Questão: A fase DC Comics (parte um)

Terceiro Reich

por Carlos Lenilton

Img-de-Capaquestion2Nos anos 80 a DC Comics comprou a linha de heróis da Charlton Comics entre os quais faziam parte: Questão, Besouro Azul, Capitão Átomo, Pacificador, Thunderbolt e Sombra da Noite (estes foram os heróis que serviram de molde para Alan Moore criar seus Watchmen). O caso agora era a introdução deles ao universo da editora. Alan Moore foi incubido da tarefa, escreveria uma mini série que serviria para isso, mas aí veio a decisão de recomeçar toda a linha da editora com Crise nas Infinitas Terras e esse projeto foi deixado de lado.

O projeto da mini foi realmente deixado de lado (em partes, pois Alan Moore adaptou o que já havia criado e assim fez a maior saga de heróis de todos os tempos: Watchmen) mas a introdução dos personagens da Charlton continuou, Depois de Crise, vários personagens da Action Heroes Line tiveram suas chances: Capitão Átomo, Besouro Azul, Thunderbolt e Questão tiveram gibis próprios. Pacificador teve uma mini série e Sombra da Noite entrou no Esquadrão Suicida.

2869520-the_question_posterDennis O’Neil foi convocado para reintroduzir o Questão. Veterano autor de brilhantes fases de personagens urbanos (entre os quais Batman, com Neal Adams) e o moldou aos anos 80. O trabalho dele começou de forma explosiva!

Se hoje matar heróis virou cliché, na época ainda causava estranheza. E foi isso o que ocorreu no número um do gibi do Questão, ele é morto pelas mãos de Lady Shiva (no universo DC ela era uma das maiores lutadoras corpo a corpo do mundo, fazendo frente até ao Batman). E qual o motivo de tremendo choque? Ora, era preciso mudar o personagem. Retirar suia aura objetivista que o deixava totalmente monocromático e paralizava seu discurso com o público.

Sendo assim Dennis O’Neil o matou e o fez renascer. E nesse renascimento o fez se redescobrir como pessoa numa viagem de auto conhecimento com o mestre Zen Richard (conhecido de Shiva a quem pediu este favor). Sim, você não entendeu errado, a mesma assassina de Vic Sage foi também quem o salvou, ressuscitando e entregando há um rigoroso treinamento de corpo e principalmente mente. Desta forma o Questão passou a adotar uma nova linha de pensamento e comportamento, passou a questionar/dialogar de forma mais intimista com o leitor e ter um comportamento mais humano nas histórias.

Essa mudança de base filosófica conseguiu dar novo gás ao personagem que segurou por 36 edições sua revista, fato hoje cada vez mais raro dentro da DC Comics.

O Questão - Criado por Steve Ditko
O Questão – Criado por Steve Ditko

Próxima semana começaremos a resenhar TODA essa belíssima série da forma como foi compilada em encadernados nos EUA. Começando pelo único publicado no Brasil: Questão –Zen e a arte da violência (que trouxe as seis primeiras edições).

Até lá.

Matéria anterior dessa série, aqui!

MARCENARY CRUSADE – Episódio 3 – Capítulo final, aqui!

S_Final

01bane

Anúncios

36 comentários sobre “Questão: A fase DC Comics (parte um)

  1. Muito bom! O Questão é um dos personagens mais legais da DC. Acho que é disso que a editora precisa no momento, heróis urbanos e sem poderes como ele, que reviram lixos, desconfiam de tudo, penetram no submundo, etc. Seria muito legal termos essa série completa aqui no Brasil. Ouvi umas pessoas dizerem que o final é meio decepcionante, você pode adiantar isso pra mim? haha. Aliás, adorava ele também em JLU, nas raras ocasiões em que aparecia.

    Curtir

    1. Embora eu desconheça os fatos que o levaram a se tornar cadeirante, O mestre Richard que treinou Vic Sage é sim Richard Dragon.

