É UM PÁSSARO? É UM AVIÃO? NÃO! É UM HOMEM COMUM!!!

1470730_575306952522408_1108207479_n

por Venerável Victor “Tratador herói de macacos da Cidade Gorila”  Vaughan

Img-de-Capaphoenixjones“Por que você acha que ninguém tentou ser um super-herói antes?…Colocar uma máscara e ajudar as pessoas não é impossível….Não é todo mundo que chega a ser uma estrela do rock, mas isso não impede as pessoas de comprarem guitarras.”        

Mark Millar – Kick Ass

E ai Emerson? Como você está, carinha? Saiba que a matéria de hoje é dedicada a você – que fez aniversário ontem – e ao corôa mais amado por nós aqui do site (não, não é o Papai Noel) é outro bom velinho: o “rei” Jack Kirby! Duas das pessoas que mais tenho carinho! Espero que curtam o  que foi preparado para esse primeiro dia da semana de aniversário comemorando dois anos de Santuário!! Originalmente essa matéria foi um “esquenta” para o primeiro ano do “Templo da Nona Arte” que hoje resgato para todos os devotos! AGRADECIMENTOS ESPECIAS À MINHA AMIGA IVANA FLETT, SEM SUA AJUDA NA TRADUÇÃO DOS VÍDEOS, ESSE TRABALHO NÃO SERIA TÃO ENCANTADOR. TE AMO.

Phoenix Jones ou Benjamin John Francis Fodor é o líder de um grupo de pessoas que se autodenominam Rain City Superhero Moviment e trabalham na prevenção de crimes, operando em Seattle, a cidade chuvosa. Phoenix diz que a melhor maneira de não ser confundido com um criminoso pela polícia é vestir um uniforme especial, já a polícia local se divide entre os que apoiam o movimento e os que acreditam que essas estranhas fantasias podem levar a população a fazer diversas chamadas de emergência confundindo esses super heróis com criminosos.

O que Phoenix não sabia na época em que vestiu o traje de herói pela primeira vez é que ele seria um entre outros duzentos R.L.S.H. (Real Life Super Heroes) atualmente patrulhando as ruas da América, procurando pelo errado para fazer o certo. Existe o Guardian, em Washington, que patrulha os bairros mais violentos da cidade, buscando manter a ordem pública. Razor Hawk em Minneapolis, que foi por quinze anos um profissional de luta livre antes de entrar para o movimento. Dark Guardian em New York, que se especializou em proteger parques públicos de pessoas que insistem em tentar vender drogas para os jovens. Super Gay, que patrulha as vizinhanças onde existem bares e boates frequentados por homossexuais, buscando proteger seus frequentadores de gangs de homossexuais enrustidos que os possam agredir, além de dezenas de outros mais. Mas nenhum deles é tão inspirador e devotado à causa quanto Phoenix. A maioria desses heróis da vida real dedica-se à trabalhos comunitários, ajudando desabrigados e a população de rua, se apresentando nas escolas, onde dizem as crianças que fiquem longe das drogas, etc. Eles são todos homens comuns, com seus trabalhos, famílias e responsabilidades normais do dia a dia que de alguma maneira ainda têm energia suficiente ao fim de sua rotina diária para patrulhar as vizinhanças mais necessitadas de seu país e fazerem o que for preciso.

“Eu estou cansado de pessoas fazendo coisas moralmente questionáveis, todos estão com medo, só precisávamos de uma pessoa para dizer: eu não estou com medo! Eu acredito que sou essa pessoa”    

                                Phoenix Jones

TRADUÇÃO: Conheça “Phoenix Jones” um super herói de estilo próprio que se intitula defensor de Seattle. O vigilante dos quadrinhos, que acabou do lado errado da lei depois de ser acusado de agressão, se desmascarou em frente ao Fórum de Justica da cidade. Revelando o homem por trás da máscara: Benjamim Fodar. “Eu sou Phoenix Jones, e também Ben Fodar, eu protejo a cidade, sou pai, irmão, eu sou como qualquer um de vocês.”
Apesar dos promotores ainda não terem decidido se vão ou não processá-lo pelas acusacões, O sr. Fodar continua desafiando a lei dizendo que ele e seu grupo de super heróis continuarão patrulhando as ruas.

O Santuário entrevistou Phoenix Jones

Santuário – Phoenix, todo super herói tem uma história de origem, qual seria a sua?

Phoenix – Por um tempo eu vivia em orfanatos no Texas, onde nasci, com nove anos de idade fui adotado por uma família maravilhosa em Seattle e desde sempre trabalho com crianças autistas, em uma noite de verão, dois anos atrás, alguém tentou roubar meu carro sem sucesso, deixando muito vidro quebrado como resultado, meu enteado de quatro anos se machucou no incidente. Eu fui imediatamente dar parte do acontecido na delegacia do meu bairro, mas não há muito que se possa fazer por um crime como esse, a polícia realmente não se envolve nesse tipo de ocorrência, não é sua prioridade e para mim isso era de suma importância, principalmente por causa do susto que meu “filho”passou. Eu decidi que deveria assumir a investigação, eu assumi essa “persona”, a de alguém que sai pelas ruas procurando por esse tipo de ocorrência, quando eu encontrei e levei o culpado até as autoridades, foi questão de tempo até começar a fazer o mesmo pelas pessoas que conhecia e depois para estranhos. O assaltante esqueceu sua máscara no meu carro, então  peguei e fiz dela, minha. Passando a usar máscaras para proteger minha identidade desde então. O nome que adotei, vem da ideia do pássaro mitológico que renasce das cinzas aliado com “jones” que para nós é um nome bastante comum, significando que: esse é um homem comum renascido de sua tragédia pessoal.

Santuário – Qual é a sua missão e propósito em Seattle? E quais casos são sua prioridade?

