O QUE ACONTECERIA SE O DEMOLIDOR MATASSE O REI DO CRIME?

0013_segunda-vista

por Venerável Victor “tratador de macacos com 14 problemas de visão” Vaughan

Img-de-Capa-demolidorMuitos conhecem a saudosa série da Marvel “O que aconteceria se…” estrelada pelo cabeçudo imortal criado por Jack Kirby, o Vigia! O Maior barato dessa série é a possibilidade de se explorar determinados enredos já abandonados e dar nova visão sobre as possibilidades que cada roteiro poderia ter tomado caso os acontecimentos de certas histórias não tivessem seguido por um particular rumo. Hoje caros devotos, vamos revisitar um dos momentos mais marcantes da vida do Homem sem Medo.

Demolidor – criado por Stan Lee e Bill Everett.

Denny-Fingeroth-and-Grag-Capullo
escrito por: Danny Fingeroth com arte de: Greg Capullo

Após descobrir que Matt Murdock é o Demolidor, o criminoso fez da vida do herói um Inferno. Matt no fim de suas esperanças, confrontou seu arqui-inimigo cara a cara e teve o seu traseiro chutado de forma humilhante, chegando ao fundo do poço. Ele reconstruiu sua vida exatamente do zero logo depois disso tudo e um novo caminho se apresentou para o nosso herói. Ao perder tudo, ele de alguma forma teve sorte. Mas o que aconteceria se no calor do conflito com Wilson Fisk, Matt tivesse pegado uma arma de um de seus guarda-costas?

wif02-2

Matt sai do edifício muito nervoso, mas um tanto otimista, pois acredita que ninguém suspeitará de nada. Não dá quinze minutos e a secretária de Fisk entra em seu escritório e encontra o corpo de seu chefe. Nesse momento toda a adrenalina de Murdock já baixou e o herói se deu conta do que acabou de fazer. Ele acabou de destruir tudo o que acreditava e lutava por. Momentos depois o vemos falando com um policial e confessando o que tinha feito. Logo depois ele enfrenta o tribunal e sua sentença é desferida… Mas em seguida ele descobre que na verdade estava falando com um indigente maluco qualquer na rua.

Os efeitos da morte do Rei do Crime logo são sentidos na cidade. Dezenas de outros criminosos morrem em disputas entre as máfias. Peter Parker houve as notícias e vestido como o Espetacular Homem Aranha se balança pela cidade a procura de Murdock antes que mais alguém o encontre. Karen Paige (aquela vaca viciada) se sente horrívelmente culpada por causar todo esse estrago na vida de seu ex-namorado, mas é assassinada por seu atual namorado criminoso.

Richard Fisk (filho do Rei do Crime), que acabara de quebrar sua aliança com o Duende Macabro, fica completamente espantado com as notícias. Ele deveria estar feliz ou triste com a morte de seu pai? Se ele se sentir triste, será porque de alguma forma ele amava seu pai, ou porque Matt Murdock roubou seu direito dele mesmo matar seu progenitor? Ele deve continuar lutando pelo ramo da máfia que agora chefia ou deve aproveitar o momento e ir viver sua vida em paz em algum outro lugar?

what-if-daredevil

Quando ele ouve a notícia de que sua mãe sofreu um atentado na Europa, o desejo de vingança em seu coração é desperto, por causa de Murdock ele se tornou um órfão de mãe e pai em um único dia.

Andando a esmo pelas ruas, Matt continua sofrendo de alucinações. Tudo o que ele realmente se preocupa é não ser capturado por nenhum criminoso. Mesmo que no fundo ele deseje morrer, ele não quer que seja pelas mãos da escória que dedicou a vida a deter. Ele encontra o Justiceiro e se sente aliviado, pedindo logo em seguida que ele o mate. Mas Frank Castle apenas quer lhe ajudar, tirando-o do país e o levando para se tratar com um psiquiatra.

