In Time from Sanctuary…!

sanctuaryOu: “No futuro eu vou parar de usar subtítulos”

Esta é a mensagem na garrafa. De certa forma contém spoilers, como nunca antes.

E é dedicado ao Venerável Victor Vaughan, e a todos nós. Ontem, hoje e sempre.

S_Final

Por Venerável Tritonis Smash Garrit

Então cambada de mal acabados que acompanham esse site. Eu tenho uma triste notícia para dar… e vou ser curto e grosso: Houve um salto quântico real. Não entenderam? E ainda se consideram nerds? Tudo bem, vou pegar na mãozinha de vocês e explicar: eu tô falando de VIAGEM NO TEMPO, CARALHO! Porra, sacaram? Então, seus mau acabados que leem esse site, a parada é bem simples: eu vim do futuro, mas tô aqui por pouco tempo, então liguem a fraca capacidade de atenção de vocês aqui comigo por uns minutinhos ou mais, ok? Como se a vida de vocês dependesse disso. E, porra… depende mesmo, caralho…

Muitos ainda não sacaram, mas eu sou um dos fundadores desse site, e não voltei no tempo só porque eu queria arriscar ter meus pentelhos desintegrados não… a parada É SERIA.

Beleza, então por mais que alguns fiquem chocados, vou me apresentar… eu sou o VENERÁVEL TRITONIS SMASH… mas em 2011, eu era conhecido como Rodrigo Garrit.

Isso aí mesmo, o babaquinha bonzinho do Garrit… é mermão, o tempo passa, o mundo gira… e a minha versão light se tornou isso que vocês estão lendo agora, com os palavrões incluídos no pacote. Não gostaram? Fodam-se.

Eu vim do ano 2047, o que faz de mim um velhote de 68 anos, mas não se enganem, ainda dou muito no couro, na minha época o 60 são os novos 20.

Não vou perder meu tempo explicando os”comos” e os “porquês” do salto quântico. Ele aconteceu e pronto, eu fui jogado aqui, mas devo ser lançado de volta ao meu próprio tempo em menos de 24 horas, o que é mais do que suficiente para eu escrever esse artigo e deixar registrado aqui no passado a minha visita. Sim, o Santuário ainda existe em 2047, mas não da forma que vocês pensam. Nem mesmo a internet existe mais na minha época. Mas digamos que as sementes que plantamos hoje com nossas desinteressadas ações geraram frutos que hoje alimentam uma nova camada da sociedade, pronta para resistir a tirania. Os preceitos deixados pelo Santuário serão o pilar de uma nova revolução, sobre a qual não posso falar muito, alias, nem deveria falar nada… pois o conhecimento prévio dos eventos passados afeta o meu presente. No entanto, eu lembro da existência desse artigo na minha época, e o quanto esse “lembrete” foi importante.

Mas vamos por partes. Em 2047, algumas mudanças forçadas de gestão acontecem no Santuário. Victor MORREU. Simples assim, e eu fiquei responsável pela bagaça toda. Broilo está vivo e bem, mas tomou outros rumos. Não quero falar sobre isso. O Santuário agora é tocado basicamente por mim e pelo Sleman, que também é responsável por treinar os novatos.  Existe ainda um terceiro membro, ou melhor, UMA terceiro membro, mas ela pediu que seu nome não fosse revelado para que não influenciasse sua versão do passado, já que ela é frequentadora assídua do site.  Ah que se dane, é a Letícia. Desculpa amiga, mas eu nunca soube guardar segredos… ainda mais que essa data em que fui jogado, é o exato dia em que você foi integrada oficialmente ao corpo de baile do Santuário. Tá, você não entendeu essa referência agora, mas em algum tempo vai morrer de rir com essa piada. Então, hoje em dia somos uma legião, e seja como for, continuamos na ativa, levando o legado adiante.

