TOM STRONG: TERROR NA TERRA OBSCURA

O segundo volume encadernado de Tom Strong de Alan Moore e Chris Sprouse (com diversos outros artistas convidados) lançado no Brasil pela Panini é uma verdadeira enxurrada de boas histórias com temas variados, colocando os personagens em situações diversas, e muito embora o grande chamariz seja mesmo “Terror na Terra Obscura“, temos muitas outras HQs de qualidade. Desde a mais pueril até a mais elaborada, todas são feitas com profundidade, ainda que de modo geral, Tom Strong  tenha uma trama que não se leva a sério, apresentando possibilidades espantosas da ciência e da magia com explorações arqueológicas e super-heroísmo, deixando o leitor sempre ciente do quanto todos esses eventos são aceitáveis apenas numa história em quadrinhos. É como se o autor, de modo sensato, não fingisse tentar nos convencer de que aquilo é real, mesmo que trate cada detalhe como se de fato fosse.

É Alan Moore lançando mão das mais absurdas situações com tanto respeito quanto possível, deixando claro o quanto são de fato absurdas. Assim, Tom Strong existe num universo onde a fantasia e o heroísmo exagerados são vistos com essa verossimilhança impressionante, a ponto de atordoar nossos sentidos.

tom-strong-terror-na-terra-obscura-1

O encadernado pode ser encarado como um verdadeiro almanaque de histórias que embora enveredem por diferentes temas, sempre confluem ao gênero da aventura fantástica, coroando Tom e seus amigos como os grandes “heróis científicos” (como o autor os chama), tendo como mérito tramas que nunca deixam de nos surpreender apesar da supostamente simples premissa do personagem.

Se no primeiro volume o personagem já havia se estabelecido como mais uma grande criação de Alan Moore, aqui ele se consolida como uma das leituras mais divertidas e despretensiosas do autor. Brincando com paródias que vão do debochado traço da revista MAD aos “pulps”, Capitão Marvel (Shazam), Adam Strange, Capitão Cenoura, Doctor Who, Tarzan, Cavaleiro Solitário… Enfim… Passaria muito tempo aqui listando todas essas referências pelas quais Tom Strong passeia, sem mencionar os clássicos super-heróis americanos, tornando-se assim um vasto coquetel da cultura pop.

Tomn Strong 13 px21 p3

Esse gosto eclético também se reflete na arte, já que além do cocriador do personagem, Chris Sprouse, também colaboraram magistralmente na edição os desenhistas Alan Weiss, Paul Chadwick, Gary Gianni, Russ Heath, Kyle Baker, Pete Poplaski e Hilary Basta, cada um dando o tom e as características diferenciadas para cada história.

E olha… ficou uma belezura!

PhantomAutogyro

Tom Strong é uma excelente opção, um tanto mais leve, para os fãs do autor de Watchmen, Monstro do Pântano, V de Vingança e outras obras viscerais…

Clique para ler a resenha do primeiro volume: Tom Strong – A Origem!

Se liga no Santuário para ler as resenhas dos próximos encadernados!

S_FinalIRREALIDADES vai te surpreender ao apresentar mundos sombrios, guerras tecnológicas, futuros perigosamente possíveis e aventuras em planetas distantes!

Incríveis contos de suspense, aventura, ficção científica e fantasia! 

Clique e confira!

CAPA IRREALIDADES

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s