Namor, o Príncipe Submarino – Um tapinha não dói??? Oito grandes momentos em que o “diálogo” superou a ignorância!

por Venerável Victor “Imperius Monkey!” Vaughan

Img-de-CapaNamorumtapinhanaodoiNamor – criado por Bill Everett

O FILHO VINGADOR! IMPERIUS REX!!!

“Talvez agora você escute!”

Ou fique inconsciente, né? As duas opções agradam ao Príncipe Vingador…

Em 1940 o quadrinista Bill Everett lançou pela Timely comics – que posteriormente viria a se chamar Atlas e por fim MARVEL – um personagem que vinha do mitológico reino de Atlântida. Na realidade, o “primeiro mutante”  já havia tido uma versão criada um ano antes, em 1939, para a revista Motion Picture Funnies Weekly. Tanto a revista quanto a história não deram certo…

“Se isso não pará-lo, eu estarei perdido! Não aguento…lutar mais…”

Essa pode ter sido a última vez que Namor usou calção nos quadrinhos (optando depois pela infame sunguinha), mas não a última vez que ele socou Ben Grimm (o Coisa). Coincidência ou conspiração???

Na segunda tentativa de lança-lo, porém,  a história foi diferente. Surgido no período pré-Segunda Guerra, o Príncipe Submarino apareceu como uma espécie de herói não-compreendido que fazia de tudo para defender o povo da Atlântida. Com isso, muitas vezes se tornava o vilão da história, em especial quando resolvia inundar Nova York (o que fez várias vezes) ou enfrentava, em lutas homéricas, o primeiro Tocha Humana (um andróide criado por um cientista que não tem nada a ver com o nosso Johnny Storm, do Quarteto Fantástico).

“O Príncipe do poder nunca desistirá! Muito menos eu!”

O Príncipe do Poder “Hércules” conta o Príncipe Submarino, ambos famintos e apenas um último nuggett no prato…façam suas apostas!

Na década de 40, o Príncipe Submarino foi alistado quando os Estados Unidos entraram na Segunda Guerra; ingressou definitivamente no lado dos mocinhos, tendo combatido os nazistas em diversas HQs inclusive ao lado do Tocha original. Em 1949, porém, Namor estava em franca decadência e acabou sendo abandonado pela Timely, esquecido em alguma gaveta…

“É isso a’!! Um encontro de titãs!”

Será? Nunca cansa ver o “latinha” levando a pior pra deixar de ser metido

Mas na década de 60, muitos anos depois, o genial Stan Lee resolveu tirar Namor do Limbo. Para isso, inventou uma história meio sem pé nem cabeça afirmando que Namor havia perdido a memória durante todo aquele tempo, morando em um cortiço em Nova York (não se sabe como ninguém notou as asinhas nos pés daquele cidadão desmemoriado…)

O vilão Tubarão Tigre tomando um “Imperius Rex” bem no meio da fuça

Malhadores … com inveja dessas costas musculosas? Vão fazer natação!

Assim que se lembrou quem era, Namor voltou para a Atlântida, mas descobriu que ela havia sido destruída graças a ação criminosa da humanidade contra o mar. Jurou, então, vingança eterna contra os que estavam acima do oceano e mais uma vez se tornou uma espécie de vilão. Também no final dos anos 60 Namor ganhou um desenho (meio) animado, que chegou a ser exibido no Brasil nos anos 70 e 80 (aquele clássico, meio paradão e com onomatopéias na tela – soczuuuumpuf e muito mais).

O Filho Vingador “pega leve” com o sexo frágil?

De forma alguma, principalmente na fase de John Byrne, se a “frágil” oponente for uma “super-nazista-não-loira-nem-casada”.

Aos poucos, porém, Namor foi amansando, entendendo que nem todos os humanos são iguais e chegou a integrar o time dos Vingadores além de ajudar várias vezes o Quarteto Fantástico, com o qual já havia se batido outras tantas. Detalhe: a cronologia atual insinua que Namor teve um caso com Susan Storm, a Mulher-Invisível, que por sinal, mesmo casada com o senhor Fantástico, continua a tremer na base diante da realeza de Namor…

“Ahhh! Ao contrário dos “Tochas humanas” que são condenados por um banho inesperado, a abençoada água renova minha força! Eu fico mais forte! FORTE!”

