Liga da Justiça Dark # 9 – Conexões Sombrias!

Resenha de Liga da Justiça Dark # 9, com roteiro de Jeff Lemire e desenhos de Mike Janin.

Por Rodrigo Garrit

ATENÇÃO: ETSE OGITRA MÉTNOC !SRELIOPS

Capa de Ryan Sook

Steve Trevor, porta voz da Liga da Justiça, procura John Constantine e o recruta para uma missão na Floresta Amazônica, envolvendo um resgate e a apreensão de um poderoso artefato místico de posse do bruxo maligno Félix Fausto. Como recompensa, ele oferece a John dez minutos dentro da “sala negra”, um local onde é armazenado os maiores artigos mágicos do mundo. Para tanto, Constantine recorre a seus antigos “companheiros de equipe”, mas apenas o Desafiador e Zatanna aceitam a empreitada, não por acaso após algumas das habituais manipulações do mago, o que inclui a participação do vampiro Andrew Bennet, a quem o mago inglês faz questão de cobrar um favor. Steve Trevor enviou também a meta-humana conhecida como Cabeça de Repolho Roxo Orquídea Negra para garantir que Constantine andasse na linha. Com essa equipe formada eles partem em sua missão, encarando o culto de Felix Fausto numa improvável pirâmide perdida na fronteira do Brasil com o Peru, mas as coisas não saem exatamente como planejado, afinal, eles carregam um talismã de má sorte junto deles: John Constantine.

Jeff Lemire assume o roteiro da revista lhe concedendo um novo começo e abrindo novas possibilidades. Ele brinca com a possibilidade desses personagens atuando como uma clássica equipe de super-heróis, mas trata-se de uma grande ironia e revela a verdadeira natureza da história e de seus personagens sombrios.  Aliás, ironias e muitos jogos de palavras ligando essa história ao velho universo não faltam nessa história.

Os desenhos de Mikel Janín são competentes, expressivos… passam credibilidade. isso é importante para uma história que tenta tratar de forma séria o sobrenatural. Assim como as edições anteriores, essa revista é bem colorida… são incontáveis “efeitos especiais mágicos” saltando à vista do leitor… é claro, afinal ela trata de magia, mas ao mesmo tempo é sombria… mas ao mesmo tempo não é a velha Vertigo… mas ao mesmo tempo está criando um precedente dentro do universo dos super-heróis, onde o ocultismo raramente apareceu com seus requintes de crueldade  e dentes invisíveis… ou será o lado negro que baixou a guarda e deixou os heroicos e coloridos personagens do universo tradicional da DC entrarem?

Uma verdadeira visão do inferno? Pior, é o quarto do Constantine…

Conexão é a palavra que define essa edição. Steve Trevor é a ligação deles com a Liga da Justiça de Superman e cia. John Constantine ainda é uma peça chave, tudo se monta ao redor dele. Zatanna e Desafiador são elementos importantes deixados nas histórias pelos roteiristas anteriores do título. Andrew Bennet vem a somar, provando que o crossover “A Ascensão dos Vampiros” onde atuaram juntos gerou uma união bem sucedida. E temos a entrada da personagem Orquídea Negra, ainda uma incógnita nessa versão apresentada, mas os fãs da Vertigo vão lembrar que a personagem foi um marco em sua interpretação de Neil Gaiman e Dave McKean. A meu ver, Lemire está abrindo caminho para que esses personagens interajam e se estreitem ainda mais suas relações… não é difícil imaginar a participação de Frankenstein, Homem Animal e Monstro do Pântano unindo-se a essa Liga da Justiça Dark contra o Podre… sem falar no novo Shazam, remodelado agora como um personagem mais mágico do que nunca… mas estou me adiantando. Afinal, não havia nenhum motivo para que esses personagens continuassem atuando juntos após essa missão, sendo ou não bem sucedida… a não ser que um novo elemento surgisse e os colocasse nos mesmos trilhos.

O universo Vertigo está fortemente presente nas páginas dessa revista… as bases místicas que sustentam o universo… os Livros da Magia…

E o que vem depois? A Casa dos Mistérios? Tim Hunter? Sandman?

“E o que vem depois”?

Essa é a mágica.

Resenha anterior? Clique AQUI!

Anúncios

31 comentários sobre “Liga da Justiça Dark # 9 – Conexões Sombrias!

  1. Valeu pela dica, otimo post. Vou conferir mais este material. Ficou muito bom mesmo. Espero que deem continuidade, e como disse Rodrigo Garrit que eles não misture e nem prejudique o caminho da Vertigo, que seja algo separado.

    Curtir

  2. Adoro essa revista , a arte é fora de série, e a história só tende a melhorar. Só achei um pouco forçado o acordo de deixar Constantine pegar itens na sala negra. Perguntinha: será que a Zatanna voltará a usar a cartola, se Constantine recuperá-la na sala negra?