Phoenix – Trazer a consciência da população da minha cidade que o crime está cada vez mais tomando lugar na nossa sociedade e mostrar que ninguém que vive aqui precisa ser uma vítima.

Minhas prioridades? Acima de tudo violência doméstica e pequenos crimes urbanos. Desprezo quem vende drogas. Se você é um pequeno traficante que comercializa bagulho para menores em minha cidade e um adversário resolve assumir o seu ponto de vendas e atira em você, eu me sinto mau por você ter sido baleado, mas convenhamos que você passou por isso por causa das inúmeras escolhas erradas que o puseram nessa situação.

Já pequenos crimes urbanos são as únicas ocorrências que afetam todas as pessoas de nossas comunidades, independente da idade, raça, sexo, credo, nível social. Isso afeta todo mundo por igual. Não existe uma política pública que realmente proteja você de descer a sua rua e ter sua carteira furtada, isso é uma grande droga.

Santuário – E o seu uniforme, como foi idealizado e criado?

Phoenix Basicamente quando eu decidi lutar contra o crime, eu fui para as ruas e comecei enfrentando o crime da maneira que achei que deveria ser e falhei pesado com essa minha inexperiência inicial. Foi quando eu concluí que deveria ter alguma proteção a prova de balas e ter a licença legal para carregar o tipo de equipamento que deveria me munir. Encurtando uma longa história, foram quase um ano inteiro de preparação. Eu também precisei de muito estudo para saber o que eu podia fazer para estar dentro da lei e tive que construir um relacionamento razoável com a polícia. Isso tomou um bom tempo.

Phoenix e seus companheiros: Red Dragon & Buster Doe

A primeira vez que eu comprei uma fantasia, ela era apenas um colant azul e um colete a prova de balas, eu enfrentei um ladrão que estava armado de uma faca e ele me feriu perfurando o colete facilmente. Aprendi então que existiam diferentes tipos de coletes que davam proteção diferentes para cada tipo de ataque. Portanto parar uma bala algumas vezes pode ser mais simples que uma faca que atravessa facilmente um colete como esse. Portanto agora meu uniforme inteiro é revestido de duas camadas de Kevlar, que ficam por cima de um tecido com uma película retardante de chamas. Agora sou a prova de facas, balas e de fogo.

Meu uniforme tem também uma conexão móvel wireless para que eu possa checar a internet e permite um certo campo de ação para que meus colegas de equipe que estejam próximos de mim, possam também logar em uma certa página e através da câmera em minha veste, meus parceiros podem ver que estou vendo. De casa mesmo, eles também podem carregar para minha linha pessoal, as ocorrências mais recentes da polícia. Eu tenho um ótimo sistema de câmeras, eu tenho uma frontal e uma reversa, que ficam transmitindo automaticamente em tempo real o que eu faço, quando estou em patrulha. Nós fomos capazes de ajudar a polícia dessa forma em dezenas de casos. Onde quer que eu vá, minha câmera grava.

Santuário – Você trabalha diretamente com a polícia de Seattle ou outras comunidades da cidade?

Phoenix Nós não queremos uma relação direta com a polícia e eles também não querem uma conosco. Se tivermos uma teríamos que seguir por suas regras e em uma corte, não teríamos voz ativa alguma de qualquer forma.  No entanto, se a polícia pede para mim uma narração dos fatos, eu posso providenciar dezenas de vídeos de ocorrências, mas eu não respondo a nenhuma delegacia.

Para os poucos policiais que realmente se interessam em trabalhar conosco, nós proporcionamos o que de melhor fazemos, ao chegarem, eu plugo minha câmera em suas viaturas e eles podem ter acesso a todas as ocorrências que descobrimos antes, podemos dar as informações sobre os suspeitos dessas ações e também nunca nos negamos a dar nosso testemunho em cortes.

Santuário – Enfrentar criminosos ou impedir sua ação nas ruas é perigoso, qual a qualificação você tem para enfrentar essas situações e como você faz para se manter também a salvo disso tudo?

PhoenixApenas para andar ao lado do meu esquadrão, você tem que ter um treinamento militar ou um comprovado conhecimento e graduação em artes marciais. Mas o treinamento militar seria o melhor.

Santuário – O que você faz vai muito além de ser um super herói, você não se acha que é uma espécie de ativista?

PURPLE REIGN, esposa de Phoenix

Phoenix O que as pessoas não se dão conta é que a parte principal de ser um ativista…é ser ativo! Muitos ativistas não são realmente o que dizem ser, são apenas pessoas falando e nunca agindo. Você pode falar o que quiser pelo tempo que for e as pessoas podem sim te escutar com atenção. Mas inevitavelmente uma hora irão seguir suas vidas, dirão: “Ok, esse cara tem alguma razão no que fala, mas agora tenho que ir trabalhar”. Mas quando você fala algo e prova que faz mesmo o que prega que as pessoas deveriam fazer, como no meu caso, não serem omissas uma com a segurança e direitos civis das outras, imediatamente a resposta delas é diferente.

Eu acredito que o lance é escolher um lado. Isso pode parecer estranho, mas o que eu quero é que as pessoas ao verem um crime pensem: que atitude eu vou tomar? Eu vou ficar quieto e não tomar nenhuma atitude ou eu vou intervir e lutar pelo que eu acredito? Você pode achar que sou um bobo por fazer as coisas que faço cinco noites por semana, que posso me machucar feio e até morrer, ou que sou realmente um herói, mas não importa que lado você escolha, isso vai revelar algo sobre quem você é e então,  pelo menos você parou para pensar sobre essas questões.

Santuário – Que perigos você enfrenta sendo um super herói em Seattle?