É, caro Namor, o pobre Bill Raio Beta entendeu isso da primeira vez que você gritou “forte”, podes crer.

Atualmente, Namor não tem título próprio como teve na década de 80 pelas mãos de John Byrne, mas aparece com destaque nas aventuras dos Fabulosos X-men, como integrante da equipe de Ciclope. Não é nem de longe um personagem de grande estatura, mas é muito cultuado pelos fãs, tendo adquirido o status de “cult”. Também não costuma mais inundar Nova York tanto quanto fazia no passado, mas continua a ser um personagem que se divide constantemente entre herói e vilão, além de ser o cara que primeiro lançou a sunga verde oliva, como grande sucesso de vendas na década de 40.

“Agora, seja derrotado pelas mãos de Namor! Imperius Rex!”

Lembra da “bola” que eu levantei sobre um complô contra  “A Coisa de olhos azuis”?

Em Marvels, minissérie lançada nos anos 90 pela dupla Alex Ross e Kurt Busiek mostrando o surgimento dos heróis Marvel no mundo, visto pelos olhos de um fotojornalista, Namor aparece em todas as suas fases. São memoráveis, por exemplo, seus embates com o andróide Tocha Humana da década de 40, que por sinal acabam causando a perda de uma das vistas do fotojornalista e as invasões do príncipe e suas criaturas à Nova York da década de 60. O detalhe curioso é que em todas as cenas, Namor está pelado!!! Ross, que desenhou a minissérie, conta que sempre achou absurdo que um homem que vivesse e crescesse no mar usasse uma sunguinha verde, coisa típica da nossa civilização. Por isso não teve dúvidas, tirou a sunga do homem. Mas, por precaução, desenhou apenas cenas em ângulos no qual a IMPERIAL genitália do príncipe não ficava exposta.

Na semana anterior, aqui no Santuário

semana9

Anúncios

82 comentários sobre “Namor, o Príncipe Submarino – Um tapinha não dói??? Oito grandes momentos em que o “diálogo” superou a ignorância!

  1. Ótima a matéria sobre o Namor-o esquentadinho dos 7 mares,é um grande personagem,mas mal aproveitado!Acho que a Mulher-invisível não fica com ele por causa do cheiro de peixe,senão ela largava o Sr Fantástico…kkkkkk

    Curtir

  2. É interessante como, conforme vamos crescendo e amadurecendo, nossos heróis vão mudando. Quando guri não suportava Namor, Ciclope, Capitão América, o Quarteto Fantástico… Mas hoje em dia são meus favoritos.

    Gostaria de ter a fé do colega que disse que o Namor faria um filme do Quarteto finalmente deslanchar. Mais um comentário sobre o Quarteto… boa parte dos melhores vilões/oponentes da Marvel são relacionados à equipe: Dr. Destino, Namor, Galactus, o Surfista.

    Namor é um personagem super rico e merece ter ainda sua história “definitiva”.

    Curtir

    1. Isso não é o acaso. Quando nos anos 60 os chefões estavam impedindo Lee/Kirby de lançar suas ideias em novas revistas, eles achavam uma forma de por isso em Quarteto Fantástico que era carro chefe. O maior exemplo disso é Inumanos!

      Curtir

  3. Quando eu era criança minha mãe costumava ler gibis pra mim, e o que eu mais gostava é quando lia as histórias dos Defensores. Ela sempre pulava as falas do Surfista que ela achava chato, e fazia o Namor com voz afeminada… Era muito mais divertido desse jeito.

