Capuz Vermelho e os Fora da Lei #11 & Fabulosos X-men #16 – “O amor é fogo que arde sem se ver”

Por Venerável Victor “Tratador de macacos de fogo”  Vaughan

Capuz Vermelho e os Fora da Lei #11

Spoilers

Scott Lobdel & Kenneth Rocafort

“Kory eu não conheci a pessoa que você foi antes de nos conhecermos, mas eu conheço a pessoa que você está predestinada a ser”

Roy Harper – o Arsenal – foi capturado pela raça alienígena “Blight”. Peraí, como? Essa não seria uma edição de Capuz Vermelho se não houvesse pelo menos um flashback, afinal ao que parece, o senhor Lobdell não consegue escrever uma história de forma linear. De qualquer maneira, esses alienígenas do mal, estão tentando interrogar o arqueiro falastrão, mas Roy é Roy…ele nos guia a partir daí pelos eventos que levaram a sua captura. Ao que parece a comandante Estelar derrotou com maestria a armada dos Blight, não sem um grande preço a ser pago: a propulsão da nave está avariada e os escudos ficaram a 3% de suas capacidades. Sua tripulação no entanto está excitada afinal uma vitória é uma vitória, certo?

Kory chama Roy e Jason para um reunião privada em busca de conselhos. Nela ela admite que não tem o mínimo interesse em lutar por seu planeta natal Tamaran, ela só chegou até aqui por simples obrigação e honra. A princesa alienígena conta aos seus companheiros a história de como se tornou uma escrava (como mencionado no passado). Sua irmã mais velha, Komand’r, que sempre cuidou dela desde a mais tenra idade, a trocou como escrava em troca da paz entre eles e a raça que os ameaçavam. O povo de Tamaran a partir daí pode viver feliz e em paz porque sua rainha vendeu sua irmã mais nova para acabar com uma guerra. Foi durante os anos em que foi prisioneira que ela conheceu os membros principais de sua tripulação, Orn, Depalo e Ktten , que a ajudaram em seus planos de fuga. Quando ela retornou ao seu mundo, a população ficou feliz com a volta da jovem princesa, mas o relacionamento de Kory com sua irmã nunca mais foi o mesmo. Ela decidiu tomar a nave “Estelar” e deixou seu planeta para trás.

É impossível não se identificar com a dor de Koriander, sua irmã e única parente a vendeu como escrava e o povo de seu mundo não moveu um único dedo para salvá-la, ela se sentiu rejeitada pelo planeta inteiro. Então Jason aconselha a alienígena que dê uma grande ‘banana” para todo o seu mundo e volte com eles para a Terra onde uma guerra precisa ser impedida por eles – Jason continua mordido pelo fato do Batman não ter vingado a morte dele pelo Coringa – e essa é a deixa para que Roy se manifeste e fale com a princesa de coração para coração como ela precisava ouvir. Lembrando à moça da pessoa que ela é no seu âmago e que ela é boa demais para dar as costas para o povo de Tamaran.

Isabel – a aeromoça praticamente sequestrada com os heróis para essa louca missão – parece estar fazendo amigos na tripulação da nave, ela ganhou um novo uniforme espacial e parece excitada por estar lá, afinal segundo ela o encontro que estava tendo com Jason foi muito chato. Nessa altura do campeonato, o interrogador de Roy perdendo a paciência, grita com o herói de que nada do que ele contou interessa para os alienígenas e é nessa hora que alguém avança das sombras da sala, onde estava o tempo todo e vemos Komand’r! A irmã mais velha e “do mal’” de Koriander, que está trabalhando para seus algozes o tempo todo! (TCHAM, TCHAM, TCHAM, TCHAM!!!)

Essa foi uma boa edição, é agradável ver que a nave “Estelar” não apenas derrotou a armada agressora e saiu sem um arranhão. Na verdade, o que está mantendo essa tripulação unida agora são os sonhos e desejos dessa tripulação em fazer justiça. Continuamos não sabendo como foi que Roy foi capturado e o que diabos aconteceu com o resto do grupo. E o que afinal Komand’r deseja se aliando com a raça dos Blight? Ela já era naturalmente a soberana de Tamaran, portanto conquistar seu próprio mundo não parece um objetivo racional, vamos ter que esperar mais trinta dias para descobrir.

