De H.P. Lovecraft: O CHAMADO DE CTHULHU e Outros Contos.

_0011_Quintessencia18782-cthulhu-in-the-ocean-1280x800-fantasy-wallpaper

Disseram ser adoradores dos Grandes Anciões que viveram eras antes do primeiro homem nascer e chegaram a um mundo ainda jovem vindos do céu. Os Anciões já haviam sucumbido, no interior da Terra e no fundo do mar; mas seus corpos mortos haviam revelado segredos nos sonhos dos primeiros homens, que iniciaram um culto imortal. Este era o culto que seguiam, e os prisioneiros afirmaram que sempre havia existido e sempre iria existir, escondido em longínquas regiões inóspitas e em lugares sombrios por todo o mundo, até que o alto sacerdote Ctlhulhu, de sua casa sinistra na grandiosa cidade submersa de R´Lyleh, caminhasse mais uma vez sobre a Terra e voltasse a impor seu jugo. Um dia Ctlhulhu lançaria seu chamado, quando as estrelas estivessem alinhadas; e o culto secreto estaria sempre esperando para libertá-lo.”

images

Por Rodrigo Garrit

Quem é H.P. Lovecraft?

Caso você não esteja inserido dentro desse universo gótico literário onde Lovecraft é uma lenda, cabe essa pergunta.

Howard Phillips Lovecraft. Um homem supostamente solitário e atormentado por algumas tragédias pessoais, conheceu a loucura ainda menino quando seu pai foi internado com o diagnóstico de esquizofrenia. Sua mãe também tinha uma saúde frágil e não possuíam grandes recursos financeiros. Lovecraft não chegou a se formar, mas conheceu o jornalismo amador pelo qual se apaixonou. Começou a escrever seus contos de terror sem muita notoriedade, mas aos poucos foi conquistando admiradores. Após a morte de sua mãe passou por um casamento mal sucedido, vindo a se mudar para a casa de duas tias em Providence, onde completaria muitas de suas obras e morreria pobre e sem reconhecimento, que só viria a ele postumamente, sendo hoje considerado um dos maiores nomes do gênero de terror de todos os tempos.

tumblr_lx8safbBfW1qfx4cmo1_500

E do que se trata o livro “O Chamado de Cthulhu e outros Contos”?

Essa coletânea reúne contos de diversas épocas diferentes da vida do autor, unidos pelo mesmo tema, o desconhecido. Muitos conceitos criados por Lovecraft ainda hoje influenciam muitíssimo os novos autores, sendo possível ver traços “Lovecraftianos” no cinema, literatura, quadrinhos, games e intrinsicamente no inconsciente coletivo.

Tendo destaque como título da obra, e não por acaso talvez seu trabalho mais famoso, “O Chamado de Cthulhu” mostrou ao mundo a existência dos “Grandes Anciões”, seres ancestrais que anseiam por muito mais do que a humanidade seja capaz de suprir, muito embora alguns cultos e seitas idolatrem essas criaturas e não meçam esforços para providenciar o seu retorno. Aqui Lovecraft também nos deixa um de seus maiores legados em termos de conceitos imortais, uma verdadeira lenda urbana que rompeu as barreiras da ficção com a inclusão do Necronomicon, ou “O LIVRO DOS NOMES MORTOS” traduzido literalmente do latim. O tomo é apenas citado na obra de Lovecraft, ao contrário do que muitos acreditam, ele nunca escreveu um livro com esse título, nem nunca o encontrou , trata-se de um elemento de sua história, porém foi descrito com tanta riqueza de detalhes que até hoje muitos afirmam que ele de fato teve acesso a esse livro de magia negra confeccionado com pele humana e escrito à sangue…

Se essa história é mesmo real, Lovecraft a levou para o túmulo.

Talvez um dia a verdade venha à tona…

s-l1600

Acompanhem agora uma breve sinopse de cada conto, sem revelações sobre a história, para dar uma leve sensação de com o que o leitor desavisado está lidando ao se aventurar por essas páginas…

Dagon

Um náufrago incauto se depara acidentalmente com os resquícios de uma civilização antiga e faz descobertas perturbadoras que afetam sua mente até leva-lo a um caminho sem volta a mais completa ausência de sanidade.

Eis um nível de involuntária arqueologia oculta onde as descobertas são ao mesmo tempo maravilhas e maldições. Um conhecimento profundo para se vivenciar e nunca compartilhar com o mundo.

shoggoth1

Ar frio

Um escritor decadente, um cortiço e um mistério. A manipulação humana sobre as mais básicas leis da natureza em prol de conquistar dádivas que não foram reservadas aos mortais, invariavelmente trazendo à tona todo o tipo de monstruosidade a qual uma mente saudável não pode suportar.

O mais puro complexo de Deus, a ânsia de tomar nas mãos as rédeas da vida e da morte e suas trágicas consequências. A invocação de Frankenstein, sem desonrar o clássico.

O que a lua traz consigo

Um passeio noturno pelas entranhas de um pesadelo, um encontro com um mundo além do nosso, um mundo ao qual estamos todos supostamente destinados. Mas o que esperar de um lugar tomado pelas trevas além do horror e desesperança?

