O JULGAMENTO DE JEAN GREY – Parte #1

PrimeiraImpressao_02

por Venerável Victor “Guardião de macacos” Vaughan

Img-de-CapaGOTG#11Desde que foi relançada, a revista dos Guardiões da Galáxia tem sido um dos títulos mais inconsistentes da Marvel Comics atualmente. Quando a edição é boa, ela é palatável, mas quando ela não é tão boa, é quase insuportável de terminar sua leitura.

Resenha de: Guardiões da Galáxia #11

Brian+Sara.Pichelli
Brian Michael Bendis & Sara Pachelli

Mas agora que a revista está sediando um crossover com os personagens de outro título: Novíssimos X-men – que também é escrito por Bendis – felizmente a série se mostra bem mais consistente na sua qualidade.

52d98d90d5a55Essa edição #11, se propondo em ser o início de um novo arco de histórias para a série se saiu muito melhor do que simplesmente uma revista mensal repleta de diálogos e quase nenhuma ação que estava sendo. O problema é que ela de fato não é o primeiro capítulo dessa saga apesar da numeração, mas o segundo de um arco iniciado em “Novíssimos X-men” que funcionou como uma introdução à trama. E já que na prática ela é um segundo capítulo – numerações a parte – um grande problema foi criado para o leitor que irá acompanhar a saga de uma vez só, uma vez que se torne um volume encadernado.

Não digo que essa edição não foi agradável, se ela for acompanhada como uma edição solo apenas, realmente a trama aqui apresentada pelo roteirista oferece um bocado de interação entre os personagens, humor e ação suficientes para o mês. Brian Bendis está nitidamente se tornando confortável com esses heróis e os diálogos inteligentes agora são prova disso. Ângela finalmente parece de fato pertencer à equipe e Gamora está muito mais condizente com sua notória personalidade. O autor até continua – para nossa alegria – evoluindo o conceito do “Conselho Galático” no Universo Marvel, colocando-os como o núcleo de toda a trama no “Julgamento de Jean Grey”.

GARGAL2013011011scol-290e2
O Conselho Galático

O problema mesmo com esse capítulo é que parece realmente que nada de fato progrediu na trama. Isso aconteceu porque Bendis resolveu alongar demais a introdução dos Guardiões da Galáxia no enredo para que terminássemos a leitura dessa revista no mesmo lugar onde o título anterior acabou. Portanto, cada uma das duas revistas termina da mesma forma. O leitor agora tem quarenta e quatro páginas – 22 em cada edição – de leituras diferentes que findam da mesma forma. Provavelmente a ideia era a de apresentar cada uma das equipes para novos eventuais leitores, o que casa com a proposta do evento “Marvel Now”, mas que se torna cada vez mais uma pedra no sapato dos leitores habituais acompanhar essas resoluções comerciais.

guardians-of-the-galaxy-11-gamora

Um ponto extremamente positivo: Sara Pachelli é responsável por uma arte espetacular nesse capítulo de Guardiões da Galáxia e nos brinda com excelentes painéis cósmicos nas páginas dessa edição. Mesmo em páginas que temos diversos indivíduos, Pachelli e o colorista Justin Ponsor fazem sua mágica – chamada talento – O leitor realmente se vê fora da Terra e nenhum personagem é igual ao outro.

Nesse mês, essa revista tinha tudo para ser um fenomenal segundo capítulo para a saga do “Julgamento de Jean Grey”. Infelizmente pela escolha específica de como conduzir a história por Bendis ela desapontou um pouco no final, diminuindo a importância do seguimento da trama – acredito que por imposição editorial. O que se espera a partir de agora é que a saga realmente ganhe ritmo e força.

The-Trial-of-Jean-Grey-NYCC-2013-Promo-1-d6e65
Capa oficial de Sara Pachelli e alternativa de Dale Keown

S_Final

Clique AQUI para curtir nossa página no Facebook! É gratuito e sempre será! ;)
Clique AQUI para curtir nossa página no Facebook! É gratuito e sempre será! 😉
Anúncios

4 comentários sobre “O JULGAMENTO DE JEAN GREY – Parte #1

  1. Os desenhos estão muito bons!Sou fã do Bendis(e do Venerável),mas de fato esse negócio de apresentar aos novos leitores os personagens chateiam os antigos leitores,mas como disse o “sábio”:Faz parte…

    Curtir

  2. O texto do Venerável sempre é inspirado, mas essa decisão editorial de cozinhar o galo chateou deveras. Futuramente no TP vai ficar estranho. Por mais otimismo que se coloque, não conseguiu me empolgar. Prá mim o último evento espacial dos mutantes foi Imperial e só.

    Curtir

  3. Apesar das falhas apontadas estou muito MUITO empolgado com essa série, ela me traz algo novo, um estilo de aventura que vinha se perdendo e agora está tentando voltar com força total. Aventuras espaciais sempre me agradaram, e Bendis sabe contar essas histórias… No ritmo dele, mas sabe. Caras… Eles têm a Ângela… Putz, ele tem a obrigação de fazer um novo clássico cósmico. Bom, estou atento a cada novo passo, e ciente das falhas. Mas estou otimista, sou assim, e até que me provem o contrário, vou dar todas as chances possíveis. Parabéns pelo texto Victor, interessante e super inspirado. Abração…!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s