    Curtir

  4. Poucos autores, quase nenhum, sabem aproveitar o personagem. A relação dele com a superfície é bem maior do que geralmente é mostrado, para seu avô ele era uma arma contra o povo da superfície, mas para sua mãe um elo de ligação. Sem falar nos incontáveis romances, Bett Dean, Lady Dorma, Morrina, Susan Sortm, Valquiria, Namora, Emma Frost….. e outra que não lembro o nome (tipo a morena da fase do BRAYNE e da prostituta que salva ele e depois é raptada pelo Dr. Destino). Geralmente ele é atirado em alguma historia como um cara descontrolado (com em New Avengers do Hickman, onde ele, em uma fúria descontrolada, defere um soco do Capitão América e o chama de imbecil. Que conhece o personagem sabe que ele nunca faria isso). Sem somar as vezes em que ele salvou o mundo com os Defensores, com os Vingadores, Invasores e X-Men, verá que é um dos maiores heróis da Terra!
    Gostaria, nunca vai acontecer, de ver “A Sagas Submarinas” de Roy Thomas por aqui, é um mini serie onde está resumida toda a historia do Namor (hoje já está bastante desatualizada, não tem a fase Oracle, a horrível fase Savage, nem nada do que veio depois dele explodir Atlântida). Também vale dizer, foi graças ao trabalho do Roy Thomas junto com John Buscema em The Sub-Mariner (titulo do Namor no fim dos anos 60 e anos 70) que a revista Cona, O Bárbaro, foi aceita pela Marvel!

    Curtir

  5. Sempre fui fã do Namor,o fisiculturista da MARVEL…HAHAHA…
    Ele é uma delícia com aquele sungão verde.Agora,poderiam voltar a desenhá-lo usando APENAS uma tanguinha minúscula,fica maravilhoso.Já prestei muitas “homenagens” ao corpão do herói da tanguinha verde.Se eu desenhasse o Namor,desenharia ele usando apenas uma tanga fio dental.Ver a bundinha musculosa dele o tempo todo ia ser o máximo.

    Curtir

  6. Eis um personagem que levantaria a moral de um filme como o Quarteto Fantástico. Na verdade ele mereceria um filme próprio pois há muito o que se explorar de Namor. Ele é tudo que Aquaman (coitado) jamais conseguirá ser.

    Curtir

  7. Lá onde o mar é um blue
    Bem no jardim do oceano
    Sonha e sorri Namor
    Sensual e sensualizando
    Aos suspiros sereias abrem suas portas
    Deixa pra lá
    Te possuir é o que importa
    Ele se espreguiça bem
    Fica seduzindo e mais nada
    E três conchinhas pedem
    Deixa eu ser sua namorada
    O neném surfista geme delicioso
    Todos murmuram
    Ai, que sereio dengoso
    A areia branca fica vermelhinha
    Sonha: ele podia estar ma minha
    E o mar ondula e mexe suavemente
    Faz beicinho e diz
    Eu quero um beijo quente
    Fica envergonhado e borbulha
    Por ser tão ardente
    E as ondas dançam pra agradar Namor
    Já escravizadas pedem: por favor
    Peça uma pensão, uma mansão
    O que quiser: eu dou
    Sonha com a água Namor
    Com todo conforto e calor
    Sonha com a água Namor
    E me peça o que quiser
    Eu dou
    Amor

    http://multishow.globo.com/musica/ney-matogrosso/namor

    Curtir

  8. Acho o Namor um personagem interessante. Li pouco da abordagem que o John Byrne deu a ele, mas achei muito interessante.

    Pessoalmente, prefiro a versão mais calma do personagem que o Byrne trabalhou (no pouco que eu li) e que o Roger Stern mostrou em uma saga dos Vingadores (onde a equipe enfrenta os deuses do Olimpo).

    Curtir

  9. Olha, sabem que sempre achei que o Namor é um personagem totalmente mal direcionado? Ele como super-herói é um desastre – mas poderia ser o maior vilão da Marvel! Ele é canalha (só procura mulher de outro homem – aliás, isso é esporte, até mesmo nos invasores ele fazia isso para perturbar o Tocha Humana original. Na verdade foi só ao ver isso que eu entendi: mulher para ele é objeto, ele usa mulher dos outros para expôr seu desprezo para os homens “donos” dessas mulheres), é exibicionista (anda só de sunga), é vaidoso (acredite, a arrogância dele é movida justamente por essa vaidade; o que ele não suporta é ver gente que por algum motivo pareça se destacar mais do que ele), e não se interessa tanto assim pela humanidade – vai por mim, se der na telha, ele vai inundar nova york e matar milhões mais uma vez.
    Pombas, ele era para ser o grande vilão da Marvel, um Darkseid vindo do oceano! Genocida, vaidoso, arrogante e com um senso de honra que apesar de ser alegado pelos seus autores, é bem flexível de acordo com seu ego!

