Os Campeões – Parte IV “O Insulto final”

_0004_Midgard

por Pedro Bouça

Img-de-Capacampeões4Na reta final! Será que que nosso intrépido crítico será capaz de sobreviver ao segundo volume dos Campeões?

Na primeira parte do segundo volume d’Os Campeões, nossos heróis foram surrados pelo temível supervilão Metalóide, destruíram um dos maiores clássicos dos quadrinhos de super-herói, assistiram de camarote sua integrante júnior salvar o mundo usando uma vassoura metida a besta, enfrentaram um nazista com cérebro de abelha e apanharam duas vezes do Homem de Ferro para ver se tomavam jeito. Não tomaram…

O fim estava próximo! Não o de Campeões (por enquanto…), mas o de outra série escrita por Bill Mantlo, Super-Villain Team-Up!

Apesar de todos os seus defeitos (e eu poderia fazer uma LONGA lista deles), Mantlo não era homem de deixar pontas soltas, então a última história de Super-Villain Team-Up começa nessa série e vai terminar em Campeões. O que faz dela essencialmente uma história de Dr. Destino e Magneto (os vilões em questão) em vez dos Campeões. Talvez por isso seja boa…

A capa, única desenhada por John Byrne (com Terry Austin!) entre todas as edições republicadas nos dois volumes (injustiça!) é lendária:

svteamup14

Isso, senhores, é uma capa! E ela tem curiosamente, a ver com o conteúdo, que é de autoria de Mantlo, Hall e dos arte-finalistas Perlin e Duffy Vohland (pouco antes de sua morte prematura).

A HQ começa com Magneto chegando a Latvéria para tentar fazer com que o Dr. Destino se alie a ele para… DOMINAR O MUNDO! Dr. Destino responde simplesmente “Para quê? Eu JÁ FIZ isso!”

E então ele manda que Magneto se ajoelhe. E o mutante se ajoelha!

Dr. Destino está há meses espalhando um gás de controle mental na atmosfera (ao qual ele, protegido por sua armadura, é imune). Toda a humanidade agora obedece suas ordens. Ele realmente JÁ DOMINOU o mundo!

(E não seria a única vez…)

Está vendo o que é ser um supervilão de verdade, Magneto? Quantas vezes você dominou o mundo? E quantas se tornou o ser supremo do universo? Tira essa roupa vermelha, você é moleque!!!

Mas dominar o mundo assim é tedioso. E Destino quer um desafio. Ele dá um antídoto a Magneto e diz que ele pode ir à mansão dos Vingadores e, se conseguir libertar um dos heróis do seu controle, tem o direito de conservá-lo como seu aliado. E lá vai Magneto enfrentar os Vingadores…

Apesar do supergrupo contar com pelo menos dois integrantes que não precisam respirar (Visão, um sintozóide, e Magnum, feito de energia iônica), ele parece estar totalmente sob controle de Destino. Magneto aproveita para capturar um dos integrantes. Thor? Homem de Ferro? Os referidos Magnum e Visão?

Não, ele captura o Fera, integrante mais fraco do grupo! Mutante racista REALMENTE não consegue raciocinar direito!

SVTU14_Champions

Enfim, ele consegue libertar o Fera dos efeitos do gás usando seus poderes magnéticos (ISSO é um feito!) e tenta ir pedir ajuda aos X-Men e ao Quarteto, que estão ambos fora, viajando pelo espaço.

(É verdade! Os X-Men estavam no Cristal Mik’rann, não sei ao certo onde estava o Quarteto, mas acho que tinha sido raptado pelos skrulls.)

Sem alternativas, Magneto foi tentar pedir ajuda aos Campeões. Pobre homem!

Aí começa Champions #16, por Mantlo, Hall e Esposito.

champions16

Magneto surra os Campeões (já está virando hábito a essa altura), mas decide interromper o combate quando ouve no rádio que Destino está em Washington para se encontrar com o então presidente Carter! Ele e o Fera partem para a capital americana, seguidos de perto pelos Campeões, carregados pelos poderes da Estrela Negra (único membro competente da equipe, como eu não canso de repetir!).

