Sandman Apresenta: AS FÚRIAS! Hã…quer dizer… AS BONDOSAS! (Perdão, Senhoras…!!!)

 

Resenha do especial encadernado publicado pela Panini Comics:  “Sandman Apresenta: As Fúrias”, com roteiro de Mike Carey e pinturas de John Bolton.

ATENÇÃO: Este artigo contém spoilers envolvendo o fim da saga de Sandman de Neil Gaiman.

sandman-furias

Por Rodrigo Garrit

Antes de começar a falar sobre essa obra, cabem alguns esclarecimentos sobre os eventos que trouxeram até este ponto, o que envolve o fim da história de Sandman, uma vez que esse encadernado pode ser encarado como uma continuação direta do mesmo. Os spoilers à frente se referem mais a Sandman do que as Fúrias em si.

Comecemos com nossa protagonista. Lyta Hall.  Uma mulher complicada. MUITO complicada. Originalmente vinda da Terra 2 pré-Novos 52, filha da Mulher Maravilha com o Steve Trevor de lá, foi também uma super-heroína conhecida como “Fúria” e integrou a equipe de jovens heróis “Corporação Infinito”. Ela teve um romance com um colega de equipe, Hector Hall, mas nada desse passado é importante para nossa resenha, pois tais fatos foram ignorados e/ou obliterados deixando de existir… ou ainda, como prefiro acreditar, aconteceram sim… em sonho. O importante aqui é saber que Lyta e Hector tiveram um filho, Daniel. E essa criança nasceu no coração do Sonhar, o Reino do Mestre Moldador, Oneiros, Senhos das histórias, Sonho dos Perpétuos, Mestre tecelão e Senhor dos Sonhos, Morfeus… também conhecido como Sandman.

Sendo uma criança humana nascida no interior do Sonhar, Morfeus avisou a Lyta que um dia reivindicaria Daniel para si, o que obviamente ela não aceitou passivamente.

Daniel se tornou peça fundamental para a conclusão épica da cultuada epopeia do Rei dos Sonhos tecida por Neil Gaiman nas 75 edições (mais especiais) em que esteve à frente do personagem. No arco “As Bondosas”, vimos que uma série de eventos foram manipulados pelos inimigos de Morfeus para que ele encontrasse seu fim. Mesmo seres como os Perpétuos estão obrigados a se submeter certas regras primordiais que regem a criação. As Bondosas Senhoras Eríneas vulgarmente conhecidas como Fúrias são a personificação da vingança e tem o controle sobre o fio que sustenta a vida de todos, podendo encurtá-lo, alonga-lo, dobrá-lo, deixa-lo emaranhado ou simplesmente cortá-lo de uma vez. Mas elas também precisam seguir certas regras e só podem exibir sua vingança contra aqueles que derramam sangue de sua própria família.

Lyta Hall, acreditando que Morfeus havia matado Daniel, sem saber que ele estava nas mãos de outras pessoas e prestes a sofrer uma grande transformação, inadvertidamente invocou as Fúrias para vingar-se dele. Acontece que anteriormente, em um ato de piedade, Sonho matou seu filho Orfeu, o que permitiu que as Bondosas viessem em seu encalço.

fa2258eb182eafec1ef0ea13da9c8651
Para Lyta Hall todo dia é dia de Fúria!

Reiterando o aviso de spoiler, os fatos descritos a seguir ocorreram na série principal de Sandman, que em seu apoteótico final culminaram com o falecimento de Morfeus, não pelas garras das Fúrias mas pelas mãos suaves de sua irmã mais velha, Morte. Um falecimento causado indiretamente pela intervenção de Lyta Hall.

Mas o universo precisa compensar a ausência de Morfeus de alguma forma, e ele sabia disso. Um fragmento de sua essência foi preservado em um cristal que foi entregue ao menino Daniel, que se tornou desde então e até hoje o Sonho dos Perpétuos… pois, como bem explicou Mike Carey, a imortalidade está no papel e não no indivíduo que o interpreta.

Com “Sandman Apresenta: As Fúrias”, Carey retoma do ponto de onde Neil Gaiman deixou Lyta Hall e nos mostra o que aconteceu depois dos traumáticos eventos, os quais, para sua sorte, ela não se recorda da maioria. O que ela sabe é que seu filho Daniel está perdido para ela… para sempre.

