“Batman vs. Superman – A Origem da Justiça” por Garrit

cine sant´s

Sem título

 

Uma resenha sem spoilers! 

batmanvsuperman

Por Rodrigo Garrit

Gente, não é um filme da Marvel. Não tem cenas pós-créditos.

Isso é um spoiler? Não sei, só sei que eu queria que alguém me tivesse dito isso antes de eu entrar na sala do cinema, pois mesmo que em meu íntimo eu já soubesse que não era um filme da Marvel e que não tinha cenas pós-créditos, eu fiquei ali sentado acompanhando aquela quantidade enorme de pessoas esperançosas por uma cena a mais…

Mas tudo bem, minha resenha não terá spoiler para quem não acompanha quadrinhos, mas terá referências moderadas para quem conhece muito de HQs. Então se não quer saber absolutamente nada agora, pode parar e ir ler uma crítica ou resenha em qualquer um dos outros dos milhares de blogs e sites que estão escrevendo sobre “Batman Vs. Superman” nesse momento…

Pra começo de conversa posso dizer que estou em estado de choque com o nível de diversão que o filme me proporcionou. “Esperava que fosse mais porradeiro” disse um amigo meu que assistiu comigo, ok, eu também, mas todo o resto foi tão bem medido e entrelaçado com a compensação da expectativa gerada por este que estava sendo aguardado como o filme do ano, do século, do milênio, que nem tenho do que reclamar.

E sim, o filme é épico, titânico e colossal, digno de receber sempre três adjetivos seguidos todas as vezes. E ele é dessa forma com ideias simples, algumas recicladas de velhas histórias em quadrinhos e outras da própria trama pregressa mostrada em “O HOMEM DE AÇO”.

Mas simplicidade é mesmo o melhor ingrediente em toda grande fórmula.

Muitas pessoas criticaram a destruição causada pela batalha do Superman contra Zod no filme anterior, e esse fato não só é trazido à tona como muitíssimo bem aproveitado no filme, levantando a questão sobre a necessidade de se existir um Superman entre nós; sobre as consequências de alguém como ele co-existir conosco e essa relação Homem contra Deus ou Deus contra Homem, que é intensamente e bem articulada por um Lex Luthor brilhante interpretado de forma não menos magistral por Jesse Eisenberg e fazendo dele o vilão mais terrível da trama, o grande catalizador do apocalipse, por assim dizer. Isso foi spoiler? Hmn…

batman-vs-superman-2

O Batman de Ben Affleck não é uma continuidade do Batman de Christian Bale, mas uma reinterpretação mais ampla de Bruce Wayne no sentido de que bebe de várias fontes para compor seu morcego de Gotham, dando a ele a liberdade de ir a lugares onde seu predecessor não foi.

“Essa mulher é apaixonante”, foi outro comentário que ouvi sem discordar, referindo-se a Mulher Maravilha de Gal Gadot. Eu meio que me preparei para ver um filme da Mulher Maravilha dentro desse filme, queria muito isso e apesar do espaço compartilhado por ela com dos dois heróis, não me decepcionei nem um pouco, muito pelo contrário. Não havia muita referência cinematográfica para comparar, então quando essa guerreira implacável entra em cena e a rouba completamente, não há nada mais a fazer do que simplesmente se apaixonar.

322342.jpg-c_640_360_x-f_jpg-q_x-xxyxx

Henry Cavill manteve-se fiel a sua interpretação do bom moço todo poderoso, um Superman acima das pessoas que protege e que não interage com elas, uma atitude irritante para alguns mas que sofre uma considerável reviravolta nessa história com ele tendo seu lado humano exposto e sentindo o gosto da humanidade tanto física quanto emocionalmente.

E…sim. Ele sangra. Isso é um spoiler? Claro que não. Era o Batman lá!

Batman-V-Superman-Trailer-Fight-Heat-Vision

Além de Batman, Superman e Mulher Maravilha, também vemos aparições de outros personagens heroicos do Universo DC, o que não é novidade para quem acompanha as notícias sobre o assunto e tem certeza que o futuro filme da Liga da Justiça será destruidor!

Temos muitas referências aos quadrinhos… mesmo! E isso é espetacular! Do óbvio “Cavaleiro das Trevas” até “Crise nas Infinitas Terras”. Agora, a grande referência que só quem lê quadrinhos entendeu com alerta de spoiler moderado: Os Novos Deuses de Jack Kirby têm grande chance de ser os principais vilões (ou aliados) num próximo filme, o que fica claro tanto em determinada cena épica, titânica e colossal, como nas palavras do próprio Lex, que parece saber das coisas, e quem disse que ele não sabe mesmo?

Para finalizar, só posso dizer que esse talvez nem seja de fato o filme do ano, do século, do milênio… mas afirmo categoricamente que ele é épico, titânico e colossal!

Quer ler uma outra resenha sobre o mesmo tema? Clique aqui!

Anúncios

2 comentários sobre ““Batman vs. Superman – A Origem da Justiça” por Garrit

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s