Homem Animal # 5 – Filha de minhas entranhas

Ou: “E agora, quem poderá nos defender?”.

Por Rodrigo Garrit

AVISO: Este artigo contém spoilers viscerais.

Para ler a resenha anterior de Homem Animal, clique aqui.

E com vocês, a resenha de Homem Animal # 5, onde mais uma vez somos apresentados a essa trágica ópera moderna de terror, onde a carne é facilmente destacada da pele, o sangue jorra aos litros e um cachorrinho morre no final. Trazida até nós por Jeff Lemire – Roteiros e Travel Foreman e Steve Pugh – desenhos.

A escuridão e o podre tomam conta.
Ellen Baker de arma em punho parte para cima do agente caçador do podre, uma criatura virada do avesso do avesso do avesso. Ele já devorou o detetive que os acompanhava e pretende fazer de Cliff Baker sua próxima refeição. Para os que acreditaram na edição anterior que Cliff era o monstro… não, a criatura apenas chamou Ellen de “Mamãe”, como forma de zombaria. E foi um gancho bem safado do Jeff Lemire para terminar a edição. Mas tudo bem, tá perdoado, porque essa edição redime tudo de ruim que o escritor já tenha feito na vida dele.

Tirem as crianças da sala. Essa edição é Heavy Metal, terror puro e destilado em sua essência mais doentia. Gosta de animais? Ama a natureza? É uma pessoa muito sensível? Então nem leia…

Buddy, Maxine e o “Sr.Meias” (para quem não lembra, ele é um avatar
do Vermelho disfarçado de gato de estimação) saíram do Vermelho e já
partiram em busca de Cliff e Ellen. Maxine consegue sentir o medo
deles e sabe que estão em perigo. Ele voa o mais rápido possível para a
fazenda da mãe de Ellen, o ponto de encontro previamente combinado
por eles, onde encontram todos prestes a serem devorados vivos.
Buddy consegue salvá-los, e ordena que todos fujam. A criatura
mostra a ele um vislumbre sinistro do que eles pretendem fazer com
Maxine. Digno dos melhores filmes do Clive Barker, com algumas pitadas de “The Walking Dead”.

Citação de destaque:

– O gato fala!
– Você ficou surpreso com isso?

A luta segue desleal, na verdade está mais para “monstro brincando
com a comida” do que luta, e Buddy não tem a menor chance. Seus
poderes estão falhando e sua ligação com a teia da vida parece
totalmente desligada.
Maxine sente que seu pai precisa de ajuda, e decide
intervir, mesmo de longe. Ela toca o solo e entra em contato com
um grupo de formigas que aparentemente respondem ao seu comando.
Logo, todos os animais vivos recebem o mesmo chamado, e partem para
cima do caçador do podre, evitando que o Homem Animal seja
eviscerado, mas ao devorarem o monstro, os animais são
“contaminados” pelo podre… uma voz é ouvida, dizendo que as
barreiras foram quebradas e agora o Podre tem acesso ao Vermelho.
Maxine percebe o erro que cometeu e chora. Buddy corre de volta
para a fazenda, sendo perseguido por uma horda de animais ferozes
possuidos.

Ao se reunir ao grupo, o Sr. Meias adverte Buddy que Maxine não
pode mais ser deixada sozinha, e que ela deve ser protegida a todo
custo, pois é a pessoa mais importante do mundo, aquela que pode
evitar a desgraça. Todas as outras vidas são dispensáveis. Mas
Buddy não dá ouvidos as palavras do gato e coloca sua familia em um
trailer e foge rumo ao desconhecido, sem nem mesmo ter ideia do que
fazer ou mesmo de como proteger sua filha, sua familia e a humaninade.

Mas o sabido Sr. Meias tem uma sugestão.

Nota: 10

Anúncios

8 comentários sobre “Homem Animal # 5 – Filha de minhas entranhas

    1. Salvar a humanidade e não atrasar as contas… ir a reunião da escola, ter “aquela conversinha” com os filhos, ser gentil com a esposa, trocar o lixo, ganhar dinheiro, aparar a grama, consertar a antena da tevê, cozinhar, lavar o carro, dar banho no cachorro, pintar a cerca, levar os pimpolhos na escola… hã.. eu mencionei “salvar a humanidade”?

      Não é fácil não meu amigo….. rs

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s