Hoje, no presente, quer dizer, no MEU presente, a vida é difícil, mas  gente vai levando. Algumas coisas não mudaram. A gente ainda tem que trabalhar, consumir e gastar. Não houve um apocalipse zumbi em escala mundial, apenas na Austrália. E os fortes ainda tentam escravizar quem não tem chance. Mas os ideais nunca morrem. O lema “Tudo está perdido mas existem possibilidades” – frase de Renato Russo repassada a nós por nosso patrono, foi a base pela qual minha vinda até aqui foi possível. Estudamos os limites da física quântica e criamos o princípio da “possibilidade quântica”. Vou dar um exemplo pra explicar… não importa que não entendam as referências, atenham-se apenas ao fatos: Imagine que um indivíduo está dentro de uma caixa divina perfeita. A caixa é impenetrável. Ela está além do alcance do espaço e do tempo, da ficção e da razão. O interior da caixa é o lugar mais seguro da Criação. Dentro dela existem vários cômodos, com várias áreas cômodas para se viver indeterminadamente, longe de qualquer interferência externa. Porém, um dia, o individuo acorda de um sono revigorante e decide, num ato involuntário, CHECAR os cômodos. Ele quer saber se ninguém invadiu a caixa divina enquanto ele dormia. Mas se a caixa é impenetrável, PORQUE ele sentiu necessidade de checar? Não sei. Mas ao fazer isso, ele criou uma Possibilidade Quântica.Por causa disso, antes de checar o quarto, antes de saber se alguém invadiu o cômodo, na cabeça dele existem 50% de chances de ter algum invasor lá. De zero a cinquenta por cento em um milésimo de segundo, aquele período de tempo impossível de medir, onde 2+2 é igual a 5,  onde a ficção se torna realidade, e onde eu viajo no tempo.

Não se preocupem, daqui a 30 anos isso vai fazer o maior sentido.

Mas eu já falei merda demais. E essa porra de viagem tinha como objetivo disseminar apenas essas frases:

FAÇAM ALGUMA COISA BOA DAS SUAS VIDAS MISERÁVEIS.

CRIEM UM FUTURO MELHOR ONDE SE VIVER.

EU CONTO COM ISSO. ESTOU VOLTANDO PRA LÁ, SEUS MAL ACABADOS.

Clique AQUI para curtir nossa página no Facebook! É gratuito e sempre será! ;)
Clique AQUI para curtir nossa página no Facebook! É gratuito e sempre será! 😉
Anúncios

6 comentários sobre “In Time from Sanctuary…!

  1. Olha gente, eu nem tenho como responder porque durante algumas 24 horas eu fui possuído por uma versão mais velha de mim mesmo… no melhor estilo Kitty Pryde por intervenção de Rachel Summers em “Dias de um futuro esquecido”. Eu não me lembro de nada do que fiz, mas ele (eu) deixou vídeos gravados que eu assisti, mas depois tive que destruir… ele disse que se não fizesse isso, eu poderia simplesmente nunca ter existido… pode ter sido um blefe, mas na dúvida preferi não arriscar. De modo que não posso mesmo revelar muita coisa… apenas que as vezes, para enfrentar inimigos maiores, é preciso que nós permaneçamos ANÔNIMOS.
    E nunca devemos nos calar, nunca devemos desistir. Liberdade é coisa séria. O Santuário é sagrado, ele não é a força motora que impulsiona a revolução, mas é uma engrenagem importante para o seu sustento. hmn… estou começando a ficar transparente… quem viu “De volta para o futuro” sabe que isso não é bom sinal… melhor parar por aqui…

    Curtir

  2. Caro Tritonis Smash (ou Tri, para os íntimos) – eu estive aí no futuro e te confesso que não gostei nada do que vi. Tirando o advento da realidade virtual consolidada, com moradores das comunidades carentes fazendo crediários para comprar cadeiras de ondas cerebrais que darão acesso sensorial à rede mundial de informações (computadores serão coisas do passado, no futuro), achei a segunda metade do século XXI nada inspiradora. Até porque descobri que eu, Pablo Ramos, me tornarei um medíocre baba-ovo das elites dominantes, inclusive vou trair a confiança dos rebeldes várias vezes, revelando segredos da revolução e do Santuário em troca de drogas caras e prostitutas cibernéticas.