O Homem Aranha aparece e Murdock o enxerga como uma tarântula gigante que o quer atacar e apesar dos esforços do Justiceiro e do Teioso, Matt os ludibria e foge de suas vistas. Afinal ele sabe um lugar onde pode achar a justiça que acredita merecer.

Na cobertura de seu pai morto, Richard fala com Alfredo, o cara responsável por toda a tecnologia do lugar. Richard quer achar Murdock, matá-lo e depois sair do país para sempre. Alfredo se recusa a ajudar, alegando que não quer mais se envolver nessa confusão. Um momento depois, o rapaz ouve batidas na porta. Para sua surpresa não é Alfredo, mas Matt Murdock, pedindo por perdão ou punição.

Matt explica que ele é o Demolidor, como seus poderes funcionam, sua história com o Rei do Crime, tudo. Agora é com Richard decidir se ele deve morrer ou viver. E o filho de Wilson Fisk fica ainda mais confuso.

richardmatt

Subitamente o Duende Macabro atravessa as janelas da cobertura em sua plataforma aérea e uma dezenas de mafiosos aparecem pelas portas do apartamento. O Macabro havia se aliado com o criminoso Cabeça de Martelo e sua primeira missão era a de matar Richard. Matt recobra suas faculdades mentais nesse momento e enfrenta os bandidos. Nesse fogo cruzado entre os seguranças do jovem Fisk e as forças do Cabeça de Martelo e o Duende Macabro, apenas os capangas de ambos os lados sofrem as consequências. O Duende Macabro acaba por ficar entediado e parte, mas antes joga uma de suas bombas na cobertura.

Matt após terminar de derrotar o último atirador, pula da sacada do apartamento e agarra o planador do Macabro. Algumas de suas bombas caem de sua bolsa e se prendem a plataforma. O Duende Macabro se desespera ao ver que mesmo com sua força sobre humana, não consegue se desvencilhar de Murdock. Ele grita para o Homem Aranha o salvar momentos antes das bombas detonarem. A última coisa que vemos é Richard Fisk em pé, diante dos restos mortais do Duende Macabro e de Matt Murdock.

“Mortos, ambos. Murdock, você conseguiu a sua punição ou morreu como um herói? Eu me pergunto… Eu seria capaz de matar você? Bem, você salvou minha vida… Então talvez nós estejamos quites.”

Richard cobre Matt com um lençol.

“Agora eu te concedo teu perdão, descanse em paz.”

wif02-6

Duas semanas após esses acontecimentos um vigilante é visto vestido de vermelho e atravessando a cidade com os mesmos bastões de nosso herói morto. O Demolidor continua enfrentando a marginalidade da Cozinha do Inferno com toda a suas habilidades intactas. Ele ainda pode usar de seu super-radar para “ver” tudo ao seu redor e tem super sentidos amplificados. Após derrotar uns simples ladrões de rua, ele os prende para serem capturados pela polícia. Em seguida parte para encontrar com Alfredo em um telhado próximo dali.

Richard Fisk remove sua máscara e a entrega para seu amigo, dizendo que ela funciona perfeitamente. Os micro circuitos que Alfredo construiu e colocou nela dão à Richard o mesmo radar e super sentidos que Matt tinha quando era vivo. Agora pela primeira vez em sua vida, Richard sabe qual é o seu verdadeiro lugar entre as máfias. Mesmo que ele ainda tenha um passado sujo para responder, ele não irá seguir o caminho sujo do homem que lhe deu a vida, mas sim o do homem que a salvou. Richard Fisk é o Demolidor.

wif02-7

Não seria muito interessante se isso realmente acontecesse na cronologia oficial? Claro que essa possibilidade seria um absurdo para um fã gigante do Demolidor. Mas uma coisa é certa, acredito que ninguém sentiria falta do Duende Macabro. Essa bela história fala de legado, algo que a editora concorrente normalmente sabe lidar muito bem, “reboots” a parte.

