Flex Mentallo – VOCÊ! Leia esta resenha AGORA ou a Terra estará CONDENADA!!

Ou “Quem Precisa de Garotas Quando Se Tem Gibi?”

Por Henry Garrit

Flex Mentallo está em busca de seu antigo parceiro de combate ao crime, “Fato”, outro personagem de histórias em quadrinhos que criou vida graças aos poderes psiquícos de um garoto chamado Wally Sage. Ao mesmo tempo em que prossegue sua busca, precisa impedir a destruição da danada da realidade prestes a se desfazer à alvorada, mas felizmente Flex está sempre de prontidão.

Parece confuso? Calma, é só Grant Morrison sendo (muito) Grant Morrison.

Publicado no Brasil pela Panini em encadernado luxuoso, “Flex Mentallo: O Homem dos Músculos Mistério” escrito por Morrison com arte de Frank Quitely é um derivado da fase da Patrulha do Destino dentro do selo Vertigo conduzida pelo autor e publicada com anos de atraso, mas finalmente concluída por aqui em forma de encadernados.

Mas quem é Flex Mentallo? Por que ele apareceu nas histórias da Patrulha do Destino? Qual é a daquela sunga de oncinha?

Vamos por partes.

Segundo consta no texto introdutório do encadernado, (o qual não sei se é verdadeiro) Flex Mentallo foi um personagem muito popular nos anos 40 e 50, especialmente no período da Segunda Guerra. Eram histórias com sub-texto homoerótico quase imperceptível, onde ele interagia com deuses gregos e ameaças científicas sempre deixando seus músculos à mostra usando apenas sua sunguinha estampada. O texto diz que algumas de suas melhores histórias foram escritas por um sujeito chamado Wallace Sage, que morreu na miséria em 1982. Com o tempo, o personagem caiu no esquecimento, sendo resgatado nos anos 90 no título da Patrulha do Destino.

E essas são todas as respostas que eu tenho a oferecer.

Quem conhece o trabalho de Grant Morrison sabe que ele é repleto de recursos de metalinguagem, e gosta de contar suas histórias de forma não convencional em grande parte das vezes, o que já lhe rendeu grandes roteiros e fez com que ele gravasse sua marca na industria dos quadrinhos.

Há quem ame e quem odeie, mas para os fãs da nona arte, é impossível ignorar esse escocês psicodélico.

Ele já havia surpreendido os leitores com sua passagem pelo título do Homem-Animal, fazendo com que esse esquecido personagem se tornasse relevante novamente. Em meio ao sucesso que se seguiu, ele assumiu também nessa época o título da Patrulha do Destino, a problemática equipe de heróis desfuncionais de DC, que pasmem (olha a polêmica) inspirou a criação dos X-Men! E foi justamente nesse período em que escrevia Doom Patrol, que Morrison introduziu o personagem Flex Mentallo.

FATO:
você não pode julgar um livro pela capa

Muitos irão considerar essa HQ uma história nonsense demais, com divagações em excesso e devaneios que fariam qualquer “viagem” parecer um passeio no carrocel, mas o fato é que foi para isso que ela foi feita, então nesse sentido cumpre sua proposta de ser mais um emaranhado metalinguístico repleto de referência as próprias histórias em quadrinhos e nunca uma aventura de super-heróis tradicional, mas ainda assim uma aventura sobre um super-herói, desconstruindo todos os padrões a que estamos acostumados para tecer uma narrativa labiríntica que só vai agradar mesmo aos que aceitam a proposta estabelecida por Morrison.

Dito isto, é uma história divertida, ilustrada com maestria por Frank Quitely e que embora não se ligue diretamente a Patrulha do Destino, nos faz querer conhecer ou revisitar a equipe em sua fase da Vertigo escrita pelo escocês louco.

Louco no melhor sentido da palavra.

Confira resenhas de outros trabalhos de Grant Morrison:

Marvel Boy

Liga da Justiça: 3º Guerra Mundial

Mulher-Maravilha: Terra 1

Crise Final: A História que Não foi Contada

Batman: A Morte e o Retorno de Bruce Wayne

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s