Mas é claro que ele não tem a necessidade de comê-los, é apenas birra, uma atitude bem infantil. Até porque sua dona é a Vovó e o deve tratar muito bem visto a barriguinha de lobó que o acompanha desde 1945 (Ele já tem 66 anos? Uau)!

O Frajola não é preguiçoso como o Garfield. Nem very crazy como o Félix. Nem criativo como o Tom. Muito menos bonzinho como o Eek. Ele é egoísta, mentiroso, pirracento, infantil… e principalmente perseverante! É… Ele tem muitos defeitos que amamos nos vilões! Por isso até hoje é garantia de diversão pra garotada! Um ícone de várias infâncias felizes!

Esqueleto, O Mestre do Universo  Por  Venerável Victor

“E todos dançam pega estica e puxa
E viva a festa da Xuxa…”

Com sua estranha combinação de cara de caveira com um corpo físico, Esqueleto é muito mais que um corpinho sarado, ele é o grande mestre do Mal, um estrategista genial obcecado pelo poder e um injustiçado vilão dos desenhos animados. Apesar de passar grande parte de seu tempo útil tentando de todas as formas – novas idéias são sempre muito bem vindas – dominar o castelo de Greyskull, fonte de todo o poder do universo, que convenhamos, combina muito mais com ele que sua famosa base, a montanha da Serpente, que graças a seu infinito bom gosto, conta com uma cachoeira e uma enorme serpente esculpida em torno dela. Diz ele que desenhou o projeto com base no feng shui, por ser tão genial e bem humorado – tem uma gargalhada super gostosa e característica – ele é muito mais do que esse povinho invejoso de Etérnia  escreve nas redes sociais. Espantado? O planeta de He-man e cia é um mundo medieval sim mas repleto de tecnologias avançadas, vocês achavam que lá não haveria facebook?

Antes de se tornar o maior vilão de Etérnia, ele era só mais um servo de Hordak, até que, no local que passou a se chamar a Montanha da Serpente, ele encontrou um artefato místico de grande poder, o cetro com uma caveira de bode que ele sempre empunha, o que lhe permitiu superar seu ex-mestre, que não teve outra alternativa a não ser fugir para Etéria, planeta vizinho de Etérnia – não sem antes raptar a irmã gêmea do príncipe herdeiro do trono, ainda criança, um grande erro da parte dele, já que a menina se tornaria a heróina She-Ra, mas, Hordak nunca foi muito famoso por sua inteligência… – Quanto ao nosso vilão amado, existem duas versões oficiais, dependendo da versão do desenho que você assista, numa ele veio de uma dimensão onde todos tem a sua aparência, em outra ele era um homem normal que após um mal sucedido plano de matar o filho do rei Randor com um pó venenoso, é surpreendido pelo próprio soberano e no combate acaba recebendo a macumbinha em seu rosto, mudando drasticamente sua aparência. Por isso seu ódio pela família real e, por tabela, também por He-Man, que sempre o impede de conquistar o Castelo de Grayskull . Imagina se ele descobrisse que He-Man, na verdade, é o Príncipe Adam, filho de Randor, hein? Ainda bem que ele não fuxica nos perfis pessoais dos outros Mestres do Universo.

Matem o He-man! Matem o He-man !!!

Os poderes de esqueleto são mágicos; ele costuma usá-los para simular uma aparentemente ilimitada gama de habilidades. Entre seus feitiços ele tem rajadas de energia e congelantes, telepatia, ilusão, aceleração do crescimento de plantas, teleportação, criação de portais dimensionais, etc . Esqueleto é um mestre das ciências ocultas e sabe muito a respeito do universo. Ele também é um inventor prodigioso, tendo criado um sem-número de aparatos e veículos, e é competente na luta corpo a corpo e espadas.

E que mané Gato Guerreiro! O negócio é o Panthor, sua pantera gigante que costuma ficar ao seu lado na sala do trono enquanto ele toma seus “bons drink”. E pra quem achava que ele estava numa pior, lembram do fim de musiquinha da Festa do Estica e Puxa?

“O He-Man dança um rock gravado por Tom Jobim
Enquanto a She-Ra namorava o Esqueleto no jardim”

Comunidade do Santuário no FACE

Anúncios

25 comentários sobre “SEXTA MALDITA – depois de duas fases lunares a Maldita voltou.

