Resenha de Cinema: Annabelle!

cine sant´s

maxresdefault

Ficha técnica:

Elenco:  Ward Horton, Annabelle Wallis (sim, esse é o nome da atriz mesmo), Alfre Woodard, Brian Howe, Eric Ladin, Gabriel Bateman, Michelle Romano, Morganna May, Paige Diaz, Shiloh Nelson, Tony Amendola.

Roteiro: Gary Dauberman

Produção: James Wan e Peter Safran

Direção: John R. Leonetti

336680

Por Rodrigo Garrit

Todo o mistério envolto no caso da boneca Annabelle é muito instigante e a sua história muito promissora. Objetos amaldiçoados não são raros para aqueles que estão acostumados a lidar com situações paranormais, ou mesmo para os fãs do gênero de horror. O filme “Annabelle” é baseado em fatos reais, mas é óbvio que a ficção tende a pintar os fatos com tintas mais fortes. No caso do filme em questão entretanto, pode-se dizer que a realidade é muito mais assustadora, e que se a arte imita a vida, neste longa metragem o que temos é imitação muito fraca e insalubre do caso original.

Annabelle-01

A boneca surgiu, ou pelo menos se tornou mais popular nos cinemas, após ter feito uma participação em outro filme,  o ótimo “Invocação do Mal” (The Conjuring), protagonizado pelo casal de parapsicólogos Ed e Lorraine Warren , que realmente existem. A participação dela nesse último é muito mais interessante do que todo o seu filme solo.

Esperado com grande expectativa por todos aqueles que se interessaram pelo estranho caso da boneca possuída pelo demônio, o filme se revela uma grande decepção. Previsível e carente de um roteiro consistente que de fato realce os pontos que fazem com o caso tenha despertado o interesse do público. Não há nada ali que já não tenha sido feito de forma muito pior antes em produções menos badaladas. E em se tratando de filmes terror, “pior” significa “melhor”.

Se o intuito era despertar medo no espectador, muitas vezes o que se obteve foram risos e deboche da plateia.

O filme tenta explicar certos detalhes obscuros de como a boneca veio a ser amaldiçoada, o que sacia um pouco a curiosidade que existe em relação a sua existência, mas as informações são mal aproveitadas e as poucas cenas onde se tem a impressão de que algo realmente tenso vai acontecer são muito rápidas e não trazem nenhuma surpresa.

ANNABELLE

Os personagens são levados a tomar certas decisões inverossímeis durante o longa que os fazem perder toda a credibilidade. E para que um filme de terror funcione, ele precisa fundamentalmente de credibilidade. Não importa o quanto ele trate de temas impossíveis, é preciso que se faça o espectador acreditar nele durante a projeção, porque naqueles minutos onde ele se permite acreditar, é onde sente genuíno medo do que está vendo. Infelizmente, isso não acorre em “Annabelle” em nenhum momento.

O casal de parapsicólogos  que protagoniza o filme “Invocação do Mal”,  é mencionado durante o longa mas não participa dele. E nem deveria, pois o filme trata do surgimento da maldição da boneca, ou seja, um caso anterior àquele em que eles realmente a investigam e a trancam em sua sala de troféus, hoje o Museu Ocultista dos Warren, junto com objetos recolhidos de outros casos sobrenaturais.  A imagem da boneca trancada em uma caixa de vidro é uma das coisas que mais despertam interesse sobre ela, mas embora isso tenha sido aproveitado no filme, não obteve o mesmo efeito e foi utilizado de forma quase inapropriada, pois dá um enorme salto cronológico em relação ao filme assistido.

"Você quer brincar na neve"?
“Você quer brincar na neve”?

O principal problema ao meu ver foi a falta de ousadia do roteiro. Eu esperava que a boneca representasse uma ameaça muito maior, que coisas muito mais sinistras ligadas a ela tivessem acontecido e que sua história prévia fosse algo menos convencional. Não digo que deveria ter havido um banho de sangue, o que também seria interessante, mas o verdadeiro terror psicológico sobre os fatos reais que se atribuem a ela, que são muito mais assustadores do que o que foi mostrado na tela grande.

O filme meio que termina com um “final feliz”, o que frustra e muito os aficionados pelo gênero de terror que lotaram os cinemas.

Invocação-do-Mal-2013-8
Lorraine Warren e a “verdadeira” Annabelle em seu “Museu ocultista”.
Anúncios

2 comentários sobre “Resenha de Cinema: Annabelle!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s