    Curtir

  10. Egocentrico, Canalha, metido, phodão, pegador ….
    é muito dificil agradar os gregos e os troianos, e o namor em sua maioria das vezes traz em si tudo aquilo que nos somos, traz nele nossos maiores defeitos.

    parabens por mais este post.

    Curtir

  11. Cara nunca gostei do Namor, é um babaca metido, eu acho que eu ja falei em algum post por aqui, mas eu sempre torço pro Coisa quando eles brigam (uma das coisas mais batidas no universo marvel). na fase dos iluminatti eu tb achava ele um saco, sempre o chiliquento, mas acho que a marvel teve uma otima sacada com o personagem ligando ele com suas origens mutantes, Usaram todo aquele orgulho atlante, aquele luta para salvar sua raça, com a dissimação e sobrevivência mutante, oque ficou muito bom !!, mas mesmo assim não mudou muito meu sentimento pelo personagem por isso: THE THING RULES !!! CHUPA NAMOR !! …. ah obs: otimo post

    Curtir

    1. ……………………………………….. Namor não se rebaixará respondendo você Humano…não estou aqui, fazendo o favor de responder esses comentários, para aguentar intrigas da oposição! Ben Grimm é um idiota.

      Curtir

  12. Que peixão maravilhoso!!! Tudo bem Namor, você pode ser uma “mala” muitas horas, mas que você tem o corpo mais gostoso de todos os personagens da Marvel, ah você tem! kkkkkk Curti a lista, Venerável!
    Make mine Marvel!!!

    Curtir

  13. Os Namor Mckenzie piira!!

    Sempre achei o personagem interessante… principalmente devido a sua personalidade marcante… só acho que ele devia deixar a Emma em paz… pô, já tá pegando mal pra imagem do destemido líder… heheheh…

    Alguém aí leu Namor – As Profundezas? Arte do Esad Ribic… É bão??

    Curtir

  14. Ah, Namor… O personagem que por muito tempo eu achava um chato sem galocha. Arrogante, mau humorado, querendo roubar a mulher dos outros… Ao mesmo tempo, com momentos de nobreza e ternura. Acho que é o primeiro herói Marvel com TPM! O Byrne tentou explicar isto, dizendo que a mistura dos genes atlante e homo sapiens entravam em conflito… Esta dele ser o primeiro mutante Marvel, nunca engoli. Sempre o vi como híbrido, embora com a força e poderes exagerados para tanto. Quer dizer que o cara agora é X-Men e tá dando em cima da Emma Frost? Puxa, tem gente que não aprende mesmo, né? Ô dureza! Bom mesmo do personagem, para mim, foi sua passagem pelos Defensores e os embates homéricos com o Ferroso, em especial os da revista saudosa Heróis da TV. Se não me falha a memória, em HTV 9 (temática ecológica), HTV 27 (intriga de uma vilã careca) e HTV 69/70 (troca de supapos seguido de união contra o inimigo comum). Em todos, eu torcia pro cabeça dura do Namor apanhar… Ah, quem viu os Defensores de Kevin Maguire teve a sorte de ver Bruce Banner tirando umas com o Príncipe Submarino : “- Já encontrou Nemo, Pequena Sereia?” KKKK! Bem feito, Príncipe SUB MARRENTO!

    Curtir

  15. A fase do Byrne serviu pra explicar o porque tambem da sua chatice… Mas quem poderia explicar melhor o porque disso e o Mr Paulo Dicionario Marvel Joubert. (essa é uma das fase de Byrne que “ainda” nao tenho)

    Curtir

  16. Namor sempre foi um personagem que me agradou. Sua postura arrogante sempre lhe caiu muito bem, pois ele é o cara que nunca se esquece quem é e de onde veio.
    A ideia dele integrar os X-men é um negócio bacana, pois evita que o personagem caia no esquecimento.