    Sendo assim, cometi o que será o PRIMEIRO SUICÍDIO DE TERCEIROS DA HISTÓRIA – é isso mesmo, eu me assassinei! Usei meu registro biométrico (reconhecimento da tremedeira da córnea) para entrar nos meus próprios aposentos e injetar uma dose letal de TCH concentrado no meu sangue, quando eu dormia…. Morri literalmente CHAPADO na cama. A propõsito, o paradoxo tempoeral é MITO, o fato de eu injetar uma agulha em mim mesmo não colocou em risco o continuo espaço-temporal

    Depois disso voltei à minha juventude e entrei num looping temporal: toda vez que chego em 2022, retorno no tempo e dou sequência à vida, assumindo nova identidade. Somando tudo que já vivi neste vai e vem, tenho hoje meros cento e treze anos, com carinha de 34. Tudo para não me arriscar a virar o vendido hipócrita mentiroso covarde que me tornei (ou tornaria, ou tornarei, sei lá) depois de 2030, quando a morte da Camila Pitanga me fez perder a esperança na vida e o caráter.

    Bem, é isso. Só queria dizer o seguinte, Tri – NÃO VLTE PARA SEU TEMPO, fique por aqui que apesar de tudo ainda está melhor.

    Vida longa e próspera.

    Curtir

  3. Pensando na sábia mensagem deixada pelo Venerável Tritonis Smash (nome bizarro…) vou me dedicar totalmente à filosofia do “use filtro solar!” Afinal, “Aproveite bem, o máximo que puder, o poder e a beleza da juventude. Ou, então, esquece… Você nunca vai entender mesmo o poder e a beleza da juventude até que tenham se apagado.” Imagino como estarei no futuro: administrando uma rede de boates e raves totalmente elitizadas, referência internacional da diversão e do consumo desenfreado de substância ilícitas! Rodeado de “amigos” importantes ligados ao Governo e auxiliando os rebeldes do Santuário com informações obtidas através das minhas cabritinhas e dos tigrões, espiões sexualmente treinados através da milenar técnica do kama sutra e do pompoarismo. Hehehe

    Curtir

  4. Caro Venerável Tritonis Smash,

    Eu lhe desculpo.

    Sei que a partir de hoje toda vez que eu ler ou ouvir a palavra ” Baile ” temerei pelo futuro, ou melhor, por vocês no futuro me integrando a um corpo de baile, mas terei de viver com isso até o dia fadado.

    Fico feliz de saber que em 47 estarei bem e em plena ativa, ou seja, devo descobrir em breve que minhas horcruxes irã… ops, errr, deixa pra lá.

    Adorei o texto =D

    E acho que nosso Venerável nº1, complementou bem com suas frases.

    Mas eu só digo, 5 de novembro é o dia. O.o

    Curtir

  5. Eu sempre soube que seria dado como morto assim que eu me tornasse um com a Força. Sim , “dado como morto” erroneamente, afinal não passei anos desenvolvendo essa técnica que meu colega, mestre Qui Gon Jinn, venerável Mestre Jedi, mentor de Obi-Wan Kenobi e ex-Padawan de Conde Dooku, sem dúvida, um dos mais nobres e sábios Cavaleiros Jedi da Ordem Jedi, morreu sem dominar, para não pô-la em prática.
    Na verdade a idéia de ficar para sempre jovem e belo no imaginário coletivo (como James Dean) muito me agrada. Mas lembrem-se: eu morto sou mais perigoso que vivo,
    Ótimo texto Garrit!!! Obrigado pela homenagem e quem sabe seus dons proféticos não são mesmo para valer? Uma coisa que não ficou clara nesse futuro, é o domínio inevitável dos símios na sociedade sapien. Claro que meus macacos estão programados para manufaturar um novo corpo físico para minha essência, alguns anos após “minhas férias” da Terra. Claro, com melhorias, a começar por nada de sinusite e dentes que não amarelem facilmente uma vez imersos em galões e galões de coca-cola anualmente. Valeu cara, seguramente fazer o que faço com vocês aqui e conhecer as pessoas incríveis que todos os dias conhecemos não tem valor equiparável com quase nada que não relembre “amor”. Sintam-se todos abraçados.

    Venerável Victor Vaughan diz:
    “Tudo está perdido…mas existem possibilidades”

    Intrépido Victor vaughan (só alguns conhecem) diz:
    “O que não foi será e o que não é não vai ser mais”

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s