Phoenix As pessoas acham que eu estou brincando. Eles acham que o que eu faço é engraçado. Mas o que eles não imaginam é que eu realmente saio muitas vezes machucado. Eu já fui baleado, esfaqueado, fui preso (mas todas as acusações foram retiradas), tive minha identidade divulgada publicamente, já fui agredido em minha identidade civil, enquanto estava com a minha família. Não é como se eu tivesse acordado um dia e decidido me tornar um super herói. Houveram meses de preparação e treinamento. Realmente não faço ideia do quanto é conhecido o tempo eu investi para estar fazendo o que faço. Eu imagino que no futuro, quando eu já não estiver mais por aqui, as pessoas continuarão falando que eu era um louco ou alguém muito dedicado. Mas ser quem eu sou exige um insano investimento de tempo.

The Rain City Super Heroes

Santuário – Por quanto tempo mais você continuará fazendo o que faz?

Phoenix Eu sempre falo para o meus colegas de equipe que irei fazer isso até o dia que for morto ou que eles acharem alguém melhor que eu para o serviço.

Santuário – Se você pudesse deixar uma mensagem para as pessoas do Brasil e Portugal, qual seria?

Phoenix Quando você vê algum crime acontecendo e não faz nada, pode ser que naquele momento não seja com você, mas da próxima vez pode ser que seja. Então a coisa mais acertada a fazer é atacar a fonte disso tudo. Se você vir alguém que precise da sua ajuda, como testemunha de um crime, você tem a oportunidade de impedir que o agressor fuja e uma vez livre provoque mais dor e sofrimento para outros seres humanos, você pode fazer a diferença. Não seja omisso com as injustiças ao seu próximo. Comece agora!

LEGENDA: Nossa que mundo e esse que vivemos. Olha só esse homem, neurótico , na sua tentativa fracassada de ser um “um super zero a esquerda”(“super-zero”). E hora de vocês idiotas entenderem que o mundo não esta impressionado com o seu movimento infantil “playground movement”, ou com sua habilidade de mirar e atirar com o seu spray de pimenta! Eu espero que vocês estejam orgulhosos. Nós temos que nos conhecer mais intimamente.Em caso vocês não tenham ouvido “cidade da chuva”, as pessoas estão reclamando, estão realmente, como eu, de saco cheio .A cidade está cansada de vocês e de suas travessuras, seus joguinhos, cansada de ser envergonhada, e eu concordo! As pessoas da cidade da chuva estão tomando uma atitude contra seu movimento super zero a esquerda! Como deveriam! Eu esperarei por sua resposta pacientemente, mas parece que você vai se acovardar no seu mundo de sonhos e enfiar o seu rabo entre as pernas!E hora de aposentar as máscaras e voltar ao mundo real. Eu estou cansado Jones, e desde que você se esforçou tanto para me evitar, eu vou me fazer mais acessível! Uni, duni , te , capture uma “Phoenix” com o “Delorean”( carro) Se você pensa que eu estou brincando, me permita te contar uma historia. Chegou a hora de pararmos com as nossas fantasias infantis de justiça em historias em quadrinhos. Você me atraiu pra fora, Jones. Breve virá o dia que a maioria do publico vai te exilar. Facilite pra você,vamos ter uma conversinha. Isto foi Rex Velvet, o vilão do povo! A próxima jogada e sua, seu nerd!!! “Vamos livrar nossa cidade, desses vigilantes nerds bobinhos!!!”

Cinco passos para se tornar um super herói, por Venerável Victor

“Step by Step, oh baby!”

Por toda a internet encontram-se algumas centenas de artigos que ensinam como adquirir alguns centímetros a mais de braço e peitoral, além de cada vez  mais novos e loucos sistemas de treinamento que prometem transformar o Seu Madruga em dublé do Hellboy. Mas o que você deve fazer para ser um herói de verdade?

Eu sei como, afinal sempre fui venerável, essa pergunta foi apenas retórica.

O Santuário agora vai ensinar a você, que come Doritos na frente do PC esperando o programa do Jô acabar para ver Glee dublado enquanto come aquela barra de chocolate, como ter o corpo de um combatente do crime extremamente aprimorado, estilo Batman do Nolan (não o do Tim Burton com aquele físico de file de borboleta) em cinco passos. Por que cinco passos? Cinco é o número de filmes da antiga franquia de O Planeta dos Macacos e por isso adotei, ué, quer mais motivo que isso?

Se você já tem algum condicionamento físico anterior ou já treinou com a Liga das Sombras ou o Tentáculo, em três meses já verá algum progresso, uma sombrinha embaixo do peitoral quando estiver sem blusa sob uma lâmpada fria, em determinado ângulo. Em seguindo estes passos rigorosamente, mesmo os candidatos a justiceiros que só fazem levantamento de Cup Noodles poderão ver algum resultado antes disso, a não ser que sejam cegos ou sem reflexo no espelho como vampiros.

Primeiro passo – rotina de treinamento ao estilo Parademônios de Darkseid

Se você é um candidato a herói mascarado e não tem dinheiro ou tempo para ir a uma academia, pode começar seu treinamento em casa utilizando uma barra para se alongar no batente da sua porta e usando a criatividade para aproveitar os móveis do seu quarto, como a cama, cadeiras etc; transforme seu quarto numa verdadeira SALA DE PERIGO… o importante é que você busque antes um acompanhamento médico para saber se está em condições de começar o treinamento (para não ter uma queda de pressão e ver tudo preto feito o Demolidor). Busque também a orientação de um mestre sansei ou de um professional de fitness que tenha pena de você e te passe os movimentos certos; treine quatro vezes por semana, quarenta e cinco minutos por vez (ligue a tv no NetGeo enquanto isso, herói também precisa adquirir cultura) , faça um planejamento de forma que tenha cinco exercícios diferentes para cada grupo muscular, dê importância aos dias de descanso, mas não descanse mais de dois dias seguidos. A chave do sucesso  do seu condicionamento e aumento de massa muscular são as variações nos exercícios que você fará, procurando não deixar seu corpo se acostumar com repetições . Tenha consciência da quantidade exagerada de carboidratos e gorduras  que você consume na sua dieta e dê preferência para uma alimentação mais saudável. Se você seguir com afinco esses conselhos em um mês ou dois verá melhoras na sua força e resistência, quase como se tivesse tomado um soro do supersoldado. Movimente-se, meu caro, não fique parado! Repare que o Flash é um dos heróis mais elegantes dos quadrinhos!

