A MORTE E A MORTE DE CHARLES XAVIER

_0004_Midgard

por Venerável Victor “tratador de macacos mortos vivos” Vaughan

Img-de-CapaCXQuincas Berro d’Água foi um proeminente funcionário público de Salvador nos anos cinqüenta; após inúmeras desilusões com a vida, que levava e julgava hipócrita, largou tudo que havia construído e se entregou a uma nova realidade, menos prestigiosa e muito mais feliz.

Professor X – criado por Jack Kirby e… Tá, o tal de Stan Lee (velho safado)

matéria originalmente escrita para o site amigo: Iluminerds

Charles Francis Xavier foi um dos mais poderosos heróis do universo Marvel, dono de um dom telepático sem par, devotou sua vida para o ideal da coexistência pacífica entre humanos e mutantes, formando sua equipe de “Homens X”, jovens portadores do gene mutante como ele, que lutam há anos por um mundo que os teme e odeia.

No romance de Jorge Amado, “A morte e a morte de Quincas Berro d’Água”, o protagonista Quincas, após décadas entre os humildes e excluídos aos quais se juntara, falece no dia de seu aniversário de forma natural e sem dor. Porém, os relatos são contraditórios quanto a esse óbito ter se dado realmente na hora e momento declarado pela família, já que foi visto por inúmeras testemunhas farreando com seus leais “Homens Q” pelas ladeiras do Pelourinho, horas após sua primeira morte. O homem voltou da morte? Nunca saiu da vida? Assim como Quincas Berro d’Água, Xavier também é uma figura inspiradora e paterna, será que esse tipo de gente costuma morrer várias vezes?

2589374-cyclops_stands_over_xavier

Na saga Vingadores VS X-men (ATENÇÃO, SPOILER PARA QUEM ESTAVA CONGELADO NOS ÚLTIMOS MESES!!!) o Professor X foi morto (NÃO AVISEI???) na tentativa de salvar o mundo e seu mais proeminente aluno da influência destruidora da Força Fênix… O problema é que essa não é nem de longe a primeira vez que o líder telepata-cabeça-de-ovo morre.

Anos 70 – Durante a passagem de Roy Thomas e Neal Adams pela revista dos X-men, Charles Xavier “morre” pela primeira vez. No caso foi uma morte de “brincadeirinha” e de muito mau gosto. Afinal nem para seus alunos, com exceção da ruiva Jean Grey, ele contou o fato. Decidido a se preparar para uma iminente invasão alienígena, o careca trocou de lugar com um mutante transmorfo enquanto se isolava de tudo e de todos na intenção de fortalecer sua mente para melhor defender o planeta. Dessa forma, Morfo assumiu seu lugar e identidade na equipe por um tempo e em uma situação desagradável veio a perder a vida (enquanto o verdadeiro Xavier estava são e salvo e só viria a dar as caras vinte e três edições depois). Foi o primeiro grande drama que os alunos originais do Professor passaram, ainda adolescentes. E, possivelmente, uma atitude desesperada de alavancar as vendas do título que estava, como direi, quase morto.

Anos 80 – Já na passagem do talentoso e até então “não gagá” Chris Claremont, mais uma vez alienígenas maus foram os responsáveis pela segunda morte do incansável Professor de mutantes. Seguindo a onda de sucesso do filme Alien – o oitavo passageiro (1979), Xavier foi infectado por um ovo de uma raça chamada Ninhada. O problema, então, era ter um monstrinho de outro mundo crescendo dentro do corpo do telepata mais poderoso da Terra. Os X-men tiveram que sacrificar o coroa. Porém, com a ajuda da super tecnologia da raça amiga Shi´ar (amiga? sei… Xavier comia a Imperatriz deles), um clone jovem e viril de seu corpo foi confeccionado, e sua mente transferida para ele.

Anos 90 – O Professor Xavier sofreu um ataque cardíaco durante o julgamento de seu amigo e arquiinimigo (que DR essa relação daria, hein?) Magneto, por crimes contra a humanidade, quando essa sessão foi atacada por jovens mutantes terroristas. Anos depois, mas na mesma década, quase foi morto pelo clone maligno de Cable, sendo infectado com o terrível vírus Legado (uma analogia à AIDS?). Porém, o sempre muito bem preparado En Sabah Nur, o mutante mais feio e poderoso do mundo, Apocalypse, por uma dívida de gratidão, curou o azarado mestre.

