FABULOSOS X-MEN – Os Celestiais chegaram! E Ciclope bota a rapaziada gigante alienígena pra correr!

Por Venerável Victor  “Senhor Símio”  Vaughan

Uma “Senhora Resenha” de Uncanny X-men #3  SPOILERS

Senhores responsáveis: Kieron Gillen, Carlos Pacheco, Rodney Buchemi e Paco Diaz

O Senhor Sinistro envia clone após clone contra o círculo interno dos X-men e de alguma forma, aproveitando a vantagem numérica consegue dar trabalho. Esperança – a mutante Hope – usa a telepatia que copiou de Emma Frost, a Rainha Branca, para mentalmente proteger a equipe, mas ela não é poderosa o suficiente para suportar um ataque direto de Sinistro. Ele aproveita o momento que está mentalmente conectado com Esperança, para informar-lhe que seu destino é se tornar a Phoenix. Enquanto isso as coisas não estão nada bem para os X-men até que Perigo retorna à ação reconstruída e destrói de uma só vez todos os clones do vilão naquela sala, claro que existem muitos mais do lado de fora…

 Em Fabulosos X-men #1, Emma em sua forma de diamante, perdeu seu braço. Agora, pela primeira vez desde então, ela reverte para sua forma humana no intuito de telepaticamente derrotar todos os clones de uma vez e por todas, com a ajuda luxuosa de Namor, o príncipe submarino, que pressiona seu braço, agindo como um torniquete.

Com isso uma nova interação entre Sinistro e os mutantes acontece, agora o vilão aprendendo com seus erros anteriores já não mais ataca a equipe, entretanto alerta Ciclope que se ele continuar seguindo o caminho que está trilhando em pouco tempo ele se tornará o homem mais odiado do planeta.

Os Celestiais finalmente chegam a Terra, mas com o Celestial sonhador restaurado, eles partem – provavelmente a maior perda de tempo que esses seres imortais tiveram na vida imortal deles.

O plano de Sinistro é interessante e claramente diferente dos de Magneto ou Apocalypse. Ele não acredita na simplesmente superioridade evolucionária e na sobrevivência do mais forte. Ele acredita na IMPROVISAÇÃO, dito isso, ele também acredita em falar pra caramba pelos cotovelos. Serio, essa é a terceira edição com esse puto falando sem parar, ele provavelmente é responsável por 60% dos diálogos desses três primeiros números. Putz, alguém sugere que ele escreva um blog…

Nós temos um montão de X-men nessa revista, então nem todos eles tem a chance de brilhar, mas Esperança, Emma e Perigo tem seus fantásticos momentos. Aliás, eu não tenho a mínima idéia de como eles vão consertar o braço da Rainha Branca ou se ela vai ser uma heroína amputada daqui pra frente. Claro que me lembro em um arco de Grant Morrison com os Novos X-men que ela literalmente é destroçada em milhares de pedaços e sobrevive em forma mental, mas ali tínhamos Jean Grey em posse da força Fênix para consertar qualquer coisa…

De qualquer forma esse acontecimento não se refletiu até agora em nenhum outro título mutante, o que pode ser um sinal que não deve ir longe esse “perrengue”. Apesar de eles não terem muitos diálogos, mesmo personagens de fundo da história tem bons momentos de caracterização, como o olhar de preocupação de Magia quando Tempestade é ferida ou quando seu irmão Colossus é arremessado longe.

Apesar de Carlos Pacheco ser excelente, ele é lento por demais na produção das páginas e esse mês só desenhou as finais da edição, deixando a cargo dos artistas acima citados a façanha de muito bem substituí-lo. Apesar do trabalho deles ser  bom, preencher o lugar de Pacheco é muito difícil, mas em questão de perspectiva, contar uma boa história visualmente e trabalhar as expressões faciais dos personagens a dupla Buchemi e Paco são bons. Ainda acho a revista muito colorida, com tons claros o tempo todo e isso me gera estranheza às vezes.

Contudo, esse título tem a incumbência de mostrar a elite mutante em ação e tem feito isso muito bem. Ver finalmente Perigo em um momento de glória, combatendo as ameaças a equipe e não simplesmente sendo um Lap Top que fala e anda, assim como Esperança usando diferentes poderes parar combater Sinistro, também não tem preço.

O vilão desaparece e deixa os X-men sozinhos para encarar os Celestiais que acabaram de chegar. Ciclope e Esperança conseguem fazer contato com os alienígenas e os sugerem voltar ao espaço, aos olhos de toda a mídia e população de São Francisco e com isso concretizando seu plano de começar a mostrar que são o melhor e mais poderoso super grupo de heróis do planeta.

Dá pra ver que Ciclope tem uma idéia muito clara do que ele pretende com esse novo grupo, mas não sobre o que o futuro lhe reserva.

Semana que vem, terça-feira, resenha de fabulosos X-men #4 aqui no site

Anúncios

12 comentários sobre “FABULOSOS X-MEN – Os Celestiais chegaram! E Ciclope bota a rapaziada gigante alienígena pra correr!

  1. Pessoal, qual é o nome da edição nacional em que eu encontro essa edição #3 de Uncanny X-men?

    Desculpem-me, estou há muito tempo sem acompanhar…

    Curtir

  2. O Victor me leva a ler Marvel.Não sei o que fazer.No momento leio Guerra Civil,mas isso não vem ao caso.Éééééééééééééééééééééééééééééééé uma boa resenha,mas como não estou acompanhando,estou enrolando.
    Abraços.

    Curtir

  3. O título dos X-men de volta parar a escola estão com uma promessa melhor mas o que não falta nesse é potencial, só eu que deseja a volta da Jean Grey???

    Curtir

    1. Não é o único, meu amigo. Também espero pelo retorno da Jean. Quem sabe quando aparecer algum roteirista para “conter” o era pratismo do Quesada (que existe), talvez a vejamos novamente.

      Curtir

  4. Li a revista e o Magneto assim como o Namoro foram figurantes de luxo, só. O fato do Colossus estar com o poder do Fanático também fez nenhuma diferença e o desfecho da história continuou nas mãos de Ciclope, Emma e Hope… assim não adianta ter essa time poderoso.

    Curtir

  5. Hããã??? O Kieron ficou com medinho de mexer mais do que devia?? O editor podou ele por causa do Point One (que aliás starta neste mês!)??? Outra dúvida: ele já entregou o ouro deste hipermegasuper crossover já entregando o final da história (o destino de Hope)???
    Sinceramente, esperava bem mais dessa edição. Esse atualmente é o título mais político da família X. Com o mix de personagens mais poderosos, mas a equipe do Logan ganha muito mais em carisma.
    PS: o Sinistro me lembrou um pouco o visual do Fernando Anitelli, e o falatório dele também!

    Curtir

    1. AUAHAU, verdade Nilson, totalmente Fernando Anitelli. Acho que o Kieron fez algo meio por imposição editorial, inclusive ter que incluir esse diálogo do Sinistro com a Hope, sobre a força Fênix, afinal em abril chega a saga Vingadores versus X-men. Terça feira tem mais aqui, o número #4.

      Curtir

  6. Existe a possibilidade muito provável do roteirista da revista mudar, curto o Kieron mas ele não tem nome nem força para segurar a onda que essa revista pede. Estão ali personagens de peso e importância vital para o universo Marvel

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s