  1. Toda sexta, nós escribas do Santuário, passamos o dia trancados em um porão escrevendo nossos artigos para a sexta maldita, cercados por um círculo de sal e desenhos de proteção pintados na parede… eventualmente alguma energia negativa entra, mas são entidades menores e indignas de atenção… 😉

    Curtir

  2. Lembro-me do meu período de colégio onde os meus “MALDITOS” coleguinhas me comparavam maliciosamente com um desses “MALDITOS” ratos,ou com os dois ao mesmo tempo.Eram tempos “MALDITOS” aqueles.Fico feliz em dizer que superei tudo isso.
    E sim,também desejo conquistar o mundo.Mas através das ideis.Muito bom o post,pois levou-me de volta a bons tempos.Posso até sentir o cheiro matinal daqueles dias.Onde,o meu nariz escorria,e a minha mãe sempre no meu pé com alguma coisa fútil.E meu pai tentando agradá-la com atos mais medíocre ainda.
    Mas apesar de tudo isso,sou uma pessoa feliz.Diria até uma felicade “MALDITA” ou perversa.
    Fiquem com Mafitófeles.E não se esqueçam de entregar as suas almas para o Victor na saída.

    Curtir

  3. Isso é um absurdo vocês dando espaço para estes degenerados que só querem dominar o mundo e comer gatinhos, que coisa mais megaloboiola! O Santuário devia ser proibido de fazer esta sexta maldita, é uma apologia ao crime e aos maus costumes, o que dirão nossos filhos ao lerem essas loucuras, aonde ficam os valores da família, honra e propriedade? Abaixo a sexta maldita, abaixo o Santuário !

    Curtir

    1. Queimar não.

      Deixa eu tirar a alma dele? É mais simples.

      Depois a gente dá a carcaça para Thais alimentar os Zumbis dela.

      Curtir

  4. Vamos ao confessionário…
    1 – As vezes quero dominar o mundo como o Cérebro… Mas só as vezes…
    2- Adoro apertar meus cachorros , não tanto qto a Felícia, mas eu gosto…. Deu saudade dos meus gatinhos ( Eles não morreram de eu apertá-los… Tenho qse certeza que foi a FDP da vizinha q só ouve sertanejo que deu veneno pros meus gatos)
    3 – Sempre torci pro Frajola, e tenho pavor do Piu Piu e até hoje eu não sei se ele é macho ou fêmea…
    4- Brutus é fodão! kkkk Eu goxto dele…
    5 – Esqueleto é vilão de minha infancia, ou seja é amiguinho dos tempos que via a Xuxa e mesmo sendo do mal… Ele é meu amiguinho de infjância e deu saudades… Mas eu gostava mais do He Man. Pronto falei.
    6- Amo a Equipe Rocket, simples assim…
    7 – A galeria de vilões da Superpoderosas é muito fodona… Eu gosto do ELE kkkk
    Alguém aqui também acha que a Docinho é sapata?
    8 – Estou com preguiça de falar do Sr Burnes…
    FIM

    Curtir

  5. Bem, sobre a parte da Jessie, eu odeio vir aqui e bancar o nerd, mas se eu me lembro bem, a história de como Jessie, James e Meowth se reuniram foi retconeada (achou que era exclusivo das HQs americanas?) em um dos Chronicles. De acordo esse nova versão, eles se conheceram na academia da equipe rocket e não houveram mais menções a antiga gangue deles.

    De qualquer forma, não sei da história toda pois nunca fui lá muito fã deles, pois sempre achei a piada sem graça. Se bem que, com Black and White a situação mudou drasticamente: agora eles são mais competentes e vilanescos.

    Curtir

    1. Eu não conheço essa versão, mas como eu via os desenhos rigorosamente todo dia, essa parte eu me lembro bem. Se eles mudaram nas HQs não sei. Com o passar dos episódios, várias coisinhas iam sendo reveladas do passados dos dois, depois com tempo e de repente, um dia se rolar, posso fazer um guia sobre os persons.

      Acho que, as histórias deles devem diferenciar nos 3 ramos, desenho, HQ e jogos, como só vejo os desenhos, estou sem mais argumentos para o restante. Mas mesmo assim, obrigada, vou procurar =D

      Curtir

  6. Infelizmente não posso dar mais que 5 estrelas pela idéia e desenvolvimento (é o limite, né?), gostaria muito! Mas o carisma de um desses caras aqui, vale 10 delas, imagino o trabalho que é pra conseguir agradar a maioria (e o site consegue, não é fácil) , agradar a todos nunca foi uma questão. Que venha a próxima SM!

