THE STRAIN EM QUADRINHOS: Porque o terror se espalha rápido demais…

_0017_Cidade-do-Pecdo

the-strain-topo

Resenha da HQ Baseada na obra de Guillermo Del Toro e Chuck Hogan, publicada pela Dark Horse Comics.

Roteiro de David Lapham  e arte de Mike Huddleston

The Strain HQ  Edi‡Æo 01x11.pdf-000

Por Rodrigo Garrit

Todo bom nerd e apreciadores de bons filmes já ouviram falar do diretor mexicano Guillermo Del Toro, que tem em seu currículo filmes incríveis como O Labirinto do Fauno, Hellboy e Hellboy II O Exército Dourado, Círculo de Fogo etc… ou seja, dispensa apresentações. Além disso ele escreveu juntamente com Chuck Hogan a trilogia de livros “The Strain” (publicado no Brasil como a trilogia da escuridão dividida pelos livros “Noturno”, “A Queda” e “Noite Eterna” ), que se tornou uma ótima série de tevê.

Mas essa resenha não vai tratar nem dos livros e nem da série, mas sim das Histórias em Quadrinhos publicadas pela Dark Horse baseadas nessa obra.

O título mensal foi separado por fases englobando os eventos dos livros da trilogia da escuridão.

A história gira basicamente em torno de uma epidemia que começa a se espalhar rapidamente pela cidade de Atlanta após o misterioso pouso de um avião onde todos os passageiros e a tripulação não desembarcam, estando aparentemente mortos. A partir daí começa a investigação do Dr. Ephraim Goodweather do centro de controle de doenças para tentar elucidar esse mistério.

Se você já leu os livros nem preciso dizer que não haverá nenhuma surpresa, apenas a impressão visual e a interpretação dos autores da HQ. Se você assistiu apenas a série, também pode achar que não terá nenhuma novidade, mas estará certo apenas até certo ponto. Mesmo que você já tenha assistido a primeira temporada completa do seriado, vai se deparar com uma abordagem um tanto diferente nessa transposição às HQs. Por exemplo, o passado do personagem Abraham Setrakian é mostrado logo de cara, nas primeiras páginas quando ele ainda era apenas um menino ouvindo histórias de sua avó. E essas histórias simplesmente podem ser a revelação da verdadeira origem do Mestre, o vampiro que originou todos os outros… ou será que existe outra força maligna superior a ele que o tenha transformado?

the-strain-6

Fora esse aspecto da história, o curso da trama segue praticamente igual, como não poderia deixar de ser, com uma ou outra sutileza que diferencie as duas mídias. Porém eu digo que mesmo para quem leu os livros e assistiu a série, vale muito à pena ler também as HQs, pois o trabalho talentoso dos autores faz que a a história não caia no mais do mesmo, e provam que um mesmo conto pode ser narrado de várias formas diferentes. Uma é experiência diferente presenciar o avanço dos acontecimentos na linguagem dos quadrinhos, e quem é fã dessa mídia não pode perder essa oportunidade.

Como HQ de terror, a revista consegue manter o clima tenebroso proposto por Del Toro e Hogan, proporcionando ao leitor momentos de pura tensão, principalmente para quem não teve acesso prévio ao livro ou a série.

Até o momento nenhuma editora manifestou interesse em publicar os quadrinhos de The Strain no Brasil. Mas a Dark Horse vende a versão on line em seu site  (em inglês). – Ei, eu mandei um e-mail para eles pedindo que disponibilizassem essas versões on line também em português, assim quem não domina o idioma poderia comprar direto da loja virtual da Dark Horse sem depender da boa vontade das editoras brasileiras, então não se preocupem… com certeza serei ignorado…  😉

Agradecimentos especiais ao blog THE STRAIN BRASIL 

the-strain-sketch

Anúncios

4 comentários sobre “THE STRAIN EM QUADRINHOS: Porque o terror se espalha rápido demais…

  1. Inomináveis Saudações a todos vós, Mestres e Servos do Santuário!

    Pondo minha leitura em dia por aqui…

    Eu li o e-book do primeiro volume de The Strain há uns quatro anos atrás… Essa trilogia pode ser adquirida de uma vez só?

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s