Os Novos Titãs #1 de Will Pfeifer – Uma Nova Esperança?

_0009_Primeira Impressao

por Venerável Victor “tratador de macacos titânicos” Vaughan

10728829_707898245929944_1468288665_n

#nova_direção  #mais_atitude_na_sua_cara

Com esse novo slogan, a revista por melhor que seja, ou não, já estreia com a difícil missão de mostrar serviço:

Primeiro para os fãs de longa data que estão órfãos de uma boa série de seus personagens amados não só desde o reboot, mas a meu ver desde o final dos anos oitenta, com aquele maldito arco “Titãs caçados” que afundou para sempre a franquia.

Em segundo, para os eventuais novos fãs que começaram a ler a revista já nos Novos 52 e que acompanharam ela inevitavelmente ser uns dos títulos cancelados desde que a DC Comics reformulou toda a sua cronologia.

Novos Titãs #1 não é uma edição inicial perfeita se formos levar em conta que sua trama de forma alguma é original, mas é uma história escrita de forma coerente e se presta a ser o que todas as outras revistas dos Novos 52 deveriam ter sido desde o início, há quase quatro anos atrás: Uma abordagem realmente nova dos personagens.

A capa do virtuoso desenhista Kenneth Rocafort tenta emular o visual do Twitter mesclado com outros aplicativos icônicos de diversas outras redes sociais populares entre os jovens, o que parece natural e apropriado para uma revista que trata de super heróis adolescentes, mas de longe não chega é uma novidade no mercado essa abordagem visual. Quem acompanhou a passagem de Kieron Gillen, Jamie McKelvie e Milke Norton pela interessante nova revista dos Jovens Vingadores na Marvel, já deve estar acostumado a esse layout de hashtags e aplicativos integrados na arte .

Captura-de-pantalla-2014-07-16-a-las-21.07.47

Will Pfeifer provavelmente está na categoria de escritores subestimados da DC Comics, sua passagem há quase dez anos pela revista “Mulher Gato – Ano UM” era genuinamente divertida, uma revista de heróis repleta de ação, drama e uma infinidade de novos personagens coadjuvantes interessantes.

Pfeifer realmente é um escritor que faz sentido pela editora agora ser designado para dar uma nova abordagem aos Novos Titãs. Afinal eles são heróis extremamente amados, populares e que estiveram totalmente sem direção ou tratamento adequado desde que a editora se reformulou há mais de três anos.

Os Titãs mais do que qualquer outro título estavam necessitando de uma clara direção na DC, além de uma sólida dose de ação e momentos marcantes para cada personagem. O que sem nenhuma surpresa, é exatamente o que o autor faz na sua primeira oportunidade.

Se por um lado a trama não é nem um pouco original, essa é uma história perfeita para a história de estreia de um título. Um conflito de grandes proporções que pode ser resolvido em uma única edição, recheado de ação e dinâmica. Mas que permite diversas ramificações para serem trabalhadas nos números seguintes (Brian Michael Bendis que aprenda aqui um pouco). Novos Titãs #1 muito lembra as primeiras revistas de estréia de heróis nos anos 90, porém dessa vez, com algum bom gosta já aprendido após o distanciamento da década e a sincera autoanálise dos erros criativos que ela eternizou.

Teen-Titans-1-2-3

Tudo bem, admitamos que um ônibus escolar avançando em alta velocidade em pleno Times Square, dominado por dois terroristas armados até os dentes, sem colidir com centenas de outros carros e milhares de pedestres é um exercício criativo de sublimação do bom senso crítico. Até me lembrei nesse momento do filme Velocidade Máxima,

Daí se dá a crítica ao enredo simplista do autor, mas esse conflito inicial permite a Pfeifer mostrar os jovens heróis neutralizando os caras maus, salvando as pessoas boazinhas e ainda nos presentear com demonstrações de suas capacidades e poderes sem parecer de forma alguma forçado. E essa deve ter sido a intenção do roteirista desde o inicio.

