O Questão – Epitaph for a hero

0013_segunda-vista

por Carlos “intrigado e confuso” Lenilton

Img-de-CapaQ4O terceiro volume de encadernados (TPB ou Tradepaperback nos E.U.A.) de O Questão, foi lançado em 2008. “Epitaph for a hero” (sem tradução em português) trazia as edições #13 ao #18.

O Questão – criado por Steve Ditko

A primeira história intitulada “Seja tudo o que puder ser” traz o Questão as voltas com um grupo paramilitar que deseja humilhar as forças armadas americanas. Fazem isso matando indiscriminadamente vários oficiais das forças especiais. Embora a história traga novamente o mesmo deslize das anteriores, ou seja, as saídas fáceis para resoluções de problemas, ainda assim, graças aos diálogos escritos por O’Neil é bem interessante. Nos desenhos vemos nitidamente uma belíssima evolução de Cowan e pra finalizar as páginas de lutas no final são muito bem realizadas. Pior pro Questão que é derrotado, na covardia e por trás, por um grupo de ninjas (?!).

1249089-questionvol3“Não existe mais honra na América. Sem honra não há coragem. Sem coragem não há força”. Essa é a justificativa dada pelo grupo paramilitar para matarem os soldados em Hub City e em outras cidades, mostrar sua debilidade e toda a fraqueza da América. E dizem isso com o Questão atolado até o pescoço, literalmente, na terra. E atolado na terra o Questão ficará por toda a história. E senhores, esta é uma das melhores de toda a série. O Questão terá de aguentar o calor, frio, fome e sede durante dias se quiser escapar vivo e sair livre do cativeiro imposto por seus inimigos. Aqui vemos o quanto a mente e a vontade de Vic Sage são fortes. O final é maravilhoso, impressionante e surpreendente. Aqui vai a dica: procure importar este encadernado, se não conseguir procure em scans pois eles são fáceis de se obter e você precisa ler este arco… Mesmo.

A terceira história “Epitáfio para um herói” continua acima da média, não pela trama que é um tanto confusa e mais pela apresentação dos protagonistas. Vários assassinatos estão ocorrendo em Hub City e a todas as vítimas são negros. O’Neil nos apresenta personagens com perfis perturbadores. O racismo contido nas páginas desta história a fariam uma verdadeira edição na tradição da Vertigo de gibis para adultos. Vemos o quanto imbecil e ignorante o racismo consegue ser e só esta visão já vale a leitura. É O’Neil em seu habitat natural, o de aventuras urbanas com contexto social.

The_Question_14_04

Na quarta história de nome: “Marcado para morrer” temos um conto um pouco mais tradicional onde uns meliantes que desejam fazer negócios na cidade do Questão acham que matar seu maior policial é um bom começo. É claro que Vic Sage não permitirá isso. De pano de fundo temos este policial herói apoiando publicamente a campanha de Myra Fermim à cadeira de prefeita da cidade.

Ca‡adores # 15 - 030

Descobrindo que os meliantes da história anterior vieram de Seattle, o Questão parte para pega-los. Nessa época em Seattle residia o Arqueiro Verde (na maravilhosa fase escrita por Mike Grell) e isso já nos deixa com um enorme desejo de ver um encontro entre o dois personagens… mas O’Neil e Cowan nos trazem uma surpresa antes: no aeroporto de Hub City enquanto espera o voo para Seattle, Vic Sage compra um número de Watchmen e após ler a revista sonha sendo o próprio Rorschach. Tá, não é lá um crossover mas é bem interessante esse uso de metalinguagem. Voltando a história principal vemos o Questão apanhar feito um amador (pra variar) e ser salvo pelo Arqueiro Verde que surge na última página da edição americana de sugestivo título “Um sonho de Rorschach”.

“Terreno Desesperado” a última história do encadernado, entrega o que promete: Entre citações zen-budistas, filosofia de botequin, piadinhas infames e Sun Tsu a aliança entre o Questão e o Arqueiro Verde rende muitas e belas páginas de ação. Bandidos presos. Fim.

The_Question_14_01

Nos encontramos na próxima semana.

Até lá fiquem com a seguinte questão: o que seria de vossas madrugadas sem o Santuário?

S_Final

Anúncios

21 comentários sobre “O Questão – Epitaph for a hero

  1. Demais a matéria! Tenho muito que terminar de ler essa série do O’Neil, só li aquele encadernado da panini. Como comentei anteriormente, o Questão é um dos personagens de que mais gosto no universo DC. É uma pena que ele vá virar uma entidade maluca nos novos 52 😦

    Curtir

    1. Obrigado Stark! Sempre fico na dúvida entre entregar a história mastigada ou deixar que os leitores destas linhas as procurem… Sempre acho que poderia ter escrito mais e melhor.

      Curtir

  2. O criador que queria ser cria que só surgiu porque tinha vontade de ser criador. Não precisa de mais nada. Mas ainda tem…… Mike Grell que anos atrás me fez pirar com o Guerreiro me coloca os carros chefes da na época Caçadores. Só preciso dizer uma coisa: MUITO OBRIGADO!!!! É por causa de pessoas assim que me sinto bem neste abrigo.

    Curtir

  3. O Questão tem um charme só dele, acho uma das grandes contribuições do Steve Ditko para os quadrinhos americanos e ter O’Neill escrevendo a introdução dele na DC pós Crise nas Infinitas Terras, é um luxo só…

    Curtir

  4. O Batman que me desculpe, mas o Questão tem uma função importantíssima nesse universo de heróis que tanto amamos – e ela não é só levar uma surra a cada arco de histórias – ‘a de nos lembrar de como o senso de justiça precisa estar acima de qualquer trauma, vocação ou reinterpretação de uma simples vingança. Salve o Questão!

    Curtir

    1. Vic Sage é realmente um personagem diferente. Chorar em desgraça por ter sido salvo por alguém tão escroto e ridiculo quanto o detetive racista em “Epitáfio para um herói” destoa 99% de quase tudo que vc pode ler em quadrinhos.

      Curtir

  5. EDITORIAL SANTUÁRIO :

    Segunda – Fabulosos vingadores #5

    Terça – Fabulosos X-men #5

    Quarta – O Questão IV

    Quinta – 10 poderosos Vilões Marvel

    Sexta – Liga da Justiça #12

    Sábado –
    Umas tiras da pesada!

    Domingo
    o

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s