Ao invocar as Fúrias, Lyta se tornou um “Imago”, um receptáculo para que elas possam manifestar sua vingança. Aproveitando-se disso, um poderoso Titã mitológico engendra uma astuta e ousada maquinação a fim de destruir o último dos deuses do Olimpo, além das próprias Bondosas e tomar seu lugar como face da vingança pelo mundo.

Lyta_h
Depois de passar literalmente pelo inferno, é natural que Lyta tenha ficado com algumas minhocas na cabeça…

Tendo a Grécia como boa parte do cenário da história e utilizando-se impecavelmente dos velhos mitos gregos, incluindo o trupe de teatro que encena a peça que conta a história de Orestes e como ele caiu em desgraça com as Fúrias, Carey constrói sua trama sem dever em nada ao padrão estabelecido por Gaiman, fazendo de sua história muito mais do que um epílogo da saga de Sandman, proporcionando aos fãs um complemento válido e muito pertinente ao contexto geral da complexa epopeia de Morfeus e o Sonhar.

A arte pintada de John Bolton é excepcional e transita com harmonia e elegância entre realidade e sonho, com personagens extremamente realistas em meio a toda a fantasia do enredo. Ele brinca com as referências e nos brinda com muitos detalhes. Na página 83 do encadernado, enquanto Lyta foge com Hermes, eles passam por uma praia onde há uma mulher usando um  maiô similar ao da Mulher Maravilha… uma provável referência a mãe de Lyta ser a princesa amazona da Terra 2 (pré-Novos 52), inclusive tendo recebido o mesmo nome de sua avó, Hipólita. Mas essa é aquela parte da história que se perdeu na cronologia… ou foi apenas um sonho.

O momento mais esperado da edição acontece quando Lyta se encontra com Daniel… ou melhor, Sonho dos Perpétuos. Mas será que ainda restou algo de seu filho nele? E se restou,  ele se importa o suficiente para interferir nos planos dos deuses e ajudar?

A aparição discreta de alguns dos Perpétuos durante a narrativa serve para nos lembrar que embora a revista Sandman tenha chegado ao fim, suas histórias mantém-se vivas e ainda há muitas possibilidades a ser exploradas dentro desse universo, inclusive com muitas questões que poderiam ser melhor exploradas e explicadas… ainda não foi o caso desse especial, mas ainda assim foi um grande avanço nessa direção.

the-furies-despair
Morfeus não foi o primeiro dos Perpétuos a morrer. Antes dele, sua irmã Desespero também foi destruída e sua essência recriada para cumprir a função da antecessora.

“Vocês, irmãs bondosas, abençoem a Terra com corações radiantes.

Vocês, espíritos fantásticos, venham; rejubilem-se em nossas tochas ardentes.

Renovadas em nossos fogos, retornem à dança.

Gritem, gritem em triunfo! Dancem sem parar!

Nossos corações estavam em guerra, mas agora estão reunidos.

Nossas bocas gritavam maldições; agora elas se abrem para cantar.

Esta fogueira ilumina o futuro, mostra-o claro como o dia.

Gritem, gritem em triunfo! Dancem sem parar!

Esta paz entre as filhas de Atenas e seus amigos

Nunca deve acabar. Os deuses e fados que tudo veem se abraçam

À imagem e semelhança de nossa união, agora e para sempre.

Gritem, gritem em triunfo! Dancem sem parar!

Para que o amor que trazemos se levante ao céu como fogo,

E o fogo leve mais rápido nossas preces, e nossas bênçãos para casa”.

AS FÚRIAS

Ésquilo

Leia também a resenha de “Sandman Apresenta: Destino – Crônica de Mortes Anunciadas“.

bondosas
“The Remorse of Orestes” ou “Orestes Pursued by the Furies”de William Adolphe Bouguereau (1862).

 

 

Anúncios

8 comentários sobre “Sandman Apresenta: AS FÚRIAS! Hã…quer dizer… AS BONDOSAS! (Perdão, Senhoras…!!!)

  1. Ótima resenha! Eu sempre fico com o pé atrás quando se trata de algo do Mike Carey, mas pelo visto, essa hq é indispensável pra quem leu toda a saga de Sandman. Eu, como só li os primeiros, vou ficar “boiando” nessa história. rsrsrs. Mas um dia, eu leio.

    Curtir

  2. Ótima matéria Rodrigo!Não li todos os números de Sandman,mas li alguns e gostei!São histórias muito interessantes!

    Curtir

  3. Gostei muito do texto,Rodrigo!Li toda a saga do Sandman(deu um trabalhão conseguir todos os números).é uma excelente obra do Gaiman!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s