Segundo passo – resistência física

 Essa item é auto explicativo, você com o tempo vai continuar com a rotina de treino mas agora introduzindo aparelhos de resistência física, afinal sem poder de voo ou um avião invisível, de outra maneira ficaria difícil perseguir um meliante na rua. Essas aparelhos, tais como bicicletas ergométricas, esteiras e afins podem ser encontrados em uma academia ou se você tiver uma grana extra, (não precisa ser uma fortuna como a do Tony Stark), poderá tê-los em casa, na sua caverna ou conjugado. Nesse ponto, acredito que você poderá aumentar o consumo de proteínas na sua dieta. Não se empolgue muito, futuro combatente do crime, quando notar algum volume muscular, o que vai levá-lo a aumentar o consumo de atum e ovos na sua alimentação. O atum está muito caro no seu mercadinho? Vá de sardinha mesmo, afinal como você acha que o Namor ficou com aquele tônus muscular? Comendo pizza no fundo do mar?

Terceiro passo – criatividade

Nesse exato momento, após alguns meses de treinamento, você vai ter aprendido muitos movimentos e também experimentado diversas técnicas e exercícios físicos. Portanto chegou a hora de inovar, não se foque mais apenas no corpo, busque se conhecer cada vez mais e adapte o treino de acordo com o que visivelmente faz mais efeito para você. Lembre-se: cada organismo é único, como um aluno do Instituto Jean Grey, e uma técnica muito adequada para seu parceiro mirim pode não funcionar tão bem em você, que já estará mais parrudinho a esta altura, por sinal, até comprando na C&A na seção de 14 anos para ficar parecendo mais inchado. Aprenda a costurar, pregar botões e fazer até ponto em cruz na máquina de costura. Muitas vezes seu uniforme estará em frangalhos e nem todo mundo tem um Alfred para restaurar a roupa.

Quarto passo –  Força de vontade e espírito de aço!

Lembre-se sempre que o mundo precisa de heróis ainda mais do que você precisa de uma namorada! Uma vez que se dá o primeiro passo e se supera a letargia inicial as coisas até que de início funcionam bem, mas busque ao máximo não cair no desânimo. A tendência é que com o tempo você refreie sua gana por justiça. Faça como as Tartarugas Ninjas, busque uma filosofia interior ou invente uma sabedoria milenar para alcançar o equilíbrio entre mente e corpo para que a mente, sempre arisca e indomada, não ponha tudo a perder. As técnicas de combate, sejam elas quais forem , são todas necessárias e complementares; como em um MMA dos Looney Toones, surpreenda seus adversários com movimentos inesperados. Até mesmo o Tai chi chuan é eficaz, vai que aparece um vilão com mais de 80 anos…

Quinto passo –  Busque por conhecimento, como o E.T. Bilú faria.

Existem essas centenas de técnicas lá fora sobre como aprimorar o corpo; você agora já conhece uma porção delas, sabe quais as boas e as ruins, o que funciona no seu biotipo e o que não dá resultado. Você já está forte o suficiente, de corpo e de mente, para fazer as escolhas certas. Às vezes quebre as regras (mesmo as suas), seja criativo, o céu é o limite! Principalmente para aviões e pássaros.

E aí está você, um herói, como um Hércules dos trópicos ou um Conan latino. Você possui não um corpo, mas uma máquina mortal que só faltava ser reforçada com adamantium. Parabéns, você foi de zero a cem em cinco passos, já é um verdadeiro combatente do crime, defensor dos fracos e da Lei Seca. Com o tempo a rotina de exercícios e condicionamento deixou de ser um trabalho para se tornar um esporte e dificilmente você se acostumará novamente com a inatividade.

Finalmente, já sabe que símbolo vai usar para espantar os vilões e bandidos maléficos? Lembre-se que aranhas, formigas, besouros e vespas já estão representados, que tal uma borboleta, uma mosca ou uma barata? Tá, eu sei que pode haver ideia melhor… Desenhe no PaintBrush o seu uniforme, levando em conta que as cores que melhor combinam podem ser as complementares, tipo verde e roxo (Hulk) ou amarelo e azul (Gladiador Dourado). Lembre-se, o Homem Aranha sozinho costurou sua super roupa. Vá, salve os inocentes e apague incêndios, mas também vote conscientemente nas próximas eleições, essa é uma forma bem eficiente de garantir um mundo melhor.

Enfim, com este corpão recém-adquirido, caso a carreira de herói não decole, sempre se pode tentar a de stripper.

AMANHÃ NO SANTUÁRIO, continuando a festa: “Vamos Aprender” de Aida Teixeira e Carlos Rocha!

E AÍ EMERSON?  GOSTOU?

Último teaser original (de uma série de 5) do aniversário do ano passado, onde o Santuário homenageava 5 grandes personalidades da ficção ou fazedores de ficção de qualidade.

Anúncios

53 comentários sobre “É UM PÁSSARO? É UM AVIÃO? NÃO! É UM HOMEM COMUM!!!

  1. Que fofo amigo! Tava aqui fazendo um trabalho pra faculdade em que tinha que google meu nome e achei o santuario e seu agradecimento. Estou aqui pra o que der e vier, seu trabalho e muito maneiro!!!
    Um beijo enorme,
    Ivana

    Curtir

  2. há por descuido e pelo fato de está animado pela honra, quase que ia me esquecendo de dá os parabéns ao santuário, parabéns a toda equipe pelo excelente trabalho e dedicação, estão sempre de parabéns!!! E que venha muitos e muitos anos nesse solo sagrando..

