Stranger Things – resenha da incrível segunda temporada!

Stranger-things

Por Henry Garrit

Ambientada nos anos 80 com referências a Stephen King que deixam qualquer fã extasiado, a série da Netflix surpreendeu a todos com uma primeira temporada empolgante que angariou milhares de fãs pelo mundo. E é claro que a aguardada segunda temporada gerou enorme expectativa, que felizmente não decepcionou!

As referências, marcas registradas da série, continuam lá, e vão desde  “It, a coisa” até a série em quadrinhos de Grant Morrison “Os Invisíveis“, publicada pela Vertigo, passeando por Caça-Fantasmas, Alien, O Exorcista e dezenas de outras.

Uma das decisões mais acertadas foi a contratação do ator Sean Astin que entrou na história como o personagem Bob Newby, e rapidamente conquistou seu lugar no coração dos fãs. Embora tenha ficado mundialmente famoso por seu papel em “O Senhor dos Anéis”, Sean fez parte do elenco infantil do filme “Os Goonies” de 1985, outra grande referência para o programa.

Assim como na primeira temporada, a série alterna momentos de humor e suspense, e nos deixa totalmente interessados no destino de cada um dos personagens. Eleven (ou “Onze”, ou “11”, como preferir) é aquela de quem mais estávamos curiosos e é muito interessante acompanhar a evolução da personagem e suas descobertas. A garota passa por uma jornada de auto-conhecimento e se mostra mais uma vez uma peça-chave da trama, ainda que os holofotes não tenham focado nela o tempo todo, dando espaço para o desenvolvimento de outros personagens.

Nessa temporada, acompanhamos o retorno de Will, depois de passar boa parte da temporada anterior preso no mundo invertido. Mas como ficou claro no final do arco anterior, Will trouxe algo consigo, literalmente. Mas ainda mais aterrador que a infecção é a própria conexão que o menino continua a manter com essa dimensão sombria. Através de vários momentos de transe, vemos que ele é atormentado por uma força maligna que deseja atravessar para este lado e destruir tudo o que existe “deste lado do espelho”.

O grupo de amigos de Will, formado por Lucas, Dustin, Mike e a novata Max, recebe a ajuda inesperada de Steve, e precisa lidar com uma nova praga de Demogorgons; ou Demodogs, e enquanto Jonathan e Nancy buscam fazer #JustiçaPorBarbara, o Xerife Jim Hopper, Joyce e seu parceiro Bob investigam acontecimentos bizarros e a ligação disso tudo com o Will, para tentar salvá-lo…  Já que que novamente o garoto paga o pato e sofre o diabo na mão das criaturas do mundo invertido.

71b1c0cd37c6a969e46b578d015a159154283f70

Mas e 11?

Ela retorna em grande estilo, para deleite dos fãs. Tecnicamente, é a única efetivamente capaz de nos salvar da invasão perpetrada pelas criaturas da outra dimensão, mas antes  precisa passar por uma prova de fogo pessoal, e descobrir quem realmente é.

Stranger Things continua nessa temporada sendo uma das séries mais divertidas da Netflix, misturando vários elementos clássicos de filmes de terror dos anos 80 sem se tornar pesada, equilibrando o tom em doses que agradam tanto aos fãs de terror como aqueles que preferem uma história mais leve, deixando sempre um clima de suspense sem matar ninguém de susto. (Pelo menos no meu caso, mas acho que isso vai depender da sensibilidade de cada um).

Ainda digna de maratona, Strager Things nos cativa e acaba a temporada deixando gostinho de quero mais.

E que ainda venham muitos #BagulhosSinistros

st2_vertical-main_pre_us

S_Final

Henry Garrit é autor de vários livros de ficção, fantasia e terror. Ele também escreve HQs, onde criou alguns personagens, dentre os quais se destacam “MONTE CASTELO”, um arqueólogo que está sempre às voltas com o sobrenatural e “VÊNUS” sua heroína de ficção científica.

Adquira seu novo livro clicando AQUI!

Anúncios

Um comentário sobre “Stranger Things – resenha da incrível segunda temporada!

  1. De forma interessante, os irmãos Matt e Ross Duffer, criadores da série e diretores dos dois primeiros e dois últimos episódios da temporada, optaram por inserir uma cena de abertura com personagens novos, o que acaba sendo um choque para o espectador, que esperarava reencontrar de cara as queridas crianças. Desde que vi o elenco de Stranger Things imaginei que seria uma grande produção, já que tem a participação de atores muito reconhecidos, Pessoalmente eu irei ver por causo do actor Charlie Heaton, um ator muito comprometido (recém a vi em SHUT-IN para uma tarde de lazer é uma boa opção.), além disso, acho que ele é muito bonito e de bom estilo. Não posso esperar para ver a nova temporada, estou ansiosa.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s