ARROW – UMA RESENHA – EPISÓDIO 06: LEGACIES

Bar da Barda

Por Carlos “ainda verde e sem arco” Lenilton

394863_441581539228284_1615013992_nEis que estamos de volta à série Arrow, este enorme sucesso de público e crítica da Warner Channel. No episódio de hoje intitulado “Legacies” veremos uma interessante mudança de comportamento por parte de Oliver Queen.

S_Final

1

Nossa história começa com uma cinematográfica cena de assalto a banco realizada por uma muito bem revisitada Royal Flush Gang (aqui sem poderes mas imediatamente reconhecível através de suas máscaras pintadas com motivos de jogo de cartas). Um policial a paisana tenta impedir o assalto e é crivado por balas por um dos membros da gangue, um alarme é acionado e imediatamente a polícia de Starling City chega ao local. Porém o cerco não impede os ladrões de saírem com toda a grana do cofre do Staralig City Trust pois para despistarem os homens da lei uniformizam todos os reféns com máscaras iguais as suas (semelhante aos filmes “Um Plano Perfeito” e “V de Vingança”) enquanto fogem por um túnel no cofre a la os assaltantes do Banco Central de Fortaleza.

Nisso, Oliver treina Dig para torna-lo um parceiro a sua altura no combate corpo a corpo enquanto já prepara mais uma investida contra um dos chefes do crime de sua cidade. Desta vez o nome da lista é Scott Morgan que comanda o abastecimento de água e energia em Glades, um inescrupuloso mal feitor que não hesita em aumentar os preços em épocas difíceis como o inverno e cortar a energia de quem não paga.  Dig tem outros planos: ele quer que Oliver investigue e prenda a Royal Flush Gang que vem há três anos roubando bancos em várias cidades. Oliver nega alegando que não combate “crimes de rua”, que isso é apenas um sintoma dos problemas da cidade e ele quer curar a doença, no mais a mais crimes comuns acontecem o tempo todo e ele pouco poderia fazer para impedi-los. Dig contra argumenta habilmente e joga na cara de nosso herói  que ele “deveria pensar além das páginas do diário de seu pai” e que além disso “tem uma visão limitada do que é ser um herói” abatido Oliver fala como se quisesse convencer a si próprio: Eu não sou um herói.

Arrow_Ep06_01

Mudando um pouco de ares tomamos consciência que o escritório onde Dinah Lance trabalha está mal financeiramente e esta é uma hora bem infeliz para Merlin tentar “xavecá-la”. Quem sabe uma outra hora, Tommy? Sem ter mais o que fazer ele parte para a residência de Oliver apenas para vê-lo sair sem dar-lhe atenção (pois acabara de receber uma ligação de Dig sobre a entrada no hospital de ninguém menos que Scott Morgan)… sobra para Thea ouvi-lo falar sobre amor não correspondido e blá blá blá mas não é que a “ligeirinha” dá uma tacada dentro e aconselha muitíssimo bem T. Merlyn.

“Ache algo importante para ela e torne isso importante para você”.

Ao chegar no hospital, pilotando uma belezura de moto, Oliver toma conhecimento que o telefonema de Dig era apenas um ardil para que este se sensibilizasse com o estado do policial Stan Washigton baleado pela Royal Flush Gang. E funciona. Oliver fica decidido a pegar a quadrilha de ladrões. Sendo assim temos na figura de Dig algo além de simples parceiro, ele passa a ser uma espécie de consciência para Oliver. Muito boa sacada dos roteiristas para humanizar um pouco o Arqueiro.

De volta a  “Bat-Cave” Oliver decide que é hora de buscar pistas sobre os assaltantes de banco e resolve invadir a central de polícia em busca delas. Audácia nem é a palavra aqui pois a facilidade com que o Arqueiro Verde entra e sai da delegacia com informações é tamanha que até eu tô pensando em dar um pulinho lá. Mas nervermind, já falamos demais dessas necessidades habituais de roteiros para fazer a história andar…

arrow-s1-e06-32

Voltando a Tommy Merlin e sua paixão ele mostra que entendeu bem o conselho de Thea Queen e oferece-se para patrocinar uma festa beneficente para arrecadar recursos para a agencia de Dinah. Ponto pra você rapaz, use mais a inteligencia e um pouco menos o cartão de crédito. Dinah com um lindo sorriso agradece.

Voltando a Oliver Queen. Este encontra-se com  sua família em um almoço recebendo convidados de sua mãe (que anda bem quieta desde que tomou um pé na bunda do maridão) enquanto outro banco de Starling City é roubado. Após receber a notícia retira-se educadamente da mesa e parte com Dig para o confronto. Enquanto a polícia age como de costume (cercando e entrando pela frente do banco como acontece nos filmes e séries) o Arqueiro Verde parte para o subsolo a espera que a gangue tente novamente escapar por túneis, e bingo! No confronto que se segue, Oliver não prende ninguém mas consegue resgatar toda a grana roubada. Desta vez a Royal Flush Gang saiu de mãos abanando.

Indo mais fundo nas informações conseguidas na Central de polícia, Oliver chega ao nome de Derek Reston e descobre que trata-se de um ex-funcionário de seu pai que junto com outros 1.500 empregados da Queen Aços perderam tudo graças aos trambiques do velho Queen. Sentido-se culpado pelas más ações do pai, Oliver vai ao encontro de Derek oferecer-lhe a chance de fazer a coisa certa. Ao encontra-lo em um dos bares da região de Glades Oliver se desculpa pelo pai e oferece emprego para Derek. Este porém rejeita. Oliver sai deixando seu cartão em suas mãos e uma escuta em sua jaqueta.

bc6d4c67693abd2b1b4b8249d7786fc5

Redwood United Bank, este é o banco que tentarão roubar descobre Oliver Queen pela escuta deixada com Derek reston. É hora de parar definitivamente com as ações do bando. A cena que se segue não chega a empolgar  visto que nenhum dos membros da gangue é especialista em artes marciais, trata-se apenas de uma família unida na desgraça e no crime. Derek Reston perde a vida com um tiro dado pelo segurança do banco que não atendeu ao pedido para ficar de fora feito pelo Arqueiro Verde. A polícia chega. Fim para o bando.

E para Oliver Queen fica a valiosa lição de que há mais de uma maneira de salvar a sua preciosa Starling City.

Até a próxima!

CURIOSIDADES:

Gangue Royal Flush – Criada por Mike Sekowsky e Fox Gardner, é um grupo de super-vilões com base em um terno de cartas.

Yao Fei  – Nos quadrinhos é membro do supergrupo chinês “Os Dez Grandiosos”.

545454
Gangue Royal Flush e Yao Fei nos quadrinhos.
Anúncios

6 comentários sobre “ARROW – UMA RESENHA – EPISÓDIO 06: LEGACIES

  1. Poxa as resenhas estão fodas,elas não vão voltar não?
    Obrigado O Santuário, conheci o site essa semana e já amei 🙂

    Curtir

  2. Ótimo aproveitamento dos personagens dos quadrinhos na série, e não é a primeira vez… Caçadora, Exterminador e outros ainda podem dar as caras… gostei muito da mudança de atitude de Oliver, mostra que ele não está apenas em sua cruzada pessoal, mas no caminho para se tornar o herói que está destinado a ser…

    Arrow tem vários pontos muito acertados e acho que, embora as comaprações com Smallville no começo tenham sido inevitáveis, ela já a superou em maturidade e segue certeira em direção ao alvo! 😉

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s