Stormwatch #4 – Se Apollo deve cair, quem vingará a Terra?

Por Rodrigo “Você confia em mim?” Broilo

Sejam bem-vindos caros seres de lixo tóxicos que tentam desesperadamente destruir Willy, a Baleia, e toda a natureza, bem como todos os demais!

Mais uma da série: "Capas que não dizem nada sobre o conteúdo da revista"

Hoje é dia de Stormwatch #4, bebê! E vamos desvendar todos os mistérios dessa 4ª edição. Quer dizer, não vamos não! Vamos é adicionar algumas dúvidas a lista que já possuímos. Precisa dizer? Okay, então lá vamos nós! TEM SPOILERS GENTEM!

Continuamos, obviamente, onde a edição três havia nos deixado. Meia-noite está enfrentando sozinho um enorme monstro feito de lua viva (sic!), podendo apenas contar com Projecionista que tenta evitar que as notícias do ataque se proliferem pela mídia, exceto naquela que ela não pode controlar: o “boca-a-boca”.

Enquanto o monstro usa os poderes dos seis heróis que absorveu, inclusive o poder telepático do Caçador de Marte, tentando convencer Meia-Noite a saltar dentro do monstro, Projecionista, oferece a ele uma “porta” (tele transporte do Stormwatch) já que ele, não sendo membro da equipe, não precisa enfrentar a coisa. Meia-noite não aceita, e ela avisa que um meteoro, que pode ser um novo monstro, está vindo em sua direção. Mas não, era Apollo!

Monstro feio por fora... e por dentro!

Frágil e debilitado, Apollo é carregado por Meia-Noite, que dá as coordenadas de um galpão ao monstro fazendo com que ele ataque a construção, dando tempo a Meia-Noite de dar um put@ tapa na cara de Apollo com um doce “Wake”. Indícios de um romance!

Apollo está fraco e precisa de energia solar para se recarregar. Com a ajuda remota de Projecionista, Meia-Noite acessa uma espécie de “Coletor de energias”, ou sei lá que traquitana tecnológica é essa. Com a mão no rosto de Apollo, Meia-noite pergunta…

Vi algo assim em Alladin da Disney!

A arma é então ativada e Apollo se recarrega, ataca o monstro e consegue retirar os seis de dentro do monstro. Agora é a hora de Jack agir. Segundo Harry, que esteve em contato com o ser que gerou esse monstro, o monstro revelou o nome da cidade adormecida que Jack não conseguia acessar: Alba Umbra. Jack entra em contato com ela…

Só faltou chamar de Pirralho!

… E uma cidade, que lembra muito uma Themyscira, surge da terra. Adam diz lembrar-se dessa cidade, mas não sabe de onde e tem outro apagão.

=O

A Engenheira então assume a liderança: Jack, Meia-Noite, Jenny e Caçador de Marte vão atrás da fonte alquímica mencionada pela Avatar de Alba Umbra, enquanto ela, Apollo e Harry combatem o monstro. Enquanto a história se desenrola, Angie vai comentando sobre o quanto não gostou de tomar essa atitude (Aham Cláudia!), mas que ela é uma Engenheira, e precisa ver as coisas funcionando, como Stormwatch funcionava (não exatamente nessas palavras). Ela pondera sobre o quanto as atitudes de Adam não estão dando resultado, sobre o fato de Apollo e Meia-Noite estarem apenas ajudando e não fazerem parte da equipe, sobre Harry e sua experiência na Lua, e sobre como eles sabem pouco sobre o monstro, essa cidade misteriosa, o chifre gigante da primeira edição, e o quanto eles vão ter que se esforçar para resolver esses enigmas de Jigsaw se quiserem realmente salvar o mundo.

Vai Jenny, Vai!

Enquanto isso, Caçador de Marte falha em ativar o caldeirão mágico da cidade, mas Jenny não, o que faz com que o enorme Monstro se cristalize, e eles vençam. Adam elogia a atitude de Angie enquanto ele estava “out”, quando de repente, eles são teleportados por uma “porta de emergência” por Projecionista.

We are the champions, my friend!

Um ser dentro da estação dizendo ser “Stormwatch Shadow Cabinet” e que está lá por causa de Adam. Segundo ele, Adam tem sido um péssimo líder, e por isso ele vai morrer! Fim! A edição acaba anunciando o julgamento de Adam One, o confronto entre Meia-Noite e um traidor da equipe e uma página final que mudará o Stormwatch para sempre.