Enquanto isso, Destino está em Washington exasperado com a incompetência e puxa-saquismo que o rodeiam. Ele positivamente parece ter saudades da Latvéria! Antes que decidisse a executar os altos escalões da política americana (o que seria um bem para a humanidade…), Destino é atacado por Magneto e seu parceiro adolescente Fera. Mas o bom doutor tem uma carta na manga: Ele deixou por perto o mais poderoso dos seus escravos, o incrível Hulk!

Nesse momento, porém, chegam os Campeões para, como sempre, atrapalhar a vida de TODO MUNDO, sem exceção!

CHAMP16_Why

Hulk e Hércules começam a sair na porrada, enquanto o resto da equipe se engalfinha com o Fera e, surpreendentemente, o Motoqueiro Fastasma, que também parece ter escapado dos efeitos do gás. Mantlo diz que é por conta de sua natureza sobrenatural, mas uma nota do editor Archie Goodwin, que substituíra Marv Wolfman, diz que é porque o Motoqueiro simplesmente não respira. Estou inclinado a concordar com Mantlo, já que o gás dominara outros personagens que não respiravam (citados acima) e que o próprio Motoqueiro deve ter inalado o gás em algum momento, enquanto era Johnny Blaze.

Nesse meio tempo, Destino vence Magneto e prepara-se para executar o Fera (com as PRÓPRIAS MÃOS! Destino é impiedoso!). Vendo isso, o Motoqueiro reage e contra-ataca com seu fogo infernal, que envolve a máscara de Destino, este neutraliza o Motoqueiro, mas não tem alternativa a não ser retirar a máscara. E respirar seu próprio gás!

magnetodidntwin1

O controle de Destino sobre o mundo é imediatamente quebrado (não me perguntem porquê, já que logicamente o que deveria acontecer é que Destino ficaria sob controle de… Si mesmo!), todo mundo desperta do transe e o Dr. Destino não consegue comandar mais a população mundial. Magneto vai embora com a sensação de dever cumprido (embora, para ser justo, ele não tenha feito ABSOLUTAMENTE NADA, fora ser repetidamente humilhado por Destino, foi o Motoqueiro Fantasma quem salvou a pátria!) e Destino fica por lá, sem ter como controlar a população ainda sob o efeito do gás.

Por que ele não voltou a Latvéria e tomou o mesmo antídoto que tinha dado a Magneto, eu não sei. O que aconteceu com o gás que dominava a população mundial, eu não sei. A única teoria possível é que Destino não gostou de dominar o mundo dessa maneira e decidiu mudar de planos. Ou quem sabe Reed Richards voltou do espaço, detectou o gás e liberou um antídoto na atmosfera. A HQ não entra em detalhes.

Mas essa aventura em particular, apesar de suas inconsistências lógicas, é de longe a melhor de todas!

16293-2746-18160-1-champions-the_super

A edição seguinte, última da série, é anti-climática. Feita por Mantlo e Tuska com arte-final de Byrne (um certo desperdício…), ela mostra alguns remanescentes da Irmandade de Mutantes penetrarem no QG da equipe (novamente sem ser incomodados pelo patético sistema de segurança…) para pedir ajuda dos heróis contra um grupo de Sentinelas. Eles derrotam os robôs com uma certa facilidade, mas era tudo uma armadilha do mutante Vanisher, que usou remanescentes dos Sentinelas de Stephen Lang para se infiltrar com a Irmandade, seus cúmplices, no QG da equipe (para que isso, com os poderes do cara e a ineficiência do sistema de segurança?) e derrotar todos os heróis. O objetivo final era usar os ex-X-Men da equipe como iscas para atrair o grupo e destruí-lo, mas Vanisher não contava com a Estrela Negra, que recupera a consciência e usa seus poderes para fazer os destroços dos Sentinelas surrarem a Irmandade. Vanisher tenta fugir, mas os poderes da Estrela Negra INTERROMPEM SUA TELEPORTAÇÃO NO MEIO e derrotam o vilão. No processo, porém, ela tem um acesso dizendo que não é humana.

