FABULOSOS X-MEN #9 – “Afinal, quem diabos é “Cristal”? Uma cerveja?”

PrimeiraImpressao_02

por Venerável Victor “tratador de macacos musicais” Vaughan

Img-de-CapaUXM#9Durante as últimas três décadas no Universo Marvel, Cristal assumiu diversos papéis, mas talvez nenhum tão inesperado – e olha que ela por um curto espaço de tempo já foi arauto de Galactus – como a nova função de agente da S.H.I.E.L.D., na atual passagem de Brian Michael Bendis e Chris Bachalo pela revista, Fabulosos X-men.

X-men – criados pelo mestre Jack Kirby e por um cara chamado, Stan Lee

Brian Michael Bendis & Chris Bachalo
Brian Michael Bendis & Chris Bachalo

Essa edição se propõe a oferecer bastante espaço para a personagem e novos desafios, pois além do glamour do novo cargo, para parte de seus colegas mutantes, ela é vista como uma traidora da “raça”.

Apesar de novas interações entre os jovens e não tão novos alunos do Instituto Xavier serem trabalhadas esse mês, esse número se foca quase que exclusivamente nas ações e reações de Cristal e do novo mutante, Fabio. Esse último ganha mais espaço e maturidade nesse mês, especialmente ao contextualizar o conceito do que realmente significa ser um portador do gene X ativo no seu novo dia a dia. Bendis contar com muito tempo e espaço na edição aprofunda essa discussão naturalmente através de alguns momentos bastante divertidos e diálogos controversos entre a família do jovem latino.

Fabio rapidamente se transforma de um adolescente esquisito e sem objetivos na vida para um homem que descobre existir algo realmente importante de se dedicar e lutar por. Isso acontece no momento que uma corrente orgânica de eventos se desenvolve à sua frente e muda radicalmente a forma como falava e se comportava anteriormente. E esse acontecimento mostra ao leitor o quanto o roteirista é talentoso uma vez dedicado a aprofundar qualquer personagem, seja ele novo ou já conhecido.

Uncanny X-Men v3 009-008

A mutante Cristal, apesar de ter o mesmo cuidado por parte do roteirista, é aqui retratada como um produto totalmente diferente de Fabio, já que é uma personagem conhecida e estabelecida na continuidade da editora por décadas. Em apenas poucos quadros, Bendis apresenta para os novos leitores e também relembra alguns antigos fãs de pouca memória, parte importante de seu passado, ou de sua antiga fase de sucesso, ao mostrar a irmã de Fabio trazendo para a sala de estar de sua casa um antigo disco de Alison Blaire. Essas curiosidades servem para situar os leitores sobre a importância na continuidade de cada novo antigo integrante trazido para o elenco da série.

Uncanny X-Men v3 009-002

Da mesma forma que seu subsequente encontro com os X-men de Ciclope se mostra apropriado e tenso, confirmando a familiaridade que ela tem com a equipe

A arte de Chris Bachalo para a revista tem sido bonita e jovial, apesar de causar controvérsias entre os fãs da franquia mutante, faz sentido a escolha do artista em uma equipe composta de tantos novos e jovens personagens, seu estilo proporciona leveza à ação da série, mas numa equipe repleta de louras: Emma Frost, Magia, as irmãs Stepfords e agora Cristal… Fica difícil distinguir quem é quem desenhado por ele.

Talvez por isso a Rainha Branca tenha cortado o cabelo e esteja totalmente descaracterizada vestindo preto. Até hoje não ficou claro se isso é uma espécie de homenagem à morte de Charles Xavier, como no caso da vestimenta branca de Magneto, ou simplesmente um luto pela “falha” de seus poderes telepáticos.

É possível qu no intuito de criar mais diversidade, a partir dessa edição, cada Cuckoo (as irmãs Stepford) tenham desenvolvido um desejo de demonstrar algum sinal de originalidade e identidade ao mudarem a cor de seus cabelos. Dito isso, o trabalho de Bachalo no título é coerente e atraente para quem consegue se desapegar de certos preconceitos gerados por anos de continuidade.

Magneto? Continua sendo um grande personagem muito mal utilizado no título.

Entre a prisão arbitrária de Fabio Medina – quase um caso: onde está Amarildo – cenas de treinamento dos novos alunos no Instituto Xavier e o inevitável embate entre a S.H.I.E.L.D. e os X-men do destemido líder Ciclope, Brian Michael Bendis proporciona inúmeros momentos interessantes nessa edição.

Uncanny X-Men v3 009-016

Essa revista sempre contou com uma cronologia totalmente própria dentro da franquia mutante, nunca leviana ou alienada, que abre todos os meses o universo maravilhoso dos X-men para novos e recém-retornados antigos leitores.

Saiba um pouco mais sobre a Cristal, no Guia dos Quadrinhos

capasuXM#9
Capa da edição #9 de X-men por Jack Kirby e a atual #9 por Chris Bachalo

S_Final

Anúncios

10 comentários sobre “FABULOSOS X-MEN #9 – “Afinal, quem diabos é “Cristal”? Uma cerveja?”

