Jukebox da Barda: Adele

Ou “Nós podíamos ter tido tudo”

Por Rodrigo “of turning tables” Broilo

Poucas vezes nós, mortais, temos a oportunidade de ver uma estrela nascer e ver que todas as outras admiram o seu brilho. A estrela da vez é Adele!

“I like it in the city when two worlds collide

You get the people and the government

Everybody taking different sides”

Nascida Adele Laurie Blue Adkins, em 05 de maio de 1988, de uma jovem mãe solteira, em Londres, Inglaterra, Adele tomou gosto pela música aos quatro anos, e sabia que era música o que ela queria para sua vida com 14, ao ter um microfone em sua mão pela primeira vez.

Com apenas dois álbuns lançados, “19” de 2008 e “21” de 2011, Adele é uma estrela em ascensão, recebendo elogios de cantores famosos e consagrados, conquistando prêmios e indicações tanto na Europa quanto na América do Norte.

“The scars of your love remind me of us
They keep me thinking that we almost had it all”

Se você conhece Adele só pelos seus dois singles de maior sucesso, “Rolling in the Deep” e “Someone like you”, você está perdendo muito. Era o que eu conhecia, até sábado dia 03 de dezembro, quando resolvi comprar o seu DVD “Live at The Royal Albert Hall”. Eu tinha 4 DVDs nas mãos naquela hipnótica Saraiva: este; “As Mães de Chico Xavier”, filme que há tempos queria assistir e que perdi a oportunidade nos cinemas; o DVD duplo de “First Class”; e “Glee Encore”, com as melhores performances da primeira temporada, sem interrupções. Pensei comigo: “Glee, eu posso ir passando as apresentações que eu mais gosto por enquanto, e First Class ainda tá na memória, deixa pra depois”. E levei apenas dois dos 4 DVDs. Assisti apenas o de Adele por enquanto, e mesmo que eu não sinta o amor nas vísceras ou na genitália, e sim no cérebro (o que me torna um ser humano frio e insensível, na visão de muitos), é impossível não se emocionar com ela. E, graças a isso, conheci mais duas músicas maravilhosas dela (como todas), que se tornaram minhas preferidas: “Turning Tables” e “Rumor Has It”.

“So I won’t let you close enough to hurt me

No, I won’t ask you, you to just desert me

I cant give you what you think you gave me

It’s time to say goodbye to turning tables”

Adele tem um estilo de música inclassificável, apesar de ser Pop devido a sua rápida ascensão, o máximo que se pode dizer é que é um “pop melódico”. Adele flerta com o Blues e com o Jazz, além do banjo. E ela canta! Embora ela seja a compositora de suas músicas, Adele é em sua essência uma cantora. Lady Gaga é cantora, atriz e modista. Shakira e Beyoncé são cantoras performáticas. Julieta Venegas é cantora e instrumentista. Adele é cantora, com todas as letras. E se dedica a isso com tudo o seu afinco, tendo total êxito!

Seu show é intimista. Ela conversa entre cada música com a plateia. Como meu inglês é parco e o sotaque dela para falar é extremamente carregado (chega a parecer uma alemã falando inglês) eu não entendia tudo o que ela falava, e o DVD não têm legendas. Mas ela interagia com seu público, o fazia rir, falava palavrões, mostrava o dedo do meio, ria, bebia sua água (ou sabe-se lá o que) numa caneca com a imagem de um cãozinho, e cantava. Em pé ou sentada Adele cantava, e encantava. E o público acompanhava. Em “I Can’t make you love me” e “Make you feel my love” era um choro só na plateia. Mas em “Someone like you”, penúltima canção, quando ela resolveu deixar seus fãs cantarem em um Teatro lindo e lotadíssimo, quem chorou foi ela. Era como se um gigantesco coral cantasse Adele. E ela se mostrou a menina que é…

“I hate to turn up out of the blue uninvited
But I couldn’t stay away, I couldn’t fight it
I hoped you’d see my face and that you’d be reminded
That for me, it isn’t over”

Sim, Adele ainda é daquelas cantoras que a gente curte ver. Luxuosa, linda, preocupada com seus espectadores, nervosa antes de entrar no palco, se emocionando ao ver as pessoas cantando suas canções, e feliz por fazer o que gosta.

“Eu amo comer e não tenho tempo para fazer exercícios. Não quero estar na capa da ‘Playboy’ ou da ‘Vogue’. Prefiro estar na capa da ‘Rolling Stone’ ou da ‘GQ’. Eu prefiro pesar uma tonelada e fazer um álbum maravilhoso a parecer com a Nicole Ritchie e fazer um álbum de merda.”

Tem como não gostar de uma guria assim?

Adele é o tipo de mulher que não se rendeu à ditadura da beleza midiática, da anorexia utópica, da sociedade machista. Com isso pode usar seus melhores atributos: a voz e a inteligência. Ela consegue em seus shows não só cantar, como ser sagaz e divertida. E ela nem é tão gorda, é mais uma mulher euro-americana normal. Mas ser inteligente, bonita e uma cantora excelente tem seu preço. Não há homem que consiga estar a sua altura. Desse problema, ela tira a inspiração para suas magníficas canções.

“You’ve been telling people things that you shouldn’t be,

Like when we creep out and she ain’t around,

Haven’t you heard the rumours?”

Fã de Amy Winehouse, Gretta James e outros tantos artistas que, como ela, realmente cantam (ou cantavam), Adele é uma artista nova, que tem muito a oferecer para quem procura boa música, para chorar ou se deliciar com uma voz angelical.

SUPER-RECOMENDADA!

Anúncios

4 comentários sobre “Jukebox da Barda: Adele

  1. Apesar de ser fã dela e ter o cd etc… Fiquei muito decepcionado sobre o que ela comentou sobre seu peso…. Ela não precisa entrar na ditadura da beleza física, mas esse comentário é um tanto quanto hipócrita já que ela mesma perdeu muito peso entre o 19 e o 21 por sua SAÚDE…. Essa é a qustão…

    Curtir

  2. Parabéns pelo post. Amei !
    Como disse a Letícia, Janelle Monae também é uma ótima pedida.
    Adele é fodástica, as letras são profundas e emocionam mesmo.
    Arrepio sempre ao ouvir, principalmente com Don’t you remember .

    Curtir

  3. Assim, amei!

    Adele é fodastica. Todas as músicas dela são para ouvir e pensar… Minhas preferidas são Do you Remember, Set fire to the rain, Someone like you e claroooo, Roling in the deep.

    Essa mulher é linda, brilhante e dá de 10 a zero em um monte de menina chata da música.

    Ah, já que vamos indicar, Janelle Monae é uma boa pedida tbm.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s