O inferno, assim como o Paraíso, é algo pessoal e reservado exclusivamente para cada ser? Podemos experimentar um vislumbre de cada um sem necessariamente deixar esta vida? O que nos tornaremos quando esse dia chegar?

A música de Erich Zann

O som vindo do apartamento de um vizinho pode ser um transtorno, mas no caso de Erich Zann, um músico de talento inquestionável, a música produzida por ele toda a noite instigou não apenas a curiosidade do protagonista como o fez questionar sua própria sanidade. Investigar esse mistério lhe trará sérias consequências e a resposta para perguntas que deveriam permanecer para sempre sem resposta.

Seriam as notas musicais, chaves de acesso para dimensões insondáveis? Ou barreiras invisíveis usadas para barrar a passagem de seres inimagináveis até a nossa realidade? Qual partitura poderá nos destruir ou nos salvar?

the_music_of_erich_zann

O Modelo de Pickman

Em um relato angustiante, nosso narrador revela sua experiência ao conhecer o artista mais genial de que já tivera notícia, Richard Upton Pickman, cujas obras eram tão impecáveis quanto perturbadoras. Mas as telas desse artista escondem segredos que vão muito além da imaginação, e após uma visita ao seu “estúdio”, nosso narrador percebe que a vida imita a arte… e às vezes isso pode ser apavorante.

Qual a ligação entre os mundos inferiores (ou superiores) com o nosso? Seria a expressão artística uma forma do sobrenatural se manifestar em nosso cotidiano? Essa porta foi aberta desde os tempos das pinturas nas cavernas… e talvez tenha permitido à humanidade ser o que é hoje. A grande questão é: a que preço?

tumblr_mywgqg1vJ71r55c6co1_1280 (1)

O Assombro das Trevas

Pela janela de casa, ele avista a torre de uma igreja de pedra. Escondida pela névoa, o local é evitado por todos, porém exerce um fascínio irresistível. Mas existe um motivo para as pessoas temerem o lugar, uma lenda antiga repleta de acontecimentos bizarros. Entre outros livros profanos, o Necronomicon parece confirmar os mitos. Que tipo de civilizações já podem ter aportado em nossa realidade, vindas das mais distintas dimensões? Eles vêm por vontade própria ou caem aqui por acidente? E se caíssem, onde buscariam refúgio? São bons, maus ou simplesmente querem voltar para casa?

O que acontece quando as regras mudam e nos deparamos com seres oriundos de distantes esferas? E se de repente pudéssemos ver com seus olhos estranhos, alterando a percepção de nossos sentidos, teríamos luz nas trevas e escuridão na luz? Se trocássemos de lugar com eles, teríamos compaixão da humanidade?

O Chamado de Cthulhu

Um jovem recebe como herança de seu recém falecido tio um instigante mistério envolvendo um culto ancestral dedicado a preparar o mundo para o dia em que os Grandes Anciões, que dormem desde antes do surgimento da humanidade e infestam os sonhos dos homens com seu evangelho, retornem. O Necronomicon escrito pelo árabe louco Abdul Alhazred previu o surgimento desses seres, tendo como seu emissário o grande Cthulhu, que repousa dentro de seu santuário na cidade perdida de R´Lyeh. O culto se espalha pela mundo, estendendo seus tentáculos em todos os círculos e fazendo o que for preciso para garantir o dia em que a escuridão se erguerá sobre a Terra…

Seres vindos do oceano cósmico infinito, anteriores ao surgimento do homem e até mesmo deste planeta, repousando em sonhos telepáticos, enviando mensagens, recrutando servos atentos ao dia do seu chamado… Loucura ou realidade?

 f877fdf175a961f79c529ff2c37d5ba8

FICHA TÉCNICA

Publicado no Brasil pela Editora Hedra.

Autor: H.P. Lovecraft

Tradução: Guilherme da Silva Braga

Número de páginas 160

ISBN 9788577151165

Encadernação Brochura

Peso 0.153 kg

Ano de lançamento 2009

Preço: R$ 29,90

Não deixem também de assistir abaixo  ao ótimo documentário MEDO DO DESCONHECIDO  (legendado em português) sobre a vida e obra de lovecraft, comentado por diversos autores e cineastas como Neil Gaiman e Guillermo del Toro. Aproveitem!

 

Gosta de Lovecraft e criaturas repletas de tentáculos? Então, leia também:

 O NEONOMICON de Alan Moore – Uma orgia para Cthulhu!

 – O Estranho Beijo de Warren Ellis: “I am Providence”

 – Os seis piores Seres das Trevas para se encontrar numa sexta-feira 13… (ou qualquer outro dia do ano…)

 – “O Despertar” de Scott Snyder e Sean Murphy.

 – Zombie World de Mike Mignola – Sobre Vermes e Monstros!

Call-of-the-Cthulhu-H-P-Lovecraft

Anúncios

Um comentário sobre “De H.P. Lovecraft: O CHAMADO DE CTHULHU e Outros Contos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s