SEXTA MALDITA VI – faltam duas malditas para o fim do ano.

Bem-vidos a mais um apogeu da verdadeira natureza humana, desprezíveis devotos do Santuário! Não é de hoje que este maldito blog (isso foi um elogio) vem dar o merecido espaço aos chamados vilões… mas desta vez a coisa vai ferver, como dizem lá em casa! Sugiro os pobres mortais que não leiam este post sozinhos: chamem amigos e familiares para aumentar suas chances de sobreviver à enxurrada de atentados ao (eca) bem que vem por aí. Porque agora  é a hora e a vez daqueles que tiveram a coragem de praticar vilanias no atacado… Com vocês, os super-grupos malditos!

As Desajustadas:

Praticando vilania no mundo Pop

Por Rodrigo Garrit    

Olá queridos devotos! Vamos aproveitar que Mephisto não está olhando e colocar um pouco de música na mais maldita das sextas, ok? E o que trago para vocês esta noite? Madonna, Lady Gaga, Pink, Ângela Ro Ro? Não… elas são boas meninas.  Quer garotas malvadas de verdade? Ou melhor, um grupo de meninas nada comportadas? Conheça The Misfits! Epa, não confunda com a banda homônima… para evitar comparações, vamos chamá-las da forma como foram batizadas na dublagem brasileira: As Desajustadas!

Muito antes da série Glee, existiu um desenho animado musical nos anos 80, idealizado pela MTV e realizado pela Hasbro e a Marvel. Assim nasceu JEM E AS HOLOGRAMAS! O desenho foi exibido no SBT, no programa infantil da então rival da Xuxa nesse seguimento, Mara Maravilha! (e milhares de outros programas infantis do SBT e possivelmente na própria Xuxa. Os anos 80 não eram uma loucura?) Mas vamos deixar essas desajustadas de lado e focar nas nossas personagens.

As Desajustadas eram uma banda de Rock feminina underground em busca da fama, que atormentavam suas maiores rivais, as popstars e protagonistas do desenho, Jem e suas fofas Hologramas. Elas eram umas cachorras sim, mas muito estilosas. E um pouco invejosas, mas sabem aquele tipo de inveja “branca”, quando você admira muito uma pessoa e quer ser igual a ela? Então, não era desse tipo que elas tinham não. A inveja delas era do mal mesmo, elas queriam ser iguais as suas inimigas e vê-las no fundo do poço, destruídas. (E quer saber? Essa de “inveja branca” não cola não… inveja é inveja!)

A vocalista da banda, Urânia (Pizzaz no original) admirava tanto Jem, que queria acabar com a raça dela e tomar seu lugar, o que incluía roubar sua fama, seus fãs e seu namorado! Urânia era a mais maléfica e bandida de todas. As outras moças do grupo eram Roxy, sempre pronta para compactuar com as maldades de Urânia, Eléctra (Stormer no original) que era a única das desajustadas que tinha um bom coração, e até tentou deixar o grupo, mas acabou voltando e se deixando influenciar por Urânia e as outras piriguetes. E havia também a inglesa Jetta (essa última entrou no grupo na segunda temporada da série, fazendo das Desajustadas um quarteto). Elas competiam doentiamente e eram obcecadas em arruinar a carreira de suas inimigas.

Enquanto Jem e as sem gracinhas Hologramas tocavam suas baladinhas melosas, as Desajustadas quebravam tudo (literalmente), eram um péssimo exemplo pra juventude, não tinham modos, e nem sabiam o que é ter escrúpulos. Seus shows eram pauleira e só faltou comerem a cabeça de um pombo vivo como o titio Ozzy. Ou seja, elas tinham tudo pra fazer o maior sucesso!!!

Mas como vivemos num mundo injusto, as garotas não emplacaram… embora tenham se tornado lendas nos corações de seus fãs. Então, chega de conversa e fiquem agora com alguns de seus maiores sucessos… porque o grupo delas é muito melhor! Elas são as Desajustadas que é sempre o maior!!!

Desajustadas, criadas por Robert W. Pittman.

Ah, não resisto… vejam esse clipe dos Misfits também…. e tenham uma ÓTIMA SEXTA MALDITA! HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!!!

TERROR TITÃS

Vilões sozinhos já são um porre, vilões unidos são a ressaca.