CHAMP17_Sentinels

A série termina aí, repentinamente, dizendo na chamada final que a explicação sobre a afirmação da Estrela Negra seria dada em um número futuro dos Vingadores (mais detalhes na seção de cartas, que não faz parte do meu TPB…). Eu verifiquei todas as edições dos Vingadores até 1982 (uma EXCELENTE fase, que vai da Saga de Korvac até o longo período de David Michelinie no argumento, com John Byrne e George Pérez desenhando MUITAS das edições!) em meu DVD e, embora várias aventuras se passem na Rússia, nem sinal da Estrela Negra.

A Internet gentilmente me informa que a aparição seguinte da heroína foi no Homem de Ferro. Conferindo o DVD do Homem de Ferro (sim, tenho esse também!), na aventura em questão (uma história BASTANTE confusa envolvendo o Valete de Copas, os Colonizadores de Rigel e os Cavaleiros de Wundagore!) a Estrela Negra aparece já como membro dos Super-Soldados Soviéticos, junto com um novo Dínamo Escarlate e Vanguard. Embora escrita pelo próprio Bill Mantlo, a aventura não diz nada a respeito da teórica “inumanidade” da Estrela Negra. E fica por aí.

Estrela Negra, the sensational character find of 1976, viraria mais uma heroína “não-americana” para servir de bucha de canhão para escritores pouco imaginativos do século XXI. Ela foi morta (off-camera!) na celebrada fase de Grant Morrison nos X-Men e nunca ressuscitada, embora uma outra personagem russa tenha assumido seu codinome e poderes mais tarde. Não é a mesma coisa.

Descanse em paz, Estrela Negra. Você foi a personagem certa surgida no momento errado!

Spectacular-Spider-Man-017

Mas a história dos Campeões ainda não acabou. O TPB inclui as revistas Spectacular Spider-Man #17 e 18, de autoria de Mantlo, do desenhista Sal Buscema e do arte-finalista David Hunt.

Nelas, Peter Parker vai para Los Angeles para fazer uma reportagem sobre a dissolução dos Campeões. Ao chegar no QG da equipe (literalmente caindo aos pedaços!), descobre que a equipe JÁ se dissolveu, com um flashback mostrando o que fez cada membro. O Motoqueiro Fantasma simplesmente se mandou, cansado de ficar sofrendo repetidas ciladas nesse QG podre construído pela Odebrecht (nome fictício inventado por mim). Estrela Negra decide voltar à Rússia, a possibilidade de ser presa e mandada para a Sibéria sendo menos horrível do que continuar nos Campeões (em Homem de Ferro ela diz que nunca desertou e estava nos EUA com permissão do governo soviético, será que era uma espiã?). Sem ela, Homem de Gelo se manda também (ele já vinha ameaçando isso ao longo da série). Hércules e Viúva Negra voltaram para os Vingadores a tempo de participar na Saga de Korvac. O Anjo ficou, cuidando do elefante branco que era a sede da equipe.

PPTSS17_Champions

Mais grave, o Homem-Aranha descobre que o Anjo estava sendo chantageado por Stuart Clarke. Sim, o Rampage! Desfigurado, coberto de bandagens e em uma cadeira de rodas, ele tinha fingido estar comatoso no hospital até atrair o Homem de Gelo para uma visita, quando aproveitou para dominar a mente do herói com um gás que desenvolvera “com os produtos químicos da dispensa do hospital”. COMO ele fez isso sem poder andar (estava em uma cadeira de rodas, lembram?) e enquanto fingia que estava em coma eu não sei, mas prova que ele não era TÃO incompetente assim!

