Novíssimos X-men #10 – “O futuro não é mais como era antigamente”

PrimeiraImpressao_02

por Venerável Victor “irmandade de macacos” Vaughan

Img-de-Capanxm10Os Fabulosos X-men vão até a escola Jean Grey para um recrutamento. Quem vai se juntar a Ciclope e seu grupo de ”revolucionários que não são revolucionários”? A resposta poderá chocar você! Enquanto isso a Mística e o Dentes de Sabre continuam com seus planos ambiciosos que de nada contribuem para a vida dos Novíssimos X-men.

X-men – criados pelo fabuloso Jack Kirby & Stan “ele fala isso com o maior orgulho” Lee

Apesar dessa revista ter apenas alguns meses de vida, ela já parece épica. O sentido de importância cronológica pode se dar pelo fato dela incluir alguns personagens de eras passadas mais agradáveis. Eles são, acima de tudo, as raízes que deram origem à décadas de lendas.

Brian Michael Bendis & Stuart Immonen
Brian Michael Bendis & Stuart Immonen

Os jovens Ciclope, Jean Grey, o Fera, Homem de Gelo e o Anjo trazem para o título um clima de nostalgia e uma pureza de juventude, além de promover um renovado cenário para a revista.

Capa de Immonen, Von Grawbadger & Gracia
Capa de Immonen, Von Grawbadger & Gracia

Temos que convir que o garoto ainda não está totalmente a par de todas as implicações que esses problemas representam nesse novo mundo, então tudo isso é muito novo para ele. Entretanto, quando ele é confrontado por sua versão atual e mais velha, o jovem Ciclope imediatamente tenta trazer razão para a mente de sua contraparte mais experiente e diz por fim, que vai salvar o mundo e consertar tudo o que estiver errado.

“SAVE THE WORLD, SAVE THE CHEERLEADER”

O que é essencialmente a mesma coisa que o velho Ciclope fala, mas essa ironia foge a consciência de ambos.

As duas versões do Ciclope demonstram todos os seus conflitos aos olhos do leitor. O jovem Scott é altruístico e no fundo de seu coração está apavorado com o futuro que ele e seus amigos irão enfrentar. O Scott mais maduro viveu inúmeros horrores, e através do fogo de todas essas guerras teve sua nova versão forjada de forma muito mais dura.

All-New X-Men 010-007

Os dois representam lados opostos, mas são exatamente a mesma pessoa. Novíssimos X-men #10 ilustra de forma coerente que “o lado certo” é algo subjetivo. O tempo e os conflitos passados por uma pessoa é que formam em cada um a maneira como se vê o mundo.

O tema dessa revista é: ser um mutante não é fácil. Novíssimos X-men dança o tempo todo em tons de cinza, buscando a cada mês uma oportunidade para semear dúvidas no leitor sobre os atos que permeiam as decisões de cada personagem.

Nada é sagrado nesse mundo. Esse título é tão atraente porque convida os leitores à questionar tudo, a medida que toda hora somos forçados a ver os dois lados de cada história. Os X-men estão em guerra entre eles. No senso literal, e claro, de uma forma mais interna, figurativamente falando. Não existe o bem ou o mal absoluto aqui.

All-New X-Men 010-014

A arte de Immonen nessa edição funciona perfeitamente. E astutamente captura emoção e trabalha abaixo da superfície de cada diálogo com suas imagens, para revelar as intenções e as motivações de cada personagem a cada vez que ele desenha um rosto. Seu domínio do que faz cada um desses personagens únicos e seu estilo cinético, o tornam capacitado para ser sim o desenhista oficial dessa narrativa épica.

As cores também trabalham maravilhosamente com diversas paletas de tons, ajudando a distinguir nessa revista, os diferentes momentos da história e os enredos abordados simultaneamente. Por exemplo, as cores usadas na sequência do roubo na Carolina do Norte, são totalmente diferenciadas das usadas para representar a escola Jean Grey, o que faz com que o mundo dos humanos e o dos mutantes sejam distinguíveis.

All-New X-Men 010-002

A edição #10 de Novíssimos X-men é vital em uma passagem inspirada de Brian Michael Bendis pelo título. Apesar do tom leve das edições anteriores serem substituídos por bastante tensão nesse mês, ela ainda mantém a qualidade de entretenimento que se espera do autor.

E você leitor… Quem acha que vai abandonar a escola para seguir a equipe de Ciclope???

