NOVÍSSIMOS X-MEN #13 – Não tenha vergonha de quem você é!

PrimeiraImpressao_02

por Venerável Victor “tratador com muito orgulho de macacos” Vaughan

Img-de-Capauxm13Wolverine e Kitty Pryde organizaram os X-men originais “juvenis” para procurar por pistas de onde encontrar a vilã, Mística. No meio do caminho eles foram interceptados pelos Fabulosos Vingadores, após se livrarem da equipe, nossos heróis assistiram uma transmissão do mutante Destrutor onde fazia um pronunciamento que visava unir mutantes e humanos, causando no grupo imediatamente as mais variadas reações – todas elas, mais ou menos, decepcionadas com o que ouviram.

X-men – criados por Jack Kirby (maior que a vida) e por Stan Lee também.

Brian Michael Bendis & Stuart Immonen
Brian Michael Bendis & Stuart Immonen

Nesse meio tempo, os planos da terrorista Mística são finalmente revelados e isso envolve também a organização criminosa HYDRA. Mas a Mestre Mental já dá sinais claros de descontentamento com o rumo disso tudo, o que a levará a um confronto direto com alguém que ela desesperadamente deseja se vingar.

Gostaria muito de relembrar esse mês uma página que foi feita para uma edição anterior da revista: Fabulosos Vingadores #5, escrita pelo roteirista Rick Remender e que desde que foi lançada, meses atrás, causou não só comoção entre os personagens fictícios da Marvel, como nos leitores em geral. Ela foi inteligentemente reapresentada no final dessa edição, para que os fãs que não acompanham esse título tivessem uma ideia melhor do seu contexto e impacto para a cronologia do universo mutante.

All-New X-Men 013-019

A reação de Kitty Pryde, explorada por Brian Michael Bendis esse mês, ao assistir a transmissão, apresenta para o leitor toda a indignação que a mutante judia sente pelo discurso falso moralista e racista do herói. É apaixonante a paixão que o autor coloca em suas palavras, fazendo com que elas alcançassem nosso mais fundo sentimento e revelando em apenas duas palavras toda a força que essa mulher possui.

Esse momento também serve para mostrar o quanto contraprodutivo esse discurso sobre: “não usar a palavra “M”” será em longo prazo. A passagem de Bendis pela revista está sendo memorável, mas essa reação de Kitty na série, realmente elevou em muito a qualidade do trabalho.

anxm13-cover

É certo que a primeira página dessa edição vai causar espanto e terror o suficiente para fazer jovens leitores (um dos principais alvos desse título) se urinarem nas calças. Mas o foco de tudo mais uma vez é a fala de revolta de Kitty.

Realmente essa edição, assim como a anterior, é totalmente focada em diálogos e desenvolvimento de personagem, mas é maravilhoso como a equipe criativa rearranja os balões de diálogos para que eles brilhem tanto ou mais que a arte linda de Stuart Immonen.

Prestem atenção em como o desenhista retrata as reações dos jovens X-men do passado. Esses são com certeza os melhores painéis de toda a série e a mais linda edição que ele produziu. Marte Gracia não está presente esse mês na revista como de costumeiro, mas Rain Beredo não fez por menos e nos ofereceu um trabalho fantástico de cores e palhetas.

All-New X-Men 013-016

Poderíamos ficar parágrafos e parágrafos falando de como essa revista é uma das melhores coisas que a Marvel produz todos os meses no mercado, de como Brian Michael Bendis está totalmente à vontade no título e de como Stuart Immonen é um dos desenhistas mais fantásticos da editora, além de perfeito para essa temática que a revista defende, mas tudo isso seria apenas falar o óbvio. Leia esse título, antes que seja tarde demais.

S_Final

O Dínamo Studio Convida você a escolher um dos episódios do ArgCast de 2012 (84 à 107) e indicar a um amigo! Vai lá manda ver! 
http://www.cursodequadrinhos.com.br/podcasts/

431307_549131898445488_399025621_n

Anúncios

23 comentários sobre “NOVÍSSIMOS X-MEN #13 – Não tenha vergonha de quem você é!

  1. Nao estou entendendo:jean esta com poderes em potencial,ou esta com poderes da fenix ao atacar mestra mental?a força fenix foi destruida por wanda e hope nao é?entao o q esta acontecendo?kkk estou confuso..

    Curtir

  2. Ainda acho surreal essa galerinha andando por aí no nosso tempo presente (futuro deles), mas não posso negar que tenho curtido o título. Acho que falta uma ação de verdade, esse mês teve um pouquinho, mas nada que faça agente achar que o Bendis vai deixar de “bendiar” ao máximo a série.

    Ah!!! Uma coisa que me veio à mente… A Madelyne Prior… Bem que podia reaparecer, heim?? Tanto nessa como na revista Fabulosos, ia ser muito interessante ver a merda que ela ia causar na vida deles todos.

