Os Novos Titãs – O Contrato de Judas!

Por Rodrigo Garrit

Dick Grayson se torna Asa Noturna! Joey Wilson se torna Jericó! A despedida do Kid Flash! A origem do Exterminador! A revelação da traidora! Morte, vingança e muitas lágrimas na saga que definiu os Novos Titãs e os elevou a um nível altíssimo, até hoje sendo celebrada como uma das maiores (senão a maior) história da equipe de todos os tempos!

Com vocês… uma análise de O CONTRATO DE JUDAS!

Originalmente publicada em 1984 e considerada um dos grandes clássicos da DC, O Contrato de Judas pontuou Os Novos Titãs como possivelmente o maior fenômeno dos quadrinhos em sua época, algo para o que eles já vinham caminhando, até chegar a esse auge.

E “auge” é uma palavra que define bem não apenas os personagens, mas também sua equipe criativa pois o que temos aqui é Marv Wolfman e George Pérez, em sua melhor forma; Idealizadores de HQs inesquecíveis tendo talvez apenas a Crise nas Infinitas Terras como material superior aos que eles fizeram com os Titãs.

A história começa com uma missão dos Titãs contra o Irmão Sangue, um dos seus inimigos mais poderosos. Em companhia de sua mais nova integrante, Terra, eles desmantelam uma base de operações e expõem seus segredos para a mídia. O que eles sequer cogitavam, nem mesmo a empata Ravena (embora ela tivesse muitas suspeitas) era que as intenções de Terra nunca foram honestas e que ela sempre esteve com eles apenas para espioná-los para Slade Wilson, o Exterminador, ávido por vingança pela morte de seu filho, Grant Wilson, vulgo Devastador, pois atribuía a morte do rapaz à equipe. Grant havia sido contratado pela organização criminosa conhecida como C.O.L.M.E.I.A. para destruir os Titãs, mas morreu vítima de seus próprios poderes descontrolados. Seguindo um código de honra distorcido, Slade decide concluir o contrato. Mas para isso, ele usa de uma das artimanhas mais traiçoeiras ao infiltrar a jovem Terra na equipe para espioná-los e descobrir todos os seus segredos. Ela então ganha a confiança de todos, principalmente de Mutano que acaba se apaixonando pela moça. Vale ressaltar que Terra é dona de um poder enorme, sendo capaz de controlar o solo de forma avassaladora. Ela é meia irmã do herói Georforça, que possuí poderes similares, o que ajudou em seu disfarce. Tendo em mãos todos os segredos e detalhes sobre as vidas pessoais dos Titãs em suas identidades civis, o Exterminador os ataca quando estão mais vulneráveis, derrotando-os um a um… exceto Dick Grayson, o ex-Robin que consegue fugir e recebe ajuda de Adeline, a Ex-esposa de Slade e seu filho Joseph Wilson. Eles se unem para tentar resgatar os Titãs da C.O.L.M.E.I.A. e é quando conhecemos a nova identidade de Dick: Asa Noturna, que para sua surpresa descobre que Joey, o filho mudo do Exterminador também tem poderes e uma identidade heroica: Jericó.

Curiosidade: Dana Markov, foi o nome com o qual conhecemos Terra aqui no Brasil. Mas a irmã do Super-Herói dos Renegados e soberano da Markóvia conhecido como Geoforça na verdade se chama Tara Markov. A palavra “Tara”, que é obviamente um nome próprio em inglês, aparentemente foi considerada inapropriada pelos tradutores na época, rebatizando-a então como “Dana”. A mesma adaptação foi mantida mais recentemente pela Eaglemoss que republicou O Contrato de Judas em um de seus encadernados.

Outro detalhe interessante é ver como lá nos anos oitenta, já víamos Terra usando uma “lente de contato câmera” que repassava as imagens de tudo o que ela via para o exterminador. (Isso é tão Black Mirror…)

Ao mesmo tempo em que ela é integrada oficialmente aos Titãs, Wally West, então Kid Flash anuncia sua saída da equipe, deixando para trás uma relação conturbada com a Ravena e indo para os braços de sua namorada Frances Kane, a quem viríamos a conhecer mais tarde como a vilã com poderes magnéticos conhecida como Magenta.

Na mesma ocasião, Dick Grayson também faz um anúncio: está deixando de ser o Robin para ser tornar algo… diferente… para se tornar… outra coisa. Enquanto se despe do uniforme de menino-prodígio (para delírio que Terra que não se contém diante do suposto streap-tease), descobrimos que apesar de todas as piadinhas infames, ele nunca usou uma “cuequinha verde”. A parte de baixo do uniforme era uma peça única formando um colete. Não que isso torne o traje menos alegórico.