    Curtir

  7. Os vampiros e notívagos marcando presença aqui antes do sol sair! Adorei essa Sexta Maldita galera do site e Venerável sobrinho de Mephisto (afinal o que é um parente a mais maldito para você???) Brincadeirinha! Você quando não houve meus conselhos, Senhor da Latvéria vai sempre longe! Falei , insisti pra ter mais Marvel, você colocou (pelo menos isso), Disse pra nâo usar os banners toda hora… você coloca toda hora e fica FODA, falei pra usar sua herança demoníaca e colocar esse povo maravilhoso para vender a alma e produzir fazendo posts diferenciados um a cada dia e você fez o quê? Pra variar o contrário, pôs todo mundo junto e misturado e ficou irado!!! Já virou LENDA…eu curti! rs Que venhem as próximas quatro sextas quinzenais amaldiçoadas que ainda temos direito esse ano! CARA! Pokémon, Esqueleto, Mr Burns, Cérebro, Macaco louco, Frajola e Brutus??? Vocês são fodas!

    Curtir

    1. Fred, a gente tem um especialista em Homem-aranha e um macaco especialista “defasado” em Demolidor “o sociólogo sem medo”, (minto, homem!), eu mesmo sou um discípulo de Charles Xavier, fervoroso e fiel. O Lado Marvel está contrabalanceado, fiz os cálculos e de 5 fãs de quadrinhos escrevendo, são 2,50% pra Marvel e 2,50% pra DC… eu representando o 0,50% de cada lado… auahauahauhauahauaahauh

      Curtir

  8. Eu sempre achei que o Macaco Louco devia ser Presidente. (Comunidade falecida de Orkut, relevem)

    Adoro todos os vilões citados acima, Jessie é minha queridinha pq sou doida por Pokémon… Mas confesso, eu tenho um espirito Felicia de ser… Tigresa e Harima podem confirmar, né, Tha?

    E o Frajola? Essa imagem dele é o meu sonho. Que um dia ele acabe com aquele penoso cabeçudo 😛

    Enfim, todos textos e escolhas ótimas =D

    Obrigada tbm XD

    Curtir

    1. Calma, calma.. Caro irmão sanguinário, ainda haverão outras sextas malditas e o mundo está lotado de assunto para estudo 😉

      Curtir

  9. “Preparem-se para encrenca! Encrenca em dobro! Para proteger o mundo da devastação! Para unir as pessoas de nossa nação! Pra denunciar os males da verdade e do amor! Pra estender nosso poder as estrelas! Jessie. James. Equipe rocket aterrissando na velocidade da Luz! Renda-se Agora Ou prepare-se Para Lutar!” Como não vibrar c/ a entrada triunfal do casal que todos amávamos odiar em Pokemon!!! Jessie c/ sua pose austera e James dando pinta horrores!!! Eu adorava imitá-lo quando eles apareciam!!! 😀 …Acho que era por isso que minha mãe não gostava muito de Pokemon…

    Curtir

  10. Que imensa felicidade e honra participar com vocês dessa terceira edição da MALDITA, que Mephisto continue abençoando esse evento e que Deus continue protegendo todos nós dele, para que durante muitos e muitos anos possamos manter vivo esse site e aberto o SANTUÁRIO, a casa de tudo que amamos! Meus Devotos e Sacerdotes!

    Curtir

  11. A Do REi todos os vilões (ok, eu nunca vi pokemon, mas o texto esta ótimo).

    Esqueleto me deu vontade de comprar uma camiseta que vi em Sampa, só com a carinha dele (digo caveirinha).

    Mr. Burns é um dos melhores vilões que conheço!!!

    Frajola é um gato preto e branco, como não amar?

    Quem nunca respondeu que ia dominar o mundo, citando o Pink e Cérebro?

    Macaco maluco é engraçado, e um MACACO!

    Agora lembrar do Brutus foi genial!!! Um dos vilões mais antigos da minha infância, o cara que ensinou como era o Bullyng do valentão! Genial.

    Novamente adorei os textos 😉

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s