Capuz Vermelho e os Fora da Lei comprova a cada mês que é o mais controverso títulos das Novas 52 revistas da DC, graças muito pelo questionável desenvolvimento da Estelar. Mesmo quando a revista avançou além dos primeiros números, a maior parte do tempo de caracterização é dedicada para Jason Todd, ao ponto que muito se perguntaram  porque ele não ganhou logo um título solo. Esse atual arco dedica o mesmo espaço para Koriand’r e a série está muito melhor por conta disso. A diferença não está simplesmente pelo fato da alienígena estar usando um uniforme que cubra totalmente o seu corpo, fugindo do estereótipo de simples objeto sexual que vem representando há décadas. Scott Lobdell proporciona agora um mais profundo olhar sobre seu passado trágico e o relacionamento deturpado com sua irmã. Dessa forma, não só o leitor entende melhor o que fez com que essa nova encarnação da Estelar seja mais fria e hostil, como também faz com que o fã se compadeça e entenda melhor a dor que carrega e o que faz dela uma verdadeira Fora da lei. Sem mencionar que a nova dinâmica Estelar/Estrela Negra pode gerar renovados conflitos.

Arte da capa da edição #11 previamente mostrada e a atual. Se ligaram na mudança???

Infelizmente a história de backup da revista continua a ser um saco e ainda faz com que a trama principal perca importante espaço para caracterizações. O sofrimento da personagem Essence simplesmente não consegue ser interessante e provavelmente não será até que os leitores tenham uma melhor ideia de como ela se encaixará nos planos a longo prazo do senhor Lobdel para Jason e seus amigos.

Uncanny X-men #16  SPOILERS MUTÁVEIS

Kieron Gillen & Daniel Acuña

“Existe alguma coisa que esse homem horroroso não transforme em arma?”

Emma Frost

Os Cinco Fênix – Phoenix Five no original –  nesse mês, levam a briga até a Londres subterrânea no Alasca do Senhor Sinistro nessa edição de Fabulosos X-men, numa revista que contém bastantes rajadas ópticas, explosões e muita ação de mutantes fortalecidos por poderes cósmicos do início ao fim dessa edição. Porque é uma história de Kieron Gillen, aqui temos muitos momentos inesperados e hiper fantásticos que levam o leitor para além de uma simples aventura de super heróis. No entanto na mega saga Vingadores vs X-men, Emma Frost sozinha consegue limpar o chão com a cara de Thor, mas aqui, os cinco reunidos demonstram dificuldade em lidar com as maquinações do vilão.

O escritor começa a edição com Magneto, Tempestade, Perigo e Psylock – também conhecidos como: os-quatro-poderosos-mutantes-porém-não-tão-poderosos-como-seus-outros-cinco-colegas-de-equipe, sentados em silêncio à frente de uma mesa de reuniões em Utopia, numa ambígua cena cuja interpretação dá pano para a manga. Esse painel da espaço para a batalha entre os Cinco Fênix e o exército sinistro de Sinistro. Muitas coisas explodindo, Rajadas poderosas de Força Fênix, um gigante canhão no castelo Sinistro que é energizado por vinte “ciclopes” clonados e mais e mais explosões, mas como essa é uma história do excelente Kieron Gillen e porque o vilão em questão é ninguém menos que o Senhor Sinistro, nós somos brindados com excelentes reviravoltas e maquinações geniais. Para citar algumas:

  • Um explosivo ataque de explosivos Gambits
  • Abomináveis clones dos Carrascos
  • KRAKOA!
  • Vacas kamikazes!!!
  • 5 clones de Madelyne Pryor (cada um com o poder máximo de Jean Grey)
  • Como alguém pode não se divertir? Sem falar que também vemos Namor aqui constantemente levando a pior nos ataques que obviamente eram direcionados à Ciclope, além de deliberadamente desobedecer ao comando de Scott Summers, acabando por levar a pior no fim da edição, quase como uma referência as suas ações feitas na oitava edição da saga Vingadores vs X-men também desse mês.
  • Daniel Acuña continua como o desenhista oficial desse arco, e sua arte aqui está mais sólida e constante do que costuma ser. Apesar das liberdades tomadas por ele na reinterpretação de alguns personagens, seu trabalho não decepciona. Portanto leiam todo esse último épico de Fabulosos, afinal, como foi noticiado esse mês, em outubro sairá a última edição dessa revista, que será substituída por um novo título da franquia mutante, nesse evento “Marvel Now” da editora, após o fim de sua mega saga de verão.
Capa de X-men #16 de Jack Kirby (1963) e de Fabulosos X-men #16 de Daniel Acuña (2012)

Anúncios

42 comentários sobre “Capuz Vermelho e os Fora da Lei #11 & Fabulosos X-men #16 – “O amor é fogo que arde sem se ver”

  1. Capuz vermelho eu já cortei da minha lista há algum tempo… Apesar dos belos desenhos. Acuña consegue me surpreender a cada dia… para bem ou para o mal.

