Fabulosos X-men #3 – “Capitão América, vá para o Inferno!”

PrimeiraImpressao_02

por Venerável Victor “macacos não traem” Vaughan

Img-de-Capauxm3Ciclope e sua equipe têm estado bastante ocupados resgatando novos mutantes ao redor do mundo à medida que eles se tornam públicos. Magneto traiu Scott Summers indo secretamente até a SHIELD e oferecendo ajuda para capturá-lo e isso é o motivo de porque os Vingadores apareceram essa edição.Agora vamos resenhar com SPOILERS essa edição!

X-men – criados pelo fabuloso Jack Kirby e por Stan Lee também.

Uncanny-X-Meen-03-pg-005

Assim que Os Maiores Heróis da Terra aparecem para prender Ciclope, as duas equipes começam a discutir sobre quem está certo ou errado. Ciclope acredita que ele está fazendo o que é necessário para ajudar sua raça a sobreviver ao preconceito e ódio que a humanidade nutre contra os mutantes. Os Vingadores acreditam que Scott está fora de controle e deve ser entregue as autoridades pelo assassinato de Charles Xavier. E nós? Descobrimos que talvez Magneto não seja o traidor que imaginávamos.

Brian Michael Bendis & Chris Bachalo
Brian Michael Bendis & Chris Bachalo

O roteirista Brian Michael Bendis, nomeou esse capítulo de “Vingadores VS X-men, Go!” e ao ler isso, o fã se prepara para mais uma luta entre as duas equipes. Mas é claro que apesar do que vimos na mega saga homônima do ano passado, o que é trabalhado aqui é algo completamente diferente. O duelo consiste exclusivamente de palavras, com os dois lados argumentando quem está certo, quem está errado e de que Scott é realmente responsável pela morte de Xavier.

Uncanny-X-Men_3-675x1024
Capa de Chris Bachalo

Essa é uma ideia inteligente e é agradável ver o roteirista seguir por esse caminho. Há pouco no passado vimos as duas equipes saindo “na mão” por doze edições de sua mega saga (fora os “tie ins”) e não é mais necessário mostrar novamente isso. O único problema é que esse debate já aconteceu antes, apesar de que de forma um pouco diferente. Isso não significa que essa edição é ruim, na verdade o contrário, mas a maior parte desses argumentos de ambos os lados já são mais que familiares aos leitores. Os diálogos são muito bem escritos e crescem em intensidade a medida que a tensão pede, levando o fã a acreditar que a qualquer momento a batalha vai ser iminente.

A questão é que essa batalha não acontece já que a nova mutante, Eva, congela os Vingadores em uma bolha de tempo. Ciclope aproveita a oportunidade – já que vários jornalistas e civis estão ali presentes – e anuncia suas intenções ao mundo, mais uma vez fazendo o gesto do “X” com os braços e em seguida os mutantes se teleportam de volta para sua base.

Uncanny-X-Men-03-pg-007

Uma vez de volta para a “Escola Charles Xavier”, Magneto revela sua traição – ou é obrigado a revelar… – sua traição como sendo uma artimanha para ludibriar a SHIELD e conseguir as informações que deseja da organização. Isso se torna mais um reviravolta inesperada e prova que será mais um caminho na história interessante de se acompanhar os desdobramentos

Todos os diálogos são muito bem construídos, essa é a marca registrada de Bendis, além do bom humor que ele tempera suas frases. O comentário de Magia de que até mesmo uma criança descobriria quem os tinha traído para os Vingadores é o reflexo provável do que todos os fãs que leram a edição gostariam de poder dizer para o Mestre do Magnetismo, caso tivessem oportunidade. Ou os dois novos mutantes ao presenciar a discussão entre os membros seniores, dizendo que aquilo tudo é ainda melhor que Netflix. Tudo isso faz com que esse terceiro capítulo seja muito divertido, mas como dito antes, familiar.

Uncanny-X-Men-03-pg-005

Esses argumentos trocados entre os mutantes e os Vingadores já aconteceram diversas vezes no passado recente e o único motivo que parece ter sido colocado aqui é para iniciar novos leitores nesse conflito. É inegável, como sempre Bendis faz o seu melhor para que isso pareça novo e mostra aos fãs que ambos os lados têm bons argumentos, mas, no entanto acrescenta pouco material inédito na contenda.

