ARROW – UMA RESENHA – EPISÓDIO 4: AN INNOCENT MAN

Bar da Barda

por  Carlos  “ainda verde e sem arco”  Lenilton

Img-de-CapaArrow#4E começamos mais um episódio de Arrow, este bem diferente dos anteriores pois temos uma sequência imediata dos fatos ocorridas no 3. Como lembram Diggle foi alvejado por Deadshot e Oliver teve de leva-lo as pressas pro seu esconderijo afim de evitar que as balas envenenadas por curare o matassem. É exatamente deste ponto que começamos. Todos prontos? Ok, comecemos nossa viagem! Arqueiro Verde – criado por Mort Weisinger & George Papp

A

Infelizmente Dig não acorda muito grato com a mãozinha de Oliver e indignado por seu patrão ser também o vigilante assassino Arqueiro Verde o confronta. Claro que atordoado como está após a ingestão do antidoto confronto não é bem a palavra certa…

Oliver tenta persuadi-lo a ficar do seu lado na luta contra o crime em Starling City, o argumento porém não é muito convicente e Diggle recusa acusando-o de ser apenas mais um criminoso e assassino. Vejamos:

Oliver – Você é um colega soldado!

Diggle – Você não é um soldado, é apenas um criminoso e assassino.

Má escolha de palavras sr. Queen. Diggle vai embora deixando Oliver bastante preocupado afinal agora alguém sabe seu segrado.

Ao chegar em casa ,visivelmente abatido, Oliver encontra Laurel que tem talvez pela primeira vez na série uma conversa realmente adulta com ele. Dá-lhe um bem dado sermão sobre sua falta de sensibilidade com a família que a esta altura estava super preocupada com seu sumiço após o tiroteio no leilão da Unidac. E vamos concordar sr. Queen, este estilo de vida que você vem levando, sumindo seguidamente sem dar nenhuma explicação,  ficaria bem melhor pra um homem que morasse sozinho e não na casa da mamãe. Ok, você está pensando, mas daí não teriámos estes saborosos conflitos familiares e você tem razão caro leitor. Após a saída de Laurel, Thea ( Speedy) vai consolar o irmão mas a esta alturas tudo que ele quer é o travesseiro. Anda dá tempo dele soltar esta pérola:

– É a segunda vez esta noite que um amigo ma dá um tapa na cara.

Faltou chorar e fazer beicinho!

Após um pesadelo envolvendo um  cara barbudo, uma ave, a foto de Laurel (sei o que você deve estar pensando mas não era um despacho de macumba pois faltou a garrafa de cachaça) Oliver acorda e encontra Thea na sala assistindo tv (vai saber o que essa menina cheirou pra estar com insônia esta hora, enfim…) curiosamente o que passa no telejornal será de suma importância na trama: Fala-se da prisão de Peter Declan acusado de matar a esposa, Camille Declan, em pleno quarto de bêbe do casal.

Na manhã seguinte Oliver Queen é surpreendido por Rob Scott, cinco anos de S.W.A.T.

Substituto de Diggle na função de ser seu guarda-costas, Sim, o carismático Dig pediu demissão após saber a verdade sobre Oliver e o Arqueiro Verde. E provando o quanto é boa praça alegou apenas que não aceitava mais o fato de seu empregador viver fugindo dele. Novamente na tv passa um telejornal informando sobre a data da execução de Peter Declan: ela ocorrerá dali a dois dias. A menção de um nome dito na matéria chama sua atenção: Jason Brodeur. A mulher assassinada trabalhava para ele. A cena que se segue é bem engraçada, Oliver manda seu novo guarda-costas preparar o carro para leva-lo ao centro e dá-lhe uma rasteira pegando sua moto e saindo com ela… o sacana ainda ainda acena pro tolo de Rob Scott que acena de volta… muito ingênuo esse rapaz.

arrow_48850

Muito instintivo Oliver passa a investigar o caso Declan, um  caso aparetemente simples de marido que assassina a esposa, sem álibi e com todos os elementos do crime apontando sua culpa exceto por um detalhe: Jason Brodeur, empresário e ex-patrão de Camille Declan, está na lista de seu pai. Isso por si só já merece umainvestigação.

Acreditando firmemente que Brodeur esteja envolvido no caso, Oliver toma para si a responsabilidade de impedir que um inocente seja executado injustamente e novamente vendo-se impossibilitado de resolver a situação sozinho, e na forma fora da lei que é o Arqueiro Verde, decide pedir ajuda a Laurel Lance para dar suporte juridico ao réu.

Bingo! Camiller Declan estava disposta de entregar as autoridades. A acusação: a empresa de Jason Brodeur despejava lixo tóxico ilegalmente no Glades  (eita bairro sem sorte).

Paralelamente Walter Stelle toma conhecimento do desvio de 2.6 milhões de dólares da Q Consolidated pela subsidiária de Vancouver. Novos mistérios tomam forma.

Arrow-Season-1-Episode-4-John-Barrowman

Laurel investiga por conta própria o crime de Peter Declam enquanto Oliver Queen vai a lanchonete de Carly Diggle, cunhada de John Diggle, para conversar com ele sobre a oferta feita anteriormente para ajuda-lo a limpar Starling City agradecendo prontamente por este não te-lo entregue à polícia. Vários argumentos são colocados mas apenas um balança Dig, o de que unir-se a ele o dará chance de vingar várias famílias assim como o próprio Arqueiro já vingou seu irmão Andy Diggle. Sim, Deadshot (o Pistoleiro), havia matado o irmão de John anos antes… Essa revelação abalaria qualquer um. Oliver despede-se deixando Dig as voltas com seus pensamentos e aflições.