Anos 2000 – Agora já virou palhaçada!

Tudo bem, depois da primeira morte já era mesmo… Legião, o filho de Xavier, imensamente poderoso e com sérios problemas mentais, para fazer bonito com seu pai, conclui que se ele não tivesse gasto importantes recursos e tempo combatendo Magneto todos esses anos, teria podido ajudar muito mais mutantes com problemas pelo mundo (inclusive os seus) e possivelmente já ter tornado real o sonho da coexistência pacífica entre as duas espécies. Então, David Haller empreende um plano ousado: usando seus poderes, volta no passado com o intuito de assassinar o Mestre do Magnetismo, antes que ele se torne um estorvo para seu pai e para o mundo. As coisas não acontecem como deveriam (Oh! Sério?) e Charles Xavier sacrifica a sua vida para salvar a de seu amigo, recebendo o ataque de Legião que deveria ser para Magneto. O que aconteceu por causa disso? O pior momento da humanidade, afinal, sem o Professor X e suas ações, que minaram por décadas os planos de Apocalypse, esse não viu oposição significativa real para assumir o controle da Terra e impor o seu regime da sobrevivência do mais forte. Assim, era criada a saga até hoje cultuada por fãs e importantíssima para a cronologia da Marvel: A Era do Apocalypse. Eventualmente os X-men desfizeram essa cagada do Legião (Oh! Sério?).

PROF X

Na saga “Dinastia M” ele foi morto, depois trazido de volta, mas sem seus poderes. No arco do cultuado escocês Grant Morrison: “Planeta X”, novamente ferido e encadeirado; na saga “Complexo de Messias” foi mortalmente ferido e logo após desapareceu. Mas você acha que acabou por aí? Não!!! Temos ainda o universo Ultimate da editora! Magneto, durante a saga do horrível e deprimente Jeff Loeb, chamada “Ultimatum”, conseguiu controlar os poderes do poderoso martelo encantado, Mjolnir, e, assim, inverter os Pólos Magnéticos da Terra, causando muita destruição e sofrimento para a humanidade. Claro que antes disso, ele passou na Mansão X e… Matou Charles Xavier, de novo! Só que agora num universo alternativo da Marvel…

A última morte do Professor X, semana passada, foi no penúltimo capítulo da mega saga Vingadores VS X-men e agora o editor chefe da Casa das Idéias de Gerico afirma que enquanto estiver à frente da empresa, essa é a definitiva. Pois é… Charles Xavier teve muito mais mortes que nosso amigo brasileiro Berro d’Água, porém nenhuma delas foi, sequer, tão rica de alegrias e amor verdadeiro que o ilustre cachaceiro baiano teve em suas únicas duas passagens dessa para melhor. Que pelo menos seu legado sobreviva inalterado na mente e no coração de seus alunos. Pois o de Quincas continuou vivo por muito tempo no de sua filha e seus leais amigos de farra. Não sei se os mistérios da morte de Quincas Berro d’Água, assim como os sucessivos desencarnes de Charles Xavier, podem ser completamente decifrados, mas eu tentarei fazê-lo. Como o próprio Quincas aconselhava: o importante é tentar, mesmo o impossível.

Na próxima semana começa a campanha: Jorge Amado nos roteiros da Marvel!

foto10

S_Final

Comente-Xavier

Anúncios

28 comentários sobre “A MORTE E A MORTE DE CHARLES XAVIER

  1. Pra mim o que percebi, Xarlie, tem dupla personalidade, E uma hora ele é Xarlie protetor dos Mutantes bons, morre entre “aspas”. Se teletransporta a uma outra dimensão, se recompõe lá e volta irado como Magneto, Mas somente para punir os preconceituosos e racistas em geral. Análise psicopatológica, ele faz justiça dos dois lado da moeda, porém as mortes a ele, não são culpa dele, é culpa do mal nos corações de alguns no mundo. Conclusão ele é um Homem Bom. 😦 Estou cursando psicopatologia da vida cotidiana Floydiana)..Nota: As vezes ele se projeta em formas pensamentos pra confundir o mal..