    Curtir

  3. Nossa se gostei? primeiramente quero me desculpa pela demorar em prestigiar essa tão honrosa homenagem, grande Venerável Victor Vaughan me deixou sem palavras nem sei se mereço tanto meu amigão, que particularmente já se tornou um ícone de toda nerdtude, voltando em minhas palavras de desculpas, que seria quase que imperdoável de minha parte se deixasse essa semana passar, mais aqui estou, demorei, acertando as últimas etapas de minha viagem meu caro, mais vamos lá dessa vez você se alto superou, não estou dizendo isso pelo fato de está sendo citando muitas vezes nessas fantástica matéria, e é isso mesmo que você ouviu fantástica. com muito humor e descontração você foi no ponto que muitos amantes desses super seres se perguntar , porque que será que nunca surgiu em minha cidade, em meu bairro um carinha que lutasse em favor dos fracos e oprimidos? ai aparece esse cara o Phoenix um exemplo a ser “seguido” será? eu particularmente confessou que toda vez que acabava um episodio da serie do arqueiro verde, me subia aquela adrenalina, imbuída de um sentimento é isso ai vou ser um justiceiro, ai uma voz latente no meu subconsciente diz: menos Emerson , você magrinho como é, pra não dizer raquítico..que abandonou à capoeira por ser desengonçado, que lutar contra os batedores de carteiras conta outra rapá kkkkkkkkkkk.. mais sempre quis ser um desses carinhas que lutaria contra crime, mais fazer o que? não sou um bilionário, não me perdi numa ilha deserta por cinco anos, não sofri nenhuma mutação biogenética, não posso ser considerando um gladiador dourado, mais posso ser humano, posso fazer minha pequena parcela para tentar sei lá ver um mundo melhor.. mais é isso, quero dizer mais uma vez que nunca tinha me sentindo tão honrado e tão prestigiado como nessa matéria, quero pode agradece a DEUS por tamanho presente, sem exagero de minha parte, mais nem sei como agradece, mais uma vez muitíssimo obrigado Venerável Victor Vaughan..obrigado pelo presentaço!!
    e um abração do seu amigo Alquimista

    Curtir

  4. Eu era o valentão no colegio! Sou praticante de karaté e posso fazer piada com tudo que existe! Adotarei o bode como simbolo! Meu figado tb é invulneravel! Parabens pelo niver santuario! Espero ouvir o vindouro cast !

    Curtir

  5. Meu primeiro comentario nao apareceu…. mas aqui estou eu
    Enfim, com este corpão recém-adquirido, caso a carreira de herói não decole, sempre se pode tentar a de stripper. Tinha que ter alguma coisa pra quebrar o clima de reflexao, mas ainda assim, a ideia e boa. Simples mas gera muitas mudanças internas. Alem do mais, nao precisa virar um ipo de heroi, como Phoenix, para agir da maneira certa e irando um heroi.
    Voce e um sabio VVV.
    PARABENS AO BLOG; QUE CONTINUE ASSIM!!!!

    Curtir

  6. Enfim, com este corpão recém-adquirido, caso a carreira de herói não decole, sempre se pode tentar a de stripper…. Tinha que ter algo pra acabar com a seriedade…..
    Bem, a ideia e simples, mas ainda assim e profunda… E claro, voce nao precisa necessariamente agir como um heroi, mas qualquer aitude basta, seja quando for testemunhar um crime ou coisas mais ”insignificantes”. Grande VVV, voce e suas grandes ideias, continue assim meu bom, que contiuaremos com voce ….!!!

    Curtir

  7. Eu não acredito que vc conseguiu uma entrevista com ele!!! Esse cara ta bombando no noticiario aqui fora!!!! Arrazou como sempre! Adorei sua foto! Meu voto e seu!!! Hehehe!
    Parabens pelo 1 ano do site, por toda a diversão que nos trouxe.

    >Bj grande e muito sucesso!

    Curtir

  8. Há! Matéria impagável. O nível de vocês está além de qualquer coisa, inclusive publicações impressas!

    Quando vi esse movimento nos E.U.A., o considerei genuinamente Americano. Será que com essa matéria e a repercussão que está acontecendo atualmente, ele emplaca por aqui?

    Se surgir um “Super Macaco”, eu já tenho candidatos suspeitos… 😀

    http://facebook.com/datesalex

    Curtir

  9. Muito boa matéria, mas no Brasil acho que eles não durariam um dia, até pq as armas utilizadas aqui são próprias para guerra com calibres como o 762 usado pelo nosso exército, enquanto o exército americano utiliza o 233 ou 556 armas que os bandidos por lá não carregam pelas ruas, mas a ideia é valida pra quem tiver MUITA coragem. Eu assisti o documentário da HBO “Super Heróis da Vida Real” em que o Phoenix participa, e eu posso dizer que o combate ao crime deles é bem tranquilo.

    Curtir

  10. Parabens Santuario vida longa a essa pagina maravilhosa. Muito inspirador esse texto Vic! O povo brasileiro esta precisando de herois assim pena q aqui o coro come rs.

    Curtir

  11. Vida longa ao Santuário e ao meu GRANDE AMIGO Venerável Victor Vaughan, grande idealizador desse espaço nerd-cultural! Mais que isso, espaço de arte alternativa! Espaço de sonhos!
    É um grande prazer pertencer a comunidade Santuário, parabéns a todos que criaram mantiveram este espaço impar!