Por Rodrigo Broilo       @RodrigoBro

Mas tem um grupinho, em particular, que gostava de tocar o “Terror”. Eram os Terror Titans (Ou em paninês do bom, “Titãs do Terror”)!

O legal de Terror Titans é que eles são um grupo baseado no sustentáculo da maioria dos heróis, e alguns vilões: o Legado. Todos eles são novas encarnações de já conhecidos vilões. Há um novo Rei Relógio, líder da equipe, que apesar de ser um bom estrategista e ter poderes pré-cognitivos, usa um óculos muito cafona! Junto com ele estão ainda: Dreadbolt, Terry Bolatinsky, filho do supervilão Bolt (não confundir com o supercão); Copperhead (o Cascavel), que não tem relação com o original; Persuader (Persuasora), que usa armas copiadas de seus descendentes; Disruptor (Disruptora), possivelmente filha do vilão original.

Os Titãs do Terror surgiram em Teen Titans #56, de fevereiro de 2008, embora Rei Relógio e Dreadbolt tenham sido vistos ao final de TT55, no primeiro arco do escritor Sean McKeever a frente do título.

Nesse arco, Dreadbolt vai como civil para uma festa na Torre Titã, organizada pelo então Kid Demônio. Numa emboscada, os Titãs do Terror capturam Eddie, e Cascavel, Persuasora e Disruptora se infiltram na torre e atacam Rose, a Devastadora, enquanto Dreadbolt captura Miss Marte. A torre cai, mais uma vez, e Devastadora vai atrás deles.

Moça Maravilha, Robin e Besouro Azul seguem uma mensagem de Rei Relógio e vão atrás dos Terror Titans em uma igreja abandonada (porque sempre lá?) onde enfrentam os vilões. Besouro derrota Dreadbolt e Cascavel, Moça Maravilha contou com a ajuda de Devastadora para se livrar de Disruptora e Persuasora, mas Robin levou um chocolate do Rei Relógio, já que o mesmo consegue ver 4,6692 segundos no futuro. Enquanto isso Megan e Eddie tentavam fugir da Arena do Dark Side Club.

Rei Relógio, criado por Sean Mckeever e Eddy Barrows

Mas pra resumir a bagaça, que é o mote da minissérie em seis edições deles (não é todo vilão que ganha minissérie, bem!), o negócio do Rei Relógio era vender adolescentes para a Arena do Dark Side Club (isso mesmo, a versão adolescente do trampo da Roleta), dar “umazinha” na Disruptora e ter os vilões em suas mãos com as habilidades que ele cedeu a eles. E o cara era tão bom, que até a Devastadora, desacreditada pelos seus colegas, se juntou ao cara com óculos de relógio.

Ao final, antes de ser derrotado por uma Devastadora e uma Miss Marte liberando todos os adolescentes superpoderosos da Arena (a Milícia Mártir), ele mata seu lanchinho (leia—se Disruptora) e deixa os outros três vilões por conta própria ao fugir.

Rei Relógio, a alma maligna dessa equipe, torturou mentalmente seus recrutas ao fazer Dreadbolt matar seu pai, ao matar o pai de Persuasora na frente dela e fazer Cascavel matar a jovem TNTeena, de quem ele cuidava.

E assim teve fim esse grupo de vilões, que se fosse mais unido, sofreria mais!

Illidan StormRage

“YOU ARE NOT PREPARED!”

Por Leticia Fiuza     @nimphadora

Queridos Santos e Pecadores, seguidores fiéis da nossa Sexta Maldita, hoje é um dia atípico. Nosso tema é livre, o que nos dá uma infinita gama de Vilania para explorar, que delicia! E aproveitando essa deixa e como estou numa vibe World of Warcraft, resolvi falar do Bad Guy que conquistou meu coração e já causou muitos pesadelos em Azeroth.

Ele que inspirou uma das expansões, a Burning Crusade: o temível Illidan StormRage.

 Illidan era um Night Elf, porém hoje ele não é mais isso. Como disse sua carcereira Maiev Shadowsong , após a Guerra dos Anciões, quando ele foi aprisionado por traição: “Não é agora nem demônio nem night elf, mas algo mais”. Ele era um extraordinário feiticeiro e muito poderoso, porém não é possível classificar a extensão de seus poderes.

