Aquaman #7 & Surpreendentes X-men #48 – Novos caminhos para novas possibilidades!

Por Venerável Victor “um OUTRO tratador de macacos aquáticos”  Vaughan

Aquaman

Resenha com Spoilers aquáticos

Roteiro: Geoff Johns Arte de: Ivan Reis; Joe Prado e Rod Reis

Nessa edição de Aquaman, Geoff Johns incrementa em muito a mitologia do herói aquático. Aqui se tem muita coisa para serem absorvidas por novos e velhos fãs, muitas das quais irão gerar polêmica ou agradar até faz xiitas, nós apenas temos que ter fé em Johns, fé que ele pode juntar todas essas novas informações e fazer com que esse novo grupo de personagens atlantes, encaixe no novo universo DC.

Realmente á apenas nas últimas páginas dessa revista que todo esse novo “passado” de Arthur Curry vem à tona – com o perdão do trocadilho – e a situação fica complicada. As primeiras páginas da edição nos brindam com uma história paralela desse novo grupo chamado “Os Outros” – nome dado talvez pelo sucesso da série LOST na cultura pop – enquanto ao mesmo tempo reintroduz o nêmese supremo de nosso herói, Arraia Negra na trama. E se você – bebê – pensou que Geoff Johns ia seguir o comportamento habitual dos últimos anos e fazer uma revista superficial, acho bom pensar de novo…

Ya-wara, a índia brasileira, que faz parte do grupo "Os Outros", criada por Geoff Jhons e o nossos drean team brasileiro

Se por acaso o roteirista escolheu a mais eficiente estratégia narrativa nessa revista mensal, nós vamos ter que esperar mais um pouco para julgar, mas uma coisa é certa, ele vem fazendo um belo trabalho até aqui.  Cuidadosamente alternando entre ação e flashbacks – exatamente como na série Lost, por acaso – nos mostrando que ele não perdeu a mão e ainda é o cara que nos deu a melhor passagem que a revista do Lanterna Verde já teve em sua existência, desde a época de Neal Adans e Dannis O’Neil.

Verdade, as perguntas ainda não esclarecidas sobre a Atlântida parecem pequenas comparadas às novas possibilidades desse novo universo criado para o herói aquático. Mas Johns não faz feio ao plantar a dúvida em nossas mentes e nas de nossos queridos personagens: “Será que alguém afundou a Atlântida?”.

Mas claro que outra pergunta vem à mente: “E daí???”, descobrir nessa altura do campeonato essa resposta, de quem decidiu o destino dos atlantes milênios atrás não parece ter muita utilidade para eles agora. Mas como nós sabemos, Johns tem um plano – eu pelo menos sempre tenho – seja ele algo grandioso ou não tão grandioso.

O melhor aspecto dessa edição ainda é a arte de Ivan Reis. Mês passado ele deixou a maior parte da arte com Joe Prado, mas seu retorno é maravilhoso. Para variar essa é a revista mais linda nas prateleiras – assim como a Demon Knights do Diógenes Neves, lógico – e o cuidado do brasileiro com os detalhes é algo divino. O início da edição é feito sem um único balão de diálogo e nos mostra o quanto Ivan Reis é um artista gráfico talentoso.

As sementes foram plantadas para possivelmente uma épica aventura nas páginas de Aquaman nos meses que virão.Uma heroína brasileira foi colocada agora na cronologia como uma antiga aliada de Arthur e membro dessa misteriosa equipe que o herói aquático participou antes de fazer parte da Liga da Justiça. Geoff Johns está fazendo uma das melhores revistas do relaunch, afinal ela agrada a maioria dos fãs antigos que já conhecem o universo de Aquaman e é atrativa e promissora para novos leitores.