    Curtir

  12. Poxa cara Amei muito essa materia !
    gostei do Phoenix Jones !
    hahaha muito legal, a parte que ele fala que levou uma facada que acabou descobrindo que tem coletes diferentes, que agora ele usa 2 coletes pra bala e pra faca, mais uma camada revestida contra fogo !

    PARABÉNS ao O SANTUÁRIO !
    e aos que compoem O Santuário que nos torna uma familia cada vez maior !

    Curtir

  13. “…só precisávamos de uma pessoa para dizer: eu não estou com medo! ”

    Ultimamente tenho visto algumas coisas que tem me devolvido um pouco de fé na humanidade… Acho que um dia poderemos evoluir.

    Ótimo texto e os 5 passos são bem interessantes!

    Mas eu prefiro aprender magia do que exercícios =********

    Curtir

  14. Muitro boa a entrevista e as dicas amigo Victor, nesse momento em que estou sem namorada e minha vida social está um tanto degradada, voltar a praticar artes marciais e sair combater o crime por ai não é má idéia lol

    Vale lembrar também do Citzen Prime, que faz a vigilancia de um bairro no arizona, está um pouco fora de forma e tem uma fantasia um tanto quanto ridicula, mas age de forma muita mais violenta, e percebe-se um fascismo bem irraizado em seus atos, bom, esperar o que de um (anti) herói do Arizona?

    Curtir

  15. Postagem elegante, não ao estilo Zack Snyder; informativa, bem longe ao padrão Globo de qualidade; e divertida, muito melhor do que Zorra Total. Parabéns, Venerável e muitos anos de vida ao Santuário.

    Curtir

  16. Grande post Victor!
    Desde a entrevista, aos teus conselhos para quem queira ser um super-homem real!

    Grande coragem a desses homens, gostaria de os contratar (Heroes for Hire) para fazer uma limpeza em dois ou três bairros dos arredores de Lisboa!

    Muito boa matéria para o aniversário!
    🙂

    Parabéns

    Curtir

  17. Se aqui no Brasil essa moda pegasse, ñ seria + necessário ter essas “propagandas políticas” p eleger corruptos !!!! 😀 Seria mt bom, d vdd, se esse pessoal parasse de fazer promessas impossíveis e pusessem a mão na massa, cuidando pessoalmente do q nós precisamos aqui !
    AH ! E segundo a sua tabelinha, eu tenho grandes chances de ser 1 super-heroína !!!! Só q eu ñ tenho medo de morcegos…..Será q dá mesmo assim ? rsrsrsrs… 😉

    E antes de + nada : PHOENIX JONES É O CARA !!!!!! ❤

    Curtir

  18. Gente, nada contra, mas a mulher do Jones parece mais uma preparada do Funk do que uma combatente do crime! Por Deus! Nem a Canário Negro é tão piranha no visual 🙂 Eu adorei a matéria Venerável, sabe, foi totalmente perfeito ao completar um ano quase de site, onde se passaram 365 dias falando de pessoas que vestem uniformes especiais e entendem que COM GRANDES PODERES SE TÊM GRANDES RESPONSABILIDADES na ficção, dedicar-se um espaço aqui para uma pessoa real que de verdade se inspira nessa filosofia!!!

    Curtir

  19. Fiquei inspiradíssimo pelo Phoenix Jones. Já comecei meu treinamento, quero ser um super-herói também! Seguirei os passos do Venerável à risca e em dobro! Bom, se algum alienígena estiver acessando agora e quiser me dar uns poderezinhos bacanas, também aceito… salvar o mundo antes do café e ficar com a(o) mocinha(o) no final…

    Quem não gostaria?

    Curtir

  20. virei fã desse Phoenix Jones ! kkkk ele pode ser um pouco lele da cuca mais segue o que acredita e ajuda os outros e pra mim isso ja é mutivo suficiente para poder ser reconhecido como um super herói ! e VVV , eu estou seguindo suas dicas de como me tornar um herói , ja tenho ate um nome : hell luck ! kkkkk

    Curtir

  21. Isso sim é herói de verdade! Juntamente com meus pais óbvio…
    E depois de uma entrevista maravilhosa como esta, não posso fazer nada se não elogiar ao máximo um site que está totalmente de parabéns!
    E falando em parabéns… Muito bom vê-lo alcançar seu 1º ano de muitos^^
    Vida Longa ao Santuário! õ/
    E ao meu mentor, Venerável Victor Vaughan e seus dons!
    Meu Brother! =D

    Curtir

  22. Acho a ideia bastante tosca (não estou julgando, quem seria eu para fazê-lo). Porém, há pessoas que se divertem com essas excentricidades, inclusive crianças (dando esse tom as coisas, elas se tornam aceitáveis para mim) . Acho que nesse sentido ele foi bem sucedido. Deve ser uma coisa e tanto dar de cara com um “maluco” desses andando pelas ruas. Sabe uma coisa que me impressiona bastante: é esse esmero, carinho e atenção que os administradores desse nobre blog dão aos seus leitores. A cada resenha, cada brincadeira, cada amigo… eu sou muito grato à esse humilde espaço. Aniversário, hein? Quem diria!? rs

    Curtir

  23. Diria que em apenas três palavras resumiria o lema de vida de Phoenix Jones: Fazer O Bem. Saudemos quem optou por esse estilo de vida (onde põe em risco a sua própria). Há contudo um misto de seriedade e graçola. Transportar as vidas imaginárias das HQs para a realidade cotidiana não pode deixar de nos fazer, pelo menos, sorrir. Mas impõe um sentimento de solidariedade em nós. Ele tem um ideal, e mais do que a maioria que se fica pelo sonho, ele vive-o.
    Parece estar ainda mais prevenido que o Aranha no combate ao crime (“Agora sou a prova de facas, balas e de fogo.”) e pede meças em termos de tecnologia ao Batman (“Eu tenho um ótimo sistema de câmeras, eu tenho uma frontal e uma reversa, que ficam transmitindo automaticamente em tempo real o que eu faço, quando estou em patrulha.”)
    Longa vida aos bons exemplos. Longa vida ao “Rain City Superhero Moviment”.

    ps: “Cinco passos para se tornar um super herói” é uma matéria com a dose certa de humor e seriedade. Ok, mais humor que seriedade, mas por isso mesmo saborosa de se ler. Parabéns Venerável Victor.