    Curtir

    1. Anderson, vou te dar minha opinião pessoal sobre isso: acho que ela vai pegar a cartola e guardar com carinho no seu camarim ou algum lugar especial. E acho que a cartola não tem nenhuma propriedade mágica… só as recordações do pai dela. Mas isso é puro “achismo” meu… vamos ver o que acontece.

      Abraços!

      Curtir

  3. Nossa! Que maravilhoso isso!!!! Vou baixar…quero ler! Me fez lembrar o Esquadrão Suicida, com personagens “marginais” (não de bandidos, mas daqueles que estão à margem dos principais personagens da DC).
    E a arte de Mikel Janín, me fascinou…. virei fã!!! Não o conhecia, só pode ser inglês, não é?!!
    Me lembra muito o traço de Brian Bolland!!
    E eu quero saber mais sobre o Capitão Marvel… conta, CONTA!!!!

    Curtir

    1. É quase um Esquadrão Suicida, mas apesar de “marginais” (não de bandidos, mas daqueles que estão à margem dos principais personagens da DC), – e APESAR do Constantine – eles são os mocinhos e estão do lado dos anjos. Repito: APESAR do Constantine! rsrs

      Sobre o Capitão Marvel, ele vem sendo publicado em historias curtas no título da Liga da Justiça (a que não é dark). E agora ele não é mais chamado de “Capitão Marvel”, e sim de Shazam (eu ainda não me acostumei com isso), mas sua nova origem está sendo recontada de forma espetacular por Geoff Johns e Gary Frank… e tudo indica que esse novo Shazam será um personagem muito mais ligado a magia do que antes, o que o coloca teoricamente mais próximo da Liga Dark do que da Liga… “light”. Mas quem sabe?

      Abraços!

      Curtir

  4. Como que é???? Mande a carta pro Faustão seja sorteado e ganhe um minuto free dentro do Magazine Luiza prá pegar o que quiser!!!!!!! Esse povo anda muito influenciado pelos semanais popularescos. Mas picuinhas de lado, eu me lembro muito bem que a Orquídea Negra (e parem de falar mal dela!!!!!) já participou de missões com o esquadrão Suicida no passado sendo um ótimo às na manga. Agora o Trevor fazendo a ligação da parte do governo com as equipes heróicas e até com o lado sombrio……..só falta daqui algum tempo ele seguir o mesmo caminho de Lord no passado. Sinceramente isto acontecendo??? Mais do mesmo!!!!! E o que essa versão reboot do Fausto tem a oferecer??? E seu filho que por muitas vezes ajudou os heróis. Será que aparece também????????

    Curtir

  5. Como que é???? Mande a carta pro Faustão seja sorteado e ganhe um minuto free dentro do Magazine Luiza prá pegar o que quiser!!!!!!! Esse povo anda muito influenciado pelos semanais popularescos. Mas picuinhas de lado, eu me lembro muito bem que a Orquídea Negra (e parem de falar mal dela!!!!!) já participou de missões com o esquadrão Suicida no passado sendo um ótimo às na manga. Agora o Trevor fazendo a ligação da parte do governo com as equipes heróicas e até com o lado sombrio……..só falta daqui algum tempo ele seguir o mesmo caminho de Lord no passado. Sinceramente isto acontecendo??? Mais do mesmo!!!!! E o que essa versão reboot do Fausto tem a oferecer??? E seu filho que por muitas vezes ajudou os heróis. Será que aparece também???

    Curtir

  6. Eu conheço pouco desse universo mas pela descrição dessa matéria parece muito bom ! Lembro quando era moleque li algumas hqs do Desafiador, o único que conheço de grupo. espero que a DC continue ousando mais.

    Curtir

    1. O Desafiador teve algumas histórias excelentes no passado… ficou um bom tempo desaparecido e voltou recentemente a ter destaque no universo DC. Acho ótimo que ele seja aproveitado novamente e tomara que consigam chegar ao nível anterior de qualidade que ele teve.

      Abraços!

      Curtir

  7. Eu fiquei com medo quando fiquei sabendo dessa inserção dos personagens Vertigo no UDC normal. Mas quando li a “LJD”, perdi o medo. Primeiro, porque são versões que não influem nos mesmos da Vertigo, e segundo porque eles continuam bem legais. Digo, os personagens, porque o primeiro arco do Peter Millighan foi bem chatinho. Espero que o Lemire faça um trabalho melhor. O Homem Animal dele é excelente!

    Curtir

    1. O fato das histórias não afetarem o universo Vertigo que continua correndo em paralelo é alívio, claro… essa também era uma grande preocupação minha. A utilização desses personagens no universo DC tradicional está sendo bem bacana, mas caso dê tudo errado, a Vertigo vai continuar intacta. Também gosto muito do Homem Animal, e do trabalho feito por Jeff Lemire no título… acho que ele foi uma boa pedida para a Liga da Justiça Dark.

      Abraços!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s