Ele bota o Homem de Gelo sob controle mental no traje de Rampage e o usa para enfrentar o Aranha. O Anjo tenta impedir que os dois se matem no processo e, para isso, joga um cabo elétrico no sempre estropiado Clarke, que é eletrocutado (e NÃO MORRE!) e vai passar mais uns tempos no hospital. Anos depois ele se recuperaria completamente e tornar-se-ia um inimigo recorrente do Magnum (Wonder Man) em seu título, que teve vida curta. Depois colaboraria na criação da versão maligna da Máquina de Combate e, por fim, se juntaria, quem diria, ao Justiceiro, assumindo o papel de especialista tecnológico que fora do falecido Microchip. Como era de se esperar, a parceria deu errado e Clarke acabou (adivinhem!) estropiado e desfigurado, jurando vingança contra o vigilante. Esquece, meu filho. Você faz o Metalóide parecer o Dr. Destino!

Para finalizar a coisa de uma vez, no final da aventura do Homem-Aranha, os representantes da Odebrecht assumem a culpabilidade da empreiteira na falta de qualidade do QG, o que permite ao Anjo processar os caras e recuperar a fortuna investida no prédio. Com isso, Mantlo ata as últimas pontas soltas da série e joga a pá de cal no título.

Quer dizer, exceto pelo pobre Ivan, que pode estar até hoje sendo torturado pela KGB. Mas ele é russo, então ninguém liga…

Para finalizar, o título era realmente muito fraco. Durante sua duração foi publicado bimestralmente, o que nem assim o ajudou a ter uma equipe criativa consistente durante toda sua duração! A caracterização dos personagens seguia o padrão “drama mexicano” de Mantlo, com todo mundo sempre sofrendo por alguma coisa (o Motoqueiro Fantasma literalmente se queixava que os outros não o aceitavam “só” porque ele era… UM DEMÔNIO DO INFERNO. Se toca, seu emo!). A qualidade das histórias era essa que eu mostrei e a arte era muito irregular, indo da terrível (Heck) até a muito boa (Byrne).

Mais importante, os personagens não combinavam. O elenco tinha cara de ter sido escolhido aleatoriamente. A adição da Estrela Negra, ótima personagem muito mal aproveitada, serviu apenas para mostrar o quanto os outros personagens estavam deslocados.

Sinceramente, como muitas outras séries dos anos 70, foi um desperdício inútil de recursos. Não é de surpreender que, ao contrário de muitas superequipes de segunda da Marvel (Defensores, Tropa Alfa, etc.), esta não deixou um legado significativo.

Um adendo: Segundo a Wikipedia, a Estrela Negra eventualmente ressuscitou a si própria (!) em uma edição recente e voltou a trabalhar junto com os outros heróis russos. Pelo menos até o próximo escritor sem imaginação aparecer…

championsbox72

Partes anteriores dessa matéria, aqui!

S_Final

01ANX

Anúncios

28 comentários sobre “Os Campeões – Parte IV “O Insulto final”

  1. Ah, que pena que acabou, adorava Os Campeões, apesar de tudo. Seus textos foram ótimos, Pedro, mistura legal de humor e informação! Reli o que tenho do grupo neste período, inclusive uma página cortada pela Ed Abril de uma edição dos Vingadores do Pérez, acho que a segunda história dele no grupo, onde os Campeões comentam a seleção do grupo.

    Curtir

  2. Adorei as resenhas, caíram como uma luva para esse site, a pergunta que não quer calar é… Você comprou do seu dinheiro, leu digital ou ganhou de presente essas edições?

    Curtir

  3. Se Biull mantlo estiver vivo espero que tenha muita vergonha do que andou fazendo! Pedro Bouça, espero que você não tenha nem um problema de saúde por está lendo essas coisas e fazendo essas criticas. Santa paciência Batima!