All-New X-Men 010-021

S_Final

 

543673_479095175476920_104729198_n

Anúncios

49 comentários sobre “Novíssimos X-men #10 – “O futuro não é mais como era antigamente”

  1. Muito bom como sempre cara 😀
    Ainda não li este, ams até agora a série valeu a pena. E particularmente gosto da arte do Immonen. Falando nisso, bem que a panini podia encadernar a Nova Onda, aquela série era massa heheh

    Curtir

  2. Hein???? O Magus que é o Warlock no futuro. Os dois se encontram. Warlock mata Magus. Kitty Pride do futuro volta ao passado e evita uma catástrofe. Vance Astro do século XXXI volta no tempo, se encontra com a versão mais nova dele, faz seu “irmãozinho” desenvolver poderes que ele nunca teria e retramsforma a vida dos dois. Um certo gigante verde encontra um Maestro que nada mais é que ele mesmo envelhecido e pervertido.
    Agora eu queria entender uma coisa. Sou eu que tô velho e chato e já vi tanta coisa (o que eu citei foram alguns exemplos. Tem bem mais) parecida com o que o Bendis faz. Ou a legião dos “novinhos” é maior do que eu acreditava ser (deixa a mulekada se divertir nérdvéio), ou tá todo mundo abduzido por esse baixinho gordinho de meia tigela que só sabe causar com as equipes e esqueceu como se escrevem boas histórias (que falta faz aquele Demolidor. E o Cavaleiro da Lua então????). O Immonen e sua versão do Wolverine sem nariz é só lamemtos
    Parabéns prá quem acha que isso é bom, mas de bom aqui só a redação do Venerável.

    Curtir

    1. Você não ama o Bendis, Nilson, mas o Bendis te ama! Ahhhhh, você falou do Magus, será que hoje em dia, que já existe “chapinha” e inúmeras técnicas de relaxamento capilar, o Magus usaria, ou assumiria com orgulho sua cabeleira pixaim?

      Curtir

  3. Essa edição foi realmente incrível. Finalmente podemos ver Ciclope (do presente- ou seria o do futuro?!) de volta em Novíssimos. Mas, nao sei se é somente minha opinião, ele estava muito mais sombrio do que o vemos em os Fabulosos.

    Realmente, Bendis sabe como nos deixar curiosos, e viciados em suas edições (um vício saudável nesse caso). Ele nos faz refletir quem poderia abandonar a escola de Wolverine e seguir Scott em sua Revolução. E será que essa pessoa realmente apoiará Ciclope, ou será somente uma desculpa para investigá-lo….

    É esse fator que torna o enredo do escritor tao magnifico: ele nos faz pensar naquele mundo, refletir.

    Sobre a arte, Immonem realmente melhorou muito desde sua ultima edição, mas, por algum motivo, ele não tem a mesma qualidade que tinha no inicio da saga (minha humilde opinião).

    E isso ai VVV, ótima resenha (como sempre)!!!

    Curtir

  4. Então e a Jean Grey?? Ainda é a mesma de quando veio do passado?
    E como vai acontecer a volta ao passado destes X-Men??
    Ou já não voltam ao passado?
    O passado vai ficar sem X-Men, ou vai ter X-Men que conhecem o futuro e já desenvolveram poderes que não poderiam ter com aquela idade!?
    🙂

    Curtir

  5. Mas essa equipe (Fabulosos X-men) só vai ter mutantes loiras??? (exceto aquela moça da Austrália, eu sei), e onde ficam as morenas? não vamos ser representadas nessa equipe? Eu gostei dessa edição, bastante conflito e quanto menos Wolverine melhor, nesse trabalho do Bendis ele não é supervalorizado com tem sido e isso estava sacal.

    O que queremos? Queremos ver um beijo entre a Jean e o Ciclope do presente! Só ela pode fazer ele ficar mais brando e novamente esperançoso!

    Curtir

  6. Li a revista ontem e continuo gostando dos rumos que Bendis está dando para o título, achei os conflitos interessantes e o final foi bem bacana, só senti falta de uma pouco de ação, mas isso não deprecia o título.

    Curtir

  7. Só me digam uma coisa…. Ta com (pressinha) o Ciclope, não? Mal saíram da escola Jean Grey, já voltaram rapidinho para buscar a galera… E foi poca gente com eles, só as Coockos e a pessoa surpresa… Lógico que é a Jean…

    Gostei da edição, mas é inegável que o ponto alto é a discussão do Scott pivete com o Fera.

    Curtir

  8. tive alguns… ‘problemas’… com a arte dessa edição – com o wolverine e com os x-men do ciclope (velho). acho que rolou um pouco de exagero na estilização. qual é a do magneto trocar de roupa toda hora agora, virou estilista? me lembra um pouco os anos 90.

    já pro roteiro, essa edição marca o fim do “ato 1”, e agora é que vamos partir pro vamos-ver. o que é bom, poderia ter acontecido uma edição atrás, mas até aí tudo bem. eu gosto do jeito como ele tá escrevendo o jovem scott. gosto da ideia da jean tendo que lidar com novos poderes rápido demais. os temas ‘humanos’ da trama estão bem bons, agora espero ver um bom equilíbrio desses temas com o conteúdo superhero da história.

    será que o bendis “got what it takes” pra levar a história adiante? o tempo dirá.

