Hellboy apresenta: Frankenstein – Entre o Céu e o Inferno

15086210_1117073008345797_1174569934_n

frankensteincapas

Por Rodrigo Garrit

Você não precisa ser um grande fã de quadrinhos para já ter ouvido falar no Hellboy, personagem criado por Mike Mignola e publicado pela Dark Horse Editora. Afinal, o mesmo já estrelou dois filmes de sucesso dirigidos pelo consagrado Guillermo Del Toro, que lhe concedeu uma ótima adaptação para a tela grande, além de nos apresentar caracterizações espetaculares dos personagens bizarros concebidos por Mignola.

Mestre em criar histórias de terror e aventuras instigantes, não demorou para que Mignola transformasse Hellboy num grande sucesso nos quadrinhos e fora deles.

Mas onde a criatura de Frankenstein entra nessa história?

Segundo o próprio Mignola, o personagem clássico da literatura surgiu de forma casual quando ele escreveu a HQ “Hellboy: A Casa dos Mortos Vivos”, com arte de Richard Corben, onde alguns monstros clássicos apareceram de forma genérica para interagir com o personagem. Assim sendo ele pôde, por exemplo, usar um vampiro sem necessariamente mencionar o Conde Drácula. Mas no caso do monstro, como fazer uma versão genérica sem remeter diretamente ao original?  Quer dizer, não é que nunca tenhamos visto gorilas reanimados com parafusos protuberantes pelos corpos nas páginas sombrias imaginadas por Mignola, mas dessa vez era diferente, dessa vez foi pra valer! Dando-se conta de que ele havia inserido a própria criatura clássica no universo de Hellboy, decidiu abraçar essa ideia e desenvolvê-la, criando assim uma história original, adaptando o personagem para os quadrinhos do seu anti-herói, misturando elementos do livro original de Mary Shelley e dos filmes estrelados por Boris Karloff. É curioso que na introdução da HQ, Mignola cita que a escreveu antes de ter contato com a série de tevê “Penny Dreadful” (onde uma versão do monstro de Frankenstein também é utilizada). Ele diz que provavelmente não teria criado essa história caso tivesse tido contato com a série antes, mas apesar das similaridades, claramente o que temos é uma nova encarnação do mito, a qual deverá satisfazer os fãs da criatura nessa nova interpretação.

hellboyhouselivingdeadpage-510x769
Página da HQ “Hellboy: A Casa dos Mortos Vivos” com arte de Richard Corben. 

A trama joga nosso amado monstro numa inusitada jornada através de mitos antigos que podem ou não explicar o motivo do Doutor Victor Frankenstein ter obtido sucesso em conceder vida ao seu experimento, unindo de forma sutil a linha que separa a magia da ciência. E reforçando a antiga teoria de que, no fim das contas, ambas são ramificações oriundas de uma mesma fonte.

A história é instigante, mantém o interesse do leitor com seus pequenos mistérios, renovando mais uma vez a lenda desse personagem, ainda que ele já tenha sido reinventado inúmeras vezes. Ben Stenbeck ilustra a HQ de forma competente, mantendo-se fiel ao estilo gótico já consagrado pelo próprio Mignola de se contar histórias de terror.

Sendo uma aventura auto-contida, pode ser lida de forma independente e embora não seja impossível, o próprio autor afirma que não pretende dar a ela uma continuação.

tumblr_nmmg5ovsuh1rhreqko1_1280
Deuses e Monstros

Publicada originalmente como uma minissérie em cinco edições nos EUA com o título “Frankenstein Underground”, teve roteiro de Mike Mignola com arte de Ben Stenbeck, e lançada de forma integral num encadernado de capa dura no Brasil pela Mythos, que também publicou outras obras do personagem, incluindo “Hellboy: A Casa dos Mortos Vivos”, onde se deu a estreia dessa versão em quadrinhos do monstro de Frankenstein. Não é preciso ler essa HQ para entender os eventos mostrados em “Frankenstein: Entre o Céu e o Inferno”, mas ela é também altamente recomendada.

ff-frankenstein-underground-5-144982

É fã de Frankenstein e do Hellboy? Então leia também as resenhas de:

Frankenstein de Mary Shelley

Frankenstein: Agente da S.O.M.B.R.A.

Hellboy: A Mão Direita da Perdição

Anúncios

Um comentário sobre “Hellboy apresenta: Frankenstein – Entre o Céu e o Inferno

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s