    Curtir

  2. Assim como a Fênix,Xavier ressuscitará e voltará a dar seus “sábios”conselhos aos X-Men…hahahahaha!!!

    Curtir

  3. Na boa véi. A próxima volta do Xavier deve ser com ele lá pelos seus 15 anos de idade, bem PL e andando (parecido o que aconteceu ao Stark em The Crossing) pro povo ensinar as coisas boas da vida.

    Curtir

  4. Adoro essas matérias, em termos de quadrinhos, tem sempre coisa nova que o cara não viu pra se saber sobre toda as histórias e dos personagens. Fora, que como nessa… Morte é um tema que eu gosto! 🙂 haha. Adorei a imagem final do Professor… Deu vontade mesmo de comentar! hahaha

    Curtir

  5. Os roteiristas dos mutunas nunca souberam o que fazer com o Chiquim Xavier. Quando não estava morto, estava no espaço comendo a imperatriz mais chata das galáxias. Essa, curiosamente, também bateu as botas. Ambos devem estar fazendo o que gostam em algum paraíso marvete.
    Sendo tão poderoso, o careca corria o risco de “ofuscar” seus alunos. Claro que eles é que são as estrelas dessa novela. E Magneto já provou que é muuuuuuuuuuuito mais interessante que seu amigo/inimigo/sei lá o quê…

    Se vai ficar morto por mais um ano, dois ou dez… pouco importa. Eu só espero que essa novela chata de “precisamos garantir o sonho de Xavier” chegue logo ao capítulo final.

    O mimimi do Remender (ele não é o único) e sua teoria de “pelo sonho de Xavier, somos UM; quem pensa diferente é fanático ou terrorista” me faz lembrar de um certo desenho animado chato, onde todo mundo é azul, usa a mesma roupa e canta uma única musiquinha imbecil… ráaaaaa
    quer coisa mais UNA que isso?
    E quem seria o Gargamel???? E a smurfete??? E o papai smurff???
    Bwahahahahhaa!!!
    valeu, Victor

    Curtir

  6. Esse Xavier, einh? Ponham um gato ao seu lado e ele dá sete a zero ao felino. Mas também não é nada que nós, amantes de HQ já não estejamos acostumados. Morre-se hoje para amanhã se levantar. Fôssemos nós na vida real assim também, não? 😉

    Curtir

  7. Eu particularmente não acho de todo ruim o professor Xavier morrer mais do que kuririn, por mais maçante que seja, afinal ele é sem duvida um dos mutantes mais extraordinários que o universo marvel já criou e outra também depender muito de quem está no comando, pode morrer mais que seus ideais sobrevivam….

    Curtir

  8. Rapaz, ressurreição deve ser uma mutação secundária (ou terciária, sei lá).

    Mutuna que bate as botas e não volta, não é mutuna.

    Outra coisa: “Xavier comia a Imperatriz deles”. Queísso? Você tá muito gratuito, rapaz.

    Curtir

  9. O Xavier é meu X-man preferido, por incrível que pareça, justamente por ser um dos mais interessantes e falíveis personagens da Marvel, arrogante, mas humilde outras vezes, elegante, mas repleto de esqueletos no armário. Generoso, mas ambicioso. Adoro esse cara e acho uma desgraça ele não estar presente nessa comemoração de 50 anos da franquia.

    Curtir

    1. Quem sabe não esteja.
      Como na época das equipes azul e dourada onde ele diz que os telepatas parecem ter uma salvaguarda de transferir a mente para outro corpo no instante de sua morte…

      Curtir

  10. Eu acho que o Professor assim como alguns mutantes já renderam demais. Morre, ressuscita, morre novamente e volta em uma grande saga e tal. O caso do professor é um desses e espero mesmo que ele fique morto.
    Ele teve seu papel na mitologia dos mutantes, porem espero que enfim descanse em paz.
    Ta

    Curtir

  11. EDITORIAL SANTUÁRIO:

    Segunda – Mulher Maravilha # 21

    Terça – Novíssimos X-men # 14

    Quarta – Morte Crens

    Quinta – A morte e a morte de Charles Xavier

    Sexta – Homem Animal # 0!

    Sábado – Umas Tiras da Pesada!

    Domingo – O Terror está presente!
    s

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s