    Agora, que embolação essa treta de 8767678 Fênix e ainda os Vingadores versus X-Men….!!!! Acho que poderiam criar um manual pra ver se essa treta se explica!

    Curtir

  2. Vacas kamikazes!!! Esse tipo de coisa é para a gente rir muito.

    Acuña manda muito bem nos desenhos e a falta de diálogo entre os autores explica por que Emma é tão poderosa numa revista e nem tanto assim em outra.

    Curtir

  3. Está todo mundo tendo o passado revisitado mesmo, porque não a Koriander?

    Mas acho estranho ela não ter família.. ser criada pela irmã…. mas acredito que a motivação da Komander seja mais que inveja do poder de vôo da irmã e do direito ao trono que a irmã tinha.

    E se elas são irmãs, o que houve com a família delas?

    Só acho que não tiveram peito pra dar um título pra Estelar… e ainda estranho o Roy e o Jason como acompanhantes dela… mas pelo menos ela parou com aquele chororô por conta do Dick.

    A Komander sempre foi uma personagem forte e parece não ter perdido esta característica… mas esperava que as tramas políticas do sistema vega fossem mais exploradas…

    Não é meu título favorito.. acho que não tenho um título favorito neste reboot… mas acredito que tenha fôlego pra conquistar novos leitores, e reconquistar antigos que estejam mais abertos a esses novos personagens!

    Curtir

  4. Então a Koriander vai ser possuida pela Força Fênix de Trigon e tentar destruir o universo, mas vai ser detida por um clone dela criada pelo Senhor Sinistro com DNA metade kryptoniano, e se sacrificará pelo bem de todos… opa, opa, opa… deu curto… rsrsrs… falando sério, adorei ver o passado da Estelar sendo abordado resgatando e rejuvenescendo a sua história. Quanto aos X-Men, me desculpem se a piada for velha, mas “Phoenix Five”? Essas bandas não tinham saído de moda?

    Curtir

  5. Deixei de seguir o Red Hood… apanhei uma seca num número anterior e mandei aquilo às favas!
    😀
    Logo vejo se compro a compilação ou não…
    Já agora, a maninha da Estelar parece a witchblade, ou é só impressão minha?

    Nos X-Men… TENHO DE LER ESSE ARCO! LOL
    Vacas kamikazes??????? ahahahahhah
    Isso é imperdível meu amigo!
    😀

    Abraço

    Curtir

  6. Então, a Koriander vai ser possuída pela Força Fênix de Trigon, e tentar destruir o universo, mas um clone dela criado pelo Senhor Sinistro vai se sacrificar e salvar o universo? Opa, opa, opa… deu curto…. rsrsrs… brincadeiras à parte, gostei de saber que o passado da Estelar está sendo explorado e que uma parte preciosa dele foi resgatado e rejuvenescido. Quanto aos X-Men, POR ENQUANTO não estou acompanhando, então me perdoem se a piada for velha, mas “Phoenix Five”? Essas bandas não tinham saído de moda? 😉

    Curtir

  7. Legal ver a Koreander tendo mais espaço nessa hq!
    Acontece de tudo nessa revista dos X-Men, até vacas super-poderosas! Essa capa com o Sinistro e a ave Fênix ficou demais!

    Curtir

  8. Só deram uma repaginada na antiga história da guerra de Tamaran, mas ficaria melhor se incluíssem mais personagens da antiga saga também nesses novos 52, seria sensacional!

    Curtir

    1. Eu tô falando!!!!!!! É a voz do povo!!!! E o Lobdell NÂO TEVE INFÂNCIA!!!!!! Omega Men prá quebrar o marasmo!!!!!

      Curtir

  9. Gostei da resenha, Veneravel, muito boa, gostei ai do reboot da Kory tambem, espero que Roy se torne o personagem que adorava ler, e o Jason nunca fui muito fã dele não, mas é um personagem interessante, a revista ta ficando melhor a cada edição, abraços!

    Curtir

  10. Já sei o que mudou nas capas de Capuz Vreumeio e os ôtláu: NA SEGUNDA AS ARMAS ESTÃO DISPARANDO RAIOS LASER!! RÁ!! EU SOU UMA CRIATURA DEVERAS OBSERVADORA!! =)

    Putz… sobre os Xis Men nem sei o que dizer… eu desisti de seguir a leitura da revista justamente por causa deste retorno do Essex… putz… aquele primeiro arco da revista com ele foi muito enfadonho, sei lá… E ESSA HISTÓRIA DE A MARVEL ZERAR A REVISTA ANO PASSADO… E DAR FIM A ELA ESTE ANO É O FIM DA RAJADA ÓPTICA. Além do mais, o sem número de incoerências em Avongires Vs Xis-Men já está quase me fazendo desistir da leitura da saga… esse oitavo número foi um fiasco absoluto… principalmente devido ao fato de eu ter lido um dia antes a excelente Namor – As Profundezas… AQUILO SIM É UMA HQ DE VERDADE!!

