O QUE ACONTECERIA SE O DOUTOR DESTINO SE TORNASSE HERÓI ?

Por Venerável Victor Von Vaughan

Img-de-CapaDDMuitos conhecem a saudosa série da Marvel “O que aconteceria se…” estrelada pelo cabeçudo imortal criado por Jack Kirby, o Vigia! O Maior barato dessa série é a possibilidade de se explorar enredos já abandonados e dar nova visão sobre as possibilidades que cada roteiro poderia ter tomado caso os acontecimentos de certas histórias não tivessem seguido por um determinado rumo. Hoje caros devotos, vamos presenciar o que aconteceria se… O Doutor Destino se tornasse herói!

Doutor Destino – crido por Jack Kirby e Stan Lee

Volume 1 – edição #22  1980

Escrita por: Don Glut   desenhada por: Fred Kida

Reed Richards teve a honra de ir para a faculdade com o narcisista e egoísta Victor Von Doom. O genial estudante era obcecado em achar meios de se comunicar com a alma de sua mãe no Inferno e mergulhou na magia negra para conseguir fazê-lo. Um dia Reed encontrou as anotações de um projeto de Doom para a criação de uma estranha máquina e ficou maravilhado com seu conceito genial. Victor ao chegar ao dormitório que dividiam, gritou com o futuro Senhor Fantástico por se sentir violado em sua privacidade e não ouviu quando Richards o avisa que os seus cálculos estavam errados.

Dito e feito. O experimento foi um fracasso e literalmente explodiu na cara de Victor, que culpou Reed por seu fracasso, acreditando que foi o colega de quarto que sabotou seu experimento por ter inveja dele. Nascia então O Doutor Destino, uma das personalidades Marvel mais importantes e notórias. Mas isso tudo não precisaria ser assim.

O ponto de mudança: 

Aqui, Doom grita com Reed por ter se intrometido em sua experiência, mas a parte curiosa e racional de sua mente supera seu orgulho nessa realidade. Ele se acalma e pede ajuda a Richard para explicar onde está o erro nos cálculos da equação. O colega americano demonstra real preocupação sobre o que poderia acontecer se um experimento desse porte desse errado e mesmo deixando claro que discorda com os métodos, ele se torna voluntário para ser assistente. Von Doom, emocionado pela oferta de ajuda em resgatar ninguém menos que sua mãe, aceita a proposta.

O experimento é um sucesso e Victor consegue contatar a alma de sua mãe, presenciando suas torturas e descobrindo ser o real herdeiro do trono da Latvéria e ele entende que agir em prol disso é mais importante que se formar na faculdade. Voltando do inferno, se despede de Richards sentindo que no futuro seus caminhos irão novamente se cruzar.

Primeiro, o jovem cigano faz uma volta ao mundo buscando nas artes negras uma resposta para libertar sua mãe. Após encontrar uma pista quente, ele viaja ao Tibet e é recebido por monges muito especiais. Eles o ensinam tudo o que podem sobre as artes místicas ao ponto em que Victor supera seus mestres, no final de sua preparação, uma armadura é forjada para ele, mas nesse novo mundo, não há a necessidade de uma máscara de ferro hedionda para esconder sua deformação física (ou psicológica?).

O então estreante Doutor Destino usa um encantamento estratégico para libertar a alma de sua mãe do Inferno. Excitado com seu triunfo, ele parte para libertar a Latvéria de uma família nobre usurpadora e fazer do país seu reinado. Enquanto isso, no Inferno, Mephisto fica extremamente aborrecido porque uma de suas almas escapou – sujeitinho mesquinho – e coloca Von Doom em seu “caderninho negro”.