    Curtir

  4. Bill Mantlo escreveu o Homem Aranha também? (mas os Vingadores? Nunca né?) Nossa, cada vez mais vejo coisa que ele produziu para a Marvel e eu nem sabia… Pedro, parabéns pelas resenhas, alegraram minhas segundas feiras! Adorei aprender um pouco sobre Os Campeões, e ver que a Viúva Negra desde tempos imemoriais já tinha vocação para ser a teúda e manteúda dos supergrupos de heróis humanos da editora!!!

    Make Mine Marvel !!!!

    Curtir

    1. Jim Shooter meio que a reciclou na graphic novel Emperor Doom, inédita no Brasil. Lá o Dr. Destino dá um jeito de dominar o mundo novamente turbinando os poderes do Homem Púrpura (2 a 0, Magneto!).

      Curtir

  5. nostalgia pura apesar de não parar pra ler essas coisas antigas é muito bom relembrar aqui no sántuario. Valeu mais uma vez em me lembrar que precisamos de hérois sim……

    Curtir

  6. Pedro, já postei essa sua matéria com emoções discrepantes. Feliz porque acabei relendo-a para poder me organizar onde colocar as imagens (o vacilo de atenção da posição da capa do Team Up foi corrigido, rapaz, mea culpa) e triste porque era a última parte da sua matéria, que vai deixar saudades.

    Gosto dos Campeões enquanto uma saudosa lembrança, não como uma equipe planejada para funcionar. Bill Mantlo derrapou aí, mas fez o que pôde, sou fã dele por seu trabalho com o RON e sua fase a frente do Hulk, realmente ele não deixa pontas soltas, a gente admite isso, gostando ou não do seu trabalho. Mas ele foi melhorar , para mim, bem depois dessa sua empreitada a frente dos Maiores Heróis de Los Angeles!!!! 🙂

    E quer saber? Estrela Negra, foi o azarão dessa série, quem diria que sua estrela ia brilhar bem mais que a dos outros? E nunca teve capa ou seu nome em cima do logo da revista…

    Curtir

  7. Volto a repetir…..eu quero estar vivo daqui há 20 anos prá ver muita gente torando onda das.obras de vanguarda do sr. Bendis. Igualzinho destroçamos esta. Prá todos os efeitos no Marvel Now varios personagens do passado voltam mas pelo que sei e li Champions não. Anos 70 na Marvel foi de amargar. Todo mundo vê isso por seus olhos. Mas. teve coisa bcana como a citaada sequência dos Vingadores, X Men começando a ficar interessante, Nick Fury Valentina e cia ( ahhhh!!!! Vai dizer que Nick Fury foi tosquera também????? Eu desafio a falar isso!!!!!!).
    Valeu muito pela lembrança este yrabalho otimamente apurado das maravilhas setentostas.

    Curtir

  8. É uma pena… Foram quatro semanas que me diverti bastante aqui no site, senhor Pedro! Parabéns pelo texto e por favor, escreva mais para nós! Quanto a equipe, gosto por nostalgia, mas de longe a maior parte do tempo eles eram irrelevantes para o universo Marvel. O lugar da Viúva Negra é ao lado do Demolidor, Gavião Arqueiro ou Vingadores, o do Hércules é matando monstros imensos e mitológicos e carcando o Wolverine, Homem de Gelo só deixou de ser um zero a esquerda após a Era do Apocalypse em diante, o Anjo junto com o amigo gelado são dos X-men e o Motoqueiro Fantasma é um lobo solitário.

    Vilão? arqui-inimigos??? Sim, o melhor da equipe foram os roteiristas!!! 🙂

    Curtir

  9. EDITORIAL SANTUÁRIO:

    Segunda – Os Campeões Parte IV

    Terça – Novíssimos X-men #9

    Quarta – O Questão – Steve Ditko e o Objetivismo

    Quinta – Os personagens Marvel mais esquisitos

    Sexta – Liga da Justiça Dark # 11

    Sábado –
    Umas Tirinhas da Pesada!

    Domingo – O Quarto Mundo de Jack Kirby!
    p

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s