Os Invisíveis – Satãpestade

Os_Invis_veis_7

Resenha do 7º encadernado de Os Invisíveis: Satãpestade.

Com roteiro de Grant Morrison e arte de Warren Pleece, Sean Phillips e Philip Bond.

Se preferir, pode ler as resenhas dos números anteriores: A RevoluçãoAbocalipseEntropy in the U.K.Infernos Unidos da América , Conte até Zero e Beijos para Quimper.

É o penúltimo encadernado antes do fim,  e a história já está se preparando para fechar-se em si mesma como um ouroboros narrativo, onde encontramos conexões profundas e ocultas que percorrem os personagens nesse novo arco em que Morrison concede grande destaque a “Divisão X“, outra célula dos Invisíveis, desempenhando um belo trabalho de detetives sobre os mistérios à sua volta e sobre os mistérios sobre si mesmos, ligando os pontos com os outros atores desse grande espetáculo, que como  mencionado, mantém profundas e ocultas conexões com todos os personagens.

Mesmo sendo absurdamente irreal, esta é provavelmente a história mais realista de Os Invisíveis, guardadas as devidas proporções da magnitude da estranheza criada e mantida por Morrison desde o começo da série.

Temos a quase predominância da arte de Philip Bond e Warren Pleece, nas quatro partes de “Satãpestade”, que compartilham um traço muito parecido o qual não amo, mas especificamente neste arco pareceu bastante competente em transmitir a proposta do enredo. Sean Philips desenha as histórias Carmagedom partes 1 e 2, dando mais sobriedade ao texto e remetendo a um “estilo Vertigo” mais clássico de ilustrar histórias, o que coube muito bem à trama. Impossível não citar aqui a arte extraordinária das capas feitas por Brian Bolland, todas impecáveis.

d0ed87de37b87a795ed552fc70b2b39f._SX1280_QL80_TTD_

Viver outra vida, ser outra pessoa e depois acordar lembrando que nada daquilo era real, caindo em camadas de ilusões e lavagens cerebrais é o menor dos problemas quando um ser vindo de outra dimensão está prestes a ser trazido até a nossa realidade pelos acólitos dos Arcontes com a missão de ser um novo e terrível “messias”…

…mas os Invisíveis têm seu próprio messias, Dave McGowan, ou Jack Frost se preferir, ainda passando por um processo de treinamento intensivo na África enquanto se prepara para a cartada final.

No conflito entre subserviência confortável e liberdade imprevisível, de qual lado você fica?

RECOMENDAÇÃO DO SANTUÁRIO!

Você ainda não leu IRREALIDADES??

“Irrealidades” é uma coleção de histórias surpreendentes que irão te levar a mundos sombrios, futuros perigosamente possíveis e guerras tecnológicas em planetas distantes!

Clique na imagem e aventure-se agora mesmo!

CAPA IRREALIDADES

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s