Nota 1: “The Golden seal” ou O selo/carimbo dourado, que o Arraia Negra rouba no início da edição, com esse nome, é algo que faria mais sentido a “Pantera Cor de Rosa” roubar…

Nota 2; Impossível cortar um quadro da arte do Ivan Reis nessa edição, por isso pus páginas completas…

Surpreendentes X-men

Roteiro de: Majorie Liu e Arte de: Mike Perkins

A roteirista Majorie Liu assume o comando dessa revista, agora totalmente integrada na continuidade Marvel com satisfatório sucesso. Surpreendentes X-men não é tão centrada na trama quanto no desenvolvimento e estabelecimento desses mutantes como um novo grupo. Quem conhece o trabalho dessa roteirista sabe o quanto sua maior força está no desenvolvimento de personagens. Aqui o interesse principal se deu na relação entre Estrela Polar e seu namorado kyle, que é tão “surpreendente” porque retrata fielmente o humor e conflito que uma relação amorosa do no nosso mundo real acontece no nosso dia a dia. Todo workaholic não consegue lidar com seu parceiro não tolerando a quantidade de tempo que ele dedica ao trabalho e isso pode sim gerar humor e até mesmo facilmente conflito.

Da mesma forma, o diálogo entre Gambit e Cecília é natural e doce. Mas essa não é uma resenha de estudo de personagem, não! Isso é uma resenha de uma revista X! Deveria haver aqui explosões ou o quê??? Nada temam “True Belivers!”. A senhorita – ou senhora – Liu nos proporciona doses iguais de muita interação e ação desenfreada com maestria. Liu constrói a trama de seu primeiro arco a frente dessa revista com um grande mistério, as primeiras páginas da revista mostram um evento – ou sonho premonitório – de Jean Paul, o mutante canadense Estrela Polar, por algumas páginas, depois disso o tema não é mais revisitado, para que possamos conhecer o novo elenco. Possivelmente mais esclarecimentos virão a tona em breve.

O desenhista Mike Perkins é o responsável pela arte aqui e faz isso com grande cuidado e detalhe em todos os ambientes que retrata. A maioria da linguagem corporal de seus personagens é diferente e casual – muito bom isso – e a dinâmica facial das expressões é excelente, usando sombras – da forma certa, não como o imundo do Greg Land… – e ângulos diferentes do comum para mostrar as emoções que deseja, o que é maravilhoso, afinal a maioria da edição são cabeças falando umas com as outras. Como num filme, tudo é dirigido para que o texto de Liu tenha o impacto e ressonância merecido.

Talvez isso fique um pouco cansativo se for feito de forma periódica, mas parece que grandes planos estão em ação. Para todos aqueles que reclamam do quanto existem revistas mutantes no mercado, saibam que a grande maioria delas hoje em dia são sólidas e leituras válidas. Parece que Rick Remender – autor de X-Force – hoje tem uma parceira escritora a altura.

Nota 1 : já ouviram falar no Projeto Kaplan? No jogo baseado nesse universo? Sabe como apoiar e contribuir com a campanha de lançamento?

Nota 2: Make mine Marvel !!!

Anúncios

30 comentários sobre “Aquaman #7 & Surpreendentes X-men #48 – Novos caminhos para novas possibilidades!

  1. Boto fé em qualquer hq em que o Aquaman estiver com as duas mãos inteiras. Nada desse negócio de mão de gancho, mão de água…isso é o indice de que o cara escreveu emaconhado. Quanto a arte do Ivan Reis, o cara é tão bom que consegue contar a história só com os desenhos!

    Curtir

  2. E pra quebrar preconceitos…
    Como voce havia me dito, eu achei a Surpreendentes incrivel, e achei ainda mais legal quando vi que era uma escritora… Isso mostra que tanto homem quanto mulher tem amplas possibilidade, e acho que mulher leva mais jeito pra muito mais coisa. Voce pode ver, nessa revista nos podemos perceber que ela torna o lado pessoal dos personagens tao importante quase tao importante quanto a batalha…. Valeu

    Curtir

  3. Bom, o Aquaman eu sempre achei que tinha potencial, que devia ser mais trabalhado e tudo mais, agora vejo isso, depois da Noite mais Densa ele deu uma boa melhorada, talvez devia aos roteiros de Geoff Johns, que é umd os melhores roteiristas na minha opinião. Já os mutantes, sendo sincero não é meu tipo de história favorita, mal estou acompanhando.

