A GUERRA DE DARKSEID: Prólogo dois – A Outra Amazona

Quarto Mundo

JL_41_CVR_fnl

Uma resenha SEM SPOILERS de uma história sobre homens, deuses e heróis.

Por Rodrigo Garrit

“Mas preciso sobreviver… para que o universo também sobreviva”.

Scott Free, o Senhor Milagre

A Guerra de Darkseid continua neste segundo prólogo, onde Geoff Johns aborda uma nova e importante personagem que será de extrema importância no desenrolar da trama daqui por diante.

Clique para a ler também a resenha da primeira história. 

Quando o Universo DC foi reestruturado no evento “Novos 52” muito se especulou sobre a personagem Pandora, que parecia servir como uma espécie de “ponte” entre as continuidades…. para aumentar o mistério sobre ela, a personagem fez aparições sutis em TODAS as primeiras edições dos Novos 52, e houve muitas teorias sobre ela, inclusive o fato de que a mesma seria filha de Darkseid. Teoria essa que se mostrou totalmente equivocada, assim como a própria personagem em si, que sozinha ou atuando ao lado do Questão e do Vingador Fantasma (formando a assim chamada “Trindade do Pecado”), resultou apenas em histórias muito ruins que mal valeram a tinta onde forma impressas. Um desperdício com o Vingador e o Questão, esses sim, personagens muito importantes e que mereciam  (merecem!) tratamento melhor por parte da editora.

Mas eu disse tudo isso apenas para dizer que em parte, a velha teoria não estava errada. Existe uma filha mestiça de Darkseid com sangue de amazona, Cálice, e ao que parece, tudo irá se tratar dela agora.

Justice-League-41-10
Cálice, uma nova personagem que vai mudar as regras do jogo.

A guerra de Darkseid cumpre a promessa de nos trazer um clima empolgante, no melhor estilo das famosas “Crises” da DC, quase que reinvocando seus elementos, numa tentativa de explicar suas razões e ao mesmo tempo provocar seus destrutivos eventos, forçando os heróis a agir.

Não é a primeira vez que Jonhs se vale de elementos antigos para reciclar novas histórias… Alan Moore e a saga “A Noite Mais Densa” que o digam… mas desde que essa reciclagem traga também algo novo e seja conduzida de forma competente, não vejo problemas.

O uso dos Novos Deuses de Jack Kirby nessa alquimia torna o sabor muito mais especial, pois depois de muitas tentativas rasas, vemos alguns desses personagens sendo muito bem aproveitados, reinserindo-se no panteão da DC de onde estiveram por tanto tempo injustamente afastados, apesar de sua participação no título Terra 2 estar sendo bem executada na maioria das vezes.

Miracle04
O Senhor Milagre voltando a ter o destaque que merece. 

Mesmo tendo proporções épicas, essa ainda é uma história da Liga da Justiça, bem acima da média do que tem sido publicado recentemente, é verdade, apesar das sagas de Johns com a equipe não serem desprezíveis, afinal um dos pontos altos do autor é justamente trabalhar equipes, remodelando, rejuvenescendo e reajustando quando necessário. E ele quase sempre acerta, criando momentos de tensão ao valorizar os vilões, fazendo deles verdadeiras ameaças e caprichando nos diálogos e frases (e cenas) de efeito. Muitos efeitos, por sinal. Muita luz, fumaça e espelhos, um espetáculo aprazível aos olhos, envolvendo um roteiro que ainda que mediano, agrada pelo conjunto da obra, resultando em boas histórias. Johns conhece muito bem os personagens e caracteriza quase todos com maestria. E é bom vê-los interagindo, as afinidades surgindo e os mistérios de cada um vindo à tona.

Jason Fabok que ilustra a narrativa está em ótima forma, desenhando amazonas quase à nível George Pérez, o que é provavelmente o maior elogio que já fiz a um desenhista.

2
Frente à frente com Dasrkseid…

Venho curtindo bastante essa fase específica do título, mas convenhamos; eles colocaram a Liga da Justiça e os Novos Deuses no fogo cruzado entre Darkseid e o Antimonitor, promovendo uma guerra entre o deus da escuridão contra o antideus!

Será que tem como dar errado?

Que Jack Kirby abençoe de onde ele estiver…

1
Darkseid is. 

Leia também:

O Santuário orgulhosamente apresenta: A ORIGEM DE DARKSEID!

A Mulher Maravilha de John Byrne – Dias de luta, dias de glória!

A GUERRA DA BOCETA – UMA SAGA QUE DESPERTA OS SETE PECADOS DO HOMEM NOS LEITORES!

Anúncios

Um comentário sobre “A GUERRA DE DARKSEID: Prólogo dois – A Outra Amazona

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s