  1. Bendis vem trabalhando com conceitos que o grande público estadunidense (e, claro, brasileiro, mexicano, londrino etc) podem aproveitar para refletir sobre ações de grupos minoritários contra a opressão da maioria. Grupos que desejam ser reconhecidos por sua DIFERENÇA, se identificam e têm orgulho de ser diferente, mas…. lutam por IGUALDADE entre as diferenças (alô Remender!!!)

    O problema é que, quando estas minorias vão à luta, saem às ruas, questionam o sistema, a ordem estabelecida, o status quo… são chamadas de terroristas, vagabundos, bandidos e propensos ditadores (ditadura gay no Brasil??? tsc…aiai.), inclusive por outros que, influenciados por redes sociais, transbordam as ruas e avenidas com cartazes de ordem, como se dissessem às minorias representativas: não se preocupem, NÓS lutamos por VOCÊS, em defesa do sonho de Xavier (ops…). Vão pra casa, esse trabalho é nosso… (Uncanny Avengers???)

    Bendis mostra que, enquanto Ciclope e sua equipe são chamados de terroristas e acusados de sequestrarem Fábio… o moleque compreende (um grande amadurecimento do personagem) e tasca na cara de Alisson que é exatamente o contrário… O Ciclope vilanizado por todos é o mais heroico do título. A SHIELD, o governo e os Vingadores (os “heróis”, a lei, a ordem) são aqueles que, um atrás do outro, vem cometendo arbitrariedades, inclusive ataques brutais em residências (na Austrália e agora na CA) e sequestros (tudo em nome da Segurança Nacional). Semelhanças com nosso tempo da ditadura ou com os EUA da era Guerra Fria (macartismo) e pós 11/09?… mera coincidência. Temos até a classe média conformada, ordeira, despreocupada e ignorante (no caso do Fera, só ordeira, despreocupada e conformada) que contribui com as autoridades denunciando o “terrorista” em relação ao que acontece com seus semelhantes ou diferentes. Tudo em nome da ordem, moral e bons costumes….. afffhhh!!!!

    “Só agirei se vierem me aborrecer em casa, do contrário, o certo é ficar quieto, passivo e ver o tempo passar. Talvez jogar alguns milhos aos pombos, comprar um corcel 73 ou ir ao zoo dar comida aos macacos.” (Ahhh, Fera!!!)

    E Bendis vem com mais um round na “guerra” entre seus Uncanny X-Men e os Uncanny Avengers do Remender…. Tio Tom!!!! (A Cabana do Pai Tomás). … como diria Malcolm X – o negro da casa-grande que, bem vestido, limpinho e afagado pelo dono, acaba se sentindo um “Igual”, um “branco”. A sinhá até diz vez ou outra que ele “é quase da família” (o que tem de patrões que dizem isso de suas(eus) empregad(a)os doméstic(a)os….. tá bom, sei!!!

    Mas… sei não… será que veremos Cristal indo para o outro lado da força??? Será que ela e Ciclope ainda engatarão um romance… para desespero de Emma? Seria bem novelesco, bem X-Men..
    abçs, Victor

    Curtir

  2. É impressão minha ou a Mistica esta ficando bem popular nas revistas mutantes???? É claro que essa mutante sempre foi uma personagem muito interessante, quando sabe-se usar dela.Espero que o escritor saiba utiliza-la.

    Fora isso, eu gostei a importância que Bendis começa a dar aos novos mutantes, mostrando que eles nao foram criados somente para que suas mortes sejam lembradas…

    Curtir

  3. Minha esperança é que essa revista ganhe um gaz espetacular, ou “fabuloso” que seja, após a saga que vem aí: “Batlle of the atom”, mas esse lance de poderes quebrados e todos os amigos , os outros mutantes, irmãos X-men, brigados com o Ciclope, já deu, né?

    Curtir

  4. E não é que o hómi tá tirando todo mundo do ostracismo? Até a Cristal? Bem, não sei se foram os painéis que o Victor escolheu, mas a arte me pareceu mais limpa e me remetendo a vários bons momentos fo desenhista na Generation X, que por sinal eu sempre apreciei. O Bendis? Ainda não convence. Quem sabe se ele vier pro Brasil no FIQ e topar me dar uma entrevista exclusiva, eu até acabe revendo meus conceitos.
    P.S. A Alisson de boa com o Ciclope??? Mas ele nunca gostou dela!!!! Foi difícil pacas ela entrar na equipe e ela só ganhou visibilidade quando ele estava no X Factor!!!! Será que um dia o baixinho gordinho careca vai convencer de verdade????

    Curtir

  5. Esperava um pouco mais da Cristal nessa edição, assim como to esperando do Magneto. A edição em si, achei mediana.
    Continuo odiando os novos novos novos novos e mais novos mutantes dessa nova fase.
    Victor, ótima resenha, confesso que li mais essa edição por causa dela.

    Curtir

  6. EDITORIAL SANTUÁRIO:

    Segunda – Fabulosos Vingadores #7

    Terça – Fabulosos X-men #9

    Quarta – Diversidade étnica nos quadrinhos

    Quinta – Os 10 +

    Sexta – Frankenstein !

    Sábado – Umas Tiras da Pesada!

    Domingo – A ficção científica está presente!
    s

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s