    Curtir

  11. Tai to gostando do Capuz e sua turma, nunca fui fan do Jason, apesar de ser um personagem muito interessante, que da para fazer historias muito melhores solo, mas o grupo ai ta legal, gostando tambem do reboot da Kory, e espero que o Arqueiro se torne o Roy que tanto gostei de ler.
    A resenha ta ótima Veneravel, muito bom de ler, continue assim, valeu cara!

    Curtir

  12. A Phoenix Five apanhando… Pra mim a coisa mais marcante nessa edição…
    Como você falou, caro Victor, podemos ver que nem tudo é rosas para os mutante-fênix-foderosos. Isso mostra o quanto poderoso é Sinistro, afinal, não é qualquer um que da uma surra em quem deu uma surra nos Vingadores (o.o). Isso torna o Senhor Sinistro cada vez mais… Sinistro.
    Gostei muito da arte de Acuña, embora não seja a melhor que eu já vi.
    Enfim, eu gostei mais dessa edição do que da anterior e espero que continue nesse nível, já que são os últimos momentos Uncanny… 😀

    Curtir

  13. Eu gosto muito do Senhor Sinistro como vilão, acho que esse escritor sabe escrever, entende perfeitamente a essência do personagem, mas além dessa saga da Marvel ser um saco (Vingadores vs X-men) aguentar meus personagens preferidos, sendo interferidos por ela beira o insuportável. As vaquinhas explosivas atacando a Emma foi tudo! Emma é outra vaca explosiva mesmo…

    Curtir

  14. Cara, devo admitir que comecei a ler esta Fabulosos X-men por tua causa e estou achando bem massa heheh O Sinistro tá muito legal nesta saga.
    Já Capuz Vermelho eu não estou lendo, da nova dc só estou acompanhando a parte Dark e alguma coisa de Batman. Mas aquela cena ali (com a Komand’r segurando o pescoço do Roy?), ela tá muito com a cara de Witchblade heheheh
    Abs meu

    Curtir

  15. Kory sempre foi uma personagem que nos encheu os olhos tanto por sua beleza quanto por suas duvidas culturais e éticas, por isso amo ela de verdade, esperamos que nesta nova fase ela se dê bem e consiga reencontrar nosso querido Dick para amar ele como sempre desejamos, fase legal com uma equipe que tem muito a crescer…

    Curtir

  16. 1°Spoiller: Uhúúúú!!!!!
    2°Aonde e quando o Lobdell vai colocar os Omega Men??? Ou ele não tev infância???
    3°Em X-Men é tanto poderoso junto que em alguns momentos até perde a graça! Mas os “X-Men” do Sinistro até que são bem interessantes. E que saudade da Maddie!!!
    4°Mais spoillers!!! Trabalho divino da equipe do Santuario!

    Curtir

  17. Humm..então o fardo da troca da Kory pela paz ñ foi pelos pais mas por Kommand´r ? E,ao invés dela seduzir um gordoniano e depois mata-lo[lembro de tudo…]acontece esses eventos?Essense é a integrante que faltava e deve estar ligada de alguma maneira ao Irmão Sangue e o Trigon…espero que esse novo Trigon seja tão mais assustador quanto Perez fez naquela época.Hellspont esta perdido nas histórias do Superman e eu só espero que tudo o que tenham feito até agora tenha pelo menos um mínimo de sentido lá nas histórias futuras porque até o momento,tudo o que se vê [ou não] é que estão observando nossas criticas e oscilações de compra e venda no mercado quadrinhistico…[nem sei de onde tirei:quadrinhistico,mas ficou bom!]Os fora-da-lei eu me vi forçado a ler para ver o que o título tinha a oferecer e não me arrependi.Vamos esperar que ao invés de esperarem que seus bolsos se encham de dinheiro com as vendas,eles se encham de originalidade e inovem nesses “NOVOS 52” que de novo esta tão reprisado que a SESSÃO DA TARDE e a Mª do Bairro.

    Curtir

  18. Li essa edição de Fabulosos, como a revista irá acabar em duas edições por virem, será quase como uma mini-série do Kieron Gillen da Equipe de Extinção contra o Senhor Sinistro. Um apena, espero que muito dos conceitos aqui não se percam. E outra, que o Magneto bote ordem nessa bagunça toda, mês que vem!!!

    Make Mine Marvel !!!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s