    Curtir

  24. Que matéria incrível! Já havia ouvido falar antes do Phoenix, mas todos lugares o taxavam como louco ou alguém que só está de brincadeira. Ler sobre suas motivações e preparo foi muito esclarecedor.

    Ser um herói é tomar uma determinada postura diante da vida, exercer o altruísmo e a bondade tanto nas pequenas quanto grandes coisas! E enquanto não alcanço um preparo físico de dar inveja à She-Hulk, vou me contentando nos pequenos atos de heroísmo do cotidiano hehe

    Curtir

  25. Primeiramente gostaria de elogiar a grande matéria de meu amigo Victor Vaughan…
    Real Life Super Heroes????
    Quando leio isso eu penso em uma besteira, uma coisa idiota e ate um pouco infantil, mas Phoenix Jones é um herói de verdade, herói que o mundo precisa, herói q o brasil precisa (apesar de eu achar q se ele vier pro Brasil não dura uma semana…), ele é um exemplo de que jamais devemos nos oprimir aos mais fortes, um exemplo de que jamais devemos abaixar a cabeça pra nada nem pra ninguém.
    O crime é uma forte realidade, e você tem que ser muito sortudo pra passar a vida sem ser assaltado, eu tenho 15 anos e já fui assaltado duas vezes, então pode acontecer com qualquer um, a qualquer momento, principalmente se você mora no Brasil… mas o que realmente nos perguntamos é porquê o mundo ta assim? e porquê ninguém faz nada pra mudar, Phoenix Jones é um exemplo mas não vou dizer pra nenhum de vocês sair por ai combatendo o crime, porquê também o que um menino de 15 anos sabe da vida ? mas se o mundo esta do jeito que esta, é porquê tem algo errado, e esse “algo errado” tem que mudar. comece votando consciente…. 😀
    Parabéns Santuário, até a próxima Victor…

    Curtir

  26. Como deixaria de parabeniza-lo por esse dia especial grande amigo???? Tua iniciativa é muito grande assim como de nosso amigo Tarcisio Aquino e a Torre, e de outros amigos ou futuros amigos, como disse somos poucos e devemos nos unir, puta iniciativa mesmo, sucesso hoje e sempre.
    Gostei dessa surpresa nessa super matéria bacana com o Phoenix, nuca imaginei que seria ele (heheheheh), legal e muito motivadora, irei pensar nesse caso seriamente, ele tem até uma liga e com tecnologia de ponta.
    Agora sua matéria sobre como se tornar um super ficou SHOW, não só pelo tom humoristico mais também pela seriedade que vc passa e falando sobre os beneficios da atividade fisica e mental, para todos, então galera acordem e vamos treinar, não só para se tornar super heróis, mas sim pessoas melhores com condição de vida melhor.
    E lembrem-se com acompanhamento profissional sempre, como eu faço treino Nightwing…

    Curtir

  27. Quem nunca um dia aqui se imaginou insuperável com um pedaço de trapo colocado nas costas e tendo a certeza de que poderia ser igual ao super-heróis predileto!!!! É por essa e outras razões que o sonho não vai morrer nunca!!!!! mesmo depois que ficamos velhos e entendemos mais o mundo, uma parte da inocência vai embora. Mas aquela fagulha mais importante fica e nos faz mover em várias atividades da nossa vida!!!!! E inspiram nossos filhos, sobrinhos, netos e por aí vai!!!!! Graças ao bom Deus que teve começo…….e nunca terá fim!!!!

    Curtir

  28. RAPAZ!!!
    Esse Phoenix Jones é muito loco/legal BWAHAHAHAHAHHH Virei fã incondicional desse cara. Ele se preparou de verdade para o que faz. E NADA do que falou ali não é importante da gente ler, ouvir ou o que seja. E que mulher maravilhosa! 🙂 Quem dera que eu morasse em Seattle, ia ser muito bom estar na rua e encontrar PJ e sua turma tomando conta da gente, ele é o verdadeiro AMIGÃO DA VIZINHANÇA!!!!
    Até que Rogério Skylab vista um colanet verde fluorescente e uma capa púrpura e defenda a população do Rio de Janeiro, com seus movimentos habilidosos e destreza olímpica…MAKE MY REAL LIFE SUPER HEROES!!!!

    Curtir

  29. Ual! Ótima matéria *-*
    é bom saber q existem pessoas que baseiam-se nas histórias em quadrinhos, q tiram delas grandes lições, e que utilizam tais lições pelo bem do próximo. Se eu fosse herói, ficaria apenas no grupo de apoio, pq inteligência tenhu di sobra … Agora força … rsrs

    Curtir

  30. Rá! Mas então o Kick-Ass tá fazendo escola? rsrsrs

    Brincadeira! Curti muito a iniciativa do Real Life Super Heroes! Apesar que acho mais próximo à minha realidade seguir um caminho mais tranquilo pro bem da humanidade, tipo fizeram o Betinho (Herbert de Sousa), o Henfil, a Zilda Arns, o Dr. Patch Adams, a Irmã Dulce, o Luiz Mott, a Maria da Penha e tantos outros bons exemplos a serem seguidos!

    Parabéns pela criatividade Grande Victor!