O Doutor Destino, agora extremamente confiante de suas capacidades, entra de surpresa na sala do trono do tirano príncipe Rudolfo. A guarda do castelo nada pode contra sua tecnologia e magia negra; E, enquanto foge, o ditador é alvejado por um projétil de um de seus seguranças. Rei morto, rei posto! Destino declara que é o legítimo regente da Latvéria e o déspota, em seus últimos instantes de vida, admite que ele está certo, que Von Doom é o legítimo herdeiro ao trono. Ele morre e o país fica em melhores mãos…

Destino liberta seu povo cigano que era mantido como escravo antigo regime havia anos; incluindo sua paixão de infância, Valéria, e seu antigo tutor Boris. Usando toda sua tecnologia para solucionar os problemas da nação, torna a Latvéria um lugar encantador para se viver pela primeira vez na sua história. A miséria é abolida, a qualidade de vida é a maior da Europa e a todos os habitantes é oferecido o melhor sistema de saúde já visto, as melhores universidades abrem filiais nesse novo país. Von Doom apesar de se tornar um monarca absoluto, permite o ir e vir de seu povo, que em hipótese alguma se imagina vivendo em qualquer outro lugar do mundo.

Em um momento em que desfila pelas ruas de sua nação, ele anuncia que irá se casar com Valéria e que toda a população está convidada para a cerimônia. Momentos após esse anúncio, quando Victor e Valéria estão prestes a deixar a praça principal, as coisas ficam complicadas.

Mephisto teleporta Destino para uma de suas “dimensões negras”, onde ele deixa as coisas bem “claras”: Destino roubou uma de suas almas e ele deve ao demônio uma retribuição por isso. Os dois lutam em equivalência por pouco tempo, mas no fim Mephisto admite que só está brincando com o jovem Von Doom, logo em seguida o derrotando inequivocamente e absorvendo sua força vital. Mephisto dá a Destino duas opções: Ou Victor vai agora para o Inferno ou Valéria toma o seu lugar. Ele confunde Destino com dois argumentos distintos, torturando Von Doom com uma decisão que precisa ser imediata.

Mas esse é Victor Von Doom, ele pode não ter se tornado o monstro da realidade 616, mas ele é quem ele é. Talvez o Doutor Destino seja mais nobre e heroico nesse mundo, mas ele em nenhum momento é puro de coração, em primeiro lugar ele é um homem egoísta e lógico, no final ele abraça o orgulho em detrimento de seu coração. Seu amor por Valéria é uma coisa, mas o mundo precisa de Von Doom! Ele toma sua decisão e é transportado de volta para a Latvéria, agora sem sua noiva. Ao reaparecer, ele agride seu povo na ruas e grita que apenas quer ficar sozinho.

Para os cidadões da Latvéria e o mundo no geral ele continua um herói. Mas sua vida é condenada à solidão. Uma vez ao ano… todos os anos, lhe é permitida a entrada no Inferno com o objetivo de resgatar a alma de Valéria, todos os anos ele retorna após falhar sempre vergonhosamente, mas talvez um dia… talvez…

Nós não tivemos oportunidade de ver Reed Richards após a faculdade, teria o “heroico” Destino lutado ao lado do Quarteto Fantástico? E quanto aos outros heróis? Seria muito interessante vermos o Doutor Estranho confrontando esse “aperfeiçoado” Doutor Destino.

Essa edição não é exatamente fantástica por sua ação, mesmo com a parte em que Destino e Mephisto lutam no Inferno, ela é um pouco parada e vocês viram o uniforme de nosso “herói”. O Doutor Destino é um personagem amado e intrigante. O que se tem aqui não é um colorido e explosivo conto heroico, mas uma interessante história de como esse homem genial poderia ter se tornado e as transformações que poderia ter proporcionado ao nosso mundo.

Nota:

John Byrne em sua passagem pelo título do Quarteto Fantástico na década de 80 tentou fazer do Doutor Destino algo um pouquinho menos mesquinho ao continuamente tentar salvar alma de sua mãe, também prisioneira de Mephisto na nossa realidade oficial. Já Mark Waid evoluiu esse enredo na década de 2000 ao fazê-lo assassinar Valéria e vender sua alma a um demônio em troca de mais poder. Bom, Valéria se dana em qualquer realidade.