    Curtir

  4. A arte das duas hqs está maravilhosa e as duas parecem ir muito bem.
    Devo lembrar que o reboot da DC está chegando aqui no Brasil, será que o Aquaman terá sua própria hq, tendo em vista que ela está fazendo grande sucesso lá fora?

    Curtir

  5. Primeiro parabens pelo post, o que tenho a dizer, o sernhor aquaman não faz parte de minha historia, li e acompanhei pouco sobre ele, e pelo que pude ver e perceber ele sempre foi pouco utilizado e quando isso ocorria, era de uma maneira que não agradava a todos, por isso sua pequena parcela no mercado. Eu so vim dar atenção a ele, quando fizeram o seu retorno, quando ele perde a mão e volta com aquele arpão no braço hehehee achei bacana aquele arco ali.

    Agora sobre os x-men, sou meio suspeito em falar, gosto de poucas historias, não sei pq não era algo que me atraia, mas sou fã de carteirinha do gambit, espero que essa historia conquiste os fãs, mas não gostei da arte do gambit, não sei, é um tipo de heroi, anti-heroi que tem um ar mais sinistro, não me atraiu a arte dele não.

    Curtir

  6. O título do Aquaman parece ir bem. Vamos ver se o Johns vai fazer esse conceito de aqua-tropa funcionar.

    Quanto a X-men é bom ver o Gambit sendo usado para variar. Não tenho acompanhado muito, mas no pouco que eu vi, reparei que o cajun estava meio largado….

    Curtir

    1. Verdade, tanto ele quanto a Tempestade (mesmo agora sendo também uma vingadora) estão meio largados, principalmente para quem acompanhou as tramas legais que ambos estrelaram, mas ele – Gambit – consegue estar em situação pior. É difícil editores e roteiristas darem igual atenção e valor a todo o elenco de uma franquia, pena.

      Curtir

  7. Sempre os heróis de “segunda” linha me interessaram, como: Aquaman, Gavião Negro e Capitão Marvel!
    Quando a editora quer eles investem em um bom trabalho em personagens assim… E já estava mais que na hora do nosso Rei Atlante estar nos telões!
    Bem, por hora, já é um começo. Salve Aquaman!!!

    Curtir

  8. A arte do Reis é extremamente viciante. Aquaman é o único título que realmente leio, ultimamente. E estou muito curioso pela personagem brasileira… Em relação aos X-Men, adoraria ler, mas acabo sempre deixando…

    Curtir

  9. Eu adoro essa revista do Aquaman e pode escrever o que estou falando, ela vai ganhar inúmeros prêmios esse ano sem dúvida. vi em diversos lugares o povo caindo matando nessa nova personagem brasileira, inclusive aqui no jornal, mas eu achei o contrário , que ela vai ser muito bem mostrada.

    Marajorie Liu? Por acaso é a roteirista da revista da X-23??? Legal uma escritora mulher, por incrível que parece até um ano atras tínhamos mais mulheres no mercado…

    Curtir

    1. Bianca, a Marjorie Liu é uma ótima roteirista, escreveu Wolverine e X-23 sim, mas foi na revista do Dakken, o Dark Wolverine que ela arrasou. Ao meu ver ela é um dos grandes achados da Marvel dos últimos tempos (junto com o Rick Remender), Além disso ela é poeta e romancista, com um grande “best seller” no mercado chamado: Tyger Eye.

