MULHER MARAVILHA #22 – Rápida estadia em Nova Genesis

PrimeiraImpressao_02

por Venerável Victor “tratador de Novos Macacos” Vaughan

Img-de-Capa#22Seria leviano da minha parte fazer esse tipo de constatação, sem ter total domínio de tudo o que já foi produzido pelos fantásticos criadores da nona arte nos últimos oitenta anos ou mais, mas acredito que todos podem me perdoar se estiver errado ao afirmar que o “Quarto Mundo” de Jack Kirby é um dos mais importantes conceitos criados para a DC Comics. Pouco apreciado na década em que foi apresentado e que atualmente pode ser considerado a pedra angular do novo universo da editora, inspirando antigos e novos roteiristas com sua fascinante “neo mitologia”.

Mulher Maravilha – criada por William Moulton Marston

Resenha originalmente publicada no site irmão O Baile dos Enxutos

Brian Azzarello é o maldito sortudo que ganhou a oportunidade de definir o que os Novos Deuses significarão para a atual cronologia da DC. A cada mês temos a oportunidade de ver um pouco mais do guerreiro Orion – que era desde o início o protagonista de toda essa nova mitologia kirbyana – e apesar de que essa atual edição se passa quase que totalmente em Nova Gênese – lar dos Novos Deuses “bonzinhos”… Ou não – o escritor apenas nos apresenta esse mundo e seus fantásticos cidadões de forma geral, de alguma forma guardando grande segredos e poupando revelações bombásticas para o futuro, ou quem sabe… Um possível novo título!

“Nova Gêneses é um mundo que transborda de vida! Não existem estruturas feitas pelo “homem” em sua superfície – exceto as que servem para o bem maior de todos os seres vivos… A estrada do destino se dá em sua única cidade, imensa e mesmo assim graciosa – brilhante em sua plataforma – uma metrópole flutuante que não emite qualquer som, graças aos seus mecanismos silenciosos, escondidos em sua estrutura! O verdadeiro lugar onde reside a paz.” (livre e veneravelmente traduzido pelo resenhador)

WW-22-5-3b7b7

Essa é a fala do Pai Celestial, seu discurso orgulhoso, mas é seu “filho” que voluntariamente mostra aos seus hóspedes e aos leitores algumas outras verdades menos bonitas sobre a história desse mundo, ao apresentar para Diana a cidade desolada, em ruínas e escondida abaixo da vegetação desse paraíso flutuante. Os restos de uma guerra terrível para todos os Novos Deuses e suas pretensões de grandeza. Eles também buscam pelo que se inspirar, uma vez que isso acontecer, o guerreiro Orion acredita que voltarão para sua capital original: “assim que se provarem dignos”.

Provar-se digno é uma obsessão recorrente de Orion – ainda mais agora que essa nova versão do Pai Celestial se mostra muito mais fria e calculista do que todos podem lembrar. Muitos leitores devem ter estranhado suas atitudes ásperas e postura militar, mas devemos ter em mente de que nessa nova cronologia ele é motivado pelo desejo de: “salvar o tempo e o espaço”.

Apesar de que toda essa frieza pode não ser o que aparenta ao nos focarmos na pequena deixa de Azzarello, mostrada na fala final do Pai Celestial.

WW_Cv22_6mg6s96i0d_

Capa da edição #22 de Mulher Maravilha

Nossa visita à Nova Gêneses é triste e curta, fora algumas formalidades e cerimoniais, o encontro entre Hera – a deusa mãe do Olimpo – e o Pai Celestial quase passa despercebido e todos os demais amados habitantes desse mundo, como por exemplo, Magtron, sequer são vistos.

No entanto é claro que a Mulher Maravilha e seus amigos não possuem o benefício de aproveitar muito mais desse “paraíso” e quando eles enfim retornam para a Terra, eles chegam na hora certa de encontrar a cidade de Londres em ruínas e caos.

Talvez tudo isso torne a Mulher Maravilha a heroína que queremos ver nessa nova cronologia. O fato é que ela ainda se mostra um pouco passiva e reservada em suas atitudes e em sua própria revista, ao passo que seu elenco de apoio – maravilhoso admito – rouba bastante à cena.

Azzarello fez um ótimo trabalho em mostrar o “coração” de Diana para os leitores nesse número: sua compaixão e empatia para com Orion, está proporcionando ao guerreiro a oportunidade de fazer as pazes com sua alma, é particularmente tocante. Mas momentos “fofura” aparte, todos nós queremos ver uma situação “massa veio” que mostre o quanto a princesa amazona é digna de ser a estrela dessa série. Sua fala, dirigida para o “Primogênito” é uma boa indicação de que isso irá acontecer em breve…

wonder-woman-showing-compassion

Essa foi mais uma edição totalmente desenhada por Cliff Chiang e o cara é espetacular em seu estilo. Para os amantes de visuais “retro”, os painéis e cenários de ficção científica de toda a revista devem ser um deleite a mais. Nova Genesis é retratada como um mundo de uma arquitetura divina, linda e perfeita, ao mesmo tempo que funcional.

Na altura do campeonato é difícil dizer se Azzarello está fazendo muito pelo título ou muito pouco. Mas é inegável que a maior parte das coisas redefinidas por ele são muito interessantes, tanto na trama como nos novos designs de personagens – exceto Poseidon quase que com unanimidade é detestado pelos fãs – mas muita coisa ainda vem por aí!

ww22b

S_Final

WW#22capas

Anúncios

8 comentários sobre “MULHER MARAVILHA #22 – Rápida estadia em Nova Genesis

  1. Essa fase da Mulher Maravilha, agora com esse próximo arco que iniciará daqui há 2 meses tem tudo para ser uma das mais emblemáticas da heroínas de todos os tempos, superando à de Greg Rucka e quem sabe… Se igualando à de George Perez!!!

    Curtir

  2. Essa revista é maravilhosa, fico muito feliz só de acreditar que Azzarello e Chiang vão ficar mais um ano, ou uma terceira temporada, no título. A edição seguinte é de arrepiar!

    Curtir

  3. AdorOOOOOOO essa revista, é a que tem mais homem bão por metro quadrado e a amazona passa o rodo neles… Claro que o Orion é o melhor, ruivo e selvagem… Mas o próprio pai Celestial e o Guerra tem seu charme corôa. E o Primogênito? Aquilo que é macho alfa. Piro! 🙂 Fora isso tudo, ainda tem uma historinha pra gente seguir!!!

    Curtir

  4. EDITORIAL SANTUÁRIO:

    Segunda- O MYSTERIO DA GARRA CINZENTA !!!
    Terça- O STARMAN de Roger Stern e Tom Lyle
    Quarta- MULHER MARAVILHA
    Quinta- OS 10 MAIORES SUPERGRUPOS
    Sexta- Vertigo´s American Virgin: Relaxa e goza…
    Sábado- UMAS TIRAS DA PESADA
    Domingo – Zombie World de Mike Mignola – Sobre Vermes e Monstros!

    tardis

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s