    Curtir

  3. Este título tem se tornado muito arrastado. Os arcos são enormes e até agora, parece, desde que os novim chegaram do passado, passaram-se no máximo dois dias.

    Uncanny X-Men saiu no mesmo dia e foi melhor. Talvez porque o arco se desenrolou em apenas 3 edições. Já estamos na 13ª edição e até agora pouco se fez.

    E definitivamente não gostaria que Wolverine estivesse à frente DESTA equipe. Preferia Tempestade ou o Fera. Mais um “Wolverine e seus aluninhos” não dá. Já tem um título (chatérrimo) pra isso.

    Quanto a reação do Bendis em relação ao discurso do Remender…. bem isso já era esperado, sendo ele próprio representante de uma minoria. A ideia de assimilação do RR é patética. É claro que somos todos humanos, mas temos nossas respectivas individualidades, identidades, diferenças étnicas e fenótipos. E muitos de nós temos orgulho de nossa diferença. Apenas queremos ser tratados de forma igualitária e termos o direito de lutarmos por isso NÓS MESMOS. Não se trata de religião, vilania, terrorismo, etc. Por isso Ciclope está certo e Havok errado. Lutar por seus direitos sem que um grupinho hipócrita se aproprie TAMBÉM disso é o que faz o caolho estar certo.

    Uncanny Avengers tornou-se uma equipe fascista que quer manter uma ordem (a dos humanos) contra qualquer mutante que ouse negar sua autoridade. A última edição de All New X-Men apenas demonstra isso, sem falar de Cable and the X-Force e Uncanny X-Men.

    Mas eu disse “discurso de Bendis e Remender” porque claramente ambos se apropriaram dos personagens para transmitir SUAS próprias palavras. Havok, mesmo com suas babaquices vez ou outra (foi um magistrado em Genosha, por exemplo), nunca teve ódio de seu próprio povo ou de ser mutante. X-Factor nos anos 90 e início do 2000 prova isso.

    Wanda foi amplamente perseguida por ser mutante (e por relacionar-se com o Visão) nos tempos dos Vingadores. Lembro-me de um diálogo entre ela e o Capitão América. Nele ela diz que quando os Vingadores são perseguidos pelo governo, mídia ou população, ainda assim são estrelas, dignas de serem entrevistados pela Oprah.
    Mas se fossem mutantes (os X-Men, por exemplo), não teriam espaço nenhum…

    Remender transformou os dois vingadores mutantes em dois babacas. E a batalha entre escritores está lançada:
    O primeiro round foi o discurso do Havok. O segundo foi na última edição de Uncanny Avengers (Wanda contra Vampira), que aliás foi uma vingancinha do Remender aos X-Fãs revoltados que o criticaram.
    Agora Bendis vem com o terceiro round. A SUA resposta, a SUA versão. E, claro, Kitty Pryde sendo judia, assim como ele, tornou-se sua porta-voz.
    Aguardemos o quarto round. (espero que Remender reconheça seu erro e refaça esta pataquada. Ou, pelo menos deixe de usar os personagens historicamente construídos para dar voz ao SEU discurso retrógrado.

    Quanto a Jean e Lady Mental…. haaaa, espero que a vilã acelere este arco lerdo e faça a ruivinha pirar na batatinha de vez. Detona tudo……

    E Bendis vem dando pistas em relação ao Ciclope (que ele detonou) mais velho e como pretende consertar seu papel de herói diante dos outros. O diálogo entre Jean e Scott demonstra isso.
    Abraços, Victor.

    Curtir

    1. Fantástica explanação do assunto, Lucy.
      Se você for a mesma Lucy que posta comentários no A&C, admiro muito suas opiniões sobre o Universo Mutante. Poucos conhecem tanto sobre os mutantes, ou entendem as motivações dos personagens e as ideologias características dos escritores.
      Muito bom mesmo.

      Curtir

    2. Muito Bom o comentário,tá de parabens,outro assunto que vc poderia ter abordado seria a questão que os finais não são explorados,Scott mostrou a Jean o convite do casamento de deles,e depois parece que tudo foi simplismente esquecido.Foi muito gratificante saber que nem tudo mundo precisa concordar com tudo que Bendis faz nessa revista,eu acho que as primeiras edições foram as melhores pois trouxeram ação e dialogo com motivos,depois da edição 6,ficou cansativo,sem contar a “promessa” de um time rebelde de uncanny x-men feito por bendis,sendo que o time do ciclope não teve nada de rebelde,perverso e “fabuloso”.

