PREACHER – Até o fim do mundo!

Por Henry Garrit

O pastor de uma igreja em uma pequena comunidade foi possuído por uma entidade metade angelical, metade demoníaca e recebeu o “Dom da Palavra”, o que basicamente obriga a maioria das pessoas a fazer o que ele disser. Ele reencontrou seu antigo amor e fez amizade com um vampiro. Descobriu que Deus sumiu e, desiludido, resolveu largar tudo e procurá-Lo a fim de exigir explicações.

Nesse novo volume de Preacher, o reverendo Jesse Custer prossegue em sua jornada em busca de Deus, não metaforicamente falando. Ao lado do recém reencontrado amor, Tulipa, Jesse parece viver algum tempo de felicidade com ela, até ser abordado por pessoas de seu passado que sequestram os dois e os levam um ponto obscuro da história do pastor. Ao mesmo tempo, vemos os esforços do Sr. Starr em encontrar Jesse e obrigá-lo a usar seu dom em proveito próprio, mas havia um vampiro no meio do caminho… e a relação de Starr com Cassidy não é menos do que hilária, apesar de trágica.

Até o Fim do Mundo faz uma pequena pausa no grande objetivo de Jesse e nos conta sobre seu passado, é basicamente uma “história de origem”, onde conhecemos através de flashbacks seus falecidos pais e a senhora Marie L´Angelle sua bizarra avô, ainda muito viva embora algo um pouco menos que humana e quase demoníaca, além de seus “primos” (vamos chamá-los assim) Jody, e T.C., um deles ultra-violento e cegamente fiel a Marie e outro completamente amoral e sexualmente pervertido. O horror dessa família é no entanto um dos melhores plots da saga, fazendo-nos acompanhar o sofrimento do jovem Jesse crescendo nesse lar absurdo, onde sua existência era permitida apenas pelo propósito que lhe fora conferido, e não havia nenhum amor, apenas uma doentia devoção e cumplicidade entre eles e por sua matriarca.

Arte de capa de Glenn Fabry

O desfecho da trama é a marca registrada de Garth Ennis, puro humor negro fazendo com que as cenas se intercalassem entre momentos de tensão e desconforto, e outros em que simplesmente o leitor precisa rir de toda aquela loucura. Texto arrebatador e arte impecável de Steve Dillon.

Os caminhos de Jesse, Tulipa e Cassidy voltam a se cruzar quando Starr envia seus agentes para capturá-los ao mesmo tempo em que eles investigam as circunstâncias da morte de Greta, namorada de Cassidy. Ennis segue seu enredo seus pudores em mostrar o que de pior as pessoas têm a oferecer, convergindo todos os personagens a uma orgia na casa do Jesus de Sade, onde o limite entre a liberdade sexual e a prática criminosa de alguns fetiches e até mesmo da pedofilia é exposta como uma pústula aberta na nossa cara, causando a revolta e o (justo) descontrole de Jesse, que decide fazer algo a respeito.

Esse volume termina com um gancho envolvendo a captura de Cassidy pelo Sr. Starr, que até então se fazia passar por Jesse e acabou sendo descoberto quando o “Poder da Palavra” foi colocado em teste… Obviamente a sua morte foi ordenada, mas como eles reagirão ao constatar que não é tão fácil matar um vampiro?

Se liga no Santuário e esteja aqui para a resenha do próximo volume de Preacher!

Leia a resenha do Volume 1 AQUI! 

S_FinalO e-book IRREALIDADES vai te surpreender ao apresentar mundos sombrios, futuros perigosamente possíveis e aventuras em guerras tecnológicas em planetas distantes!

Incríveis contos de suspense, aventura, ficção científica e fantasia! Não perca!

CAPA IRREALIDADES

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s