HELLBLAZER INFERNAL VOL. 1 – HÁBITOS PERIGOSOS

HELLBLAZER-INFERNAL-VOL1

Este primeiro encadernado da série Infernal publicado pela Panini no Brasil, dá seguimento a coleção anterior, Origens, e tem um grande significado pra mim como leitor pois foi meu primeiro contato com o título Hellblazer (quando publicado pela Editora Abril em revista Vertigo nos anos 90) e logo de cara me deu o tom de tudo o que a série representaria. Eu já havia lido algumas das participações de Constantine em Monstro do Pântano, por isso esperava algo de alto nível… E não me decepcionei. Também foi minha primeira vez com Garth Ennis (olha como isso soou…) e ainda nem sonhava com as peripécias dele em PREACHER e outras tantas grandes obras que produziu. O Grande lance é que depois de encerrar sua passagem no Monstro do Pântano, Moore nunca escreveu uma vírgula sequer para o mago, no entanto, algo digamos… Mágico aconteceu, pois não imagino uma gênese melhor para o personagem do que a que ocorreu sob o comando do roteirista Jamie Delano que desenvolveu  tudo o que o personagem viria a ser tendo como base  o conceito deixado por Moore. Quando Garth Ennis assumiu o título, recebeu com ele uma responsabilidade imensa… Prosseguir com o legado de qualidade que a revista de terror vinha mantendo. O fato é que o arco Hábitos Perigos capitaneado por ele é até hoje lembrado como uma das melhores histórias do título, elevando o nível de tudo aquilo que seus antecessores deixaram.

E pra um leitor de primeira viagem… Que bela primeira impressão, hein?

Olha a minha cara de impressionado, parceiro.

Constantine está morrendo. Não por maldição, feitiço ou magia das trevas. Ele tem câncer de pulmão e poucos meses de vida. Diante dessa chocante realidade, procura alguns de seus (poucos) amigos e sua família (sua irmã e sobrinha) para se despedir. Não existe uma magia que cure o câncer… A menos que a pessoa pague com a própria alma, o que acaba sendo um preço alto demais. Ciente disso, o mago procura Brendan Finn, um velho amigo de feitiçarias, na esperança de que ele tenha alguma forma de ajudá-lo, nem que seja ao menos lhe concedendo mais alguns anos de vida. Infelizmente ele não tem as respostas que procurava, mas em compensação tem uma acervo impressionante de bebidas e uma incrível fonte de água benta que se transforma na cerveja mais deliciosa do mundo através de um feitiço. Sem muitas outras opções, os amigos decidem apenas beber…

Mas Brendan também está nas últimas, e provavelmente não passa dessa noite. O pior: Ele vendeu sua alma em troca de obter o conhecimento e os recursos para constituir uma das maiores coleções de bebidas exóticas que se tenha notícia, o que realmente obteve. Em seu contrato, estipulou que o demônio deveria buscar sua alma pessoalmente na noite de sua morte, até a meia noite. Caso esse requisito fosse quebrado, o contrato estaria desfeito e sua alma estaria livre para habitar o Paraíso. Bom, sim… Não tenham dúvidas. Depois de toda aquela bebedeira, o fígado de Brendan não suportou mais e aquela seria de fato a noite de sua morte. Constantine também estava muito bêbado quando atendeu à porta e recebeu o sinistro homem que chegara… Também conhecido como o “Primeiro dos Três“… Um dos componentes do triunvirato que comanda o inferno, mas na prática, era “apenas” o demônio em carne, osso e enxofre, vindo reclamar a alma de Brendan. Constantine que já não tinha muito a perder (ou talvez tivesse muito mais a perder) decidiu ajudar seu amigo, e numa manobra de pura astúcia e (coragem?) enganou o demônio, não apenas libertando a alma de Brendan mas humilhando o ser das trevas que voltou ao inferno jurando estraçalhar a alma de Constantine quando ele morresse… O que todos sabem, seria muito em breve. E foi aí que ele bolou o plano mais sacana, insano e despropositado da história da magia. Para salvar sua alma, ele a vendeu para o “Segundo dos Três” e depois para o “Terceiro dos Três“, sem que um soubesse do outro. Logo em seguida, o mago se suicidou.

Quando o “Primeiro” veio reclamar a alma de Constantine pelo direito de ofensa a ele proferido, entrou em conflito com os outros dois. Cada um tinha a obrigação irrefutável de tomar a alma do mago, mas para tanto, deveriam lutar uma guerra entre si, o que enfraqueceria os portais do inferno e ofereceria uma vitória aos anjos do Céu. Assim sendo… A única forma de impedir isso foi curando Constantine do Câncer e restabelecê-lo a sua plena saúde. Fácil, não?

Claro que isso só funcionou porque ele sabia exatamente como ocultar a presença um do outro, além de executar cada ritual de modo impecável. Além disso, foi um tiro único. Nunca mais ninguém conseguiria fazer nada parecido agora que eles foram “escaldados” pelo mago britânico… Mas isso foi só o começo…

Em outro momento, vemos Constantine envolvido com o assassinato de sua amiga Laura, dona do Northampton Arms seu Pub preferido. Laura já estava acostumada a manter contato com o fantasma de seu marido Freddie, mas quando ela morre num incêndio criminoso, seus espíritos se unem e promovem uma verdadeira carnificina em busca de vingança. Cabe a Constantine tentar pará-los, mas será que ele é a pessoa mais indicada a mostrar que o amor que sentiam em vida deve ser maior do que essa jornada de ódio?

Além de ser um ótimo ponto de partida para novos leitores, essa edição é também uma sempre bem vinda lembrança dos bons e velhos tempos do mago.

Se liga no Santuário e acompanhe nossas próximas matérias de HELLBLAZER!

Leia todas as resenhas de Hellblazer: Origens:

Vol. 1  – PECADOS ORIGINAIS

Vol. 2  – TRIÂNGULOS INFERNAIS

Vol. 3  – NEWCASTLE E A MÁQUINA DO MEDO, ATO I

Vol. 4  – A MÁQUINA DO MEDO – ATO II

Vol. 5 – HISTÓRIAS RARAS

Vol. 6 – O HOMEM DE FAMÍLIA

Vol. 7 – O CORAÇÃO DO MENINO MORTO

Vol. 8 – A HORRORISTA E SANGUE RUIM

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s