Hoje Senhor de Outlands e dirigente do Black Temple, foi sua sede desmedida pelo poder e domínio arcano fez com que cometesse atrocidades contra seu povo e outras raças de Azeroth.  Essa busca acabou o deixando cego, e enquanto achava que estava ajudando seu povo contra a Burning Legion, estava sendo enganado pelo sátiro Xavius, que usou as dúvidas de Illidan para plantar sementes de desconfiança em sua mente.

 Após contactar Sargeras (O Grande Chefe da Burning Legion) na Guerra dos Anciões e criar um segundo Poço da Eternidade (Poço da Eternidade era a fonte da magia arcana dos Night Elves, o primeiro foi destruído por Malfurion, irmão de Illidan, na esperança de conter os avanços da Burning Legion), Illidan foi considerado traidor por seu povo e por Malfurion. Ele então foi condenado à prisão nas profundezas de  Hyjal, mantido longe de todos, e vigiado por um contingente de Night Elves (incluindo Maiev Shadowsong).

Sua liberdade veio 10 mil anos depois, quando a Burning Legion voltou a atacar Azeroth. Tyrande, a elfa envolvida amorosamente com Malfurion, invadiu a prisão e matou os carcereiros. Ela esperava conseguir ajuda de Illidan para combater os demônios. Illidan, que sempre amara Tyrande e mantivera esse amor através dos milênios, decidiu aceitar o pedido e assim se juntou a causa.  Já Malfurion se opôs a essa atitude de Tyrande, pois temia que a liberdade de Illidan fosse um erro catastrófico.

 Querendo provar o contrário ao irmão e vendo essa oportunidade de se redimir aos olhos da elfa, ele sai de Felwood com um exercito de night elves para caçar a Burning Legion. Porém, novamente sua sede pelo poder o fez ser ludibriado, quando encontrou e lutou contra Arthas (futuro Lich King, outro grande vilão e personagem que é o principal da 2ªexpansão do jogo). Arthas falou a Illidan sobre o Crânio de Gul’dan, sem poupar nenhum detalhe sobre o poder do artefato demoníaco que havia corrompido Felwood. Ele explicou que se o artefato fosse destruído a corrupção das florestas acabaria. Mesmo não confiando nas palavras do outro, o Elfo decidiu ir atrás do artefato, cobiçoso de seu poder e força.

 O artefato era defendido por um enorme portão demoníaco, e para terem acessou houve uma imensa e cruel batalha. Motivado pela necessidade e na crença que com o aumento de seu poder ele poderia enfim se redimir perante Tyrande, Illidan destrói o Crânio e absorve o poder para si mesmo. Ele encontrou a força que precisava, no entanto a luta pelo controle do Crânio veio com um preço muito alto a ser pago. Os poderes do artefato mudaram Illidan. O elfo foi transformado em demônio.  Envolvido nas sombras que seus novos poderes traziam, Illidan conseguiu destruir Tichondrius, um dos líderes da Burning Legion. Porém, Malfurion e Tyrande perceberam o poder diabólico escondido dentro de Illidan e se afastaram dele, com medo e amargura. Convencido de que o irmão vendera sua alma para obter mais poder, como castigo, Malfurion baniu-o das florestas. Vendo que seu irmão não teve consideração pelo que ele fez, Illidan diz “Que assim seja, irmão…” e sai das terras dos Night Elves.

 E esse foi o começo da história de Illidan, hoje considerado um dos grandes vilões do mundo de World of Warcraft. Mas como muitos outros, seria mesmo um vilão? Ou mais uma vitima? Bem, isso é história para outro dia…

 Obs: O texto foi muito resumido, um apanhado básico com os fatos mais marcantes do inicio da história. Para conhecerem mais, aconselho: A) Jogar Warcraft III   B)Começar a jogar World of Warcraft    C) Lerem a Lore do jogo, existem vários sites muito legais sobre o assunto, como a www.wowpedia.org

                                                                                                        colaboração Felippe TM. 

 Sexteto Sinistro

Como gerenciar egos alheios

Por Venerável Victor Vaughan    @Veneravelvictor

Com apoio luxuoso de Pablo Ramos    @rellevante

Após sofrereinúmeras derrotas (entenda-se: surras) nas mãos do Homem-Aranha, o Doutor Octopus chega à conclusão de que precisa de ajuda contra o escalador de paredes. Então, entra em contato com todos os super vilões que já lutaram com o teioso. No fim, cinco desses super criminosos retornam as ligações – ou scraps se fosse hoje em dia – do bom Doutor; foram eles: O abutre, Elektro, Kraven o caçador, Mystério e o Homem-areia.