Há quem ame demais a arte de Chris Bachalo, é inegável que ele tem um estilo próprio e importante para a indústria. Quando você pega a edição, sabe exatamente que desenhou aquilo. Artistas como esse se tornam rapidamente os favoritos de muitos fãs. Bachalo tem uma energia cinética no seu traço que proporciona com que uma revista como essa, composta exclusivamente de diálogos esse mês, pareça repleta de ação. É impressionante que além de desenhar, ele também arte finalize e faça as cores da edição. Claro que a pressa para entregar as páginas no prazo exigido ficam nítidas aqui e ali, como por exemplo, personagens mal engendrados em certos momentos e cores que correm para fora do traço interno de um personagem algumas vezes. Mas sim, o cara é único de qualquer forma e merece todo o crédito por um trabalho competente.

Uncanny-X-Men-03-pg-008

Apesar de para os leitores antigos redundante, Fabulosos X-men #3 é uma ótima edição. Todos os aspectos de uma boa história, desde os diálogos à arte são fabulosos, muito do que foi trabalhado aqui já foi dito antes, quem está certo ou errado não precisa mais ser mais mostrado num título mutante a partir de agora e muitos leitores já tomaram seus “partidos” a essa hora do campeonato. Mas parabéns a Brian Michael Bendis por proporcionar uma edição inteira de ação sem a necessidade de um único soco ser desferido.

Uncanny-X-Men-03-pg-010

MERCENARY CRUSADE – Episódio 3/ Capítulo 20 – AQUI !!!

Crônicas de Ayrim – nova postagem AQUI !!!

S_Final

Anúncios

45 comentários sobre “Fabulosos X-men #3 – “Capitão América, vá para o Inferno!”

  1. Me dá uma raiva quando as pessoas falam que Emma não é uma x-men mas uma vilã, ela eatá ha mais de vinte anos como heroína, ela tem que ficar quando tempo como heroín a para poder passar a ser considerada uma???

    Curtir

  2. Fabulosos X-men está numa fase bacana, mas eu penso que Bendis tem tido um capricho maior com All New X-Men.

    Mas, vale dizer que vale a pena acompanhar Fabulosos, pois estou curioso para ver o que Bendis fará nos próximos numeros.

    Curtir

  3. Estou achando estas histórias legais mas não acho os desenhos do Bachalo legais heeh
    E tenho que concordar com a Bianca e com o Nuno. O Magneto e a Emma são vilões e esta coisa de herói contra herói já deu o que tinha que dar mesmo.
    Mas no baita outra baita post cara 😀
    Abs

    Curtir

    1. Pois é Paliteiro, concordo com você. Aliás que o nuno não me leia, mas ele ta certo… No entanto, a Marvel sempre teve essa tradição, de ver herói contra herói, desde o comecinho de sua carreira como editora de comics. Só que agora já deu, ta demais.

      Curtir

  4. Sabe, eu gosto muito dessa revista, vou ser sincera, ainda uma coisa me incomoda: para mim, de verdade só o Ciclope e a Magia (apesar de toda loucura) são X-men ali, porque o Emma e Magneto são ex arqui-inimigos… Pronto falei, falta um ou dois X-men de verdade nessa equipe para que ela tenha cara de Fabulosos X-men de verdade…

    Curtir

  5. Lá está… isto é cíclico e repete-se. Never Ending Story! Só falta o Limahl a cantar!
    Tanta conversa repetida… Eu estou certo!. Não eu ´que estou! Não, sou eu! Eu! Eu! … e nem sequer andam ao soco!
    O saco das ideias esvaziou nessa casa!
    Em vez de andar e continuar no herói contra herói e herói que vem do passado para endireitar o futuro, poderiam arranjar assim, tipo… uns vilõezinhos de jeito? Ãh? Isso é que era…
    😛

    Curtir

    1. Até que enfim!!!!!! Alguém a entender o que eu digo. Mesmo que venha de tão longe. Vocês ainda vão dizer “Nilson was right!!!!!!”