    Curtir

  17. O Namor é um xara que tem uma história extensa. Um personagem bem extremista e como Victor colocou (lá ele!!!) alguns dias atrás, reflete bem o comportamento humano verdadeiro (por mais nariz que se torça). Seus relacionamentos amorosos podem se resumir em protocolo (Dorma), obsessão (Sue) e zelo e carinho (Marrina). Acredito que a equipe onde ele teve mais cumplicidade foi ao lado dos Defensores, por lá haver tantas figuras incompreendidas e rejeitadas por toda a humanidade, iguais a ele. E um líder prá conciliar tudo isso (Dr. Estranho). Um material de grande riqueza e valor no Santuário!!!!!

    Curtir

    1. Não vou agradecer as palavras verdadeiras proferidas por você humano, mas Namor é generoso e precisa dizer que fostes honrado e de uma sabedoria exemplar em seu discurso para com o FILHO VINGADOR! Lembrarei disso, a primeira vez que quiser imundar São Paulo.

      Curtir

  18. Já gostei do Namor, já detestei o Namor, enfim esse tipo já passou tantas fases entre herói e vilão que acho que perdeu muito da personalidade bem vincada que deveria ter.
    Depois aquela atracção por tudo quanto tenha cabelos louros, peitos grandes e já comprometida chateia… primeiro a Sue Richards casada com o Homem-Elástico, agora Emma Frost do zarolho do Cyclops! Ó homem… arranja uma outra mulher decente e descomprometida!
    😀
    Bom texto Victor! Namor é sempre um puzzle quando se tem de falar dele, sobretudo quando usa aquela tanguinha verdosa… lol
    😉

    Abraço

    Curtir

  19. Pena que a Abril simplesmente parou de publicar as histórias de Namor nos anos 90. A fase Jae Lee era dark e muito boa. Uma pena o personagem não ter mais título próprio, e que a interpretação de John Byrne que funcionou tão bem no momento tenha sido esquecida. E sei lá, ele pode ser mutante, mas não tem nada a ver com os X-Men.

    Curtir

    1. Essa limitações do que tem a ver ou não tem a ver com Namor, só dizem respeito a Namor, humano… Namor ficará sempre onde for necessário..e onde houver também uma mulher loira casada e mal servida.

      Curtir

  20. É, com o tempo o Namor foi ficando menos brabo mesmo e o senso do ridículo foi imperando naquela cabecinha Imperial!!! Porque , pela Santa Rita dos Navegantes…que sunga verde oliva detestavel… agora, aqui entre nós que mais ninguém leia isso, a mania de “furar o olho” dos amigos, essa tá difícil do cara superar.

    Curtir

  21. Vou te dizer, essa sunguinha é tão sexy! Só perde pra esse penteado combinando com as orelhinhas XD

    😛

    Matéria legal, pra ser sincera, conhecia o personagem, sem ler os quadrinhos, estou sabendo mais dele lendo por aqui e tal…

    Agora, essa dele com o Iron man, ele realmente bateu muito, foi? XD

    Curtir

    1. Lady Letícia, bati tão forte que o maldito Tony Stark ficou querendo depois saber a placa do caminhão que o atingiu. Quanto a me conhecer melhor…me liga! Estou na praia pra negócio!! És casada???

      Curtir

  22. SINISTRO! Nem consigo imaginar como foi que consegui vencer o Namor naquele quebra-pau que tivemos por causa da Sue Storm (cara, aquela mulher é a maior chave de cadeia!)

    Quem já leu a matéria volta e passa rápiodo o scroll… parece um filme que o Namor dá porrada até no contra-regra!

    Agora poxa, Príncipe da Mão Pesada… essa sunguinha hein!

    Curtir

  23. Hoje no Santuário, as mensagens de todos os devotos que participam com seus comentários serão respondidas pelo próprio Filho Vingador, Príncipe Submarino, Orelhudo mor, Namor. Aproveitando esse espaço, quero indicar duas leituras, uma é sobre uma obra interessantíssima de Will Eisner, no site parceiro muito legal: PALITOS NERD, confiram!!!

    http://palitosnerds.blogspot.com.br/2012/05/eu-li-o-sonhador-de-will-eisner.html

    A outra é a boa e velha MERCENARY CRUSADE, uma das melhores web comics do momento!

    http://kaplanprojectcomics.com/player/view/pt/1_temporada/episodio_2_-_a_estatua_do_senhor_de_gal-ata/

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s