Entretanto, Octopus logo percebe que nunca conseguirá ser capaz de controlar esses super-vilões. Eles eram incapazes de trabalharem juntos e funcionarem como a engrenagem de uma máquina poderosa. Então, genialmente, ao contrário de tentar mudar suas naturezas individuais, o Doutor Octopus idealizou um plano que exploraria seus apetites individuais por glória e reconhecimento. Cada um dos membros do Sexteto Secreto deveria atuar em uma batalha individual com o escalador de paredes em locais cuidadosamente escolhidos. Um a um, os criminosos deveriam combater o aracnídeo até que o herói finalmente fosse destruído.

Com o passar dos anos, o grupo teve algumas formações aqui e ali diferentes, chegando a ser composto por onze criminosos diferentes desde que atuou pela primeira vez, muitas vezes com o Duende Macabro participando delas, entre alguns outros vilões, mas o elenco original quase sempre foi esse:

O Abutre Seu nome verdadeiro é Adrian Toomes. Sua capacidade de vôo é devido às asas artificiais que funcionam graças a um aparelho em suas costas que cria um campo elétrico. O Aranha descobriu isso e danificou o aparelho em suas primeiras lutas. Foi durante o ataque do Abutre ao jornal Clarim Diário, que Peter Parker começou seu relacionamento com Betty Brant, secretária de J. Jonah Jameson. Abutre é um vilão bem idoso, provando que também é um talento da terceira idade e deveria ser premiado pelo Banco Real.

Doutor Octopus Otto Octavius é um dos maiores arqui-inimigos do teioso e um dos primeiros super-vilões da revista do aracnídeo, no número 12 da revista The Amazing Spider-man, o Doutor Octopus revela a identidade secreta do Homem-Aranha. No entanto, as pessoas não acreditam que o poderoso Homem-Aranha é apenas um adolescente que sequer saiu do colégio! Vai ser azarado assim na “caixa-prego” . Otávio é um gênio no campo da física atômica e Ph.D. em ciência nuclear; brilhante engenheiro e inventor,  também é um soberbo estrategista e líder carismático. Sua genialidade na radiação é tão excepcional que já foi chamado pelo Senhor Fantástico, do Quarteto Fantástico, para oferecer sua expertise quando a Mulher Invisível sofria de complicações durante a segunda gravidez, como resultado da radiação cósmica que lhe concedeu seus poderes.

Cada um de seus quatro braços mecânicos, controlados mentalmente, são capazes de levantar três toneladas, desde que pelo menos um braço seja utilizado para suportar o corpo.

Homem-Areia os poderes de Flint Marko – que apesar do sobrenome não é parente de Cain Marko, o Fanático, mas sim primo de Norman Osborn, o primeiro Duende verde – consistem em controle de areia, podendo ficar enorme, mudar-se em qualquer forma, ficar bem fino, podendo assim entrar em qualquer lugar e se endurecer como uma rocha. Ele é quase impossível de se prender, já que pode passar por qualquer brecha e é muito difícil de destruir. Mas não é completamente invulnerável, já que é feito de areia. Sendo assim, a água pode desfazê-lo.

Kraven antes de se tornar o Caçador, Sergei Kravinoff era membro de uma família abastada na antiga Rússia czarista. Durante a revolução bolchevique que modificou aquele país e criou a União Soviética, a família Kravinoff  teve que se refugiar na América. Ele decidiu usar sua fortuna para fazer fama nos Estados Unidos e, principalmente, na África, como o maior caçador da história. O Caçador estava sempre preparado para um desafio, por isso, quando o Camaleão – seu irmão e também um dos chefões do crime em Nova Yorque – o convidou para ir até a selva de pedra de NY caçar sua presa mais perigosa, ou seja, o Homem-Aranha. Kraven aceitou. Infelizmente, para o Caçador, a presa era mais perigosa ainda do que ele imaginava e, mesmo contando com a ajuda do próprio Camaleão, Kraven foi derrotado pelo herói aracnídeo. Esse, no entanto, foi apenas o primeiro de uma série de confrontos que viram a ocorrer entre os dois ao longo dos anos. Kraven nunca havia sido derrotado em uma caçada antes e assim o Aranha passou a ser seu prêmio mais cobiçado.