      Curtir

  4. Acho que finalmente vamos ter um pouco de açao na revista. Mais do que as cenas em que Jean se descontrola e lança alguem pelos ares. Bem, pelo menos o numero de pessoas que ela vai arremessar vai ser maior.
    Estou realmente me empolgando para ver como Bendis vai dar continuidade a essa saga…

    Curtir

  5. Eu adoro essa revista. Tenho acompanhado tudo com muito carinho, já superei o blá blá blá de que não pode, que a presença deles aqui ferra tudo… Estou mais é empolgada com as consequências dessa grande furada ou jogada de mestre do Fera. Sim, esse número também achei o melhor até agora e sim, tenho muita raiva do comportamento e do discursinho vendido do Alex Summers, quero muito ver o Ciclope sair dessa de cabeça erguida.

    Curtir

  6. Mais uma vez foda, mais uma vez a Kitty mandando ver em um discurso de arrepiar (aquele na edição 10 também é muito bom). To adorando ver como o Bendis ta escrevendo essas personagens com muita dignidade. Dá gosto de ler os diálogos e ver as reações.
    Outro ponto é a Jean. Bacana ver como a garota é falha e está evoluindo, eles tao se esforçando em mostrar como ela nao é perfeita, que é humana, distanciando da poderosa fenix (ops, espero que estejam mesmo…).

    Curtir

  7. Eu gosto muito da equipe criativa, amo os X-Men, e estou achando incrível esse nova fase… eu sei que tudo não pode, não deveria ser tão perfeito, provavelmente não é… mas é assim que enxergo! Ah não consigo desassociar essa revista com o vindouro filme, baseado no clássico “Dias de um Futuro Esquecido”, pois acho que terá muitos paralelos (apesar que eu possa estar redondamente enganado). Muito empolgado com as possibilidades.
    Parabéns por mais uma resenha fabulosa, V³ … !!!

    Curtir

  8. Eu curti bastante o plot dessa edição e a cara que a Mestra Mental faz depois de tomar uma resposta inesperada da mística, não tem preço! Fico muito feliz que esse título saia duas vezes por mês.

    Curtir

  9. É… falas bem Victor! Os diálogos do Bendis… mais diálogos. E diálogos outra vez. Se quiseres ler livros com diálogos a sério e autênticas obras primas da BD posso dar-te umas dicas, tipo o Asterios Polyp do David Mazzucchelli entre outros. Quando leio comics eu quero, para além de bons textos (claro), ACÇÃO!
    E Bendis faz perder a pica toda com todos esses discursos. É claro que se gostas, gostas! E há muita gente que gosta do Bendis, não é o meu caso. Respeito isso. Mas se querem excelentes argumentos com muitos diálogos posso dizer que há MUITO melhor que ele…
    😀

    Abraço

    Curtir

  10. Ok, ok…..vamos destilar as mágoas antigas???? É uma pena que o bonde dos novim não acompanhou certos fatos (digo X Tinction Agenda) e fica sem argumento prá debater aqui e apenas vangloria o trabalho medíocre do Bendis. Essa apresentação do Alex me remete aquela mesma do Cap. muitos anos atrás com Clint Wanda e Pietro. Tá não queria mas vou falar. É mais do mesmo sim. A mesma canção repaginada prá quem tem preguiça de ouvir o original, já que naquela época não havia a modernidade do som de hoje.
    E a revolta da Kitty? É louvável sim. Tremula a bandeira de todas as minorias espalhadas pelo mundo. Sinceramente, ganhar dinheiro fácil assim e fazer meio mundo de bocó é fácil. Agora ter originalidade prá inovar de verdade é o que são elas. E isso o Bemdis já mostrou que não sabe. O mundo todo continua batendo palma prá ele, mas eu exerço o meu papel de minoria. Quem tiver olhos, que leia!!!!

    Curtir

  11. A primeira página é perfeita, saudosista, capaz de causar um impacto no incauto leitor desse título que tem sido um dos melhores dessa nova safra da marvel.
    Jean e Kitty roubam a cena mais uma vez, a relação delas está sendo bem construída, mas fico chateado por deixarem de lado a amizade entre Tempestade e Jean, será que não era para a Ororo estar ali fazendo o papel da Kitty? Ou a personagem voltou aquela fase meio revoltada junto com o cabelo moicano?
    Sei que muitos não curtem bendis e vão dizer que essa edição é mais do mesmo, mas se for para repetir algo que é bom em meio a tanta porcaria que vem sendo lançada, que assim seja.

    obs: torcendo para a mestra mental ser mais desenvolvida, gosto dela como personagem.

    Curtir

  12. EDITORIAL SANTUÁRIO:

    Segunda – Conta Outra!

    Terça – Novíssimos X-men!

    Quarta – Aquaman!

    Quinta – Os dez personagens que representam minorias étnicas na DC e Marvel!

    Sexta – Batman!

    Sábado – Umas Tiras da Pesada!

    Domingo – O Inescrito!
    o

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s