    Curtir

  9. você se superou nesta resenha, Victor. Bela análise. SIM, a realidade é uma questão de percepção. A forma como a interpretamos tem ampla relação com nossa experiência.
    E a cada fala do jovem Ciclope percebemos o quanto ele, fatalmente, caso tenha as mesmas experiências de sua versão mais velha, será como o “velho” Cike (lembrando que ao trazê-los para o presente, o Sr. Fera criou uma nova realidade. Isso é que dá brincar de deus)…

    Aliás, aos poucos os jovens X-Men vão conseguindo ter uma visão mais ampliada dos recentes fatos. E o resultado disso são os questionamentos direcionados ao…. Fera.

    São eles que percebem que o “velho” Cike está decepcionado/chateado com seus antigos colegas, afinal, tudo o que ele fez foi pensando em todos os mutantes. E acabou pagando por isso. “Nem uma boa ação será perdoada”.

    Sei que é chover no molhado, mas não me canso de dizer: os X-Men originais são (disparados) meus preferidos. Talvez por culpa de Jack Kirby e Stan Lee. Mas, o fato é que eles ainda têm – entre todos – mais “cara” de X-Men… talvez chamaria isso de “essência”.

    Torço para que o Fera reveja sua raiva e desejo (consciente ou não) de vingança contra Ciclope. Desde o episódio contra Norman Osborn ele vem se mostrando muito amargo. E, sendo um dos originais, torço para que ele, Homem de Gelo, Anjo (pobre Warren, que Bendis o ajude a deixar de ser um idiota) e Ciclope possam voltar a serem os Beatles. Mesmo sem a ruiva original.

    Aliás… a reação do senhor Wolverine deixa um tanto claro quem irá para a nova escola…. uma certa menina ruiva???

    ps*** quando é que a Marvel vai deixar de forçar um relacionamento entre Jean e o canadense, heim… fala sério…
    Fico a imaginar como se sentiriam os fãs do Quarteto Fantástico se Sue e Namor vivessem se pegando. Já não basta separarem outros casais símbolos da editora: Vespa e Pym; Wanda e Visão; Tempestade e Pantera Negra, Peter e MJ…
    Tá certo que Emma Frost conquistou meu lado fã como a senhora Summers… mas ver Jean, desde menina com insinuações para o velho carcaju… é demais… mesmo.

    Curtir

    1. Como sempre me deleito com sua análise, Lucy. A essa altura já sabemos quem foi com o Ciclope, não esperava, acho que ninguém, lógico, mas que eu acredito que o Bendis tenha um bom plano, acredito.

      Detesto essa mania de colocar o Wolverine e a Jean de alguma forma ligados…Sempre detestei, cansou, né? Marvel, vamos respeitar os casais! A instituição casamento! Bom, pelo menos, com todo o sexy appeal do namor, entre crises, trancos e barrancos… O quarteto ta aí firme!

      Não fico triste da Emma se separar do Scott, acho que ela pode viver plenamente sua vida amorosa com o namor… taí…aliás o lance dele é loira mesmo, apesar de ter que ser casada…

      Os cinco X-men originais juntos são tão especiais, não é? É mágico…

      Curtir

  10. Uma discussão de relações mutantes nunca foi tão boa. Ambos os lados possuem seus méritos. Acho que li quem abandona a escola em algum lugar, e vai ser uma boa surpresa se for mesmo quem acho que vai. (não vou falar para não estragar surpresa)
    Queria mais gente boa do lado do Ciclope, a escola está muito cheia e acho que alguns bons mutantes podiam ter mais destaque aceitando o convite.
    A nova Irmandade tem a cada edição conquistado mais e mais minha simpatia.
    Revista sensacional, resenha na medida certa, valeu Victor.

    Curtir

    1. concordo contigo em relação a escola estar “cheia”. A revista W and the X-Men tem focalizado apenas em uma meia dúzia (os tais kids). Onde está a criançada dos antigos Novos X-Men? Sem falar no restante da efêmera Geração Hope? E os Novos Mutantes que não se tornaram Vingadores ou Defensora (Magma, Cifra, Warlock e X-Man)????
      Esperemos…. vejamos o que Bendis tem para nós…

      Curtir

      1. Esse povo não usado, poderia ir para o lado do Ciclope, apesar de que…Imagina a Magma lá… Já está cheio de loiras: Emma, Illyana, as três Cuckos…. Aquilo vai parecer o grupo das PAQUITAS.

        Curtir

  11. EDITORIAL SANTUÁRIO :

    Segunda – O que aconteceria se?

    Terça – Novíssimos X-men #10

    Quarta – O Questão: a série mensal

    Quinta – Steve Ditko & os macacos gigantes!

    Sexta – Eu, o vampiro # 11

    Sábado – Umas Tirinhas da Pesada!

    Domingo – O Quarto Mundo de Jack Kirby!
    o

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s