Elektro Os poderes de Max Dillon são a partir de eletricidade. Seu corpo está sempre gerando uma corrente de bio eletricidade. Ele pode converter essas correntes em rajadas elétricas bastante poderosas. Por ter seu corpo sempre elétrico, ele pode magnetizar ferro e aço em seu corpo, podendo ficar maior, como um monstro de ferro. Ele também pode repelir ferro e aço. Elektro pode também absorver energia ambiente a fim de ficar mais poderoso. Certa vez, ele já aumentou seus poderes para níveis quase incalculáveis, derrotando o Homem-Aranha. Como sempre, Parker volta e derrota Elektro. Elektro nunca conseguiu uma derrota “completa” sobre Homem-Aranha. Isso se dá, por Parker o derrotar de formas simples, tal como juntando suas mãos e pés, ou jogando-lhe água em cima, assim causando um curto nos seus poderes. Recentement, seus poderes foram novamente ampliados, a ponto de conseguir tornar o próprio corpo em eletricidade, conseguido propagar-se através de aparelhos elétricos e outros objetos.

Mystério Quentin Beck era um dublê que logo se interessou pela área de efeitos especiais, tornando-se um dos maiores especialistas em sua área. Quando perdeu seu emprego no cinema, se voltou para o crime; não possui poderes sobre humanos mas é um hábil lutador e atleta que conseguiu desenvolver um grande repertório de ilusões e efeitos especiais semelhantes aos usados em filmagens, além de ser um hipnotizador e prestidigitador capaz de realizar vários truques mágicos ao mesmo tempo.

O que faz do Sexteto Sinistro um grupo tão especial não é o grupo em si, outros grandes heróis tem seus grupos de vilões que eventualmente se unem para tentar sobrepujá-los em coletivo, já que individualmente não conseguem, como a “Galeria de Vilões” do Flash ou a “INTELLIGÊNCIA” que conta com os maiores inimigos do Incrível Hulk. Não. O que faz do Sexteto Sinistro memorável é que eles conseguem ser mais azarados e atrapalhados em suas vidas e ações que seu arqui-inimigo! Talvez com a exceção hoje de Mystério que, contrariando a opinião de muitos leitores que o acham um zero à esquerda azarado, foi o único vilão que conseguiu participar de duas Sextas Malditas seguidas!

Sexteto Sinistro, criados por Stan Lee e Steve Ditko
Anúncios

7 comentários sobre “SEXTA MALDITA VI – faltam duas malditas para o fim do ano.

  1. Olha…eu só gosto de parar para comentar nesses dias de Sexta Maldita,quebrei a regra essa semana na matéria do Victor dias atrás porque…ah, sei lá por que… agora, adorei colocarem as Desajustadas, nossa! Voltei no passado agora!!!

    Curtir

    1. Acredite Allan…você quebrou essa sua regra de “só comentar em dias como hoje” essa semana, porque você é tão louco quanto essa absurda regra que sua cabeça arquitetou. 😉 Você é um desajustado, podia até montar uma banda para ser inimigo do Restart . Faz todo sentido você ficar à vontade num dia onde Mephisto, assim como Momo no Carnaval, toma posse da chave do Santuário.

      Curtir

  2. Para todos os devotos que ficam aflitos com a influência da Sexta Maldita…digo que não encontrei uma oração ou prece totalmente adequada mas… achei algo, que é melhor do que nada.
    Benzedura da dor de Barriga
    Esta oração tem de ser dita 9 vezes:
    Jesus que é o Santo nome de Jesus, onde está o Santo nome de Jesus não entra mal nenhum.
    Quando a Nossa Senhora pelo mundo andava, chegou a casa de um homem manso e de uma mulher brava, pedindo-lhes pousada.
    O homem dava e a mulher não.
    Onde Nossa Senhora se foi deitar, água por baixo e água por cima; com estas mesmas palavras, cura a dor de barriga, em louvor de Deus e da Virgem Maria, Padre Nosso e ave Maria!

    Curtir

  3. Posso dizer que o Homem-Aranha não é meu foco principal, mas já me diverti muito com as investidas do Sexteto Sinistro!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s