      Curtir

  6. Eu estaria parecendo um idiota falando que eu já esperava sobre a motivação de Magneto?! Talvez sim, mas eu realmente não me surpreendi quando o Mestre do Magnetismo deu suas explicações… Talvez por que eu acreditasse na mudança de Magneto, ou talvez por que eu vira a relação existente por Scott e ele, ou talvez porque Bendis tenha dito que Magneto seria um pai para Summers… É, acho que é essa ultima opção…

    No caso da edição em si, eu gostei muito e achei, entre as duas anteriores, a mais engraçada. Interessante ver como Bendis trabalha com a tensão entre os personagens. Pela primeira vez eu cheguei a rir com varias falas de Ciclope. Acho que isso e uma maneira de mostrar que ele também mudou, mas não de forma a se tornar mais serio, mas a se tornar mais humano. E, convenhamos, por mais que Scott seja um dos meus personagens favoritos, ele agia um tanto frio e calculista demais, mesmo antes do Cisma….

    Nessa edição, acho que o escritor tentou levantar a moral dos fans dos X-Men de Scott. Sabe, mostrar que, mesmo que ele tenha que lutar contra os Vingadores novamente, e talvez cair mais forte, ele persistirá com seu plano… E pudemos ver que ele nao tem medo dos Vingadores. Mas, algo que nao foi dito anteriormente foi que, por parte de um dos personagens, foi evidenciado que os Vingadores nao são santos como queriam ser…

    Bem, e isso VVV, valeu!

    Curtir

  7. Uncanny X-Men está (a meu ver) interessante justamente por (até agora) fugir daquele modelo “massavéio” dos anos 90. Briga, briga, briga, com direito a pernas e bundas das heroínas em posições desconfortáveis.

    Interessante é como cada autor trata seus “filhos” (leia-se personagens), construindo-os, apesar das falhas (humanas), em heróis. Ou seja, com argumentos que os apresentam como os certos e o “outro grupo” o errado (ou ao menos equivocado).

    Remender, em seu Uncanny Avengers, pinta Ciclope como “o louco, o vilão, o irresponsável”; ao passo que Alex, Wolverine e o Capitão América são apresentados como figuras quase perfeitas. Com uma força de vontade superior até mesmo ao Thor (um deus), que revelou-se, lá no fundo, um racista.

    Bendis, a despeito de ter destruído a figura do herói Ciclope em AvsX, tornando-o o assassino do próprio pai; agora mostra um Capitão América sem argumentos (a não ser o ‘você matou Xavier’)**; um Gavião Arqueiro com instintos assassinos (este é outro que, durante a saga atingiu covardemente o Anjo, mas em sua série mensal é o bom e velho Hawkeye) e uma Viúva Negra preparada para matar na frente de uma multidão. Ou seja, em uma revista teremos os Vingadores os maiores amigos dos mutantes e em outra… bem….

    Sobre Magneto eu já havia comentado (na resenha da primeira edição): sua atitude deveria ser pensada. O próprio autor já havia dito que ele seria uma espécie de “paisão severo” para Emma e Ciclope e que, para este último, sobrariam farpas e duras verdades. Já vimos uma nesta (quem o elegeu líder??)
    Mas o bacana foi que Bendis deixou-nos com uma pulga mutante atrás da orelha. Afinal, o que pretende Magneto? Agora ele disse a verdade? Ou está a jogar com os dois lados em benefício próprio. Ao questionar a liderança do Scott ele mostrou a sutil intenção de se tornar “o líder” dos mutantes? Muito bom…. gostei…

    Emma permanece em grande conflito. Arrasada devido aos acontecimentos de AvsX. Seu desabafo contra os Vingadores mostrou um pouco sua dor e fragilidade. Mas ainda é a principal conselheira do destemido líder.

    Os jovens mutantes também estão legais. O “speedball” gordinho e o magrelo alto são engraçados. Christopher e Eva se destacam. E Illyana…. essa, acredito que seus super poderes são um “presente” de um certo demônio asgardiano… mas isso veremos na edição 4.

    ** observação: a morte de Xavier é um grande argumento. Mas no Universo Marvel quase ninguém responde por seus crimes (excessões: Speedball, Justiça e Abner Ronald/Mach-IV). Red Richard e Stark nunca responderam pela morte do Golias; Demolidor está livre depois de Shadowland; Wanda continua livre; e o que dizer do Wolverine (o maior assassino da Marvel e um Vingador); etc etc etc…. Parece que o diferencial é que todos os outros são amigos/seguidores do Capitão América. Talvez se Ciclope tornar-se um amigo e pedir desculpas por tudo ele possa ir em paz. Será….????