    Nesse mundo de corrupção, violência e mulheres-fruta tá faltando bons exemplos pras novas gerações. Hoje mesmo eu estava lendo uma matéria que afirmava que os jovens de hoje não tem mais referências pra sonhar um futuro, são características atuais a maldade, o egoísmo e a falta de arrependimento. Fico pensando… nós que crescemos vendo desenho na tv (e olha que o Pica-Pau é o maior mal exemplo de acordo com uma amiga minha psicóloga), brincando na rua (de pique-pega, jogando bete, amarelinha, pulando corda…), brigando na escola (ainda não existia “bullying” era só zoação mesmo), apanhando dos pais pra aprender a ter respeito… Cara, a gente sobreviveu e nos tornamos pessoas melhores! Pegamos a melhor fase infanto-juvenil do milênio!

    Tô na torcida pra que essas atitudes e a mensagem de tantos heróis anônimos, uniformizados ou não, seja passada pros nossos jovens! Afinal, dinheiro trás conforto mas não paz. E se lutar pela justiça é um sonho… parabéns aos que acordaram e se libertaram de Matrix!

    Vida Longa ao Santuário!

    \o/\o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/\o/\o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/\o/\o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/\o/\o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/\o/\o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/\o/\o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/\o/\o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/\o/\o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/\o/\o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/\o/\o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/\o/\o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/\o/\o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/\o/\o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/\o/\o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/\o/\o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/\o/\o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/

    Curtir

  31. Nossa reação é a mesmas dos “Citizens”…. referidos dos Quadrinhos. Sempre descrentes…
    Mas tudo mudará quando chegar um forte e invulnerável Alienígena!!! E Phoenix Jones será apenas um líder de um grupo de segunda, tal qual como a Sociedade da Justiça!

    Curtir

  32. No início da matéria eu pensei que certamente se tratava de um doido, porém lendo a entrevista ele me pareceu surpreendentemente sensato, além de muito bem equipado.
    Phoenix Jones mostra quão tênue é a linha que separa a ficção da realidade!
    Não pretendo me tornar super-herói, tampouco encorajaria alguém a tentar, mas realmente admiro essa dedicação e esse desejo de fazer alguma coisa pela comunidade. Penso que o exemplo de Fodar (que nome!) deveria inspirar outras pessoas não a se tornarem super-heróis, mas a fazer algo de bom pelo próximo.

    Curtir

  33. Não estou nem um pouco surpreso até porque as histórias de Phoenix Jones repercutiram muito além do eles esperavam.Não éa realização do nosso sonho mas é a realização do nosso sonho NELE e em seus tantos amigos.Levar uma bala por um desconhecido que pode ser um assassino é muita coisa pra cabeça…
    Hoje em dia não só basta vestir uma roupa de juiz ou uma roupa de policial ou bombeiro pois para salvar pedacinhos do nosso mundo,aqueles que são de bem tem que fazer o seu e lutar para fazer a diferença.Jones escolheu fazer a diferença do seu modo junto com tantos outros
    por lá…cada cidade tem o seu ritmo de violencia e não sei se tal metodologia funcionaria aqui…
    mas fico feliz que mesmo sendo taxado de tantas coisas,oque estes homens e mulheres fazem aqui,ontem e hoje,repercutirá no amanhã.Já sabemos que governos estão criando robôs autonomos e humanóides que podem ser controladoa a distancia,então…oque há de tão errado de se vestir de super-herói quando as teias do destino tecem essa ralidade e a tras para nós quando tanto a desejamos?
    Parabens pela inusitada materia,Victor e parabéns ao Santuario pelo aniversario!!!

    Curtir

  34. Mais uma grande matéria do “homem que todos gostam de venerar”!Já lutei um pouco de Karatê e fiz musculação quando jovem,acho que vou seguir os 5 passos do Venerável e me tornar um Herói!Minha cidade,Nilópolis,está precisando!Pensando bem,acho que não…vou apenas votar conscientemente,é melhor!Até a próxima!

    Curtir

  35. Otima matéria, fiquei imaginando como seria se essa moda pegasse aqui no brasil, afinal precisamos urgentemente de super herois, já que a grande maioria não faz nada para mudar o que esta de errado por esse brasil a fora.

    Imagine um caçador de corruptos, um exterminador de pobreza, um conquistador de vagas no hospital, já que não temos governantes para isso, que apareçam quem acabe com esses vilões.

    Achei ele um bom exemplo, claro que sem a parte de confrontos com bandidos etc, que para isso tem pessoas mais “especializadas” para o problema.

    Esperando que meu fator x apareça e desejando mais herois como o Phoenix se espalhem por ai, mais uma vez boa matéria Victor.

    Curtir

  36. Muito legal essa matéria. Parabéns! Esses heróis da vida real me remetem muito a forma como vi trabalharem heróis de cidades pequenas duas vezes nos quadrinhos. uma em astro city, acho que o arco se chamava Small Town heroes, e numa história do Aranha, que li faz muito tempo e tenho uma vaga lembrança, mas lembro que a cidade vai a casa do cara pra agradecer a ele, e ele acaba se matando, não lembro bem se por vergonha, enfim, não lembro mesmo.

    Curtir

  37. Eu acho que esse deve ser doido mas, quem nunca sonhou em ser um super herói?? O próprio que vos fala aqui mesmo junto com alguns amigos alem de querer descobrir como se transformar no Hulk mas também tinha planos de ir a Marte numa espaçonave feita com folhas de zinco! ^^ E até hoje ainda vive no mundo do imaginário boa parte do tempo. Ótima matéria Victor!

    Curtir

  38. EDITORIAL SANTUÁRIO:

    AMANHÃ, SEXTA-FEIRA : ANIVERSÁRIO DO SANTUÁRIO !!!!

    Com a lembrança do genial amigo Luiz Carlos Dallegrave Junior, uma música em homenagem a esse dia de amanhã que reflete bastante do que é esse lugar.

    ‎”Can you give me sanctuary
    I must find a place to hide
    A place for me to hide”

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s