Walter Stelle decidido a descobrir a verdade por trás dos 2.6 milhões pede ajuda a Felicity Smoak  (lembram-se dela do dep. De T.I. das Indústrias Queen?)

De volta a trama principal o Arqueiro Verde e Laurel Lance trocam figurinhas e informação no alto de um prédio. Chega a hora de fazer uma visita a única “testemunha” do caso Declan: Matt Isttok, ex- supervisor de Camille Declan. Este havia sido informado por ela sobre as atividades ilegais de Jason Brodeur e em vez de ajuda-la a desmascarar a empresa e seu chefe fez foi entrega-la numa bandeja… e negou tudo à polícia, claro! O Arqueiro o confronta e este abre a boca facilmente, covarde que é. Agora vem a parte incômoda: Istook entrega que existe um arquivo com provas contra as atividades de seu patrão e que podem inocentar P. Declan na sua mesa de escritório!!!!???? De posse do arquivo, o Arqueiro o entrega a Laurel que rapidamente o leva a justiça na esperança que seja suficiente para impedir a execução de Declan. Contudo não é. Agora só uma confissão assinada por Brodeur pode salvar um inocente. O Arqueiro Verde segue em busca da confissão apenas para descobrir que vão tentar assassinar Declan e Laurel na prisão de Iron Heights durante sua visita ao réu. O Arqueiro Verde se infiltra na prisão uniformizado de policial e chega bem na hora de evitar um provável estrupo em Laurel pois um policial subornado abriu todas as celas para durante o tumulto o assassinato de Laurel E Declan parecer “acidente”. As cenas que se seguem são fortes e o Arqueiro age com tamanha impiedade que assombra Laurel que volta a enxerga-lo como um vilão a ser detido. O Arqueiro salva Laurel e Declam e depois da polícia tomar conta da situação vai embora. Na saída da prisão Laurel encontra seu pai que avisa-a ( e a nós também) que o guarda-costas de Brodeur o entregou (os “comos” e “porquês” não são explicitados e se alguém sabe o que houve me conte) e numa conversa aparentemente sem consequências Laurel dá uma dica preciosa para o pai descobrir quem é o Arqueiro Verde.

Arrow-Episode-4-Video-Preview-An-Innocent-Man

Este episódio nos deixa vários ganchos que serão alimentados nos próximos capítulos: Walter Stelle chega ao fim de sua investigação e encontra nada mais, nada menos que o Queen Gambit (o iate naufragado dos Queen) num galpão. Diggle aceita o convite de Oliver para limpar a cidade. As relações da mãe de Oliver com a máfia ficam cada vez mais evidentes e a policia prende Oliver Queen acusando-o de ser o vigilante encapuzado.

Como, quando e por que, semana que vem.

CURIOSIDADES:

2721147-andy_diggle_3_576

Andy Diggle: Irmão falecido de John Diggle nada mais é que uma homenagem ao escritor de mesmo nome que escreveu: Arqueiro Verde Ano Um.

455693-002

Bludhaven: Cidade irmã de Gotham City. Foi durante muito tempo base de operações de Asa Noturna.

86570-142589-iron-heights_super

Iron Heights: Prisão de segurança máxima localizada nos arredores de Keystone City.

S_Final

01

Anúncios

21 comentários sobre “ARROW – UMA RESENHA – EPISÓDIO 4: AN INNOCENT MAN

  1. Cara, tenho gostado muito desse seriado.
    Ele tem pegado os melhores elementos de Smallville e da trilogia do Nolan.
    Algumas coisas me deixam cabreiros.
    O Deathlock. A mãe da Laurel. O Arqueiro da ilha. Os Bravtas.

    E por ai vai.
    Bom texto. Acho que foi seu review do episódio 2 que me fez ver a série.

    Curtir

  2. Bom, agora que a Warner mostrou como se faz, a Disney (agora com o Demolidor de volta) pode fazer um seriado do Homem sem Medo., que não decepcione e faça o cabeção pirar!!!!

    Curtir

  3. ARROW não é perfeita, e creio que vá se ajustando pelo caminho, mas já entrou para a minha lista de séries das quais acompanho religiosamente, entre elas, Supernatural, The Walking Dead, Once Upon a Time e American Horror History.

    Parabéns por mais essa resenha, Carlos, adoro as referências que você coloca!

    Abraços!

    Curtir

  4. Esse episódio conseguiu me deixar com duas grandes pulgas atras da orelha. A primeira é que fui pelo caminho mais rápido e fácil e achei que o padrasto de Oliver fosse o cara mau da história, depois desse capítulo, não acho mais… A segunda coisa? A droga do Navio inteiro (na medida do possível) ali no galpão, recuperado do fundo do mar…Parecia final de episódio de LOST. Sinistro, rapaz!!!! Parabéns pelo texto.

    Curtir

  5. Até esse quarto episódio eu gostei muito dessa série, quando chega no sexto e sétimo, acho que caiu um pouco, ficou meio “drama americano/burguês dos amiguinhos do Oliver”, mas mesmo assim ainda está valendo acompanhar esse seriado. Estou confiante que coisas boas virão. Salve, Arrow! Ah, detalhe. Com uma mãe como a do Arqueiro, para quê Exterminador????

    Curtir

  6. EDITORIAL SANTUÁRIO:

    Segunda – All New X-men #2

    Terça – Mulher Maravilha

    Quarta – Arrow episódio #4

    Quinta – Surfista Prateado

    Sexta – Homem Animal de Jeff Lemire

    Sábado – O Quarto Mundo de Jack Kirby
    A Fonte

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s