    Curtir

    1. Se ele adicionar o Capitas e passar a dar “curtidas ” nas postagens do bandeiroso, com certeza passará para esse seleto grupinho de “gente boa/sangue bom” do Steve Rogers, mais uma vez, dona Lucy, ótima resenha da resenha!!! Adoro

      Curtir

  8. Edição muito boa! Bachalo é um artista acima da média e merece todo o destaque. E, graças aos Céus, Bendis conseguiu não matar\aleijar\esquartejar ninguém nessa edição, e construiu uma história interessante (embora, particularmente eu não aprecie essa postura do Ciclops).

    Curtir

  9. Cansaram de brigar? agora estão discutindo como gente grande, que meigo ‘—–‘ HAHAHAHAHA
    Fabulosos X-men está realmente muito bom, A arte de Chris Bachalo é realmente fantástica 🙂
    Bela Matéria Victor 🙂

    Curtir

  10. A resenha está ótima (e eu agradeço pela parte “partidária” que me toca), mas convenhamos. Alguém aqui de coração gosta de comida requentada?? Não vejo nada “fabuloso” no Bendis “invertendo os” os papéis, fazendo o leitor de trouxa (ou qiem caiu nessa conversa furada do Magneto??). E outra: avisa o careca gordinho que The Who é legal mas a maioria preferia a Mystery Tour. Será que só eu tô de saco cheio desse embromation todo??!??? Vou fazer um abaixo assinado pedindo resenhas da nova fase da FF (mode esperneio ligado ao máximo: ha ha ha!!!) e me aparece gente dizendo que Campeões é ruim. Eu quero ver daqui 20 anos o que vão falar desse careca fanfarrão.

    Curtir

  11. É muito bom acompanhar as edições de “Fabulosos X-Men” pelas resenhas do genial Venerável!Quem diria que o “certinho”Ciclope ia se rebelar desse jeito…o cara tá pior do que EU…

    Curtir

  12. Edição fantástica, diálogos ótimos e como o Victor disse, um encontro que ficou muito bom sem ter a necessidade de um combate.
    Não sou lá muito fã da Miss Marvel (ou sei lá como ela se chama atualmente) mas achei por um momento apenas que ela poderia vir a fazer parte desse time em respeito ao seu passado com os x-mens. Eu sei que ficaria com mais sentido se ela fosse para a escola do wolverine e tal. Sera que é eu que ando querendo um não mutante na equipe do Ciclope?
    Gostei da edição, achei a resenha excelente. E to aliviado de não ser a Magia, já falei isso antes mas eu gosto muito dela e tinha que falar novamente.

    Curtir

  13. Vai Ciclope! Mostra para os vingadores e para o mundo que você não está de brincadeira! Mas é duro, não é camarada? quando mais da metade do mundo está contra você, todos os seus amigos e seus aliados são uma putona velha, seu ex maior inimigo e um ninfeta psicopata….

    Curtir

    1. É… Não tenho mais nada para falar depois disso… Tudo bem que é uma putona que muitas e muitas vezes patrocinou o Ciclope, mas também nunca deixou de ser…Uma putona mesmo. Emma é assim, ame-a ou odeia-a!

      Curtir

  14. Há alguns anos, Kitty Pryde disse que o Professor Xavier era um idiota, numa das falas mais marcantes e até mesmo chocantes (na época). Muita água rolou depois disso, muitas realidades alternativas e futuros possíveis depois, eis que – quem diria! O Ciclope MATOU Charles, mandou o Capitão América pro inferno… e o Magneto… pode salvar o dia.

    “Omnia mutantur, nos et mutamur in illis”: Todas as coisas mudam e nós mudamos com elas.

    Esse Bendis quer mesmo manter minha atenção nesse título… hehehe…Parabéns pela excelente e instigante resenha, Victor!

    Ah sim…
    “X-men – criados pelo fabuloso Jack Kirby e por Stan Lee também”. – ADORO! =D

    Curtir

  15. EDITORIAL SANTUÁRIO:

    Segunda – Os Campeões Parte 3

    Terça – Fabulosos X-men #3

    Quarta – Complexo de Chipanzé

    Quinta – Cavaleiros Demoníacos #18

    Sexta – Resenha: Homem Animal # 11

    Sábado – Umas Tirinhas da Pesada

    Domingo – O Quarto Mundo de Jack Kirby!
    p

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s