Conclusão:

Ainda bem que Mephisto interveio nessa realidade alternativa, ou o Doutor Destino teria assimilado todos os outros títulos Marvel, causando dezenas de cancelamentos por causa de  fãs abandonando suas revistas preferidas, já pensaram? “O espetacular homem-Destino”; Destino-men”; “Os Destinadores”; “Destino-Factor”; “Quarteto Destino”; “Destino, o homem sem medo”…

Arte original a venda no Ebay

Na semana anterior, aqui no Santuário

semana#5

Anúncios

62 comentários sobre “O QUE ACONTECERIA SE O DOUTOR DESTINO SE TORNASSE HERÓI ?

    1. Mais respeito rapaz! Destino não tem irmãos, portanto, Destino não tem sobrinhos! E saiba e atônito tente compreender, Destino em momento algum, desde que se tornou um grande viajante do tempo,, está preso ao seu conceito obsoleto e rudimentar do que é a juventude!

      Curtir

    1. Eu tenho a edição americana aqui, Manhattan…sabe qual foi o fator decisivo para resenhar primeiro uma e não a que tem essa historinha que você citou?…ácaro! Ontem eu era um saco de resfriado e mais uma crise de alergia ia me dar total “STAN” ( ai como estou mestre de RPG Marvel, hoje!!!!)

      Curtir

  1. Isto me fez lembrar aquela história bem bacana do Destino e Estranho… TRIUNFO E TORMENTO.

    BREAKING NEWS!!! Eu soube por ouvir dizer que o Monarca da Latvéria, Victor Von Doom, foi pego numa escuta telefônica com o notório “contraventor” Cachoeira e deverá vir ao Brasil prestar depoimento na CPI. Mais informações em breve.

    Curtir

    1. AHHHHHHHHHHHH!!!!! Mas isso tem que ser “coberto” (no bom sentido sempre, lógico) pelo BAILE DOS ENXUTOS!!! Muito melhor que CQC !!! (agora aqui entre nós Doutor… TRIUNFO E TORMENTO é pra se ter guardado numa urna de cristal!)

      Curtir

      1. Caro Victor, por longos anos eu peregrinei pelos sebos perdidos no espaço-tempo em busca de tal gibi… a perseverança na busca foi recompensada há um ano atrás em que eu finalmente pude obter tal gibi. E sim, ele está em uma urna de cristal protegido por Valquírias.

        Curtir

    1. Aloisío, não queria dizer isso, mas o Uatu fica ofendidíssimo com essa sua implicância com ele! Já veio me perguntar se o problema seu com ele é que ele veio de uma região mais “Pau de Arara” da Lua… (falar que ele tem cabeção é politicamente incorreto) o cara é: “detentor de uma caixa craniana de proporções alternativas”.

      Curtir

    1. Ontem, um macaco meu, veio me falar que essa imagem do Vigia, em cima desse asteroide, observando tudo e todos, era algo sugestivamente erótico e fetichista….mas tá certo, Jack Kirby é um dos maiores fetichistas dos quadrinhos mesmo. E esses saiotes do Vigia, Dr. Destino, Darkseid, entre outros, é só pra facilitar certas coisas. (foi um macaco que falou isso)

      Curtir

  2. Que Hefestos meta ferro quento no traseiro de todos esses roteristas!!! É o cúmulo, o Dr, Destino, esse vilão ultrapassado que nem reboot renova, aqui tem uma edição de realidade alternativa e eu não figuro nem no “PET AVANEGERS”….

    Curtir

  3. tudo bem, bom post de what if, mas acho que pela sua origem, por sua mãe ser caçada, acho pouco provavel ele se tornar um heroi, mas como é um “what if” a ideia em si é muito boa, mas como comentaram a marvel esta muito bem servidas de vilões e acredito que o dr. destino iria ter trabalho sim, se fosse um heroi, tipo thanos, magneto (que eu até hj acho fodástico e fica a dica para o proximo post de vilões heheh)

    Curtir

    1. 🙂 Sabe Fernando, de herói, mesmo nessa realidade, Destino não tem nada, podíamos dizer que ele não se sacrificou para salvar a alma de Valéria por uma questão de estratégia, pois ficando na Terra, ele seria uma das raras pessoas capazes de salvá-la…mas acho que não heim??? Destino só ama incondicionalmente, Destino!

