RESENHA: X-MEN # 19

Mansao-X

xxxxxx“Eu sou o fogo! A vida encarnada! Agora e sempre… eu sou a Fênix!.

Editora: Panini

Preço: R$ 7,20

Data: Abril/2015

Número de Páginas: 68

STK639372

NOVÍSSIMOS X-MEN

Roteiro de Brian Michael Bendis, arte de Stuart Immonen

Originalmente publicado em All New X-Men 26

Os jovens X-Men vieram para ficar?

Bom, não sei, mas enquanto eles permanecem nesse período cronológico, convivendo com suas versões adultas e alterando drasticamente a história, com certeza deixarão sua marca. Jean Grey, como acontece habitualmente, torna-se o centro das atenções, não só por manifestar poderes telecinéticos combinados com telepatia em alto nível, mas por ser a única que não tem uma versão adulta, uma vez que ela está morta. A noção de sua mortalidade fará dela uma mutante, uma X-Men, uma mulher, melhor? Haverá alguma forma de mudar a tragédia e fazer com que a desgraça nunca se abata sobre sua vida ou a cada segundo que passa fora de seu tempo, ela e seus colegas estão sendo o vetor da verdadeira ruína?

ANXMEN2012026002scol-8e25b

A já conhecida aposta arriscada de Brian Michael Bendis de brincar com os limites do tempo parece que vem dando bons frutos, apesar de todos os alardes do quanto isso é perigoso, alardes não necessariamente falsos, diga-se de passagem. Mas essa corajosa (insana) estratégia deu um novo fôlego para os mutantes e possibilitou as cenas mais improváveis, como diálogo travado entre Jean e o Scott Summer mais velho, onde eles desistem de se evitar e tentam passar a limpo toda a inusitada situação. O clima romântico, a tensão sexual, a cada frase faz com que ambos percebam que estão caminhando em um campo minado, mas num mundo onde coisas impossíveis acontecem o tempo todo, eles serão fortes o suficiente para conter um sentimento que ainda que negado por eles com (quase) todas as forças está cada vez mais evidente a cada olhar ou mero toque?

008

Como nem só de amores impossíveis vivem os mutantes (longe disso), é claro que a escola sofre um ataque, alguém tenta fugir e provavelmente há um espião disfarçado entre eles.

Sem falar na professora Kitty Pryde surtando mais de uma vez. Mas quem pode culpá-la?

Texto e arte envolventes, do que tipo que nos fazem querer voltar todos os meses.

 Uncanny_X-Men_Vol_3_20_Granov_Variant_Textless

FABULOSOS X-MEN

Roteiro de Brian Michael Bendis, desenhos de Chris Bachalo, arte-final de Tim Townsend, Al Vey, Jaime Mendonza, Wayne Faucher, Jon Holdredge e Victor Olazaba.

Originalmente publicado em Uncanny X-Men 20

Ciclope se tornou um líder em busca de sua própria revolução. Poder para os mutantes e tal. E tem conseguido obter resultados significativos, muito embora tenha sofrido constantes ataques de Sentinelas, o que ele acredita ser obra da Shield, o que o motiva a tirar satisfações com a agência de super espiões. Sim, ele está marrento assim mesmo… e quem não o prefere desse jeito? Enfim, o fato é que isso o coloca em curso de colisão com a diretora Maria Hill que está liderando uma verdadeira caçada humana (ou seria mutante?) para prende-lo.

O encontro esclarecedor, regado a telepatia das trigêmeas responde a algumas perguntas, muito embora o próprio Scott levante a possibilidade do implante de memórias falsas para enganar telepatas. Ou seja, ler a mente das pessoas não é mais o suficiente para descobrir seus segredos? Nada mais é sagrado?

Memória implantada ou não, a sondagem telepática revela até mesmo um interesse romântico da diretora Hill por Ciclope. Mas como nem só de amores impossíveis vivem os mutantes (longe disso), é claro que o Aeroporta-Aviões da Shield sofre um ataque, alguém tenta fugir e provavelmente há um espião disfarçado entre eles.

uncanny-xmen-marvel-now-20-cyclops

Relativamente satisfeito com o que descobriu, Scott procura o Fera na outra Escola (Céus, agora temos uma “outra escola”…) onde ele o confronta a fim de saber se ele por acaso não estaria envolvido com o envio de Sentinelas em suas missões utilizando a tecnologia do supercomputador Cérebro.

Adoro quando eles se encontram. Porque tanta briga e rancor quando é óbvio que eles estão se segurando para não se abraçarem? Enfim…

Eu gosto da arte do Chris Bachalo, acho até que ele melhorou muito com o tempo. Julguem-me.

3755374-cyclops_1_preview_1

CICLOPE

Roteiro de Greg Rucka, arte de Russel Dauterman

Originalmente publicado em Cyclops 1

O jovem Scott Summer foi forçado a viajar anos no futuro e ficou preso numa época que não é a sua, junto com seus colegas mutantes, as crianças que um dia seriam os fabulosos X-Men.

A grande questão é que ao pular todas essas toneladas de etapas, Scott descobriu que seu pai não está apenas vivo, mas é um pirata espacial! Ú-RRÚ! Vendo nisso uma oportunidade de resgatar uma parte de sua vida que ele julgou perdida para sempre, ele dá adeus a seus colegas e decide ficar com seu pai, singrando o espaço em aventuras e descobertas, audaciosamente indo onde nenhum mutante jamais esteve…

Com a premissa de ser uma sequencia de histórias narrando as aventuras de pai e filho através do cosmos, esse primeiro número do novo título solo de Ciclope começa muito bem, não por acaso tendo nos roteiros um dos melhores profissionais do mercado, Greg Rucka e a arte limpa e jovial de Russel Dauterman. Rucka usa essa edição para pavimentar a direção que a revista terá, e sinceramente? As possibilitas são infinitas. Se fosse outro autor menos habilidoso eu ficaria com meus três pés mutantes atrás, mas embora ainda não tenha dado tempo de dizer com todas a letras a que veio, é certo que o que vem por aí é coisa muito boa. Afinal, o título trata de um mutante de dezesseis anos aloprando pelas estrelas com um pirata espacial que não faz a menor ideia que como ser um pai para ele.

Tem como dar errado?

3755373-cyclops_1_young_variant

 

Anúncios

2 comentários sobre “RESENHA: X-MEN # 19

  1. Curtindo muito essa série, e entre a moral que o Scott põe na Maria Hill e a tirada que dá na Jean Gray que parece não ter gostado muito disso, eu fiquei ainda mais fã desse personagem que é meu favorito da série.
    Vamos com tudo pra cima da S.H.I.E.L.D

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s