      Curtir

  2. Nunca tive muita questão com o Questão… nunca o segui fanaticamente mas gostei sempre da actuação dele que li em inúmeras revistas e livros. Quando segui mais esta personagem foi quando ele passou o “manto” para a Renee Montoya na excelente série “52”.
    Mas estou a gostar desta história do Questão contada aqui!
    😉

    Curtir

    1. Valeu Nuno. Eu nunca gostei da mudança de manto pra Montoya. Na verdade nunca gostei dessas mudanças de gênero nas hq’s, sempre achei falta de criatividade.

      Curtir

  3. De todas as reformulações as que menor repercurssão tiveram foram: Pacificador, Questão e Thunderbolt ( Já que capitão Átomo e Besouro Azul foram para a Liga da Justiça e a Sombra da Noite era uma ótima “muleta” no Esquadrão Suicida). Seu período na revista Os Caçadores com certeza foi o melhor de tudo o que já foi publicado no Brasil. Essa série tem muito o que contar e cá estaremos para ver.

    Curtir

    1. Pacificador teve uma mini realmente abaixo da crítica. Thunderbolt teve uma curta série ( de 12 números) bem fraca tbm. A do Besouro Azul tbm teve vida curtissima e a mais longeva foi a do Capitão Átomo. A Sombra da Noite não deve ter me chamado atenção pois não guardo recordação forte de sua passagem pelo Esquadrão ( lembro bem mais da curta passagem do Shade). Caçadores foi uma belíssima revista que deixou saudades em todos que a leram. Espero vc aqui semana que vem. Abraço!

      Curtir

  4. Essa matéria foi muito instrutiva.Fiquei sabendo de coisas que nem imaginava e que morreria sem saber.Gosto e muito dos personagens da extinta Charlton Comics e francamente a Dc fez um excelente investimento.
    Espero que tenham mais matérias como essa tão instigantes ao ponto de me arrancar de outras coisas que estava fazendo para ler oque foi publicado aqui no Santuario.Abraço e abraço aos meus amigos do Santuario também.

    Curtir

    1. Tenho minhas dúvidas, parece que ele será mistico nesta encarnação… ou algo assim, pois ele é um dos 3 pecadores que aparecem no #01 de Vingador Fantasma.

      Curtir

  5. Perdi a conta de quantas vezes reli o Questão do O’Neil. Tenho todas as edições de Batman (série de 1987), e Os Caçadores que publicaram as história dele. Acho uma pena que não tenha saído tudo, e que a Panini ao republicar, tenha escolhido o péssimo formato caro. Com certeza, o grande motivo da falta de continuidade da publicação. Se fossem encadernados pra bancas…

    Curtir

  6. O Questão é um dos meus personagens preferidos, seja em qual Terra, editora, universo paralelo (Watchmen), reboot ou mídia (Liga da justiça Ilimitada), ele estiver. Parabéns pela matéria e um “salve” para o mestre Steve Ditko e também para , por que, não? Denis O’Neil que foi um dos principais responsáveis por toda essa vibe boa, do personagem. Que saudade da antiga revista; Os Caçadores!

    Curtir

  7. Eu justamente acho o contrário, que o personagem perdeu boa parte de seu barato ao ser estirpado de seu Objetivismo (apesar de que não foi de todo), apesar de que a recriação do O’Neill é tão bem feita e com tanto amor, que parece que foi ele quem criou o Vic sage.

    Curtir

    1. Achar o contrário é justo e legítimo. E concordo com a segunda parte de suas palavras, realmente parece cria do O’Neill. Abraço!

      Curtir

  8. EDITORIAL SANTUÁRIO :

    Segunda – Os guardiões da Galáxia #1

    Terça – Aquaman #18

    Quarta – Questão: A fase DC Comics (parte um)

    Quinta – Cinco quadrinhos veneráveis

    Sexta – Frankenstein # 11

    Sábado – Umas Tirinhas da Pesada!

    Domingo – O Quarto Mundo de Jack Kirby!
    o

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s