      Curtir

  4. O maior vilão de todos… apesar de que a Marvel é bem servida, não? Thanos,Rei do Crime, Duende Verde, Loky !!! Curti a ideia da história! O fim foi de ouro! (Mas a máscara/capacete…podia ter sido evitado, não?) Make mine Marvel!!!

    Curtir

    1. Destino é Destino, jovem Gabriel!!! Não cabe a nós entendermos seus desígnios! Suas ações falam por si próprias, não necessitam de explicações e estão muito além de nossa compreensão…

      Curtir

  5. Um dos maiores personagens de todos os tempos! Destino é ímpar! Talvez o maior vilão da Marvel, e se fosse um herói, hein? rsrsrsrsrs…

    Muito show abordar nosso Victor 😉

    Curtir

  6. Só tenho a dizer uma coisa…
    Destino é vilão, e como vilão é do melhor que existe!
    Se Destino fosse herói era um chato…
    Li esse What if… mas não foi daqueles que me encheram o olho. Podiam ter explorado muito melhor as inter-relações com o Richards, e podiam também ter feito com que os dois em conjunto tivessem enganado o Mephisto… ou a Valeria nunca ter existido e o Destino tivesse dado em cima da Sue e o Reed ficasse a chuchar no dedo… enfim, havia um monte de coisas fixes que podiam ter feito e acabaram por fazer o mais fácil!
    🙂

    Abraço

    Curtir

  7. Quanto tempo!!!!!!! Exatamente no mês de agosto se passarão 30 anos da publicação desta história no Brasil (há quem reclamasse da RGE pelo preço mas o trabalho dela em comparação ao da Abril sempre foi superior. Tá certo que as traduções não ajudavam muito, mas o mix de histórias e a quantidade de páginas por revista era fenomenal!!!). Como todos disseram uma passagem simples (apesar que os maiores destaques do escritor desta história foram para as animações da televisão), mas marcante pelo fator histórico (bauzinho bom de What If esse do tratador): trazer ótimas lembranças a nós com um pouquinho mais de idade e poder compartilhar sentimentos que tivemos à época em que lemos estes materiais pela primeira vez (Vic, muita coisa vem na lembrança e um post só é pouco prá escrever tudo). Eu diria hoje: MAKE MINE VICTOR!!! Os Andrade piraaa!!!!!!!!!

    Curtir

    1. Que bom que os Andrade Piraaaa!!! Os Vaughan piraaaaa também, mano!!!
      E quem sou eu para me vangloriar do meu baúzinho de tratador de macacos, quando sei das “caixas mágicas” do Nilson na casa da mamãe????

      Curtir

      1. Ha ha ha ha!!!!! 15 dias atrás eu estava na casa da minha mãe e ela me perguntou o que eu ia fazer com as revistas. Eu respondi: Tá atrapalhando onde a sra. guarda? Ela disse que não. Eu retruquei: Então deixa elas aí do jeitinho que estão. Quando juntar muito pó a sra. me avisa!!!! Fazer o que né???? Não tem jeito!!!! Eu fico longe, mas nunca sem elas!!!

        Curtir

  8. O Destino destroçaria todos os vilões !
    traria a paz ao mundo, descobriria a cura para a AIDS e acabaria a fome mundial !
    ashuasuh’s
    Destino muito foda !

    Curtir

  9. mephisto destruindo casamentos…. de novo. Será que o Quesada pegou a ideia daí?

    De qualquer forma, a proposta parece boa, mas não a história em geral não me chamou muito a atenção…

    Curtir

  10. Já falei isso antes, mas a coisa que impede o Doom de ser um herói (ou mais importante, um líder mundial legítimo) é a sua obsessão com AQUELE MALDITO RICHARDS!!! Tira isso, e o Doom tem tudo para ser uma maravilha para o mundo – embora autoritário pra cacete, vide Doom 2099.