Mas foi curioso de qualquer forma, embora não tanto quanto Wally citando Cazuza para Ravena na tradução da Eaglemoss! Como assim “Às vezes te odeio por quase um segundo… depois te amo mais“? Outra gracinha da tradução e adaptação para o português? Ou o Cazuza era fã da equipe e pegou essa frase pra ele? Fui investigar o caso, apesar de não um detetive tão bom quanto Dick. Na versão publicada pela Editora Abril em formatinho na revista Os Novos Titãs 17, esse mesmo texto foi traduzido simplesmente como “Eu amo e odeio você ao mesmo tempo! São sentimentos opostos que não faço ideia de como conciliar“, já no encadernado em formatinho também da Editora Abril, onde a HQ foi republicada na segunda edição de “Clássicos DC”, essa história foi suprimida, tendo se iniciado com a edição americana de New Teen Titans 42 com a história “Os Olhos de Dana Markov” – Ou Tara Markov para ser mais fiel ao original. Realmente a saga começa nesse ponto, mas as HQs anteriores servem como um prelúdio que ajuda a situar o leitor, além de já mostrar claramente o envolvimento de Terra com o Exterminador. Por fim, consegui localizar o texto original em inglês que vocês podem conferir abaixo: “I alternately love you and hate you. Sometimes i can´t bear to be apart from you… other times i don´t want to know you exist.

Eis o texto original de Wally para Ravena, sem homenagens ao nosso querido Cazuza.

Voltando a história, vemos que enquanto os Titãs seguiam suas vidas de forma inocente, seus inimigos tramavam pelas suas costas. Não apenas o Exterminador e Terra, mas um perigoso Irmão Sangue que se reerguia com uma legião de seguidores comandados pela sinistra Matriarca do Caos. Isso sem falar na ameaça da C.O.L.M.E.I.A, mas nada disso poderia ter machucado mais do que a traição de um dos seus. As motivações de Terra são explicadas apenas como uma maldade inerente, algo intrinsecamente ligado a sua personalidade. Não foi por vingança, interesse ou algo maior e mais terrível. A garota era má. Insanamente má. E ela odiava os Titãs. Simples assim.

Depois de tantos anos, não é nenhum spoiler dizer que Terra morreu vítima de sua própria loucura, e apesar de sua traição, causou imenso pesar nos ex-parceiros. Em respeito a sua memória, eles não contaram a verdade ao seu irmão, dizendo apenas que ela morreu em combate como uma heroína. Eles até mesmo fizeram um busto em seu túmulo, dando a ela um funeral com todas as honrarias.

Servindo como um divisor de águas, O Contrato de Judas ajudou a delimitar a transição da adolescência para a vida adulta desses personagens, ainda que talvez tenham sido forçados a isso cedo demais apesar do tipo de vida que escolheram para si. Uma vez estabelecido esse parâmetro, tudo o mais que vinha sendo feito em matéria de HQs de super-heróis precisou se enquadrar nessa nova forma de se contar histórias. É claro que os Titãs não foram os primeiros a elevar o nível, mas o fato de se tratar de uma equipe de jovens, basicamente a evolução da antiga Turma Titã formada pelos parceiros mirins dos heróis, tornou tudo muito mais simbólico.

Infelizmente, essa nova safra de boas histórias também gerou algumas aberrações. Histórias violentas demais, chocantes demais, sangrentas demais, e até sexualizadas demais, cujo objetivo era tentar provar que esse teor grotesco era sinônimo de HQs maduras, o que é uma grande mentira. O que faz uma história ser respeitada é a forma como seu roteiro é conduzido e isso não implica necessariamente em cultivar nele elementos polêmicos. A realidade é cruel, e isso deve ser mostrado na ficção. Mas também existem pessoas boas capazes de atos de genuíno altruísmo, que mesmo nas piores situações podem encontrar a redenção. E isso também pode ser celebrado em excelentes histórias. Não é sempre, eu sei. Mas acontece.

Que bom que a arte imita a vida, e não é sempre usada apenas para nos entreter de forma frívola. Podemos aprender alguma coisa, refletir sobre nossos próprios atos e quem sabe, até nos tornarmos pessoas melhores?

Mesmo que seja através de um história em quadrinhos.

Quem sabe?

 

Leia também:

OS NOVOS TITÃS: QUEM É A MOÇA MARAVILHA?

OS NOVOS TITÃS DE MARV WOLFMAN E GEORGE PÉREZ !

X-MEN E NOVOS TITÃS: “QUEM SE ATREVE A INVOCAR A FÊNIX NEGRA? – EU, DARKSEID”!

LIGA DA JUSTIÇA VS JOVENS TITÃS – RESENHA

OS NOVOS TITÃS… DE HOJE, ONTEM E SEMPRE!

ROBIN NUMA REALIDADE ALTERNATIVA EXCLUSIVA QUE VOCÊ SÓ CONFERE AQUI NO SANTUÁRIO!

POR QUE O MUNDO PRECISA DE DONNA TROY?

 

Anúncios

2 comentários sobre “Os Novos Titãs – O Contrato de Judas!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s