O final deixa um pouco a desejar já que o vilão escolhido pelo autor era centenas de vezes mais interessantes antes do reboot quando era escrito por Joe Kelly em sua saudosa Liga da Justiça Elite, mas ora bolas, esses são os Titãs que estávamos querendo ver há tanto tempo. E Will Pfeifer prova competência e carinho pela franquia que está trabalhando ao mostrar que desde George Perez, é o primeiro roteirista que realmente entende quais são os reais poderes da Ravena. Que nada têm a ver com ficar flutuando no fundo das cenas ou falando tremido. O cara fez o dever de casa, tão difícil de se ver na era Scott Lobdell e Geoff Johns.

TT04

Essa Ravena se teleporta, Não é telepata ou telecinética, mas tem poderes empáticos e usa essas habilidades para ler seus inimigos e para curar as pessoas. Fialmente após vinte e poucos anos a Ravena que sempre foi sonho de todo jogador de RPG: tê-la como  uma personagem em uma campanha, desde que foi criada por Marv Wolfman e Perez.

Esqueçamos os uniformes, independente do traço lindo de Rocafort, eles continuam horrorosos. O Robin [Vermelho], Moça Maravilha e Ravena chegam a causar vergonha alheia nos leitores ao aparecerem vestidos daquela forma que os Novos 52 os reapresentaram.

Por exemplo, o visual da Ravena, que parece algo que se fosse mostrado para algum editor da Top Cow nos supracitados anos 90, seria rejeitado por se parecer demais com algo que nem a Witchblade vestiria.

No entanto por mais que agrade muito o traço de Kenneth Rocafort para boa parte dos fãs, seus quadros são extremamente estáticos.

Apesar do desenhista se esforçar para rechear suas páginas com centenas de linhas de movimento… Nada parece realmente estar se movimentando e esse é o maior problema dessa nova encarnação da revista. Principalmente de uma edição com a premissa simples de um ônibus desgovernado e cheio de explosivos avançando em “alta velocidade” pela cidade, enquanto um bando de heróis corre contra o tempo para resgatar e salvar a vida dos inocentes.

Rocafort é um belo desenhista e entre diversos méritos que tem, está o de ser o primeiro artista desde Perez a fazer os mais belos painéis com o personagem Mutano. Os animais que Garfield Logan se transforma e que ganham vida nas páginas da revista no traço do artista demonstram o quanto esse deve ser o seu herói preferido.

teentitans1d

Mas esse lado mais fraco de sua técnica, a falta total de sinergia, acaba por levar ao chão toda a dramaticidade construída pelo autor nessa edição. E a cada momento que a revista vai chegando ao final, isso se torna muito mais incômodo.

Novos Titãs #1 de Will Pfeifer apesar de tudo isso se assemelha com uma história clássica de super heróis.

Ao fim do dia, essa não é a melhor escolha de equipe criativa feita pela editora, pois o desenhista oficial do título não se encaixa na proposta dinâmica do autor. E novamente nos vemos naquele cenário futuro de mais uma revista da DC que não mostra ter capacidade para se manter por muito tempo sendo publicada.

Novos Titãs#1 não se mostra nada mais que “regular” e isso não é nada justo com um grupo tão importante para a história da editora. Assim como também não é justo com uma revista tão querida que merece  uma segunda chance de brilhar. Será que os fãs podem renovar suas esperanças?

TT02

Terça que vem aqui no Santuário vocês acompanham a resenha da edição #2

S_Final

Anúncios

6 comentários sobre “Os Novos Titãs #1 de Will Pfeifer – Uma Nova Esperança?

  1. o Robin de asas faz ate sentido já que ele e baseado em um passáro.a Moça-maravilha fica gata de vermelho e espero que esses jovens heróis encntem seu rumo nessa nova fase!

    Curtir

  2. Por mais que toda a polêmica envolvida tenha feito esse título sofrer a ira dos leitores, sempre li tendo em mente que essa é uma versão dos Titãs, não a versão definitiva… levando isso em consideração, consigo curtir essas histórias. Em tempos de Convergência, Divergência etc, onde o Dan Didio vem a público dizer que “AS HISTÓRIAS VALEM MAIS QUE A CRONOLOGIA”, e coisas desse tipo, aceito com muita calma no coração esse gibi dos Titãs, sabendo que os clássicos não morreram!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s