You're a bad, bad girl, Gaga!

Confesso que tive de ler duas vezes essa edição pra ter certeza de que era a continuação da excelente edição #3. Stormwatch #4 é uma pisada brusca no freio. As edições anteriores vinham embaladas em um ritmo bacana, e parecia que a edição #4 seria o ápice, mas o que se viu foi o contrário. Nenhuma questão foi explicada. Ao contrário, novas questões foram impostas. De onde veio e o que foi a cidade de Alba Umbra? Quem foram as feras que o Avatar da cidade citou? Que poder alquímico foi esse que só Jenny, a menina de energia quântica, pode ativar? O monstro foi realmente derrotado? Qual a ligação de tudo isso com o Chifre Gigante da primeira edição? O que Harry realmente absorveu do monstro que derrotou na Lua? O que vai acontecer com Adam One? Quem é esse Shadow Cabinet? Harry Tanner é mesmo o traidor? Quando Meia-Noite e Apollo integrarão a equipe? Quando Jenny e Caçador de Marte finalmente serão usados?

Meia-Noite arranhando a cara e puxando o cabelo de Harry

O prometido ao final de SW#3 foi cumprido, o mapa da Terra mudou, pois Alba Umbra voltou. Será que o prometido na edição #4 será cumprido? Segundo solicitações da edição #5, Meia-Noite enfrentará Harry (o traidor?), Adam será julgado e Stormwatch perderá dois membros… Mas quem? E ainda, uma página final que promete mudar a equipe pra sempre, e que tem haver com o Chifre Gigante.

Stormwatch #4 parece ser a antessala do dentista. Aquela edição que levará a uma edição mais surpreendente ainda. Mas nem por isso eu gostei dela, foi a pior até aqui. No entanto, não consigo dar nota, pois é evidente (assim espero!) que tudo vai se ajeitar.

O que se sabe é que a formação da equipe não será necessariamente essa que estamos vendo já que a edição #6 promete um racha e a formação de uma nova equipe, essa sim, baseada na trindade Apollo, Meia-Noite e Caçador de Marte. Só espero que personagens como Jenny, Projecionista e Jack não se percam. A edição #6, marcada para sair em fevereiro, promete repercutir em outros dois títulos: Grifter e Voodoo.

Quem tem medo de 2012?

Anúncios

7 comentários sobre “Stormwatch #4 – Se Apollo deve cair, quem vingará a Terra?

  1. Que estranho… essa foi a edição que eu gostei mais! Bom, tudo bem, claro que foi cheia de enigmas e mistérios… mas talvez isso seja um fator de propulsão, eu gosto de pensar no que está por vir. Ninguém pode dizer que as coisas são previsíveis e que teremos a garantia de um final feliz. Stormwatch está me lembrando os bons tempos de The Authority e confesso que como fã estou mesmo empolgado para ler logo as próximas edições, apesar da saída anunciada do escritor Paul Cornell.
    Eu confio.

    Curtir

  2. Trocando em miúdos??? Num intindi necas de pitibiriba!!! Mas tà valendo pois a sensaçâo é a mesma da época que comecei a ler. A difrença é que existiam edições anteriores prá ler e agora só resta uma editora com ouro na mâo e sem saber qual ourives vai pagar melhor pela oferta.

    Curtir

    1. Olha, eu li muito pouco ou quase nada da encarnação passada do Stormwatch, e li bastante, quase tudo de The Authority… e sinceramente, fora reconhecer alguns dos mesmos personagens, esse meu conhecimento prévio influencia pouquíssimo o entendimento da história… ou seja, É legal dar uma olhada no que passou, mas o novo Stormwatch é independente do seu passado e apesar de conter algumas peças pequenas que podem ser engolidas, pode ser vendido separadamente.

      Curtir

      1. Sobre Apollo e Meia Noite, tudo indica que eles serão um casal sim, Paul Cornell falou sobre isso em entrevistas e mesmo com a saída dele, esse status dos personagens já está enraizado no inconsciente dos leitores. Vale lembrar que Cornell deixou o título Stormwatch, mas continua contratado da DC e escrevendo outros títulos do reboot.

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s