O mais curioso nesse conto é a ausência de Foggy Nelson, nada sobre o sócio e melhor amigo de Murdock é mencionado. Mas quando você tem muita ação e conflito para trabalhar em vinte páginas e tem que decidir entre mostrar o gordinho ou propiciar uma participação especialíssima do Justiceiro em sua trama… Você é obrigado por uma questão de bom senso à dar todo o foco ao segundo! Essa é sem dúvida uma das melhores “O que aconteceria se…” de todos os tempos.

daredevilkillkingpin8fb

“O Que aconteceria se…” anteriores aqui!

S_Final

Anúncios

40 comentários sobre “O QUE ACONTECERIA SE O DEMOLIDOR MATASSE O REI DO CRIME?

  1. Praticamente todos os “E Se…” tinham um final pior do que o original. Nunca… nunquinha a história terminava em um final feliz ou menos pior do que a versão primária.
    Um tanto clichezento….

    Em tempo… foi um baita prazer ver meu personagem favorito finalmente no Santuário.
    Espero ver mais…
    abçs

    Curtir

  2. Essa é uma das melhores histórias escritas os quadrinhos. Fazer uma continuação para “A queda de Murdock” sem dúvida é um desafio e tanto, muito difícil cumpri-lo sem cair em pieguisses, mesmices e clichezisses.

    Melhor do que este, só aquele… “O que acontecera se o santuario.com tomasse o poder mundial”

    Curtir

  3. Depois do Namor é o maior gato do universo Marvel! Olha, Victor, não li essa “What if”, mas pelo que li da sua matéria não tenho dúvida de que foi sim uma das melhores edições da revista. Seria interessante algo assim na continuidade normal, mas só se fosse definitivo, para depois de um tempo o Matt voltar com alguma explicação ridícula não ia valer nada.

    Mas como eu sou contra desperdiçar um personagem tão fantástico como ele, bora aproveitar isso para fazer com outros heróis…. Make mine Marvel!!! 🙂

    Curtir

  4. Não é uma das minhas preferidas mas o teor psicologido da trama é convincente. Nao senti falta do muitas vezes pé no saco do Nelson. Acho que o review ficou melhor que a historia rsrsr

    Curtir

  5. Bom, não foi a das piores OQAS, mas também não foi uma “Brastemp”! A ausência de Foggy Nelson foi bem percebida pelo nobre escriba do texto. O final foi até interessante, A morte de Murdock não apenas o redimiu como ao filho do Rei. Incrível isso!

    Curtir

  6. Essa com orgulho eu digo que tenho o original america
    mo e a na época Superaventuras Marvel. Fingerthon sintetizou e trouxe de volta a paranóia máxima do protagonista. O coelho da cartola aqui certamente é o Rosa que, só depois dessa história, vi outros escritores darem mais atenção.
    Quanto a arte do Capullo era de se esperar ver assim. Ele estava em começo de carreira e ainda não tinha o traço tão apurado.
    Lembrança mais que benvinda nesses tempos em que o herói cego reencontra seu caminho, origens e faz bonito novamente no Brasil.

    Curtir

  7. Ora… podia dar cabo do canastro ao Kingpin e não ficar com problemas de consciência!
    Ainda me lembro da última cena que vi com prazer do Aranha que foi quando ele deu um monumental enxerto de porrada no Kingpin em “Back in Black”!
    O gordo só merece mesmo que alguém rebente com ele…
    😀

    Curtir

  8. por um segundo achei que seria Injustice: avengers among us xD
    to zoando, essa história é bem interessante, uma das poucas “O que aconteceria se…” que já li.

    Curtir

  9. EDITORIAL SANTUÁRIO:

    Segunda – Vamos aprender!

    Terça – Aquaman #20

    Quarta – O que aconteceria se o Demolidor matasse o Rei do Crime?

    Quinta – Cinco das maiores Pin-ups dos quadrinhos de heróis

    Sexta – Frankenstein #12

    Sábado – Umas Tiras da Pesada!

    Domingo – Mistério Divino!
    o

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s