      Curtir

  10. Por partes…
    Aquaman foi sempre um herói secundário, e Mera ainda menos que isso. A partir do momento que Johns pegou neles, e estou a referir-me a Blackest Night e Brightest Day, eles ganharam corpo, densidade psicológica e personalidade, tanto Aquaman como Mera.
    Ficaram atractivos!
    Mera “explodiu” mesmo em Blackest Night! depois da recuperação de Johns do grande Lanterna Verde Hal Jordan, na volta de Barry Allen, agora chegou a vez de Aquaman. Penso que o sucesso de Johns nestas recuperações e “alavancagens” de personagens está no respeito que ele tem pela história passada desses mesmos heróis.
    Aquaman está brutal, então com a arte Ivan Reis ficou altamente apelativo! Não só Aquaman como Mera. Ela tornou-se uma personagem incontornável!
    Depois de ler algumas revistas online, este é o HC que eu espero com mais curiosidade. Já fiz a pré-compra no Amazon, agora é só esperar! (Ansiosamente até Setembro!)
    😀

    Quanto aos X-Men… só depois de ler! Tenho seguido desde o nº1 este título e uma das coisas que mais me agradava nesta série era não estar directamente relacionada com a cronologia Marvel. Agora se me estás dizer entrou na cronologia… eu vou desconfiar! Experimentarei e depois logo se vê! É que tenho Astonishing X-Men desde o princípio!
    😉

    Abraço

    Curtir

  11. Aquaman tá uma hq lindamente desenhada e com um roteiro simples, divertido e emocionante!

    Astonishing X-Men era fantástica nas mãos do Whedon, espero que se encontre nessa nova fase. Ouvi boatos que o Estrela Polar deve casar nessa hq!

    Curtir

  12. Eu li essa Surpreendentes e é verdade, vi um clima estilo as histórias da X-force , um pouco mais na arte, acredito que essa roteirista vai dar uma outra levada, algo mais voltado mesmo para as interações pessoais, se for assim…vou gostar muito. Porque já deu pra ver que no quesito porrada, ela entende do riscado. Não sei se você reparou, Venerável mas temos pelo menos 3 casais aí na revista: Estrela Polar e Kyle, Gambit e Cecília, Homem de Gelo e Rapina (talvez? Ela chega muito junto do cara, na revista do Aaron) e dois homossexuais assumidos: Estrela Polar e Karma. Muito conflito e boas histórias podem sair disso tudo.

    Curtir

  13. Importante falar que a heroína indígena brasileira que estreou nessa edição e faz parte dessa equipe dos “OS OUTROS”, chamada Ya-wara é da tribo dos Tapirapés, que existe de verdade e vivem nos recantos mais profundos da Amazônia (sua população hoje é de menos de 700 indivíduos) e seu nome significa:cão. (não cadela, mas serve, tenho certeza que a Mera pensou isso quando viu essa índia semi nua) .

    Curtir

  14. Nossa! A diferença da arte do Ivan Reis pros demais é gigantesca! O Brazuka já é um dos maiorais da atualidade!

    E, outra, devo confessar: estou começando a ficar interessado nesse personagem, tal qual o Pablo Ramos. Será que vai sair alguma coisa que presta dos New 52?

    Curtir

  15. Ah!!! E mais uma representante sensual, sexy e fodona brasileira no UDC!!! Já gostei!!!! Vamos dominar o mundo com nossas brasileiras sexualmente perigosas: Fogo, Escândalo Savage e Ya-wara!!! Yéah Baby!!! 😉

    Curtir

  16. A arte da equipe do Aquaman é simplesmente fantástica! Eu lembro quando encontrei (e tirei uma foto) com o Ivan Reis!!! 😀 Ele é um dos meus ídolos!!! Quanto a esse título da Marvel eu ainda não conheço nada… mas já to curioso pra ler!!! Valeu Grande Victor!!!

    Curtir

  17. Esse X-Men eu não estou acompanhando, mas o Aquaman, um personagem que eu NUNCA GOSTEI, acaba de me conquistar! Essa arte, essa nova abordagem… só tenho oitenta e duas palavras para descrever: “Caramba!”

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s