    Curtir

    1. O MESTRE aceita suas sábias palavras, jovem Pedro. Aceita porque refletem a realidade, são verdadeiras. MALDITO RICHARDS!!! ( Na Guerra Civil queria tanto encher aquele otário de porrada)… bom , mas esse prazer é do meu mestre…

      Curtir

  11. Destino é Destino! O resto é “distinu…”. Uma coisa que curto no Victor Von Doom é que ele é um vilão que apoia a cultura. Daria um herói xarope. Gente que fala de si mesmo na terceira pessoa não tem autruísmo para ser herói. Pejota falou, tá falado! Deixa eu ir embora antes que deem por minha falta no Arkhan Asylum…Vc escreve muito bem, Venerável!

    Curtir

  12. Por si só o Doutor Destino já é um personagem emblemático na cultura pop, é verdade dizer que diversos outros criados em seguida foram cópias dele e que com o passar dos anos, ele foi se tornando mais complexo: Byrne, Waid e o Chris Claremont (sim, porque não) entre diversos outros souberam incrementar sua vida pessoal e pública. Ultimamente estou gostando muito do tratamento que ele recebe pelo atual roteirista da série do FF. Bom, deram um ótimo upgrade no Norman Osborn, Destino merece um também.

    Curtir

  13. Ah, quer saber, axo que não explorou todo o potencial do Destino… Se ele, por alguma razão, não ficou mal, não quer dizer que tenha ficado mais bobo! Ora, Victor Von Doom não precisaria de mais de UMA chance de resgatar Valéria do inferno, ele certamente enganaria Mephisto DE NOVO, colocando sua cabeça a prêmio, fazer o quê, mas daria um jeito… Um tanto ingênua a idéia de que a versão boa do personagem perde a vocação para a malícia, mas vá lá, Bendito site que nos permite conhecer estas coisas!

    Curtir

    1. Mas aí é que está, seu macaco convencido… Mephisto na sua arrogância eterna, nunca poderia imaginar que um mortal iria até lá e ainda por cima, ousar levar uma de suas “posses” debaixo do nariz dele. Você acha que ele vai deixar isso acontecer de novo??? Ta de sacanagem… ele vai é brincar com Von Doom eternamente, sempre deixando o gostinho na boca dele.

      Curtir

  14. Bem, acredito que a marvel partiria para outras variaveis hehehe, daria boas historias, ainda mais se tratassemos de um personagem que poderia ficar sofrendo com tormentos infernais, e tals. Tem um passagem numa das series da marvel não sei se é o homem-aranha dois mil e la vai pedrada ou se é dos x-man dois mil e la vai pedrada, onde ele esta meio bom, acredito que se não me falhe a memoria que até sem parte da sua memoria, ele usa até umas faixas no rosto para esconder as cicatrizes e tals.
    É um grande vilão, seria um grande heroi.

    Curtir

    1. AHHHHH, Culto e sagaz Leonam! Você desencavou a série Marvel 2099 !!! Lá ele tem poucas memórias e sim, nesse futuro se torna o maior herói da Terra e até presidente dos Estados Unidos!!! AUHAUAHAUAHAUAH muito massa, né? Chupa, americanos!!!

      Curtir

  15. A arte de Fred Kita, que vem da mesma escola do mestre Jack Kirby (criador junto com Stan Lee do Doutor Destino e Quarteto Fantástico) cai como uma luva para essa edição. O grande barato dessa história é mostrar um novo rumo para meu xará e companheiro ditador, Victor Von Doom, respeitando totalmente sua personalidade e motivações. Mais um clássico do “What if” que tinha que ser compartilhado aqui no Santuário. E o fim? Melancólico… ao verdadeiro estilo da Casa das Idéias! MAKE MINE MARVEL !!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s